Arquivo da tag: menores

Vacinação contra sarampo inicia segunda-feira para crianças menores de 5 anos

Após os casos de sarampo recentemente registrados, o Ministério da Saúde (MS) inicia neste mês de outubro uma Campanha Nacional de Vacinação, a fim de atualizar as carteiras de vacinação e prevenir contra a doença. A Secretaria de Estado da Saúde chama atenção para o calendário da campanha que será realizada de 7 a 25 de Outubro com dia D no sábado, dia 19. A campanha é exclusiva para crianças de seis 6 a meses a menores de 5 anos que não estão com esquema vacinal completo.

O Estado da Paraíba, até o momento, está com 89,51% de cobertura vacinal. Em 2018, atingiu 95,77% de cobertura vacinal contra o sarampo. As crianças desenvolvem a forma mais agravada da doença, que pode levar a óbito. Apesar da campanha nacional não ter uma meta para ser atingida, a “SES tem o objetivo de ampliar a homogeneidade e, assim, acabar com os bolsões de suscetibilidade”, explicou Isiane Queiroga, chefe do Núcleo de Imunizações da Paraíba.

A campanha este ano é apenas para as crianças que não foram vacinadas com as doses previstas no calendário nacional de vacinação. “Esta campanha é toda seletiva, então, se a criança estiver em dia, não será vacinada”, reforça Isiane. A vacina é a única forma de prevenção da doença e garante aproximadamente 95% de imunidade duradoura por toda a vida, se tomada corretamente, de acordo com o previsto no calendário de vacinação. Portanto, é importante que os pais levem o cartão de vacinação para ser avaliado.

A Paraíba conta com um total de 166 notificações suspeitas para sarampo, das quais oito foram confirmadas, de acordo com o último boletim emitido pela SES. Por enquanto, a campanha foi pensada de forma seletiva, para ampliar a cobertura vacinal nos estados e vacinar as faixas mais vulneráveis ao sarampo.

Para a gerente executiva de Vigilância em Saúde, Talita Tavares, é preciso um esforço coletivo dos gestores municipais e consciência da população para que a circulação do vírus diminua na Paraíba. “O objetivo é manter um alto nível de imunidade na população reduzindo a possibilidade da ocorrência da doença”, frisa a gerente. Entre os meses de julho e setembro, 183.895 doses de vacina contra o sarampo foram distribuídas para os 223 municípios, cerca de 600% a mais do que a média histórica para este mesmo período.

Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo:
1ª fase: Crianças de 6 meses a menores de 5 anos – 7 a 25 de outubro, com dia D no sábado, 19 de outubro.
2ª fase: Adultos jovens de 20 a 29 anos, não vacinados – de 18 a 30 de novembro. Dia D, 30 de novembro.

 

Secom-PB

 

 

Deputado Wallber Virgulino é denunciado por homofobia e exposição de menores

Presidente do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) na Paraíba, Tárcio Teixeira protocolou uma denúncia de homofobia e exposição de adolescentes contra o deputado Delegado Wallber Virgolino. Segundo o líder partidário, o crime aconteceu na rede social do parlamentar, que já apagou a postagem.

Em nota, Tárcio disse que a denúncia foi protocolada através da Ouvidoria do Ministério Público da Paraíba (MPPB), com o objetivo de que as promotorias responsáveis possam analisar os fatos.

Ainda de acordo com Tárcio, a postura do parlamentar foi preconceituosa.

Confira a nota:

Essa semana recebi denúncia de que o Deputado Walber Virgulino poderia ter praticado crime se homofobia e exposição de adolescentes em suas rede social (Instagram). Esses indícios ficam mais fortes quando o Deputado apaga a postagem, possivelmente por reconhecer o erro.

Reconhecer o erro não é suficiente para um Deputado Estadual diante das suas responsabilidades públicas e amplitude do alcance de suas declarações por meio da internet, é fundamental uma apuração legal, mudança de postura e responsabilização legal, se for o caso.

Ontem, por meio da Ouvidoria do Ministério Público da Paraíba, protocolei denúncia para que as Promotorias responsáveis possam analisar os fatos. Não faço isso de forma irresponsável, faço pelo fato da pessoa que entrou em contato comigo ter baixados os vídeos e “printado” as telas denunciadas.

Não compartilho as postagens por dois motivos, primeiro eu estaria ampliando a voz de uma postura preconceituosa, depois estaria cometendo o mesmo erro ao expor adolescentes em seu ambiente escolar.

Lembremos todos e todas: homofobia agora é crime!

Tárcio Teixeira
Presidente do PSOL/PB

 

PB Agora

 

 

Saúde recomenda dose extra contra o sarampo em bebês menores de 1 ano

O Ministério da Saúde passou a recomendar a vacinação contra o sarampo em crianças com idade entre 6 meses e 11 meses e 29 dias para combater a disseminação do vírus no país. Nessa faixa etária, segundo a pasta, será ofertada uma dose complementar, chamada de dose zero, como já acontece em campanhas como a de combate à poliomielite. A orientação foi apresentada nessa terça-feira (20) em entrevista coletiva na sede do órgão, em Brasília.

Entre 19 de maio e 10 de agosto deste ano, foram confirmados 1.680 casos de sarampo no Brasil, além de 7,5 mil casos em investigação. No período, de acordo com o ministério, não houve mortes confirmadas decorrentes da enfermidade.

Após um surto envolvendo estados da Região Norte no início do ano, um novo surto foi registrado no estado de São Paulo, que concentra, atualmente, 1.662 casos em 74 municípios – 98,5% do total de casos. Em seguida aparecem Rio de Janeiro, com seis casos, e Pernambuco, com quatro. Com um caso estão Goiás, Paraná, Maranhão, Rio Grande do Norte, Espírito Santo, Bahia, Sergipe e Piauí.

A recomendação da vacinação adicional de crianças com idade entre 6 meses e 11 meses e 29 dias se deve ao fato deste ser o público com maior potencial de contágio. O coeficiente de incidência em bebês de até 1 ano é de 38,28 casos para cada grupo de 100 mil, enquanto a média de todas as faixas etárias ficou em 4,12. Normalmente, a imunização acontece por meio de duas doses, aos 12 meses e aos 15 meses de vida.

“Temos observado uma incidência elevada em menores de 1 ano. É fundamental estabelecermos estratégia diferenciada para essa faixa etária, olhar para as crianças menores de 1 ano com especial atenção”, declarou o secretário de vigilância em Saúde, Wanderson de Oliveira.

Jovens adultos

Além dos bebês, outro público que preocupa o ministério é o de jovens adultos. A pasta destacou a necessidade de pessoas de 20 a 29 anos regularizarem a vacinação contra o sarampo – o grupo tem coeficiente de incidência de 9 casos para cada grupo de 100 mil, mais que o dobro da média nacional. A orientação vale especialmente para São Paulo, estado com muitos casos e alta densidade populacional.

De acordo com o ministério, pela rotina de imunização estabelecida, pessoas com até 29 anos devem já ter recebido duas doses contra o sarampo. Já quem tem entre 30 e 49 anos deve ter tomado pelo menos uma dose. O secretário ponderou, contudo, que não há necessidade de corrida aos postos de saúde e que a regularização pode ser feita tranquilamente.

Difícil controle

Questionado sobre as razões da propagação do sarampo no país, Oliveira argumentou que a natureza do vírus e de sua transmissão dificultam o controle, especialmente com um surto em uma região como o estado de São Paulo.

“O sarampo é doença de transmissão respiratória. É rastilho de pólvora. Para cada caso, podemos ter 18 pessoas infectadas. É extremamente complexa a contenção da situação viral, principalmente num estado com a densidade demográfica que São Paulo tem”, disse. Entre os principais obstáculos, segundo ele, estão a falta de imunização em adultos jovens e a dificuldade de conscientização desse público.

Estoque

O secretário relatou que já foram disponibilizadas 7,5 milhões de doses da vacina para o estado de São Paulo, além do apoio a campanhas de comunicação para sensibilizar os públicos mais afetados pelo vírus. Ele acrescentou que as vacinas adicionais para bebês devem totalizar cerca de 1,6 milhões de doses e que os estados estão abastecidos, mas que o governo está buscando um estoque complementar com fornecedores externos.

O representante do ministério apontou como problema a atuação de movimentos antivacina que, segundo ele, se alimentam de desinformação e notícias falsas para recusar a imunização necessária. O ministério disponibilizou uma seção em seu site para desmentir notícias falsas e oferecer outras informações.

 

portalcorreio

 

 

IBGE: 59,6% dos municípios da PB apresentam menores PIB do país

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (14) o Produto Interno Bruto (PIB) dos municípios brasileiros. Na Paraíba o maior PIB foi registrado em João Pessoa (R$ 10.843.958.000). Por outro lado, 59,6% das cidades paraibanas figuram entre os menores PIB.

Conforme o IBGE, em 2015, os 1.353 municípios do país com os menores PIB responderam por aproximadamente 1,0% do PIB nacional e concentraram 3,2% da população. Nessa faixa, estavam 73,2% dos municípios do Piauí, 59,6% dos municípios da Paraíba, 51,8% dos municípios do Tocantins e 48,5% dos municípios do Rio Grande do Norte.

Entre os municípios que apresentaram maiores PIB na Paraíba estão Campina Grande (R$4.992.962.000), Cabedelo (R$ 1.564.376.000) e Santa Rita (1.244.883.000).

Em mais de de 90% dos municípios da Paraíba, a atividade econômica predominante era a Administração, defesa, educação e saúde públicas e seguridade social.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Homem é preso em Belém acusado de estupro de vulnerável contra duas menores

Um homem foi preso em flagrante por policiais da 3ª Companhia do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar), na cidade de Belém, na noite desse sábado (14), acusado de estupro de vulnerável contra duas menores, uma de 14 e outra de 10 anos de idade.

Os policiais foram informados de que duas menores tinham sido abusadas sexualmente por um homem no Conjunto Novo. Ao chegar ao local, a guarnição comandada pelo subtenente Dos Santos confirmou que o acusado teria oferecido o valor de R$ 5 às duas para tocar nas partes íntimas delas e praticar atos libidinosos.

Diante das denúncias, o acusado foi localizado e preso. Ele e as vítimas, assim as genitoras delas, foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil, onde ele foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável.

Assessoria 4º BPM

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Menores são apreendidos com arma pela Guarda Municipal de Bananeiras

menoresDois menores de 14 e 17 anos e uma arma de fogo foram apreendidos pela Guarda Civil Municipal (GCM), na noite desta quarta-feira (15), no sítio Estivas, no município de Bananeiras.

Segundo informações relatada ao Bananeiras Online pelo comandante da GCM, Jailson Santos, o flagrante aconteceu após denúncia feita à guarnição da GCM, que de imediato se dirigiu ao local e após abordagem, conseguiu apreender dois adolescentes de iniciais R.C.S  e L.M.S, da região do distrito do Tabuleiro e um revólver calibre 32, com 5 munições.

A ação foi realizada pelos agentes Rocha e Almeida, o qual contou como tudo aconteceu. “Nós recebemos uma ligação da região de Roma, que havia dois suspeitos, aparentemente menor de idade, com ações suspeitas, fomos fazer a diligência e graças a Deus conseguimos, com êxito, localizar os dois em frente à piscicultura de Zezinho, no sítio Estiva, onde conseguimos apreender ambos, sendo que um dos menores estava portando uma arma de fogo, com cinco munições, fizemos apreensão deles, juntamente com a arma e as munições”, relatou o agente Almeida.

 

A GCM solicitou o apoio da guarnição 6922 da Polícia Militar, comandada pelo Subtenente Luiz Antônio, para a condução dos menores à Delegacia de Solânea, para os procedimentos que o caso requer.

 

Bananeiras Online

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Casar relaxa? Pessoas casadas têm menores níveis do hormônio do estresse

casal-felizUm estudo da Universidade de Carnegie Mellon, nos EUA, mostrou que os casados podem ter sorte no amor e na saúde. Pesquisadores encontraram uma evidência biológica para explicar como o casamento afeta a saúde e faz com que os casados sejam mais saudáveis que solteiros, divorciados e viúvos.

Durante três dias (não consecutivos), os cientistas coletaram amostras de saliva de 527 adultos saudáveis que tinham entre 21 e 55 anos. A cada 24 horas, amostras foram retiradas e testadas para o hormônio do estresse, o cortisol.

Em todos os testes, os participantes casados registraram níveis mais baixos do hormônio do estresse do que os solteiros ou os que já casaram anteriormente. O resultado, publicado na revista Psychoneuroendocrinology, suporta a crença de que os solteiros enfrentam mais estresse psicológico do que os que estão casados.

O estresse prolongado é associado com níveis aumentados de cortisol, que podem interferir na capacidade do organismo para regular a inflamação, que por sua vez, promove o desenvolvimento e a progressão de muitas doenças.

É emocionante descobrir um caminho fisiológico que pode explicar como os relacionamentos influenciam na saúde e na doença.”

Brian Chin, da Universidade Carnegie Mellon

Os pesquisadores também compararam o ritmo diário do cortisol de casa pessoa. Tipicamente, os níveis de cortisol atingem o pico quando uma pessoa acorda e caem ao longo do dia. Os casados mostraram um declínio mais rápido, um padrão que tem sido associado com menos doenças cardíacas e maior sobrevivência entre pacientes com câncer.

“Esses dados fornecem informações importantes sobre o modo como nossas relações sociais íntimas influenciam nossa saúde”, afirma o diretor e coautor do estudo, Sheldon Cohen, professor de psicologia da Universidade Carnegie Mellon.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Pastor suspeito de abusar de menores se ajoelhava e pedia perdão após sexo

Bayeux Jovem
Bayeux Jovem

Um pastor da igreja evangélica Assembleia de Deus da cidade de Bayeux, na Região Metropolitana de João Pessoa, foi preso nesta quarta-feira (5) suspeito de abusar sexualmente de menores do templo religioso que coordenava. Após o ato sexual, segundo divulgado pelo Polícia Civil, o pastor se ajoelhava e pedia perdão a Deus.

A prisão do pastor ocorreu sob força de um mandado expedido pela 1ª Vara da Comarca de Bayeux. De acordo com a Polícia Civil, o que mais chamou a atenção durante as investigações foi o fato da conivência por parte dos membros da comunidade religiosa com as práticas do pastor.

Ainda conforme a PC, um dos menores relatou que, após o ato sexual, o pastor se ajoelhava e a rezava para que fosse perdoado.

O suspeito foi levado para a sede da 5ª Delegacia de Bayeux, mas será transferido para a Central de Polícia Civil da Capital. Os menores abusados são acompanhados pelo Conselho Tutelar da cidade.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Vídeo: Mãe de garota torturada diz que não perdoa menores por ato: ‘Desumano’

A mãe da adolescente de 14 anos torturada em Trindade, Região Metropolitana de Goiânia, disse que não perdoa as quatro menores flagradas cometendo o ato infracional. As próprias garotas filmaram as agressões, que segundo a polícia, foi motivada por ciúmes do ex-namorado de uma delas. O grupo está apreendido, mas, de acordo com a mulher, a sensação ainda não é de alívio.

“Elas vão sair pior do que entraram. Aí elas vão matar não só a minha filha como qualquer outra que olhar para elas de cara feia. Não tem perdão uma coisa dessas porque isso aí é desumano”, desabafa a mulher, que prefere não se identificar.

Segundo a delegada Renata Vieira, responsável pelo caso, as quatro adolescentes, com idades entre 13 e 16 anos, foram encaminhadas para centros de internação em Goiânia e Formosa, no Entorno do DF. Elas ficaram nesses locais por até 45 dias, prazo que a Justiça tem para decidir se elas permanecem ou não internadas.

Elas serão indiciadas pelos atos infracionais análogos aos crimes de tortura e tentativa de homicídio. Se condenadas, podem ficar no máximo três anos internadas.

Agressões com pau e facão
A menina foi atraída para a casa de uma das suspeitas na última quinta-feira (29) sob o pretexto de que haveria uma festa no local. Ao chegar, ela foi esfaqueada e agredida com pedaço de pau e um facão em uma sessão de tortura que durou quase 4 horas.

Até mesmo uma cova foi feita no quintal da casa para que a menina fosse sepultada. “Elas começaram a me bater, me amarraram, me mostraram onde eu iria ser enterrada. Nisso, me deram uma facada e me colocaram na cova. Pensava só que eu ia morrer”, contou a vítima.

Após ser apreendida e relatar o que aconteceu, uma das menores, de 14 anos, se indignou porque a vítima conseguiu escapar. “Todo mundo aqui estava com raiva dela. Porque ela não gosta da gente por causa desse negócio de namoradinho. No nosso pensamento, íamos bater nela, ela ia morrer e nós íamos enterrar ela. Só que aí não deu certo porque nós somos a frouxa, sabe. Nós não damos conta de começar o serviço e terminar”, disse.

Mãe de garota torturada diz que não perdoa menores por ato: 'Desumano' em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Garota de 14 anos ficou com várias lesões nas costas após a tortura (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Resgate
A menina foi auxiliada por uma mulher, que assistia a um programa de televisão quando foi surpreendida pelos gritos da vítima. Ela olhou pelo muro e viu a menor machucada.

“Minha filha ajudou ela a pular o muro. Coloquei ela para dentro e tranquei as portas porque não sabia se tinha alguém atrás. A minha intenção foi ajudar. Mandei minha menina chamar a mãe dela na casa dela”, declarou a mulher, que prefere não ser identificada. Em seguida, a adolescente foi levada de carro para um hospital.

A testemunha conta que se assustou com a agressão. “Nossa, a gente fica num susto tremendo. Isso não é coisa que se faça com ninguém. O que tem na cabeça de uma pessoa dessas?”, questiona.

Segundo a polícia, a vítima estava contando com a ajuda do ex-namorado de uma das suspeitas para organizar sua festa de 15 anos. O fato teria provocado ciúmes e culminado com a tortura.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Projeto proíbe venda e consumo de energéticos por menores

EnergéticoA Câmara dos Deputados analisa projeto que proíbe a venda, a oferta e o consumo de bebidas energéticas a menores de 18 anos (PL 455/15). A proposta, do deputado Rômulo Gouveia (PSD-PB), determina ainda que os estabelecimentos que comercializam produtos energéticos ficam obrigados a informar sobre a proibição prevista na lei.

Pelo texto, o descumprimento caracteriza infração sanitária, sem prejuízo de outras de natureza civil ou penal, bem como aquelas definidas em leis especiais. As infrações à legislação sanitária, estabelecidas na Lei 6.437/77, prevêem desde advertência e multa até o cancelamento da autorização do funcionamento da empresa.

Segundo Rômulo Gouveia, o consumo de energéticos em excesso ou por determinados grupos, especialmente crianças e jovens e por aqueles que têm tendência a arritmias, pode provocar sérios danos à saúde.

“Os energéticos são ricos em cafeína, que é um estimulante do sistema nervoso e pode provocar o aumento da pressão arterial e dos batimentos cardíacos. Ademais, os especialistas informam que os riscos se ampliam quando os energéticos são utilizados com bebida alcoólica, prática comum entre jovens”, afirma o deputado. Para ele, outro aspecto bastante preocupante no consumo destas bebidas é “o fato de ter forte potencial de causar dependência”.

Gouveia ressalta ainda que o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90) proíbe a venda de produtos cujos componentes possam causar dependência física ou psíquica ainda que por utilização indevida.

“Por todas essas razões, faz-se necessário que equiparemos as restrições do consumo de bebidas energéticas às existentes para as bebidas alcoólicas”, defendeu o parlamentar.

Tramitação – O projeto será analisado pelas comissões de Seguridade Social e Família; e de Constituição e Justiça e de Cidadania (inclusive quanto ao mérito), antes de seguir para o Plenário.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br