Arquivo da tag: Metropolitana

Candidata a vereadora é presa suspeita de tráfico de drogas na Região Metropolitana de João Pessoa

CENTRAL-POLICIA-CIVIL-PBA Polícia Civil da Paraíba prendeu, por meio da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio de João Pessoa, cinco pessoas, na cidade de Santa Rita, suspeitas de tráfico de drogas, entre elas uma candidata a vereadora da cidade.

Inicialmente, as investigações tinham o intuito de identificar os membros de um grupo responsável por vários roubos. Porém, foi descoberto o envolvimento dos suspeitos com o tráfico de drogas. Com o bando foram apreendidas duas ‘bananas’ de dinamite armadas.

Todos os detalhes do trabalho policial serão repassados por meio de uma coletiva de imprensa na Central de Polícia Civil, a partir das 9h30, pelos gestores que participaram da investigação.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Operação prende sete pessoas suspeitas de crimes na Região Metropolitana de Guarabira

(Foto: Joab Freire / Nordeste1)
(Foto: Joab Freire / Nordeste1)

Sete pessoas foram detidas durante Operação Charada (sinônimo de enigma, quebra-cabeça), desencadeada pelas Polícias Militar e Civil, na madrugada desta quinta-feira (12) nas cidades de Pirpirituba, Sertãozinho, Duas Estradas e Serra da Raiz, no Brejo da Paraíba.

De acordo com o delegado da 8ª Seccional de Polícia Civil em Guarabira, Wallber Virgolino, o objetivo da operação foi desarticular e prender uma quadrilha especializada em assaltos, furtos, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menores, que atuam nas referidas cidades.

Pessoas presas na Operação

Em Sertãozinho, a polícia prendeu Maciel Ricardo Azevedo, vendedor, de 20 anos, Clemilson Francelino Domingos, soldador, de 25 anos, José Levi Iria da Silva, agricultor, de 18 anos, Charliston de Andrade Silva, tatuador, de 41 anos, Daniel Alves Pereira Neto, de 27 anos, Railson Francisco da Silva, de 19 anos e seu pai, o senhor Francisco de Assis da Silva, agricultor, de 43 anos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

 

(Foto: Joab Freire / Nordeste1)
Uma moto estava entre os materiais apreendidos na Operação (Foto: Joab Freire / Nordeste1)

Material apreendido

Uma certa quantidade de substância semelhante a maconha, dinheiro e um moto Honda Fan 150, cor preta com restrição de roubo/furto.

Ao todo, 100 policiais entre militares e civis participaram da operação que buscou o cumprimento de 19 mandados de busca apreensão e prisão.

As investigações foram feitas pelo delegado de Polícia Civil Fábio Facciolo, sob a coordenação do delegado seccional Wallber Virgolino. Em troca, os menores usavam a droga gratuitamente e com concessão uso de motocicletas roubadas pela quadrilha.

Pedro Júnior, com Joab Freire do Nordeste1

Homem é linchado até a morte após matar amante a facadas na Região Metropolitana de JP

Aguinaldo Mota
Aguinaldo Mota

Um homem de 44 anos foi morto a golpes de faca e pauladas na madrugada deste domingo (14) em Lucena, Região Metropolitana de João Pessoa. Ele foi linchado por moradores do município após assassinar a amante, uma jovem de 27 anos, em uma danceteria local.

De acordo com informações da 6ª Delegacia Distrital, o casal estava em clube da cidade quando a mulher ingeriu bebidas alcoólicas em excesso e começou a dançar com outros homens presentes no estabelecimento. Enciumado, o amante – que também estava sob efeito de álcool – iniciou uma briga com a acompanhante e a atingiu com golpes de faca ‘peixeira’. Profissionais do Samu foram até o local para socorrer a vítima, mas, devido a gravidade dos ferimentos, ela morreu ainda no local da discussão.A jovem era casada e mãe de sete filhos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Testemunhas tentaram manter o autor dos golpes na danceteria até a chegada da polícia mas ele conseguiu fugir. Porém, moradores seguiram o homem e o lincharam até a morte a pauladas. O homem também foi atingido por golpes da mesma arma branca que usou para esfaquear a amante.Ele foi encontrado com pés e mãos amarradas. A polícia vai instaurar inquérito para identificar autores do linchamento.

 

portalcorreio

Região metropolitana de JP registra seis homicídios em menos de sete horas

Seis homicídios foram registrados de ontem para hoje (3), na Região Metropolitana de João Pessoa. Sendo os crimes registrados em Alhandra, no Distrito de Mata Redonda, em Bayeux, Jacumã e no Centro de João Pessoa.

Dentre os casos, está o assassinato da gerente de uma casa noturna localizada na Avenida Maciel Pinheiro no Centro de João Pessoa. Maria Olinda de Souza, de 45 anos, conhecida como ‘Mara’ foi morta com vários tiros por um homem ainda não identificado pela polícia. Ele fugiu em uma motocicleta com a ajuda de um comparsa.

Em Bayeux, estudante Joaquim Antonio Pereira Neto, de 16 anos, foi assassinado a tiros no bairro Tambai.Ele estava em via pública quando foi abordado por dois homens que estavam em uma motocicleta.  Joaquim ainda tentou fugir, mas foi assassinado com sete tiros.

Por volta das 21h, foi encaminhado para o Hospital de Alhandra, um homem vítima de arma branca. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu. Populares informaram que a vítima – que não teve o nome revelado – estava participando da inauguração de um comitê e após discussão, foi esfaqueado várias vezes.

Homem assassinado a facadas em AlhandrasFoto: Homem assassinado a facadas em Alhandra
Créditos: Blog Alhandra FM Rádio

 

Já em Mata Redonda, por volta das 23h, um adolescente de 17 anos, foi baleado nas proximidades de um campo de futebol. Testemunhas informaram que dois homens em uma motocicleta efetuaram quatro tiros contra a vítima.

Jovem morto a tiros em Mata Redonda

Foto: Jovem morto a tiros em Mata Redonda
Créditos: Blog Alhandra FM Rádio

portalcorreio

Arcebispo emérito do Rio vai ser enterrado na tarde desta 4ª, na Catedral Metropolitana

Recomeçaram às 6h desta quarta-feira (11), as missas de corpo presente do cardeal dom Eugenio Sales, arcebispo emérito do Rio, na Catedral Metropolitana, no Centro do Rio.

As missas ocorrerão a cada duas horas até as 15h, quando o corpo será enterrado. Dom Eugenio ficará no chão da cripta da Catedral ao lado de outro corpo de seu antecessor, o cardeal dom  Jaime Câmara, morto em 1971.

As portas da igreja não foram fechadas. Durante toda a noite e madrugada, milhares de fiéis, amigos, religiosos e admiradores de dom Eugenio passaram pela Catedral para se despedir. A vigília foi realizada na Capela do Santíssimo Sacramento, que fica atrás do altar. Pontualmente, às 6h os sinos da Catedral tocaram, dando início às missas desta quarta-feira.

A cripta da Catedral Metropolitana já está preparada para receber o corpo do cardeal. No espaço, no subsolo da igreja, apenas bispos e cardeais são sepultados. O túmulo de dom Eugenio fica em frente ao de Monsenhor Ivo Antonio Calliari, responsável pela construção da Catedral do Rio.

Ele é o segundo cardeal a ser enterrado no chão da cripta da Catedral do Rio.  Segundo a Arquidiocese, a cripta tem 25 mil nichos que podem ser adquiridos por qualquer pessoa, mas o chão do local é reservado aos bispos da Igreja.

Segundo o presidente da Comissão Especial Governamental – JMJ 2013, Luiz Pugialli, amigo de dom Eugenio por mais de 20 anos, mais de quatro cardeais do Brasil já confirmaram presença para o sepultamento.

De acordo com a Arquidiocese do Rio, o enterro será realizado na quarta porque o irmão de dom Eugenio e arcebispo emérito de Natal (RN), dom Heitor de Araújo Sales, e o bispo auxiliar de dom Eugenio, bispo dom Karl Joseph Romer, estão vindo do interior da Suíça.

O caixão do cardeal foi levado para a Catedral pelo caminhão do Corpo de Bombeiros, seguido por um comboio. Ao chegar à catedral, ele foi recebido por uma salva de palmas e pela banda da Polícia Militar. Uma pomba, que simboliza a paz, pousou sobre o caixão no momento em que foi solta.

Dom Eugenio morreu às 22h30 desta segunda-feira (9), aos 91 anos, após sofrer um infarto em casa.

Os fiéis já aguardavam do lado de fora desde a manhã. O caixão foi recebido pelo governador Sérgio Cabral, pelo prefeito Eduardo Paes e pela arcebispo do Rio, dom Orani Tempesta, que às 12h30 celebrou missa. Sobre o caixão, foi colocado uma bandeira do Brasil.

Pomba, que simboliza a paz, pousa sobre caixão (Foto: Rodrigo Vianna/G1)Pomba, que simboliza a paz, pousa sobre caixão (Foto: Rodrigo Vianna/G1)

A Polícia Militar executou o Hino Nacional e a Marcha Pontifícia. Por um tapete vermelho estendido na porta da igreja, o caixão foi levado por homens do Corpo de Bombeiros até a porta do templo.

Por volta das 10h30, os fiéis começaram a chegar à Catedral para participar da cerimônia. Segundo a moradora de Vila Isabel Ieda Duque Accioli, dom Eugenio fará muita falta à Igreja. “Ele era um cardeal muito participante. Deu a vida dele pela Igreja. Era muito carismático. Vai fazer falta. Era uma pessoa fechada, mas de muito bom coração”, afirmou a fiel. Já Maria de Fátima Moreira Santo, que vai todos os dias à igreja, nesta terça resolveu ir assistir à missa na Catedral para prestar uma última homenagem ao cardeal.

G1