Arquivo da tag: menos

Mudança pode deixar mais barata conta de luz de quem usa menos energia

Consumidores que têm poucos eletrodomésticos e por isso usam menos energia podem passar a pagar uma conta de luz mais barata. É o que prevê uma proposta em discussão na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

A ideia é que passe a vigorar para consumidores de todas as classes a chamada tarifa binômia. Já disponível para grandes indústrias, ela estabelece faixas de cobrança pelo serviço de distribuição – que é a construção e manutenção da rede que leva a energia até as casas e as empresas.

O custo do serviço de distribuição, a chamada “tarifa fio”, representa cerca de 30% do total pago nas contas de luz. Esses recursos servem para remunerar as distribuidoras pelo uso da rede.

Hoje, casas ou lojas que consomem muita energia pagam, pelo serviço de distribuição, o mesmo valor que outras que usam pouca. Com a tarifa binômia, a lógica é que os grandes consumidores passem a pagar mais pelo serviço porque exigem um maior investimento das distribuidoras para atender à sua demanda. E, quem usa menos energia, pagaria menos.

“Se você tem dois consumidores, você tem uma demanda declarada de X e o seu vizinho de metade de X, hoje vocês pagam a mesma tarifa, mas certamente a rede da distribuidora levou em consideração a carga de vocês dois. Você demandou mais de força da rede do que o seu vizinho, então você pagará mais a tarifa de fio do que o seu vizinho”, explicou o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino.

Aneel estuda implantar a tarifa binômia para todos os consumidores (Foto: Arte/G1)Aneel estuda implantar a tarifa binômia para todos os consumidores (Foto: Arte/G1)Aneel estuda implantar a tarifa binômia para todos os consumidores (Foto: Arte/G1)
Quando começa?

A proposta ainda não tem data para ser votada na Aneel, mas os estudos já estão sendo feitos. A agenda regulatória da agência prevê a abertura de audiência pública sobre a tarifa binômia, que é essa cobrança diferenciada, já no segundo semestre de 2018. A votação da proposta está prevista para 2019.

Depois de ser aprovada, a Aneel deve fixar um calendário de implantação. A adesão à tarifa binômia será obrigatória para todos os consumidores.

Quando isso acontecer, cada casa e comércio terá que declarar, à distribuidora que o atende, a sua demanda de energia, que vai levar em conta, por exemplo, a quantidade de eletrodomésticos e equipamentos ligados no imóvel.

Por exemplo: uma casa que tem aparelhos de ar-condicionado demanda mais energia – e mais estrutura de rede da distribuidora – do que outra que não possui esse tipo de equipamento.

Com dessa declaração, será possível definir quem vai pagar uma tarifa de distribuição mais cara e quem vai pagar uma mais barata.

Essa declaração pode ser simplificada pela análise do disjuntor usado na residência, por exemplo. Esse disjuntor, que fica no relógio de energia, é instalado levando em consideração o número de eletrodomésticos e o consumo da residência.

Penalidade contra fraude

Segundo Rufino, para evitar que alguém informe à distribuidora uma necessidade mais baixa de energia que a real, para pagar uma tarifa de distribuição mais barata, haverá penalidade, uma espécie de multa, que será cobrada sempre que um consumidor usar mais eletricidade do que a prevista na faixa em que ele se declarou.

“O que o consumidor poderia imaginar: eu vou subcontratar para pagar uma tarifa baixinha, mas aí tem uma regra que, se ele ultrapassar o que contratou, é muito mais caro. Então, é uma penalidade pela ultrapassagem”, disse o diretor-geral da Aneel

“Ele [consumidor] tem que contratar a demanda correta para as distribuidoras dimensionarem a rede. Ela não pode superdimensionar, porque ela [distribuidora] estaria investindo sem necessidade, mas não pode subdimensionar, porque aí teria problema de tensão e começa a dar problema”, completou ele.

Indústria vê vantagens

O presidente da Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace) e ex-diretor da Aneel, Edvaldo Santana, diz que a medida é positiva e que funciona bem para os consumidores de alta tensão.

“Se você perguntar hoje para os consumidores de alta tensão se querem voltar para o modelo antigo, ninguém quer”, afirmou.

Segundo ele, no início os consumidores residenciais podem ter algum problema para fazer o dimensionamento correto da sua demanda por energia, mas a adaptação é rápida.

“A demanda depende muito da quantidade de equipamentos. O contrato de demanda levaria em consideração a energia necessária para ligar todos os equipamentos elétricos da casa ao mesmo tempo”, disse.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Carreira de professor desperta cada vez menos o interesse de jovens

Valorização do professor deve começar na educação básica, diz o MEC Elza Fiuza/Arquivo/Agência Brasi

A falta de reconhecimento e de condições de trabalho tem atraído cada vez menos alunos para uma profissão que já esteve entre as mais valorizadas no país: a de professor. O Dia do Professor é hoje, mas há motivo para comemorar?

A cada 100 jovens que ingressam nos cursos de pedagogia e licenciatura no país, apenas 51 concluem o curso. Entre os que chegam ao final do curso, só 27 manifestam interesse em seguir carreira no magistério. As informações foram levantadas pelo movimento Todos Pela Educação, com base em dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

“Temos um apagão de professores, principalmente pela desvalorização. A gente já atrai pouco e, dos que vão para a formação inicial, poucos permanecem na carreira. E não se consegue ter uma área de atuação que consiga atrair os melhores alunos do ensino médio”, diz a presidente executiva do Todos Pela Educação, Priscila Cruz.

Na opinião de Priscila, entre as políticas de atratividade necessárias para aumentar o interesse na profissão está a melhoria dos salários. Segundo Priscila, atualmente o professor ganha metade do que os profissionais de outras áreas com ensino superior completo. “Realmente fica difícil atrair os melhores alunos do ensino médio para a carreira se a gente não conseguir fazer com que o salário melhore”, acrescenta.

Priscila destaca que é preciso melhorar também as condições de trabalho do professor. A proximidade dos jovens com a profissão faz com que eles vejam de perto a realidade dos professores, que nem sempre é atrativa. “O fato de o jovem verificar no seu dia a dia que os professores não são valorizados, e muitas vezes são atacados pelos próprios jovens, pelas famílias, pela sociedade, pelo governo, isso faz com que o jovem desista da profissão”, lamenta Priscila.

Para o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Heleno Araújo, a falta de políticas que valorizem os profissionais da educação desmotiva os profissionais. Segundo Heleno, existe atualmente um processo de disputa muito grande com outras profissões, que oferecem melhor remuneração.

“Até os profissionais de pedagogia estão fugindo dessa profissão, porque os salários são diferentes, e vão fazer o seu trabalho em outros espaços, que têm uma valorização maior”.

Ele ressalta que, apesar de alguns avanços nos últimos anos no processo de valorização dos profissionais da educação, como a lei do piso nacional do magistério, ainda há dificuldades, como o descumprimento, em alguns estados e municípios, da legislação que define o mínimo a ser pago a profissionais em início de carreira, além do achatamento da carreira de professor.  “Há estados que pagam o piso para o professor do nível médio e o mesmo valor para nível superior”, diz Heleno Araújo.

De acordo com a CNTE, em 2004 o salário dos professores no país representava cerca de 60% da média salarial de outras profissões – atualmente é 52% da média. “Este é o movimento inverso do Plano Nacional de Educação, que diz que, até 2020, o salário médio dos professores deve ser equiparado ao salário médio de outras profissões”, afirma.

Plano nacional

O Ministério da Educação (MEC) deve lançar nos próximos dias uma política nacional de formação de professores, já articulada à Base Nacional Comum Curricular, que vai focar na valorização dos profissionais. Segundo o MEC, está em estudo a ampliação das oportunidades das licenciaturas para a nova geração de docentes da educação básica e também para os que já estão em sala de aula.

Para o MEC, a valorização do professor é fundamental para a educação. “Existe a clareza de que o professor tem um papel central no desenvolvimento educacional de nossos estudantes e de que, para exercer essa profissão, ele precisa ser valorizado em todas as suas dimensões”, diz o ministério, em nota.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Passagens do voo direto entre João Pessoa e Buenos Aires são vendidas por menos de R$ 500

A partir do mês de julho vai ficar mais fácil viajar entre a Paraíba e Buenos Aires. As passagens dos voos diretos já estão disponíveis para venda no site da companhia Gol, nas Lojas VoeGOL e nas agências de viagem.

Em uma pesquisa realizada no site da companhia aérea VoeGol, foi possível encontrar a passagem de ida no dia 1º de julho ao preço de R$ 438,80 e a de volta em 8 de julho custando R$ 567,48, totalizando R$ 1.006,28, valor que inclui as taxas.

Os clientes terão à disposição voos todos os sábados de João Pessoa para Buenos Aires, com rápida escala em Maceió, e um voo retornando direto para a capital paraibana. O avião sai de Buenos Aires às 12h35 e chega a João Pessoa às 17h35. Já no trajeto inverso, a aeronave sai de João Pessoa às 18h15 e chega ao aeroporto de Ezeiza às 00h50.

Os voos serão operados com aeronaves Boeing 737-800 com capacidade para até 170 passageiros.

Nos dois primeiros meses a empresa deve operar com preços promocionais na venda das passagens de ida e volta por R$ 938, sem as taxas, mas como não é fixo, depende da companhia aérea. A presidente da PBTur, Ruth Avelino afirmou que “é um preço promocional para esses dois primeiros meses da inauguração do voo, uma forma de tornar o preço acessível”.

O acordo entre o Governo da Paraíba e a Gol foi possível após o governador Ricardo Coutinho autorizar a redução da alíquota de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias) no combustível de aviação para 6%. Além do voo, a Gol se comprometeu em promover uma série de ações de marketing, inclusive com reportagens sobre a Paraíba nos seus principais meios de comunicação, como a revista de bordo.

Ruth ainda falou que o voo aos sábados é vantajoso para os turistas já que “quem quiser ir e voltar nesse voo é bom porque é um voo de sete dias e compensa quando você vai fazer uma viagem internacional”.

A capital argentina é um prato cheio para turistas e um dos destinos preferidos dos brasileiros. Com uma arquitetura charmosa, Buenos Aires tem diversos pontos turísticos, parques, variedade de restaurantes, opções de entretenimento noturno e muitas lojas.

paraiba.com.br

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

PB tem 34 mortes por chikungunya em menos de 16 meses, diz Ministério da Saúde

Trinta e quatro pessoas morreram por conta da febre chikungunya na Paraíba entre janeiro de 2016 e o dia 15 de abril deste ano, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (8) pelo Ministério da Saúde. O número representa 17,3% dos 196 óbitos registrados em todo o Brasil.

A Paraíba é o terceiro estado brasileiro com maior número de mortes confirmadas pela febre. Em Pernambuco foram 58 mortes e no Rio Grande do Norte, 37.

Só este ano são 275 casos notificados de febre chikungunya, sendo que em 2016 foram 7.112 notificações. Ano passado, o Ministério identificou 177,8 casos para cada 100 mil habitantes.

O relatório também informa que apenas um caso de dengue grave foi registrado este ano na Paraíba, mas já são 967 casos prováveis da doença. Em 2016 foram 25.617 casos notificados.

Já os casos de febre pelo vírus zika somam 64 em 2017, enquanto em todo o ano de 2016 foram 2.171 registros.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Em menos de uma hora, grupos explodem dois bancos e Correios na PB

(Foto: Sargento Coelho / Polícia Militar)

Um menos de uma hora duas agências bancárias, uma agência dos correios e uma farmácia foram arrombadas e explodidas em duas cidades do Sertão da Paraíba. Os casos ocorreram em Brejo do Cruz e Vista Serrana, que ficam a cerca de 70 quilômetros de distância, uma da outra. Entre as ações, a Polícia Militar localizou um veículo queimado na zona rural que pode ter sido usado por suspeitos. Ninguém foi preso.

O primeiro caso foi registrado na cidade de Brejo do Cruz, por volta das 1h40, quando um grupo formado por seis homens chegou a cidade, arrombou a agência bacaria e explodiu um caixa eletrônico. De acordo com a Polícia Militar, os suspeitos conseguiram fugir levando o dinheiro do banco. Na fuga, eles espalharam grampos.

“Eles fugiram em uma caminhonete L-200 e deixaram grampos espalhados. No fim da madrugada, vários comerciantes que estavam se deslocando para a feira no mercado público da cidade tiveram os pneus dos carros furados. Foram feitas buscas, mas até o fim da madrugada ninguém foi preso”, disse o sargento Coelho.

Já na cidade de Vista Serrana, ocorreram três ataques seguidos. Um grupo também formado por seis homens chegou a cidade e explodiu um caixa eletrônico de um banco, a agência dos Correios e ainda arrombaram uma farmácia, no centro da cidade.

Segundo a Polícia Militar a ação ocorreu por volta de 2h20, mas até 9h não havia sido confirmado se os suspeitos conseguiram levar dinheiro do caixa eletrônico ou da agência dos Correios. O grupo fugiu por uma estrada vicinal, onde foi localizado um carro queimado. Os policiais suspeitam que o carro tenham sido usado na ação.

No momento dos ataques, havia apenas dois policiais no destacamento da Polícia Militar de Vista Serrana. Um deles disse que ouviu três explosões. “Um morador ligou para ao destacamento informando quando os homens já estavam montando os explosivos. Ainda tentamos perseguir o grupo, mas os pneus de duas viaturas furaram. Tivemos o apoio de policiais de outras cidades, mas ninguém foi preso”, disse o soldado Michael Marçal.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Com menos de 3 meses no poder, vereador renuncia mandato

vereadorCom menos de 3 meses de mandato, o vereador de São Sebastião de Lagoa de Roça, Beto Lapada (PMDB), surpreendeu seus correligionários ao anunciar renúncia do cargo.

Beto Lapada, que obteve 529 votos nas eleições de 2016, justificou a sua desistência do mandato  e emendou: “Eu optei em viver  feliz”.

O ex-parlamentar disse que um sonho seu era ter uma casa, uma família e um lar, mas se continuasse na política iria perder tudo que já havia conquistado.

“A política infelizmente destrói famílias. Nós temos que abandonar o povo de casa para dar mais atenção aos de fora e isso vai destruindo tudo que conseguiu na vida”, afirmou.
O peemedebista disse que se antecipou ao futuro triste de muitos políticos como o que aconteceu no passado com o tio dele.
“Se eu continuar vamos ter outra infelicidade na família”, destacou.
MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Homens italianos estão entre os que menos fazem tarefas domésticas, diz estudo

homemA Itália é um dos países da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) com maior disparidade entre homens e mulheres na realização de tarefas domésticas.

Segundo um estudo divulgado recentemente pela entidade, as mulheres italianas dedicam em média cinco horas diárias ao “trabalho não remunerado”, ou seja, cuidar da família e da casa.

O número coloca o país em quarto lugar entre os 35 membros da OCDE, atrás apenas de México, Portugal e Turquia.

Já entre os homens, esse índice cai para apenas 100 minutos por dia, deixando os italianos em quarto lugar entre os que menos fazem tarefas domésticas, à frente somente de Coreia do Sul, Japão e Portugal.

Na Itália, até as mulheres que possuem empregos de 45 horas semanais dedicam mais tempo ao lar do que homens sem ocupação ou com trabalhos de 29 horas por semana.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Trabalhador brasileiro já ganha menos do que um chinês, aponta estudo

INDÚSTRIAO salário médio pago pela indústria chinesa já supera os valores pagos aos trabalhadores de países como Brasil e México e está se aproximando rapidamente aos recebidos em Grécia e Portugal. Esse avanço é resultado de uma década de forte crescimento, em que os salários chineses triplicaram.

Considerando todo o mercado de trabalho chinês, o salário por hora já supera o pago em todos os países da América Latina, com exceção do Chile, e representa cerca de 70% do pago nas economias mais fracas da zona do euro, segundo a consultoria Euromonitor International.

Os dados mostram o progresso que a China fez para melhorar os padrões de vida de sua população de 1,4 bilhão de pessoas.

Folha

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Polícia registra mais um assassinato em menos de 24 horas em Bananeiras

zezinhoPor voltas das 20h00min dessa sexta-feira (17) a Polícia Militar foi acionada por um solicitante anônimo, que relatou que no conjunto do Eucalipto, mais precisamente no Salão Bar, Conjunto Major Augusto Bezerra, Bananeiras/PB, dois indivíduos encapuzados, armados de revolver chegaram em uma moto, e um dos indivíduos, entrou no bar e efetuou vários disparos contra a vítima, que veio a óbito no local.

JOSÉ ALVES RODRIGUES (Zezinho), 33 anos, profissão não declarada, residente na Rua Orlando Cavalcante de Melo , S/n, Bananeiras/PB.

Compareceu ao local a guarnição na VTR 6932, que encontrou a vítima acima citada, estendida ao solo, sem sinais vitais. O local foi isolado e foi solicitada a presença da perícia, após ser realizada a perícia, o corpo, foi removido pela equipe do GMOL para as devidas providências. Diligências foram realizadas na tentativa de localizar e prender os acusados, porem sem êxito.⁠⁠⁠⁠

 

7 Cia de Policia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Crianças que dormem mais cedo sofrem menos com obesidade na adolescência

Crianca-dormindoNovo estudo indica que crianças em idade pré-escolar que são colocadas na cama até as 20h tem menos chance de desenvolverem obesidade do que aquelas colocadas na cama após esse horário. A análise foi feita pela Universidade Estadual de Ohio e publicada pelo The Journal of Pediatrics.

De acordo com os pesquisadores, o hábito de dormir após as 21h foi mais frequente naqueles que, nos anos seguintes, acabaram sofrendo com a obesidade . Os benefícios de dormir cedo poderiam incluir também o desenvolvimento social, emocional e cognitivo.

Das crianças que dormiam mais cedo, apenas uma em cada dez se tornou um adolescente obeso. Já em relação aqueles que dormiam entre 20h e 21h, 16% apresentaram estar acima do peso quando mais velhos. O problema foi mais recorrente entre os que dormiam mais tarde quando pequenos: 23%.

Por que isso acontece?

Apesar do resultado deste estudo, não é exatamente colocando a criança para dormir mais cedo que diminuirá as chances dela ficar obesa. De acordo com Dra. Maria Edna de Melo, doutora em Endocrinologia pela USP e presidente da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica, dormir cedo está associado com bons hábitos de vida e uma série de ‘consequências’.

“Quando a gente adormece, é liberada a melatonina, hormônio que regula o organismo. Ela faz com que o corpo ‘desligue’ e tenha um descanso profundo. Já quando não dormimos há maior produção de cortisol, hormônio que facilita a formação de gordura.”

A especialista explica que pessoas que não dormem direito podem ficar mais irritadas e ansiosas, favorecendo um consumo maior de alimentos, principalmente os mais ricos em gordura e açúcares e que engordam mais. Outro ponto é que quem dorme mais tarde pode acordar mais tarde também e querer pular o café da manhã, alterando o ciclo biológico.

“Não conhecemos muito bem os hormônios que participam desse ritmo corporal, mas o que se sabe é que é extremamente importante termos um ritmo”, afirmou Dra. Maria Edna de Melo. A partir do momento que o ciclo é quebrado, algumas reações físicas, como a obesidade,  são apresentadas.

Dr. Bruno Halpern, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, explica que, mudando o nosso relógio biológico, o nosso organismo fica confuso. Outro problema é que, dormindo mais tarde, a pessoa acaba comendo em um horário que não deveria estar consumindo muitas calorias.

 

iG

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br