Arquivo da tag: mecânica

Em Guarabira: Após apresentar falha mecânica, ônibus derruba parede de residência e por pouco não atinge moradora

casaUm ônibos escolar atingiu uma residência no município de Guarabira após, segundo o motorista, apresentar falhas mecâncias e, no momento do devido problema, o veículo teria ficado impossibilitado de qualquer tipo de controle segundo o depoimento dado pelo condutor do veículo.

“Desci do ônibus para fazer observações rotineiras e, ao descer do veículo após ter acionado o freio de mão, ele teria saído desgovernado e, sem a mínima possibilidade de evitar o insidente, ele atigiu a casa. Felizmente foram apenas danos materiais e ninguém ficou ferido.” – relatou o condutor do ônibos.

No momento do incidente uma mulher estava no interior da residência, mas não foi atingida. Devido o nervosismo, a mulher foi socorrida para o Hospital Regional de Guarabira por causa de uma tensão emocional apenas pelo susto, mas não sofreu nenhum ferimento.

portalindependente

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Corregedoria do Detran fecha oficina mecânica em Santa Rita por desmanche de veículos

detranInvestigações feitas por agentes da Corregedoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) resultou no fechamento de uma oficina mecânica onde ocorria desmanche de automóveis e a prisão de dois homens. Valbério da Silva Oliveira, de 32 anos, já foi encaminhado ao Presídio do Roger, e o outro detido foi ouvido na Delegacia de Roubos e Furtos e liberado. A ação ocorreu na manhã desta terça-feira (16).

De acordo com o delegado Valberto Lira Júnior, corregedor do Detran, há 60 dias as equipes da Corregedoria investigavam denúncias de desmonte de veículos em uma oficina localizada na avenida principal de acesso ao Conjunto Tibiri II, em Santa Rita.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O corregedor destacou que as investigações começaram a partir de informações de que carros roubados no Estado de Pernambuco estariam sendo desmontados na Paraíba. O crime foi constatado a partir de investigações feitas com base em números de placas de veículos estacionados na oficina.

Os agentes descobriram que uma Saveiro roubada em Pernambuco estava sendo desmanchada na oficina e que algumas peças do veículo tinham sido montadas em um Gol que foi localizado no último domingo (14). Em vistoria no Detran, ficou constatado que o motor e a caixa de marcha encontrados no Gol pertenciam à Saveiro. Os dois carros estão apreendidos na Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos, com base na perícia realizada no Instituto de Polícia Científica (IPC).

A Corregedoria do Detran está mantendo contato com a polícia de Pernambuco para tentar identificar os verdadeiros proprietários dos veículos roubados e modificados em desmanches.

Secom-PB

IPC diz que falha mecânica causou trágico acidente de ônibus da Sta Rita

onibusUm laudo com mais de 90 páginas do  Instituto de Polícia Cientifica da Paraíba (IPC), divulgado na manhã desta quarta-feira (8), comprova falha mecânica no acidente com um ônibus da empresa Santa Rita, em setembro do de 2013. Na ocasião o veículo perdeu o controle e bateu em um poste deixando três mortos 39 feridos  na BR 230.

De acordo com o perito, Herbert Boson Teixeira Silva, que participou das análises juntamente com Humberto Pontes, diretor do IPC, e Robson Felix Mamede, todas as peças do ônibus foram analisadas para que se tivesse a precisão do que veio a fazer o ônibus perder o controle. O tacógrafo e o comportamento do motorista também foram averiguados.

No entanto, após análise minuciosa, foram descartados falha do motorista tendo em vista que o controle de aceleração do ônibus mostrou que o veículo vinha em uma velocidade normal para a via.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Constatados três abalos mecânicos, conta o perito, a equipe partiu para examinar as peças com a participação de especialistas universitários onde se comprovou que a fadiga por falta de manutenção levou a quebra de uma das lâminas das molas do automóvel, sobrecarregando o sistema e fazendo com que outras peças não suportasse o peso do veículo.

“A conclusão que chegamos foi que o ônibus vinha trafegando na pista quando ouve uma quebra da segunda mola do feixe dianteiro direito. Isso  sobrecarregou  todo o sistema fazendo com que a mola mestre também quebrasse levando a  um rebaixamento do setor dianteiro direito tirando o ônibus da pista e fazendo com que ele colidisse com o poste”, contou  o perito acrescentando:

“Foi uma falha mecânica provocada por um problema de manutenção. Aquelas peças já tinham passado do prazo de troca”, garantiu.

Detalhes do laudo conclusivo estão sendo apresentados em entrevista coletiva, na Central de Polícia, localizada no bairro Varadouro.

No acidente vieram a óbito, Valéria Rodrigues e Wagner Sousa Santos  morreram no local.Valéria Rodrigues estava grávida de cinco meses. A pressão das ferragens contra o corpo dela foi tão forte que o feto saiu do seu corpo, também morto.

Já Marinalva Paulino de Melo, de 43 anos, morreu 40 dias no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa.

Roberto Targino 

com informações do repórter Caveira 

Ônibus com 60 pessoas fica em chamas após falha mecânica na BR-230

Reprodução/MárcioRangel
Reprodução/MárcioRangel

Uma falha mecânica pode ter sido a causa de um incêndio em um ônibus que transportava 60 passageiros, na manhã desta quarta-feira (18), as margens da BR-230, próximo a um posto da Polícia Rodoviária Federal.

O transporte havia saído da cidade de Pocinhos, localizada no Agreste da Paraíba, a 134 quilômetros de João Pessoa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Apesar do grande susto, ninguém ficou ferido. De acordo com o motorista do coletivo, Bruno Roberto, ao perceber ma falha mecânica, ele teria estacionado o transporte no acostamento e logo em seguida, as chamas foram iniciadas no motor. O ônibus seguia de Pocinhos para Campina Grande.

Ainda segundo Bruno Roberto, o extintor ainda foi usado na tentativa de debelar as chamas, no entanto, ele não obteve êxito. O coletivo ficou completamente destruído.
portalcorreio

Câmara do TJ determina que município forneça perna mecânica a vítima de acidente

– As provas são suficientes para atestar a existência da patologia, bem como a extrema necessidade da prótese requerida, que amenizaria sua deficiência. Com esse entendimento o desembargador José Ricardo Porto, negou provimento a um Agravo de Instrumento interposto pela Prefeitura Municipal de Campina Grande, contra a decisão de Primeiro Grau, que concedeu medida antecipatória para que, no prazo de 15 dias, o ente federativo forneça uma prótese transfemoral com soquete e válvula de expulsão, joelho hidráulico e pé com resposta mecânica ao autor da inicial, Dorgival Barbosa. Os membros da 1ª Câmara Cível acompanharam o voto do relator, à unanimidade.

O relator referiu-se às peças constantes nos autos, para entender que o autor da Ação sofre de enfermidade, que impede sua locomoção normal, bem como causa-lhe forte incômodo, decorrente de um acidente automobilístico, que teve como consequência a perna direita amputada. Alega que já faz uso de equipamento da mesma natureza, porém, de baixíssima qualidade, de fabricação nacional e utilização de materiais inadequados. Diante da sua impossibilidade financeira em arcar com uma prótese condigna, buscou o poder público para suprir sua necessidade.

O desembargador argumentou a existência do “periculum in mora” e do “fumus boni juris” para configurar o deferimento da tutela antecipatória. “A cláusula da reserva do possível não pode ser utilizada como salvo-conduto para a Administração Pública se eximir do dever de fornecer o mínimo existencial aos seus cidadãos”, reforçou o magistrado ao citar precedentes do Superior Tribunal de Justiça que embasam a negativa de provimento ao recurso manejado.

“Nesse contexto, os Tribunais Superiores reiteradamente reafirmam o respeito indeclinável à vida e à saúde humana, não perdendo de perspectiva que esses direitos subjetivos representam prerrogativas indisponíveis asseguradas à generalidade de pessoas pela Carta Magna, cuja essencialidade prevalece sobre os demais interesses do Poder Público,” enfatizou o relator, lembrando os mandamentos da Constituição da República “A saúde é um direito de todos e um dever do Estado”.

TJPB/Gecom – Foto por Ednaldo Araújo