Arquivo da tag: matar

Em Belém, ex-presidiário é detido suspeito de ameaçar matar a mãe cortando o pescoço dela com uma faca

Um ex-presidiário foi detido em flagrante na noite da terça-feira (10), no Distrito de Rua Nova, em Belém, suspeito de ameaçar matar a própria mãe, cortando o pescoço dela com uma faca.

A guarnição local, formada pelo sargento Dinarte, cabo Carlos e cabo Nascimento recebeu a denúncia feita pela vítima e, de imediato, compareceu ao local informado por ela.

Os policiais conversaram com a vítima, que estava bastante nervosa e, diante da confirmação da ameaça, deram voz de prisão e conduziram o suspeito para a delegacia.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Homem é preso suspeito de matar ex-sogro a facadas em Princesa Isabel, Sertão da Paraíba

Um homem de 32 anos invadiu a casa da ex-companheira e matou o pai dela a facadas. O crime aconteceu por volta das 22h do domingo (8), em Princesa Isabel, no Sertão da Paraíba.

Segundo a Polícia Civil, o suspeito teria ido à casa da ex-companheira e a agredido. Ele também a ameaçou e disse que voltaria. Minutos depois, ele retornou ao local armado com uma faca e começou a ferir os familiares da mulher.

Ainda de acordo com a polícia, o homem também esfaqueou o ex-cunhado. Pai e filho foram encaminhados para o Hospital Regional da cidade, mas o ex-sogro não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade hospitalar, que não informou o estado de saúde da outra vítima. Outras três pessoas que estavam no local também foram agredidas.

O suspeito foi encaminhado para a Cadeia Pública de Princesa Isabel, onde permanecerá até a audiência de custódia.

G1

 

Homem é preso suspeito de matar ex-esposa a facadas, em Campina Grande

Uma mulher de 31 anos foi morta a facadas, neste domingo (1º), no bairro do Mutirão, em Campina Grande. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito do crime, ex-companheiro da vítima, foi preso e encaminhado para a Central de Polícia da cidade.

Jean Carlos Dias da Silva chegou até a casa onde a mulher estava, brigou com ela e a atingiu com várias facadas. Dois filhos da vítima presenciaram o crime. A vítima ainda foi socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma da cidade, mas não resistiu.

De acordo com familiares da vítima, o casal estava separado há um ano, mas brigavam constantemente porque o homem não queria pagar a pensão alimentícia dos dois filhos.

O velório de Jenilsa Lira da Silva vai acontecer em uma igreja no bairro do Mutirão, assim que o corpo for liberado do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

G1

 

Suspeito de matar radialista para esconder relacionamento homossexual é preso em Itaporanga

O radialista Denisvaldo Mendes Pacheco, que estava desaparecido há pelo menos 24 horas, foi encontrado morto a cerca de dois quilômetros da região central da cidade de Itaporanga, no Sertão da Paraíba, na noite da quinta-feira (29).

Nesta sexta-feira (30), a polícia capturou um homem suspeito de ter assassinado o radialista. Investigações apontam que ele teria um relacionamento amoroso com a vítima.

A polícia acrescenta ainda que o crime teria sido motivado após Denisvaldo supostamente ter feito chantagens ameaçando revelar o relacionamento. O suspeito, que é casado, teria feito ameaças à vítima através das redes sociais.

Fonte: PBAgora

 

 

Suspeito de matar ex-esposa e esfaquear enteada de 13 anos no Sertão da PB se apresenta à polícia

Um homem de 39 anos apontado como principal suspeito de matar a ex-esposa e ainda esfaquear a enteada de 13 anos foi preso na noite desta quinta-feira (29), em Patos, no Sertão paraibano. Segundo a Polícia Civil, ele se apresentou com um advogado e confessou o crime.

A informação foi confirmada pelo delegado Manoel Martins Fernandes. Porém, quem ficou responsável por acompanhar o caso foi o delegado George Martins. O G1 tentou entrar em contato com ele, mas ligações não foram atendidas.

De acordo com o delegado George, o suspeito se apresentou ainda durante a tarde com um advogado e confessou que cometeu o crime. O delegado não quis entrar em detalhes sobre o depoimento em que o suspeito conta porque cometeu o crime.

O caso ocorreu na madrugada da última quarta-feira (28), na cidade de Condado, também no Sertão. De acordo com a investigação, o autor do crime arrombou a porta da casa e esfaqueou a mulher identificada como Juberlúcia de Oliveira e a filha dela, de 13 anos. A mulher morreu ainda no local, e a filha – que levou quatro facadas e teve os pulsos quebrados – foi internada em estado grave. Na casa ainda havia um menino de 5 anos, também filho da vítima, que viu tudo.

A Polícia Civil chegou ao nome do suspeito depois de encontrar o celular dele e documentos em um matagal próximo a casa. Segundo a Polícia Civil, na cena de crime foi possível ver o rastro de sangue do suspeito entre a casa e o matagal. Dentro da casa, o delegado que acompanhou a perícia no local do crime disse que a cena era macabra e que havia tanto sangue misturado que não era possível saber de quem ao certo era.

G1

 

Polícia Civil da PB prende suspeitos de matar estudante de 16 anos

A Polícia Civil prendeu na noite de ontem (29), dois suspeitos de a estudante Karolina Oliveira Gomes, 16 anos, no Recife, em Pernambuco. O corpo da jovem foi encontrado sem roupas, no dia 6 de agosto, no município de Capim, na Paraíba.

A vítima residia com a família no município de Goianinha, no Rio Grande do Norte, e passou 24 horas desaparecida após sair de casa para imprimir um trabalho da escola em uma lan house, segundo os pais da jovem. Karolina foi encontrada nua pela polícia em um canavial da cidade do Litoral Norte paraibano.

Os suspeitos foram detidos após mandados de prisão expedidos pela Comarca de Mamanguape. Os homens estavam com o aparelho celular da vítima na comunidade do Ibura, na capital pernambucana. Eles foram recolhidos à carceragem da Central de Polícia Civil de João Pessoa.

pbagora

 

 

Homem tenta matar outro com golpes de garrafa de vidro e é preso por policiais do 4º BPM

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) prenderam, na noite dessa quinta-feira (15), um homem suspeito de tentar matar outro com golpes de uma garrafa de vidro no pátio da feira livre da cidade de Pilões. Os policiais faziam rondas nas proximidades quando se depararam com a vítima, de 26 anos de idade, caída e ferida com cortes nos braços, costas e rosto. Segundo ele, as lesões teriam sido provocadas por um homem após um desentendimento entre os dois, causada por um motivo fútil: a discussão sobre a quantidade de marchas de uma moto.

Ainda de acordo com a vítima, após uma luta corporal os dois, o outro se armou com um gargalo de garrafa de vidro e correu atrás dela, que caiu e foi golpeada várias vezes. Os policiais acionaram a ambulância e ele foi socorrido para o Hospital Regional de Guarabira, mas sem risco de morte. Após diligências feitas pelos policiais, o suspeito foi preso e encaminhado para a delegacia para autuação em flagrante pela tentativa de homicídio.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Suspeita de matar e cortar pênis de companheiro na PB amolou faca antes do crime, diz polícia

A mulher suspeita de matar o companheiro a facadas e, em seguida, arrancar o pênis da vítima, na noite da quinta-feira (15), em Areial, no Agreste da Paraíba, premeditou o crime, de acordo com o delegado Kelsen Vasconcelos, responsável pelo caso. As primeiras investigações da polícia revelaram que a suspeita, de 42 anos, teria dito a uma vizinha que mandou amolar a faca utilizada para matar o homem.

Conforme relatou o delegado ao G1 na manhã desta sexta-feira (16), antes de cometer o crime, a suspeita também escreveu uma carta e entregou para o filho mais velho, de 18 anos. “Na carta ela pede para que o filho mais velho, fruto de um outro relacionamento, deixe os dois irmãos mais novos com parentes da família. Ela já havia premeditado todo o crime”.

Após matar o companheiro a facadas e cortar o pênis dele, a mulher ainda teria jogado ácido muriático em cima. Depois, a suspeita teria colocado o órgão genital da vítima dentro de um copo e levado até a casa da outra mulher com quem o homem estaria envolvido.

“Ela sabia que o companheiro estava em um relacionamento com outra mulher do mesmo bairro e descobriu que ele planejava deixá-la por essa outra mulher, mas ela não aceitava isso e foi então que planejou matar o homem”, explicou o delegado.

Depois de matar o homem e levar o órgão genital da vítima até a outra mulher, a suspeita do crime teria tentado se matar envenenada, mas ela foi socorrida por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e levada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande.

O corpo do homem foi encaminhado para o Núcleo de Medicina e Odontologia (Numol) de Campina Grande. Até as 9h30 desta sexta-feira, as informações do delegado eram de que a mulher permanecia internada no hospital em estado regular de saúde e deve ser levada para a Central de Polícia Civil após alta médica.

Mulher teria discutido com homem antes do crime

Segundo relatos de familiares à polícia, o caso aconteceu após uma discussão entre a suspeita e o companheiro dela. A vítima, Luiz de Almeida, um agricultor de 31 anos, foi encontrado morto na frente da casa do casal, na rua Balbino do Carmo, no Centro da cidade.

De acordo com relatos dos vizinhos, na noite da quinta-feira (15), antes do crime, o homem e a suspeita teriam brigado por ciúmes. A mulher é mãe de três crianças, uma delas de apenas 11 meses.

Casa onde o crime aconteceu, em Areial, na Paraíba — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Casa onde o crime aconteceu, em Areial, na Paraíba — Foto: Reprodução/TV Paraíba

 

G1

 

 

Preso é suspeito de mandar matar companheira por não aceitar fim do relacionamento

Um presidiário do Serrotão em Campina Grande é acusado de ter encomendado a morte da companheira, em dezembro de 2017, após descobrir que ela pretendia pôr fim ao relacionamento.

Jorge Luiz da Silva cumpre pena por homicídio, receptação e porte de arma e teve a nova ordem de prisão decretada em caráter preventivo, para não atrapalhar as investigações.

Segundo a delegada do caso, Nercília Dantas, a polícia descobriu provas suficientes do envolvimento de Jorge na morte de Flávia da Silva de 20 anos.

De acordo com a polícia, no dia do assassinato, a mulher tinha saído do presídio e estava em uma moto, quando dois homens armados se aproximaram e perguntaram se ela era a mulher de Jorge.

Ao responder que sim, Flávia foi obrigada a descer do veículo e sofreu quatro disparos, sendo três da cabeça. Ela morreu na hora.

Ainda pelas informações da polícia, a ordem para matar partiu de um telefone celular.

Os executores não foram presos, pois um deles morreu 15 dias depois e o outro ainda não foi identificado.

*Com informações da TV Cabo Branco.

 

paraibaonline

 

 

Polícia prende suspeitos de apedrejar, amarrar, matar e incendiar vítima no interior da Paraíba

A Polícia Civil prendeu nesta quarta-feira (24) dois homens suspeitos de homicídio, cometido em junho, no município Barra de São Miguel, no interior da Paraíba.

José Ananias dos Santos, 25 anos, e Luiz Carlos da Silva Diniz Filho, 20 anos, tiveram as prisões decretadas pela Justiça.

Os suspeitos foram identificados como os responsáveis pela morte de José Wilson dos Santos, vulgo “Gordo”, 40 anos. Ele foi morto com requintes de crueldade em 30 de junho, em Barra de São Miguel.

De acordo com o delegado Yaslei Almeida, a vítima foi apedrejada, amarrada por uma corda e arrastada por mais de 150 metros. Em seguida, teve o corpo incendiado.

O suspeito Luiz Carlos confessou o crime após ser confrontado com provas exibidas pela polícia.

De acordo com o delegado, “os presos responderão pelo crime de homicídio triplamente qualificado, em função do delito ter sido cometido por motivo fútil, emprego de tortura, fogo e meio cruel, e emprego de recurso que tornou impossível a defesa da vítima.”

 

 

clickpb