Arquivo da tag: milhões

ALPB efetiva doação de R$ 2 milhões ao Estado para enfrentamento à pandemia do coronavírus

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) repassou, nesta quarta-feira (8), R$ 2 milhões para as secretarias estaduais de Desenvolvimento Humano e de Educação, Ciência e Tecnologia para serem aplicados no combate à pandemia do coronavírus (Covid-19). A doação foi feita através do Programa de Apoio do Poder Legislativo ao Enfrentamento do Coronavírus na Paraíba, criado em maio deste ano pelos deputados estaduais.

De acordo com o presidente da ALPB, Adriano Galdino, depois de vencer toda uma burocracia, o repasse foi feito, destinando R$ 1 milhão para a Secretaria de Desenvolvimento Humano, para a compra de feiras que serão distribuídas pelo Exército Brasileiro em diversos municípios do Estado; e de R$ 1 milhão para a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia para ser gasto com pesquisa referentes à Covid-19.

Os recursos doados são oriundos da economia gerada pela ALPB com o congelamento da Verba Indenizatória de Apoio Parlamentar (VIAP), e outras economias determinadas pela Mesa Diretora, como devolução de carros alugados e revisão de contratos, durante o período de suspensão das atividades presenciais na sede da Assembleia.

A Casa Epitácio Pessoa também comprou e distribuiu mais 100 mil máscaras a profissionais de saúde de todo o Estado, além de trabalhar remotamente neste período de quarentena produzindo leis para proteger os paraibanos do coronavírus e dos impactos financeiros da crise gerada pela pandemia.

Pesar

Dois votos de pesar foram aprovados pela Assembleia durante a sessão remota realizada na manhã quarta-feira, através de videoconferência, às famílias do ex-secretário de Educação do Estado, professor Iveraldo Lucena, e do vereador (Derluiz) Dedé Ribeiro, do município de Alagoa Grande.

As proposituras foram apresentadas pela deputada Cida Ramos (PSB), com relação ao falecimento do professor Iveraldo, acometido de câncer; e pelo deputado Bosco Carneiro (PPS), com relação ao vereador Dedé, que morreu de covid-19.

agenciaalpb

 

 

Auxílio emergencial: R$ 30 milhões foram pagos indevidamente a 2 mil pessoas na PB, diz CGU

Um levantamento da Controladoria Geral da União (CGU) aponta que cerca de R$ 30 milhões foram pagos para pessoas que não tem direito ao auxílio emergencial na Paraíba. Segundo a CGU, quem recebeu os valores indevidamente poderá ser processado por falsidade ideológica.

De acordo com o superintendente da CGU na Paraíba, Severino Queiroz, cerca de 2 mil paraibanos teriam sido beneficiados pelo auxílio emergencial sem ter o direito. A CGU, através de um monitoramento de dados, listou as pessoas que teriam fraudado o patrimônio para poder receber o auxílio.

Os nomes de quem recebeu o benefício mesmo possuindo patrimônio será encaminhado para a Polícia Federal e o Ministério Público, que poderão processar os envolvidos por falsidade ideológica.

Ainda conforme a CGU, quem recebeu irregularmente os R$ 600 poderá devolver o dinheiro acessando o site Devolução de Valores do Auxílio Emergencial do Ministério da Cidadania.

G1

 

Após arrecadar R$ 40 milhões e enfrentar problemas na transmissão, Flamengo libera jogo e reembolsará quem pagou para ver jogo com Volta Redonda pela internet

Após a revolta de torcedores do Flamengo, por não conseguirem comprar o ingresso virtual pela plataforma de streaming MyCujoo, time decidiu liberar a transmissão da partida com o Volta Redonda, pela semifinal da Taça Rio, gratuitamente pelo seu canal no Youtube, a FlaTV. O clube havia arrecadado quase R$ 40 milhões, ou seja, 4 milhões de pessoas já havia pago para ter acesso ao jogo.

O clube havia anunciado o valor de R$ 10 para o usuário ter acesso ao jogo em casa. A partida aconteceu no Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro. Muitos rubro-negros não conseguiram comprar o bilhete por problemas na plataforma. Minutos antes do início da partida, o clube decidiu liberar a transmissão para todos os torcedores e reembolsar o valor pago.

Com esse dinheiro de R$ 40 milhões, o Flamengo ultrapassava, em duas vezes, o pagamento pela TV Globo, para a transmissão de dois campeonatos cariocas. A emissora pagava ao Flamengo R$ 17 milhões pelos direitos de transmissão. Flamengo tem a melhor campanha e é o campeão da Taça Guanabara.

 

clickpb

 

 

Mega-Sena: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 26 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.269 da Mega-Sena, realizado na noite desta quarta-feira (10) em São Paulo. O prêmio acumulou.

Veja as dezenas sorteadas: 01- 11 – 14 – 23 – 29 – 55.

A quina teve 47 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 39.726,16. A quadra teve 3.225 apostas vencedoras; cada uma ganhará R$ 827,07.

O próximo concurso (2.270) será no sábado (13). O prêmio é estimado em R$ 26 milhões.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

G1

 

Empresa devolve R$ 7,5 milhões após respiradores não serem entregues, diz secretário de saúde da PB

O secretário de saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, informou nesta quarta-feira (10), que o estado vai receber R$ 7,5 milhões que foram empregados na compra de 75 respiradores pela Paraíba por meio do Consórcio Nordeste. Segundo o secretário, a empresa inglesa que vendeu os equipamentos não conseguiu cumprir o prazo de entrega e por isso o valor foi devolvido.

“O Consórcio Nordeste adquiriu estes respiradores e como não foram entregues, entrou com uma ação. O secretário de saúde da Bahia me informou que o valor foi devolvido ao consórcio na noite da terça-feira (9) e que ainda nesta quarta deve repassar a parte que é da Paraíba”, disse Geraldo.

Conforme a Secretaria de Saúde da Paraíba, o valor devolvido dos respiradores vai ser depositado no Fundo Estadual de Saúde. Geraldo não informou, entretanto, se este dinheiro vai ser investido na compra de equipamentos.

A Paraíba havia feito duas compras de equipamentos em empresas do exterior por meio Consórcio Nordeste, totalizando 105 respiradores a um custo de pouco mais de R$ 12 milhões. A compra foi feita com dispensa de licitação e destinada ao atendimento de pacientes em estado grave infectados pela Covid-19

O Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB) instaurou um procedimento para apurar as circunstâncias dos contratos firmados pela Secretaria de Saúde, uma vez que o respiradores não foram entregues pelos fornecedores da China e Inglaterra.

Na primeira compra, foram investidos R$ 4,5 milhões em 30 respiradores fabricados por uma empresa chinesa. Segundo a Secretaria de Saúde da Paraíba, os respiradores não foram entregues e até esta quarta-feira o valor não foi devolvido, mesmo após o Consórcio solicitar o bloqueio judicial das contas da empresa.

Consórcio Nordeste

O Consórcio Nordeste é um convênio entre os nove estados do Nordeste, criado em março de 2020, para aquisições centralizadas ou compartilhadas de bens e serviços de saúde, para assistência à população durante a pandemia de Covid-19.

Foto: Francisco França/Governo da Paraíba

G1

 

Caixa libera saque do auxílio emergencial para 2,6 milhões de beneficiários

Será liberado hoje (09), transferências e saques em dinheiro da segunda parcela do Auxílio Emergencial depositada em poupanças sociais digitais do banco para os 2,6 milhões de beneficiários nascidos em setembro estão liberadas.

Desde a última semana também é possível realizar a transferência do benefício para contas da Caixa ou de outros bancos, respeitando o calendário referente ao mês de aniversário.

Veja o calendário para saque e transferência da poupança social:

Nascidos em: Liberado em:
janeiro 30 de maio
fevereiro 1 de junho
março 2 de junho
abril 3 de junho
maio 4 de junho
junho 5 de junho
julho 6 de junho
agosto 8 de junho
setembro 9 de junho
outubro 10 de junho
novembro 12 de junho
dezembro 13 de junho
Cartão de débito virtual

O beneficiário não precisa sacar o auxílio para usar o dinheiro. O aplicativo Caixa Tem possibilita ao cidadão fazer transferências bancárias e pagar contas, como as de água, luz e telefone.

Além disso, o aplicativo disponibiliza gratuitamente o cartão de débito virtual Caixa para fazer compras pela internet, aplicativos e sites. O cartão também é aceito em maquininhas autorizadas com a funcionalidade do cartão virtual de débito.

Para usar o serviço, o beneficiário precisa gerar o cartão virtual. Para isso, o primeiro passo é atualizar o Caixa Tem. Depois, entrar no aplicativo e acessar o ícone Cartão de Débito Virtual. É o último da tela inicial. Feito isso, o usuário deve digitar a senha do Caixa Tem. Em seguida, aparecem os seguintes dados: nome do cidadão, número e validade do cartão e código de segurança. Ao lado do código, é preciso clicar em “gerar”.

O código de segurança vale para uma compra ou por alguns minutos. Para fazer outra compra, é preciso gerar novo código.

pbagora

 

 

Mega-Sena acumula; prêmio vai a R$ 7 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do Concurso 2.268 da Mega-Sena, sorteados nesse sábado (6) à noite no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário Tietê, em São Paulo.

Os números sorteados foram 04, 13, 23, 28, 30 e 52.

A quina teve 48 acertadores e cada um vai receber R$ 35.721,30. As 2.953 apostas ganhadoras da quadra terão o prêmio individual de R$ 829,48.

A estimativa de prêmio do próximo concurso, na quarta-feira (10), é de R$ 7 milhões para quem acertar as seis dezenas.

As apostas na Mega-Sena podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em lotéricas ou pela internet.

A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 4,50.

Agência Brasil

 

 

Paraíba recebe mais de R$ 11 milhões do Ministério da Saúde para combate à covid-19

A Comissão Intergestores Bipartite, da Secretaria de Estado da Saúde da Paraíba, aprovou a distribuição entre os municípios paraibanos de recursos enviados pelo Ministério da Saúde para o combate à covid-19. A Secretaria de Estado da Saúde ficará com pouco mais de R$ 210 mil, enquanto R$ 11,395 milhões serão distribuídos entre os municípios.

São R$ 3,201 milhões para João Pessoa, o equivalente a R$ 4 por habitante, e R$ 1,222 milhão para Campina Grande, o equivalente a R$ 3 por habitante. As demais secretarias municipais receberão R$ 2,50 por habitante.

A resolução, que já havia sido publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 30 de maio, foi republicada nesta sexta-feira (5), devido a incorreções.

Os valores recebidos devem ser utilizados para a aquisição de insumos a fim de garantir atendimento nas Unidades de Saúde que estão atuando no enfrentamento da pandemia, sendo os casos leves no âmbito da Atenção Primaria em Saúde – APS, casos moderados nos serviços de Urgência e Emergência e casos graves nas referencias Hospitalares, conforme Plano de Contingência Estadual para Covid-19 vigente.

Veja quanto vai receber cada município:

clickpb

 

Mega-Sena acumula e próximo sorteio deve pagar R$ 45 milhões

Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2266 da Mega-Sena, realizado ontem (30), no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo, situado no terminal rodoviário do Tietê.

As dezenas sorteadas foram: 10 – 23 – 31 – 37 – 58 – 59.

A quina teve 50 acertadores e cada um vai receber R$ 64.685,64. Os 4.167 ganhadores da quadra receberão o prêmio individual de R$ 1.108,8

O próximo concurso será quarta-feira (3) e deverá pagar o prêmio de R$ 45 milhões a quem acertar as seis dezenas.

As apostas na Mega-Sena podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio em lotéricas ou pela internet.

A aposta simples, com seis dezenas, custa R$4,50.

 

agenciabrasil

 

 

Coronavírus: sancionado auxílio de R$ 448 milhões para prefeituras e Governo da Paraíba

A Paraíba vai receber quatro parcelas de R$ 112 milhões nos próximos meses, totalizando 448,1 milhões, que vão ser enviados como auxílio emergencial aos estados por parte do governo federal. Os valores, que tinham sido aprovados no Congresso Nacional há cerca de um mês, foram sancionados pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) e publicados nesta de edição especial do Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (28).

O presidente vetou o trecho da lei que tratava dos salários de servidores. Com o veto, os servidores ficarão sem reajuste salarial até o fim de 2021. De acordo o projeto sancionado pelo presidente, do total que vai ser enviado à Paraíba, R$ 348,9 milhões vão para os 223 municípios paraibanos e aproximadamente R$ 99 milhões para o Governo da Paraíba.

De acordo com o texto, a União entregará, na forma de auxílio financeiro, aos estados, ao Distrito Federal e aos municípios, em quatro parcelas mensais e iguais, no exercício de 2020, o valor de R$ 60 bilhões para serem aplicados, em ações de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19).

Conforme lista publicada pela Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup), somando as cotas por cidade e por ação direta contra o coronavírus, as cidades de João Pessoa, com R$ 70,2 milhões, e Campina Grande, com R$ 35,5 milhões devem ser os municípios a receber os maiores volumes de recursos devido à pandemia.

O município com previsão de menor cota conforme a lista é o de Parari, cidade a 240 km de João Pessoa, com uma cota prevista de R$ 153 mil de auxílio.

Reajuste a servidores

Apesar da queda na arrecadação, o Governo da Paraíba teve o reajuste dos servidores estaduais de 5% promulgado no dia 14 de maio. O reajuste já havia sido concedido em janeiro por meio de Medida Provisória assinada pelo governador João Azevêdo.

O aumento vale para ocupantes de cargos ou empregos públicos de provimento efetivo, ativos, inativos e pensionistas. O menor vencimento atribuído aos servidores contratados será o valor correspondente ao salário mínimo nacional.

G1