Arquivo da tag: matam

Homens invadem casa, matam duas pessoas e deixam uma ferida em Santa Rita

Dois homens foram mortos e um ficou ferido após serem atingidos por vários tiros na madrugada deste domingo (03). De acordo com a polícia, o grupo estava bebendo em uma casa, no loteamento Boa Vista, em Várzea Nova, Santa Rita, quando desconhecidos chegaram atirando.

Um homem de 36 anos levou um tiro na região das nádegas, foi socorrido e encaminhado para o Hospital de Trauma de João Pessoa, mas os outros dois não resistiram aos ferimentos e morreram no local.

A polícia investiga o caso e até a publicação desta matéria não havia informações a respeito da autoria ou motivação do crime.

http://paraiba.com.br/

 

 

Bandidos matam homem e criança de 8 anos é baleada em Gurinhém

sireneUma criança de apenas 8 anos está em estado gravíssimo na UTI do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. A criança foi baleada durante um tiroteio que culminou na morte de um homem no bairro Ribeirão, na cidade de Gurinhém. O crime ocorreu na noite desta quinta-feira (10).

Os bandidos chegaram atirando contra o homem conhecido pelo vulgo de Val, que não resistiu e morreu no local. Na hora do tiroteio, a criança de iniciais R.A.L estava brincando em frente a sua residência, quando caiu chorando. O pai da vítima se aproximou dela e notou que a mesma tinha sido baleada no abdômen.

A Criança foi socorrida em um carro particular para o hospital da cidade de Itabaiana, mas devido a gravidade do ferimento, teve que ser transferida para o Hospital de Trauma em João Pessoa. R.A.L chegou entubada ao hospital de Trauma e logo foi constata pelos médicos de plantão que a sua situação é gravíssima.

Fábio Augusto / Vinícius Henriques

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Motoqueiros matam escrivão da polícia em ‘festa da vitória’ em Arara

marcosUma pessoa morreu e outras duas ficaram feridas durante um tiroteio ocorrido na ‘festa da vitória’ do prefeito eleito Nen de Arara. De acordo com testemunhas, três motoqueiros misteriosos se infiltraram na comemoração e atiraram conta o escrivão da Polícia Civil, conhecido por Marcos Rosas.

Houve tumulto e em meio ao pânico das pessoas, duas outras vítimas ficaram feridas.

O fato ocorreu na noite desta segunda-feira. A polícia está fazendo buscas, mas ainda não há informações sobre suspeitos.

O Batalhado do Choque de Guarabira foi acionado e reforços policiais de Campina Grande também foram convocados.

Focando a Notícia

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Forças do Egito matam 12 turistas ‘por engano’

exercito-egipcioAtaque que teria como alvo “elementos terroristas” deixa 12 mexicanos e egípcios mortos no Deserto Ocidental, além de dez feridos. Governo do México condena incidente e exige investigação sobre o ocorrido.

Forças de segurança do Egito atacaram acidentalmente neste domingo (13/09) um grupo de turistas no Deserto Ocidental, no oeste do país, matando 12 pessoas. O Ministério egípcio do Interior declarou através de nota que uma operação militar que perseguia “elementos terroristas” na região abriu fogo “por engano” contra quatro caminhonetes carregadas de turistas mexicanos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“O incidente matou 12 mexicanos e egípcios, ferindo outras dez pessoas”, afirmou o órgão, acrescentando que o local do ataque estaria “além dos limites para turistas estrangeiros”.

A empresa turística responsável pelo grupo que sofreu o ataque “não tinha autorização” para atuar na região e “não alertou as autoridades”, informou uma porta-voz do Ministério egípcio do Turismo, explicando que as viagens até o local devem ser previamente autorizadas pelos órgãos competentes.

Segundo o Ministério do Exterior do México, ao menos dois mexicanos morreram no incidente. O presidente Enrique Peña Nieto declarou, no Twitter, que seu país “condena essas ações contra nossos cidadãos e exige do governo do Egito uma investigação rigorosa sobre o ocorrido”.

As autoridades egípcias não confirmaram se o ataque for realizado com armas automáticas ou através de bombardeio aéreo. O Deserto Ocidental, um destino bastante popular entre os turistas que visitam o país, é considerado um local de esconderijo para grupos terroristas que atuam na região.

A organização extremista “Estado Islâmico” (EI) afirmou em comunicado que militantes do grupo “resistiram a uma operação militar no Deserto Ocidental” neste domingo, mas não forneceu maiores detalhes. No mês passado, militantes da ramificação egípcia do EI decapitaram na região um jovem croata que trabalhava para uma empresa francesa.

Os jihadistas também reivindicaram a autoria de diversos ataques realizados contra as forças de segurança egípcias no país nos últimos meses, além de um atentado à bomba no consulado da Itália no Cairo em julho.

O Egito luta para conter uma insurgência jihadista na Península do Sinai, no leste do país, desde a derrubada do ex-presidente islamista Mohammed Morsi, em 2013. Na semana passada, o Exército egípcio lançou uma ofensiva contra o EI na região, onde afirma ter matado 56 jihadistas.

Terra

Traficantes matam jornalista e postam fotos do corpo minutos depois

A médica María del Rosario Fuentes Rubio foi sequestrada e morta após deixar o hospital onde trabalhava em Reynosa, no México. Sob o apelido de “Felina”, María manteve por meses um perfil no Twitter e fazia denúncias sobre a violência em larga escala cometida por cartéis de drogas no estado de Tamaulipas. O crime aconteceu no último dia 16. A família da vítima deixou o país após o assassinato, segundo a organização Repórteres Sem Fronteiras.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Amigos e familiares, meu nome verdadeiro é Maria Del Rosario Fuentes Rubio. Sou médica e hoje minha vida chegou ao fim”, dizia a última mensagem publicada no Twitter de María. “Cancelem suas contas, não coloquem em risco a vida de seus familiares como eu fiz. Peçam perdão”, continuava. Logo após isso, imagens do corpo de María foram publicadas pela conta.

Homenagem feita na web para mexicana María del Rosario Fuentes Rubio

Foto:  Reprodução Facebook

As mensagens publicadas no perfil do Twitter sempre incentivavam a população a denunciar as atrocidades cometidas no país. A conta @Miut3 tinha mais de 510 mil seguidores, sendo um influente perfil de notícias online. O México é um dos países mais perigosos para o trabalho de jornalistas. Sete profissionais foram mortos nos últimos dois anos, segundo a organização Repórteres Sem Fronteiras.

“A Repórteres Sem Fronteiras está chocada com a morte de María del Rosario Fuentes Rubio e pede ao governo que faça uma investigação exaustiva para identificar os responsáveis o mais rápido possível”, comentou a diretora da organização sobre o caso.

O caso de María ocorre em um período marcado pela violência no México. Um prefeito e sua esposa, em cumplicidade com um cartel criminoso, teriam planejado o desaparecimento de 43 estudantes no sul do país, em um caso que abalou o país e colocou dúvidas sobre a estratégia de segurança do governo.

O prefeito da cidade de Iguala, José Luis Abarca, e sua esposa, María de los Angeles Pineda, queriam impedir que uma mobilização de estudantes, em 26 de setembro, interferisse com um ato da primeira-dama, que ela faria como chefe de uma entidade de assistência a menores, disse na quarta-feira o procurador federal Jesús Murillo.

O casal, que trabalhava em cumplicidade com o cartel Guerreiros Unidos e que também tinha o apoio da polícia municipal, ordenou que os estudantes fossem contidos ao virem em um comboio em direção a Iguala, que fica no Estado de Guerrero, após terem tomado ônibus para coletar dinheiro para a escola rural onde estudavam.

 

iG

Pistoleiros atiram 18 vezes, erram alvo e matam comerciante com um tiro, no Sertão

Caso foi registrado em Catolé do Rocha
Caso foi registrado em Catolé do Rocha

Um comerciante da cidade de Catolé do Rocha, a 434 km de João Pessoa, no Sertão do estado, morreu na manhã desta quarta-feira (3), por volta das 7h40 da manhã, quando estava sentado em frente ao seu estabelecimento, no bairro do Batalhão. O homem de 54 anos era muito popular na cidade e foi vítima de bala perdida.

Segundo informações do Soldado Pierre, do 12º Batalhão de Polícia Militar, a vítima estava sentada na porta do seu estabelecimento, em companhia de um outro homem e enquanto conversavam, os dois foram surpreendidos por dois homens em uma moto, que efetuaram cerca de 18 disparos contra os dois.

Os disparos seriam direcionados ao homem que fazia companhia ao comerciante, que segundo informações da PM, corriqueiramente agia de forma suspeita na região e possivelmente a ação desta manhã seria um acerto de contas. Dois 18 disparos, nenhum atingiu o homem, que conseguiu correr e se esconder.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O comerciante foi atingido por apenas um disparo no peito, vindo à óbito ao dar entrada no Hospital Regional.

A Polícia Militar deu início à diligências na região, mas até o momento não se sabe o paradeiro dos homens que efetuaram os disparos.

 

Portal Correio

Assaltantes atiram e matam jovem de 18 anos na zona rural de Solânea

O crime aconteceu na noite desta segunda-feira (07) por volta das 20h, no Sítio Lagoa de Tanque, zona Rural de Solânea, brejo paraibano.

Josiel Rodrigues de Oliveira era agricultor e tinha 18 anos. Segundo o relato do dono da casa o senhor Antônio Rodrigues, ao escutar o cachorro latir abriu um pouco a porta para ver do que se tratava só que foi surpreendido por dois assaltantes encapuzados e armados que vieram em busca de roubar suas ovelhas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Foto: Ramon - Policial Militar

Foto: Ramon – Policial Militar

O senhor Antônio falou ainda que na sala só tinha ele e a vítima, o restante dos moradores estavam dormindo, os bandidos colocaram a arma no pescoço dele e o colocou pra dentro de casa, após várias ameaças Josiel tentou fugir e logo foi atingido com um tiro no pescoço, não aguentou ao ferimento e veio a óbito.

Os bandidos fugiram a pé e sem levar nada. De acordo com o senhor Antônio essa não é a primeira vez que isso acontece, já teve suas ovelhas roubadas outras duas vezes. Dessa vez ele teve um bem mais precioso roubado, que foi a vida de seu sobrinho.

Familiares da vítima falaram para a equipe da TV WEB CIDADE que Josiel era calmo e muito tímido, passava a maioria do tempo em casa e seu passatempo era jogar no celular e assistir.

 

Durante a noite, policiais da Segunda Cia de Solânea fizeram rondas nas proximidades em busca de prender os bandidos, mas não obtiveram êxito.

VEJA O VÍDEO

Redação/TV WEB CIDADE

Pais de menina de 6 anos matam vizinho por suspeitar de abuso sexual

Reprodução/Portal Mídia
Reprodução/Portal Mídia

Um casal matou a facadas um homem que teria sido encontrado debaixo da cama deles, no morro do Dendê, na Ilha do Governador, zona norte do Rio. Eles desconfiaram que o homem tivesse abusado sexualmente da filha de seis anos. O crime aconteceu na madrugada desta sexta-feira (9).

De acordo com a Polícia Civil, o casal havia deixado a garota sozinha em casa. Ao retornarem, eles flagraram o vizinho dentro da casa deles tentando se esconder. O homem seria conhecido na região por ter um histórico de abusos sexuais.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O casal, que foi ouvido por investigadores da DH (Divisão de Homicídios) nesta sexta, entrou em luta corporal com o vizinho e, em seguida, o matou com golpes de faca. A criança vai passar por exame de corpo de delito para identificar se apresenta sinais de violência sexual.

Atualmente, o país vive uma discussão sobre a prática dos justiceiros, as pessoas que inconformadas com a lentidão das autoridades e da Justiça no país, realizam Justiça com as próprias mãos. Discuti-se os riscos de se cometer crimes contra pessoas inocente como o que aconteceu com uma dona de casa de São paulo que espancada, após ser confundida com outra mulher.

180 Graus

Adolescentes matam amiga a pedradas e quase são linchadas em Foz do Iguaçu

Taís Cristina Martins, 13, morta a pedradas por duas amigas em Foz de Iguaçu (PR)
Taís Cristina Martins, 13, morta a pedradas por duas amigas em Foz de Iguaçu (PR)

Duas adolescentes, de 15 e 19 anos, foram presas nesta quarta-feira (7) acusadas de assassinar Taís Cristina Martins, 13, no final da tarde de segunda-feira (5) em Foz do Iguaçu, no Paraná.

Segundo a polícia, a vítima foi levada para uma área de matagal pelas duas garotas e morta a pedradas. O motivo do crime seriam ciúmes, pois havia a suspeita de que Taís estava se relacionando com o namorado da jovem de 15 anos.

Os moradores do bairro Cidade Nova, local do crime e de residência dos envolvimentos, imediatamente suspeitou da participação das menores no crime e, assim que a notícia se espalhou, moradores revoltados começaram a procurar pelas meninas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Antes de serem presas, as suspeitas quase foram linchadas pela população.  A situação só foi contida após a chegada de reforço policial, que escoltou as suspeitas até a delegacia.

O corpo foi descoberto no final da tarde de terça (6) em uma área da Subestação de Furnas por dois funcionários da companhia de energia. Abandonado na margem de um córrego, tinha sinais de trauma no crânio.

A polícia apurou que Taís foi levada pelas duas jovens ao local após sair da escola. A mais velha teria segurado a vítima, enquanto a garota de 15 anos, namorada do rapaz em disputa, atacou a menina a pedradas.

Em entrevista à Rádio Cultura de Foz, a mãe da vítima disse que as suspeitas eram amigas da filha. “Uma falsa amiga que levou ela (sic) para a emboscada”, disse.

A jovem de 19 anos foi presa e a adolescente, encaminhada ao Centro de Socioeducação. A polícia ainda investiga se houve a participação do rapaz no crime. Em depoimento, ele negou qualquer envolvimento no caso.

 

Osny Tavares

Bandidos invadem casa na Capital, matam mulher e atiram em criança de cinco anos

Mulher morreu durante o socorro
Mulher morreu durante o socorro

Uma mulher de 38 anos foi baleada no tórax ao ter a casa invadida por dois homens no início da noite desta segunda-feira (5), na comunidade Jardim Ester, no bairro de Mandacaru, na Zona Norte de João Pessoa. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu dentro de uma ambulância do Samu antes de  dar entrada no Hospital de Emergência e Trauma da Capital. Uma criança de 5 anos sofreu um tiro na nuca, que transfixou a testa. Uma outra mulher também foi atingida pelos disparos.

O capitão Antônio Sousa, comandante da Unidade de Polícia Solidária do bairro, disse durante participação ao vivo no programa Cidade Alerta Paraíba, TV Correio/ Record HD, que o objetivo dos acusados era matar a dona do imóvel que, segundo eles, estariam delatando a ação do tráfico local às forças de segurança.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“A mulher que morreu teve a filha morta há meses atrás em Mandacaru. Daí, eles suspeitaram que ela estaria delatando a movimentação criminosa à polícia. Ela morreu ao dar entrada no Trauma-JP, a criança teve a bala transfixada na cabeça e a outra mulher ferimentos leves”, comentou o capitão.

O serviço social da unidade hospitalar informou que o estado da criança é gravíssimo. O policial adiantou que equipes da Polícia Militar realizam diligências para capturar os acusados, mas até o fechamento desta matéria nenhum suspeito tinha sido preso. “O nosso objetivo é identificar.

 

Por Hyldo Pereira