Arquivo da tag: milhões

Mega sena: apostas de Campina Grande e de SP levam R$ 26,7 milhões cada

Duas apostas, uma de São Paulo e outra de Campina Grande, acertaram as seis dezenas do concurso 2.329 da Mega-Sena e receberão cada uma R$ 26.798.752,27.

O sorteio foi realizado às 20h neste sábado (19) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo.

Confira as dezenas sorteadas: 12 – 14 – 28 – 42 – 45 – 55

A quina teve 93 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 43.422,45 A quadra teve 6.837 apostas vencedoras; cada uma ganhará R$ 843,78.

O próximo concurso (2.330) será a Mega da Virada, no dia 31 de dezembro. O prêmio é estimado em R$ 300 milhões.

 

 

G1

 

MS prevê 24,7 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 em janeiro

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou na quinta-feira (17) que prevê receber 93,4 milhões de vacinas contra a Covid-19 entre janeiro e março — 24,7 milhões em janeiro; 37,7 milhões em fevereiro; e 31 milhões em março. São vacinas de três fabricantes: AstraZeneca (vacina de Oxford), Instituto Butantan/Sinovac e Pfizer.

A programação foi citada na fala inicial do ministro em sessão remota do Senado para debater os planos de imunização no Brasil contra o novo coronavírus.

“A data exata é o mês de janeiro […]. Isso tudo dependendo do registro da Anvisa. Se somarmos esses números, vamos ter 24,7 milhões de doses em janeiro”, disse o ministro. “Isso é daqui a 30 dias, janeiro aqui eu falo meio de janeiro. Não são seis meses”, completou Pazuello.

As três vacinas precisam ser aplicadas em duas doses. Segundo Pazuello, a previsão para janeiro e fevereiro é a seguinte:

Para março, o ministro disse, apenas, que seriam 31 milhões de doses, sem detalhar a quantidade entregue por laboratório.

Pazuello afirmou ainda que, além das negociações com os três laboratórios, há o consórcio Covax-Facility, coordenado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que disponibilizará aos países-membros vacinas à medida que forem aprovadas para uso, independente do desenvolvedor.

“Temos dez fabricantes no consórcio e, no momento em que sair o registro de uma das dez, nós podemos optar pela compra de uma delas e vamos para 42 milhões de doses entregues. Todas essas possibilidades e números, estamos em uma vanguarda, não estamos sendo atropelados, estamos em uma vanguarda”, disse.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

G1

Covid-19: Brasil acumula 7,16 milhões de casos e 185,6 mil mortes

O número de vidas perdidas para a covid-19 chegou a 185.650. Nas 24 horas desde o boletim de ontem, foram registradas 823 mortes, número menor as 24 horas anteriores, quando o acréscimo às estatísticas foi de 1.092, batendo a marca dos 1 mil que não ocorria desde setembro. Ainda há 2.253 mortes em investigação.

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta sexta-feira (18). O balanço é formado a partir das informações enviadas pelas secretarias de saúde dos estados.

O número de pessoas infectadas desde o início da pandemia somou 7.162.978. Desde ontem foram registrados 52.544 novos diagnósticos positivos de covid-19.

Boletim Epidemiológico da Covid-19 publicado pelo Ministério da Saúde na quinta-feira (17) indica aumento de 6% no número de infectados e de 11% nas mortes por covid-19.

Ainda conforme a atualização do órgão, há 779.143 pacientes em acompanhamento. Outras 6.198.185 se recuperaram da infecção.

Estados

A lista dos estados com mais mortes pela covid-19 é encabeçada por São Paulo (44.878), Rio de Janeiro (24.351), Minas Gerais (11.009), Ceará (9.903) e Pernambuco (9.383). As Unidades da Federação com menos óbitos pela doença são Acre (757), Roraima (769), Amapá (864), dado referente a ontem, Tocantins (1.212) e Rondônia (1.689).

Agência Brasil

 

 

16,8 milhões de brasileiros vivem com diabetes e especialista afirma que estilo de vida saudável é caminho para prevenir doença

Dados epidemiológicos divulgados pela Sociedade Brasileira de Diabetes, no primeiro semestre deste ano, apontam que 7,9% da população de João Pessoa foi diagnosticada com Diabetes Mellitus por meio do Teste Oral de Tolerância à glicose. Neste sábado (14), Dia Mundial da Diabetes, o endocrinologista do Hapvida em João Pessoa Francilino Leite explica o que é a doença que atinge 16,8 milhões de pessoas no Brasil, de acordo com dados da International Diabetes Federation. “É uma doença metabólica causada pela falta ou incapacidade da insulina exercer suas funções. É caracterizada pelo aumento da glicose no sangue, ou seja, hiperglicemia”, esclarece.

O especialista afirma que a grande maioria dos pacientes está classificada em dois tipos da doença: diabetes tipo 1, em que o quadro clínico ocorre com sintomas como fome excessiva, sede, diurese, cansaço e fraqueza. Já a diabetes tipo 2, a evolução do quadro clínico se dá de forma mais lenta e sintomas como sede, aumento da diurese, dores nas pernas, alterações visuais, entre outros podem demorar a aparecer. Nesse último caso, geralmente está associada ao ganho de peso e obesidade, além do histórico familiar.

Francilino Leite ressalta que segundo a Organização Mundial de Saúde, (OMS, 2016) existem 422 milhões de pessoas diabéticas tipo 2 no mundo. “Esse número alarmante pode ser relacionado à obesidade, hábitos alimentares e falta de atividade física. Por isso, cuidar da sua saúde, alimentar-se bem, fazer atividade física e priorizar o seu bem-estar é essencial”, sugere.

Diagnóstico e Controle – O endocrinologista do Hapvida explica que o diagnóstico deve ser feito com base na avaliação clínica e laboratorial. “Lembrando sempre que o diagnóstico e acompanhamento devem ser feitos pelo médico, sendo de suma importância para o paciente receber orientações sobre a doença e seu tratamento”, esclarece.

O especialista reforça que o paciente diabético deve controlar o nível de glicose no sangue através de medição, glicosimetro, sendo necessário criar uma rotina de medição seguindo os horários e situações ideais orientadas pelo médico.

Mais Dados – Segundo informações do International Diabetes Federation, divulgados pela Sociedade Brasileira de Diabetes, a estimativa é que na América do Sul e Central, até 2045, haja um aumento de 55% de casos de diabetes, chegando a um total de 49 milhões de pessoas. O estudo mostra ainda que na faixa etária de zero a 14 anos, o Brasil está entre os cinco países com maior número de crianças e adolescentes com diabetes do tipo 1, com um total de 51.500 casos, ocupando a terceira colocação e ficando atrás apenas de países como a Índia, que ocupa a primeira posição (95.600) e dos Estados Unidos, que está como segundo colocado (94.200).

 

Assessoria de Imprensa

 

 

Dez milhões de pessoas podem quitar dívidas por apenas R$ 50

A Serasa informou nesta segunda-feira (9) que 10 milhões de consumidores poderão quitar dívidas por apenas R$ 50. A ação faz parte do 26º Feirão Limpa Nome, que permite renegociar dívidas atrasadas com até 99% de desconto. O feirão começou na semana passada

Participam da iniciativa mais de 50 empresas de diversos segmentos, como lojas de departamento, companhias telefônicas, bancos e faculdades. A estimativa é que as ações podem dar a possibilidade para 64 milhões de consumidores regularizarem sua situação. O feirão vai até o dia 30 deste mês.

Para participar, o consumidor pode acessar um dos canais digitais da Serasa: site do Serasa Limpa Nome, WhatsApp (11 99575-2096) e aplicativo.

Nesta edição, a negociação poderá ser feita em mais de 7 mil agências dos Correios em todo o país. A ação permitirá ainda que, após a quitação da dívida, o consumidor tenha sua pontuação aumentada e assim obtenha melhores condições de crédito nas próximas compras.

Segundo a Serasa, o Brasil tem atualmente 62,7 milhões de pessoas com dívidas em atraso, das quais 15 milhões no estado de São Paulo. Apenas na capital paulista, há 4,2 milhões de pessoas inadimplentes.

 

agenciabrasil

 

 

Levantamento aponta que 67 candidatos na Paraíba, com patrimônios de R$ 300 mil a R$ 33 milhões, receberam auxílio emergencial

Na Paraíba, 67 candidatos que concorrem aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador, com patrimônio acima de R$ 300 mil, receberam auxílio emergencial. O benefício foi destinado a pessoas que perderam empregos por conta da pandemia do novo coronavírus. No entanto, os órgãos fiscalizadores identificaram pessoas detentores de soma de bens que chega a R$ 33 milhões. No Estado paraibano há mais de 12 mil registros de candidaturas.

Os números, obtidos pelos ClickPB, são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que fez um cruzamento de dados com o do Ministério da Cidadania, órgão responsável por disponibilizar o auxílio emergencial. O TSE identificou que há candidatos com uma soma de bens que chega a R$ 33 milhões como um candidato a vereador da cidade de Cabedelo, que recebeu, conforme os dados, uma parcela do benefício, de R$ 600.

Confira lista completa do Tribunal de Contas da União

Além disso, identificou pessoas com patrimônios variantes, sendo o menor R$ 300 mil – margem selecionada pelo órgão para encontrar os beneficiários do auxílio. Alguns chegaram a receber três parcelas, totalizando, R$ 1.800,00. Os candidatos residem em municípios do Litoral ao Sertão paraibano. Do total que recebeu o benefício, sete pessoas disputam a uma vaga de prefeito, cinco pessoas a vice-prefeito e os demais a vereador. O TSE não repassou informações se os nomes citados devolveram o valor recebido.

Confira os nomes na Paraíba

 

clickpb

 

 

Eleição 2020: indícios de irregularidades em doações de campanhas já ultrapassam R$ 35 milhões

Um levantamento mais recente em relação a prestação de contas de candidatos nas Eleições 2020 mostra indícios de irregularidades que ultrapassam R$ 35 milhões. Esta é a segunda rodada de identificação de indícios de irregularidades. A maior ocorrência é de doações realizadas por pessoas sem emprego formal registrado, cujos valores somam mais de R$ 21 milhões e envolve 5.362 doadores.

Em seguida, aparecem 1.145 doadores com renda incompatível com o valor doado,  as doações realizadas por esses chegam a quase R$ 10 milhões. Outra irregularidade apontada é que 1.146 fornecedores sem registro ativo na Junta Comercial ou na Receita Federal receberam R$ 1,9 milhão por serviços prestados durante a campanha deste ano.

Há ainda fornecedores com sócios, representantes ou familiares que receberam Bolsa Família e também doadores que receberam o programa. Além disso, 416 fornecedores têm relação de parentesco com candidato ou seu vice. Por fim, oito doadores constam no Sistema de Controle de Óbitos (Sisobi) e, ainda assim, aparecem como doadores de uma quantia total de R$ 8.690,00.

O levantamento é realizado pelo Núcleo de Inteligência da Justiça Eleitoral, que envolve, além do TSE, outros seis órgãos federais. A partir desses dados, os juízes eleitorais podem determinar diligências para comprovar a procedência do indício de irregularidade e utilizar essas informações para fins de exame e julgamento da prestação de contas de campanha eleitoral.

 

Fonte: Brasil 61

 

 

Mega-Sena: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio acumula em R$ 52 milhões

Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 2.313 da Mega Sena sorteados nesta quarta-feira (28) no Espaço Loterias Caixa, no terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo. O prêmio acumulou, e o valor previsto para quem acertar as seis dezenas no próximo sorteio é de R$ 52 milhões.

Veja as dezenas sorteadas: 03 – 20 – 26 – 45 – 49 – 58.

  • Quina teve 66 apostas ganhadoras; cada uma receberá R$ 54.216,40.
  • Quadra teve 5.055 apostas ganhadoras; cada uma levará R$ 1.011,24.

Para apostar na Mega-Sena

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, no site da Caixa Econômica Federal – acessível por celular, computador ou outros dispositivos. É necessário fazer um cadastro, ser maior de idade (18 anos ou mais) e preencher o número do cartão de crédito.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 4,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 22.522,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

G1

 

Auxílio Emergencial: 5,4 milhões terão acesso a parcela do benefício nesta terça-feira

Mais 5,4 milhões de pessoas terão acesso a parcelas do Auxílio Emergencial nesta terça-feira (27).Vão receber a 2ª parcela de R$ 300 os 1,6 milhão de trabalhadores que fazem parte do Bolsa Família cujo número final do NIS é 7.

Também nesta terça, a Caixa Econômica Federal (CEF) libera saques e transferências de novas parcelas do Auxílio Emergencial para 3,8 milhões de beneficiários do programa que não fazem parte do Bolsa Família nascidos em dezembro, que tiveram o dinheiro creditado em poupança social digital no último dia 30 de setembro.

Para quem é do Bolsa Família, o auxílio é pago da mesma forma que o benefício original. Outras duas parcelas de R$ 300 ainda serão pagas, em novembro e em dezembro.

Para os trabalhadores fora do Bolsa, os saques são de parcelas do benefício original, de R$ 600. Os beneficiários já podiam usar os recursos para pagamento de contas e compras por meio do cartão virtual.(veja no calendário mais abaixo). Com isso, a Caixa conclui mais um ciclo de pagamentos do benefício, que encerra os pagamentos das parcelas de R$ 600 para o primeiro grupo de aprovados.

Parcelas extras de R$ 300
No final de setembro, o governo divulgou as datas de pagamento das parcelas extras do Auxílio, de R$ 300, para beneficiários fora do Bolsa Família. Veja aqui como ficou o calendário, e aqui para tirar dúvidas sobre as novas parcelas.

VEJA QUEM PODE MOVIMENTAR A PARTIR DESTA TERÇA:
1,6 milhão de trabalhadores do Bolsa Família cujo número do NIS termina em 7:

vão receber a 2ª parcela de R$ 300
3,8 milhões de trabalhadores do Cadastro Único e inscritos via site e app poderão sacar ou transferir:

nascidos em dezembro:
– aprovados no primeiro lote poderão sacar a quinta parcela;
– aprovados no primeiro lote, mas que tiveram o benefício suspenso, poderão sacar a quinta parcela
– aprovados no segundo lote poderão sacar a quarta parcela;
– aprovados no terceiro lote poderão sacar a terceira parcela;
– aprovados no quarto lote poderão sacar a terceira parcela;
– aprovados no quinto lote poderão sacar a segunda parcela;
– aprovados no sexto lote poderão sacar a segunda parcela;
– aprovados no sétimo lote poderão sacar a primeira parcela;
– reavaliados (que tiveram o benefício suspenso em agosto) poderão sacar todas as parcelas já recebidas em poupança digital

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br.

 

G1

 

 

Mais de 23 mil beneficiários do auxílio emergencial e do Bolsa Família doaram mais de R$ 23,8 milhões para campanhas

Mais de 23 mil beneficiários do auxílio emergencial e do Bolsa Família fizeram doações a campanhas eleitorais de candidatos a prefeito e vereador que somam R$ 23,8 milhões.

A informação foi revelada através do cruzamento feito pelo GLOBO com base em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Ministério da Cidadania.

O levantamento considera os repasses de R$ 13,2 milhões em doações financeiras e R$ 10,6 milhões das chamadas doações estimadas, aquelas em que as pessoas contribuem com algum tipo de material ou serviço e calculam quanto custariam — uma faxina ou a pintura de um comitê de campanha, por exemplo.

 

 

O Globo