Arquivo da tag: militares

Policiais do 4° BPM e bombeiros militares realizam em Guarabira a Operação Previna-se

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) e bombeiros do 3º BBM (Batalhão de Bombeiro Militar), ambos sediados em Guarabira, realizaram, durante a noite desse sábado (21) e madrugada deste domingo (22), a Operação Previna-se pelas ruas da cidade, conscientizando as pessoas para se recolherem em suas residências e prevenindo a contaminação pelo Novo Coronavírus.

A Operação foi comandada pelo major Silva Ferreira e contou com a participação das guarnições do CPU (Coordenador de Policiamento da Unidade), tenente Danilo, Táticos I, II e III, além da Rádio Patrulha. A Operação Previna-se, promovida pela Polícia Militar da Paraíba, será realizada também em outras cidades da área do 4º BPM.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Em Guarabira, policiais militares e civis apreendem moto usada em roubo

Uma moto Pop 100 de cor branca que foi utilizada por dois homens para praticar um roubo a um estabelecimento comercial no dia 27 de fevereiro foi apreendida por policiais militares e civis no final da manhã desta quinta-feira (5), na cidade de Guarabira. Quando foi localizada pelos policiais, a moto estava sendo conduzida por um homem que trazia a companheira na garupa.

A moto foi apreendida pelos policiais da guarnição do Comando do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) e do GTE (Grupo Tático Especial) da 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil que, de posse das informações sobre o assalto, realizaram diligências e hoje visualizaram a moto com o casal, que foi abordado e conduzido para a delegacia para prestar esclarecimentos.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

João Azevêdo promove 138 policiais militares nesta segunda-feira

O governador João Azevêdo divulgou na última sexta-feira (31),  uma lista com 138 policiais militares que serão promovidos. A solenidade acontece nesta segunda-feira (3), data de aniversário dos 188 anos da corporação, a partir das 11h, no salão de entrada do Quartel do Comando-Geral (QCG), em João Pessoa.

Os policiais serão promovidos da qualificação de praças, sendo 26 profissionais promovidos a subtenente, 82 a 1º sargento e 30 a 2º sargento.

A autorização assinada pelo governador João Azevêdo foi veículada no boletim interno da Corporação, por ato do comandante-geral da PM, coronel Euller Chaves. Com essas promoções, já são 978 policiais militares promovidos desde janeiro do ano passado, sendo 133 oficiais e 845 praças. As graduações das praças mais contempladas com promoções até agora foram as de cabo e 3º sargento.

Com mais essa decisão, o governador atinge a marca de quase mil promoções na PM, desde janeiro do ano passado.Além disso, os policiais dos Cursos de Formação de Sargentos (CFS), seleção interna que vem formando turmas anualmente, também vêm sendo promovidos, a exemplo da promoção desta sexta-feira (31), que traz a ascensão de 30 profissionais à graduação de 2º sargento.

A confraternização conta com a presença do comandante-geral e demais comandantes de unidades operacionais.

 

clickpb

 

 

Civis e militares ameaçam greve e governo pede “bom senso”

Representantes do Fórum das Entidades das Polícias Civil e Militar da Paraíba foram recebidos na última sexta-feira (17) pela equipe econômica do Governo do Estado com o intuito de avaliarem a proposta de subsídio e média salarial do Nordeste apresentada em dezembro de 2019. Os sindicalistas deixaram a reunião insatisfeitos e não descartaram a possibilidade de greve.

A equipe técnica do Governo do Estado propôs à categoria um reajuste de 5%, que não foi aceito, pois, de acordo com os representantes dos policiais, a cobrança da previdência retirará 3% do proposto aumento.

Uma assembleia da categoria foi agendada para o dia 5 de fevereiro. Até lá, os sindicalistas esperam uma resposta do Governo do Estado.

O secretário estadual da Fazenda, Marialvo Laureano, apelou para o bom senso dos policiais civis, militares e bombeiros. Segundo ele, o Governo propôs um ‘índice limite’ de aumento para os servidores, que deve acontecer de ‘forma linear’. Ele avalia a proposta apresentada pelo governador João Azevêdo como “ousada”, no entanto, o reajuste de 5% não foi aceito pela categoria.

 

PB Agora

 

 

Ex-presidiários morrem após troca de tiros com policiais militares na PB-071, em Curral de Cima

Dois ex-presidiários morreram após uma troca de tiros com policiais militares na noite da quarta-feira (8), na PB-071 que liga o município de Curral de Cima, no Litoral Norte da Paraíba, à BR-101. Segundo informações da Polícia Militar, a dupla foi abordada enquanto estava dentro de um carro parado com os faróis apagados.

Ao ir até os homens, os policiais teriam sido recebidos com tiros e revidaram com mais disparos. A dupla foi atingida e socorrida para o Hospital Geral de Mamanguape. Eles receberam atendimento médico, mas não resistiram aos ferimentos e morreram na unidade hospitalar.

Segundo a polícia, os homens respondiam na Justiça pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e formação de quadrilha. Com eles, foram apreendidos uma arma de fabricação caseira parecida com uma metralhadora e um revólver calibre .38.

O major Alberto Filho, comandante da 2ª Companhia de Polícia Militar da Paraíba, disse que a ação aconteceu durante rondas que já estavam sendo feitas na região. De acordo com ele, a suspeita é de que os homens estariam no local para cometer um homicídio.

Foram apreendidos uma arma de fabricação caseira parecida com uma metralhadora e um revólver calibre .38. — Foto: Polícia Militar/Divulgação

Foram apreendidos uma arma de fabricação caseira parecida com uma metralhadora e um revólver calibre .38. — Foto: Polícia Militar/Divulgação

 

G1

 

 

Governador João Azevêdo promove trinta e oito policias militares

O governador João Azevêdo promoveu 38 policiais militares. Os atos do chefe do Executivo estadual foram publicados na edição desta quinta-feira (7), do Diário Oficial do Estado (DOE).

De acordo com as promoções, dois policiais foram elevados ao posto de coronéis, seis de tenentes coronéis, oito de majores, 21 capitães e um ao de tenente.

Algumas promoções ocorreram por merecimento e outras por antiguidade.

MaisPB

 

 

Dupla suspeita de acionar rojões em direção a policiais militares é detida durante jogo, no Almeidão

A Polícia Militar apreendeu um adolescente e prendeu um homem suspeitos de acionar rojões em direção de policiais militares, no estádio Almeidão, em João Pessoa. As detenções aconteceram na noite deste domingo (4), durante o jogo entre Botafogo-PB e o Confiança, pela Série C do Campeonato Brasileiro.

O menor e o homem foram levados para a Central de Polícia Civil, no Geisel, para prestar esclarecimentos.

Eles estavam com uma bolsa com mais materiais, além dos rojões.

 

clickpb

 

 

 

Policiais militares e civis apreendem mais um veículo roubado e com placa clonada em Guarabira

Policiais militares e civis apreenderam nesta segunda-feira (29), em Guarabira, mais um veículo roubado, um Toyota Etios, de cor vermelha e placa de Pernambuco clonada. Com mais esta apreensão, aumentou para seis o número de veículos roubados em outros Estados, com adulterações de placas e chassis e que tinham sido comercializados na cidade a preços abaixo dos valores de mercado. Outros dois veículos foram apreendidos, mas os policiais ainda aguardam o resultado da perícia que comprove as adulterações. As apreensões são resultado de ações integradas entre policiais da guarnição do Comando do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) e do GTE (Grupo Tático Especial) da 8ª Delegacia Seccional de Polícia Civil.

O Toyota Etios foi localizado na garagem de uma residência após denúncias de que o proprietário do imóvel teria adquirido um veículo possivelmente adulterado. Ao consultarem a placa, os policiais não encontraram nenhuma restrição, uma vez que o veículo com a placa original está circulando normalmente em Pernambuco, mas ao verificarem a numeração do motor que estava na garagem, constataram a verdadeira placa e que ele possuía restrição de roubo ou furto. O dono da residência informou aos policiais que teria adquirido o veículo por R$ 30 mil a um comerciante de Guarabira. Ele foi conduzido à delegacia e liberado após prestar esclarecimentos.

Na semana passada, outros cinco veículos foram apreendidos: um Cobalt, um Hyundai HB20, um Renegade, uma Duster e uma Ecosport, roubados nos Estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Minas Gerais. As pessoas que adquiriram os veículos foram conduzidas à delegacia para prestarem esclarecimentos e foram liberadas. Em todos eles, foram encontradas adulterações em chassi e/ou placas para que fossem adquiridos pelos interessados como se não possuíssem qualquer restrição.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Policiais militares e civis prendem mototaxista com droga em Alagoa Grande

Uma operação integrada entre policiais militares e civis resultou, nesta sexta-feira (14), em Alagoa Grande, na prisão de um mototaxista acusado de tráfico de drogas. Durante a operação, foram cumpridos três mandados de busca e apreensão e com o mototaxista foi encontrada uma quantidade de uma substância semelhante a crack e uma faca que seria utilizada para cortar a droga.

A operação foi coordenada pelo comandante da 2ª Companhia do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), capitão Jones, e pela delegada Maria Soledade de Sousa e visa ao combate do tráfico de drogas na cidade. O mototaxista preso já era alvo de investigações de que servia de elo entre os usuários de droga e as boca de fumo, fazendo o transporte, que de acordo com a legislação, também configura tráfico de drogas.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

12 militares viram réus no caso de carro alvejado por tiros em Guadalupe

A juíza federal substituta da Justiça Militar Mariana Queiroz Aquino aceitou, neste sábado (11), a denúncia do Ministério Público Militar e os 12 militares do Exército viraram réus no caso do carro atingido por dezenas de tiros em Guadalupe. Na ação, um músico e um catador foram mortos.

Os militares vão responder por homicídio qualificado, tentativa de homicídio qualificada e omissão de socorro.

Na sexta-feira (10), o Ministério Público Militar denunciou os doze homens pelas mortes do músico Evaldo Rosa dos Santos e do catador Luciano Macedo, no dia 7 de abril. Os dois foram baleados pelos militares, que alegam terem confundido o carro com o de assaltantes.

O documento do MP Militar cita laudos que apontam terem sido disparados 257 tiros de fuzil e de pistola. O carro em que estava o músico, que morreu na hora, foi atingido por 62 disparos. O sogro dele, Sérgio Gonçalves de Araújo, ficou ferido na ação.

A mulher de Evaldo, o filho do casal e uma amiga deles também estavam no veículo e não se feriram.

O catador Luciano Macedo foi baleado quando tentava ajudar Evaldo Santos, que teve o carro atingido pelos tiros quando seguia com a família para um chá de bebê. Ele estava internado desde o dia do crime e morreu no hospital no dia 18 de abril.

Catador Luciano Macedo é a segunda vítima dos mais de 80 tiros disparado por militares — Foto: Reprodução/TV Globo

Catador Luciano Macedo é a segunda vítima dos mais de 80 tiros disparado por militares — Foto: Reprodução/TV Globo

Militares denunciados:

  • Italo da Silva Nunes
  • Fabio Henrique Souza
  • Paulo Henrique Araújo
  • Leonardo Oliveira de Souza
  • Wilian Patrick Pinto
  • Gabriel Christian Honorato
  • Matheus Sant’Anna Claudino
  • Marlon Conceição da Silva
  • João Lucas da Costa
  • Gabriel da Silva de Barros
  • Vitor Borges de Oliveira
  • Leonardo Delfino Costa

Prisão

Dos 12 denunciados, nove estão presos desde o dia 7 de abril, quando aconteceu o crime. Eles aguardam a investigação detidos em uma unidade militar. A defesa dos militares entrou com um pedido de liminar no Superior Tribunal Militar (STM) para acompanharem em liberdade a investigação.

Os outros três militares, que não estão presos, estavam aguardando a decisão da Justiça sobre a denúncia em liberdade. Destes três militares, dois dirigiam as duas viaturas militares que estavam no local onde Evaldo Rosa morreu.

De acordo com depoimentos dos militares, os dois motoristas não atiraram. Também não atirou o soldado Leonardo Delfino, segundo depoimentos prestados na Justiça.

Um parecer do subprocurador do Ministério Público Militar Carlos Frederico sugeriu que os militares aguardassem, em liberdade, o desenrolar do processo. O relator do caso, o general do Exército Lúcio Mário de Barros Góes, a prisão dos envolvidos não pode ser utilizada de forma a antecipar eventual pena aplicada aos militares, sob pena de se ferir o princípio da presunção de inocência.

G1