Arquivo da tag: Matadouro

Técnicos e engenheiros do Estado realizaram inspeção no Matadouro Público Regional de Solânea

Os profissionais avaliaram as necessidades estruturais de adequação para posterior abertura do matadouro.

Na manhã dessa terça-feira (16) técnicos da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan) e da Secretária de Defesa Agropecuária da Paraíba realizaram uma visita de inspeção ao Matadouro Público Regional de Solânea. O objetivo da visita foi realizar um levantamento e fazer o diagnóstico estrutural do matadouro para instalação dos equipamentos.

Estiveram presentes todo corpo técnico de engenheiros da Suplan e médicos veterinários da defesa agropecuária que juntos avaliaram como estão as instalações elétricas, hidráulicas, acomodações dos animais, currais, lagoas de tratamento e baías para inspeção dos animais. O prefeito de Solânea Kayser Rocha e o Secretário de Agricultura Késsio Furtado acompanharam a visita. “Os técnicos e engenheiros realizaram o levantamento e diagnósticos para iniciar o processo de adequações e modificações. Depois disso, iremos receber os equipamentos. O processo está bem adiantado e o objetivo é preparar o matadouro para receber os equipamentos e  posteriormente iniciar o funcionamento”, contou o prefeito de Solânea, Kayser Rocha, durante a visita.

         

 Assessoria de Comunicação

 

Prefeito de Solânea participa de reunião com Secretário Estadual e agiliza aquisição de equipamentos para abertura do matadouro

Secretário Estadual de Infraestrutura e Recursos Hídricos do Estado, afirma compromisso com abertura do matadouro

O Prefeito de Solânea, Kayser Rocha, e o Deputado Estadual, Ricardo Barbosa, participaram de reunião com Secretário de Infraestrutura e Recursos Hídricos do Estado Deusdete Queiroga, nessa quarta-feira (03) pela manhã, para viabilizar a  aquisição de equipamentos com o objetivo de abertura do Matadouro Público Regional de Solânea.

“Participamos dessa reunião para efetivamente agilizar a aquisição dos equipamentos e posterior funcionamento do matadouro regional. O prédio já está pronto e o Estado tem demonstrado total interesse em resolver. O Deputado Ricardo Barbosa também tem se empenhado diuturnamente para resolvermos essa questão”, contou o prefeito Kayser, logo após a reunião. Ele esclareceu também que já vem acompanhando e realizando reuniões com técnicos em relação à estruturação dos equipamentos. “Estamos nessa luta junto com a população de Solânea há meses, o Governador já demonstrou interesse para obtenção dos equipamentos durante o Orçamento Participativo. Essa é uma necessidade apontada por todos, e já temos o compromisso do Secretário como um procedimento prioritário que dará máxima agilidade”, enfatizou Kayser.

Prefeituras irão gerenciar o funcionamento

Durante o Orçamento Participativo em Solânea, que aconteceu no último mês de  abril, foi assinado um termo de compromisso entre os prefeitos das cidades de Solânea, Bananeiras, Arara, Borborema, Casserengue e Damião que firmaram acordo para o gerenciamento do Matadouro Público Regional de Solânea.

 Assessoria de Comunicação

 

Tião Gomes solicita ao governo conclusão das obras do Matadouro Regional no Brejo paraibano

O deputado estadual Tião Gomes (Avante) se reuniu na manhã desta segunda-feira (1º), em João Pessoa, com o secretário de Infraestrutura e Recursos Hídricos do Estado, Deusdete Queiroga, para pedir celeridade na conclusão das obras do Matadouro Público Regional do município de Solânea. O parlamentar destacou que a reunião foi positiva e confirmou que o Governo Estadual liberou os recursos para finalizar no prazo de 60 dias a obra, devido à necessidade dos munícipes e comércio local.

O encontro de emergência solicitado pelo deputado ocorreu depois que comerciantes o procuraram para relatar os problemas gerados e o impacto financeiro provocado depois que a justiça acatou o pedido do Ministério Público da Paraíba (MPPB) e determinou na quinta-feira (27), a suspensão imediata das atividades no matadouro que funciona de forma irregular no Sítio Chã do Carro, zona rural do município de Bananeiras.

Na sentença, o juiz Jailson Suassuna argumentou que o direito à vida e à saúde, ameaçados com o funcionamento de um matadouro que desatende a legislação, devem se sobrepor a qualquer outro direito.

Tião Gomes explicou que com o fechamento do matadouro, cidades da região ficaram prejudicadas tendo em vista que o local abastecia as feiras livres dos municípios vizinhos a exemplo de Solânea.

“Participei de uma reunião muito produtiva com o secretário Deusdete Queiroga e pedi a ele urgência por parte do governo para a conclusão das obras do Matadouro regional em Solânea. As obras estão 90% concluídas. A interdição do matadouro de Bananeiras por parte da justiça prejudicou o comércio de carne de Solânea e de outras cidades vizinhas. Os feirantes não podem sair no prejuízo e, portanto, tive a iniciativa de correr atrás e ter respostas positivas do Governo que nos garantiu concentrar esforços para que no prazo de 60 dias, as obras do matadouro da região sejam concluídas”, afirmou o parlamentar.

O deputado disse ainda que quando inaugurado, o Matadouro Regional irá atender não só o município de Solânea, como também Bananeiras, Arara, Casserengue, Serraria e Borborema.

“O impacto social da conclusão dessa obra, é, sem sombra de dúvida gigantesca, para esses municípios. Esse matadouro será idêntico aos que o Governo está construindo em Itaporanga e Mari, ou seja, de grande porte e excelente estrutura”, finalizou o deputado.

 

Assessoria

 

 

Vereador Douglas Andrade cobrou fiscalização no matadouro utilizado pelo município

Na Sessão Ordinária da Casa Odon Bezerra, na última terça-feira (19), o vereador Douglas Andrade (PSB) utilizou a tribuna para cobrar da Prefeitura Municipal a fiscalização no matadouro onde tem sido realizado o abate dos animais comercializados no mercado público. A preocupação é referente ao cumprimento da legislação reguladora dos abates dos animais.

“A qualidade sanitária da carne que chega à mesa dos bananeirenses deve ser aferida e compete ao município nos dá essa garantia. A fiscalização não pode continuar ineficiente, alvo de constantes cobranças por parte dos cidadãos e ainda podendo colocar em risco a saúde dos consumidores pela situação insalubre”, disse Douglas Andrade.

O vereador ainda solicitou que fosse enviado ofício para o Ministério Público quanto ao tema e destacou que a interferência da Prefeitura deve ser incisiva na fiscalização, atestando carne de qualidade e transporte correto.

Ascom-CMB

 

Jovem desaparecido há dois dias é encontrado morto próximo a matadouro, em Araçagi

(Foto: Fabiano Lopes/ManchetePB)
(Foto: Fabiano Lopes/ManchetePB)

Foi encontrado na manhã desta quarta-feira (24) o corpo do jovem de 20 anos que estava desaparecido desde a noite da última segunda-feira (11). O corpo do rapaz foi localizado, por volta das 9h por trabalhadores, nas proximidades do matadouro público, no sítio Mondé, na zona rural da cidade de Araçagi.

De acordo com informações de familiares, Marcos Antônio da Silva Vitalino desapareceu após sair para jogar futebol, como de costume, no ginásio de esportes “O Monteirão”, no bairro São Sebastião. Conforme a família, Marcos sempre retornava para casa às 22h, no entanto, isso não aconteceu. No dia em que o homem desapareceu, moradores do bairro em que ele foi visto pela última vez disseram ter ouvido gritos de socorro por trás de uma escola, perto do ginásio.

Após dois dias desaparecido, parentes do rapaz foram, na manhã desta quarta-feira (13), até a Delegacia de Polícia, em Araçagi, registrar a ocorrência. No momento que a família estava no local, segundo o comissário da Polícia Civil, Tarcísio Norberto, os policiais receberam a informação de que um corpo havia sido encontrado nas imediações do matadouro. Um parente da vítima esteve no local, juntamente com a polícia, e identificou que se tratava do jovem que estava desaparecido.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Ainda conforme Tarcísio, ainda não há informação se o jovem foi morto a tiros, pauladas ou golpes de faca. Marcos residia na Rua Pedro Batista, no Centro de Araçagi e, de acordo com o pai, tinha envolvimento com drogas. A perícia esteve no local realizando os procedimentos necessários. A polícia ainda não tem suspeitos.

 

manchetepb

Marchantes interditam rodovia em protesto pela reforma do matadouro de Guarabira

Um grupo de marchantes realizou um protesto reivindicando a reforma do matadouro público de Guarabira. Com pneus queimados, eles bloquearam a Rodovia PB 073, no trecho próximo ao antigo posto da operação Manzuá no distrito de Cachoeira dos Guedes.

DSC_0963
O corpo de bombeiro apagou as chamas dos pneus. (Foto: Joab Freire)

O protesto aconteceu na tarde desta quarta-feira (18) e durou aproximadamente 1h. A polícia interviu para que o protesto encerrasse e o Corpo de Bombeiros precisou ser acionado para conter as chamas e liberar a rodovia para os veículos.

Os marchantes pediam que iniciassem os trabalhos de reforma no matadouro público de Guarabira, interditado desde dezembro do ano passado pelo Ministério Público.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Em reunião realizada na semana passada com o Secretário da Agricultura Marcelo Bandeira, o representante do Ministério Público, o promotor Abraão Falcão e alguns marchantes, ficou decidido que das onze exigências do MP, três deveriam ser realizadas de forma paliativa para a liberação do local para o abate: a limpeza da lagoa de decantação, a pintura do prédio e a capinação do local.

DSC_0902
O marchante Silvano dos Santos disse que a prefeitura não iniciou os trabalhos de pintura. (Foto: Joab Freire / Nordeste1)

Segundo os marchantes, o serviço é simples e eles mesmos poderiam ajudar, mas afirmaram que ainda não houve a presença de ninguém da prefeitura para iniciar os trabalhos de pintura. “A gente está disposto a ajudar, mas não veio ninguém dizer nada; a pintura é um negócio simples, se não vier ninguém amanhã (19) pela manhã vamos novamente interditar a tarde [sic.]”, disse o marchante Silvano dos Santos ao Nordeste1.

A pressa eles é devido a ameaça de fechamento do matadouro de Araçagi, onde eles passaram a abater animais depois da interdição do de Guarabira.

O Nordeste1 conversou, ainda, com o Secretário de Agricultura de Guarabira Marcelo Bandeira. Por telefone, ele disse que das três exigências, a secretaria já realizou a limpeza da lagoa de decantação e a capinação e resta apenas a pintura do local que deve começar nesta quinta-feira.

Ainda segundo o secretário, somente após vistorias do juiz, o local será liberado. A justiça, segundo Marcelo, deve atestar pela emissão de um documento a reabertura do local.

DSC_0871
O protesto durou cerca de 1h. (Foto: Joab Freire / Nordeste1)

 

 

Nordeste1

Governo assina ordem de serviço para construção do matadouro de Solânea

 

assinaturaA ordem de serviço para a construção do matadouro de Solânea foi assinada, no sábado (2), pelo superintendente da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), João Azevedo. O valor do investimento é de R$ 2,7 milhões e beneficiará a população de cinco municípios paraibanos.

O secretário João Azevedo ressaltou que a obra vai resolver uma demanda da região. “Temos que atender o que a legislação determina, principalmente, com relação à higiene dos alimentos da população”, justificou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O prefeito de Solânea, Beto Brasil, destacou que o equipamento também é fruto do Programa Pacto Pelo Desenvolvimento da Paraíba, do Governo do Estado. Em contrapartida, a administração municipal se comprometeu em melhorar os indicadores socais da população. “Os municípios beneficiados não tinham condições financeiras de realizar a obra. E essa parceria com o Governo do Estado foi importantíssima”, comentou.

Ainda de acordo com Beto Brasil, a construção do matadouro em Solânia vai resolver problemas da higienização de carne da população de mais quatro municípios circunvizinhos. As outras cidades que também se beneficiam com o equipamento são Bananeiras, Araras, Casserengue e Serraria.

Estrutura – O terreno onde ficará o matadouro de Solânea possui 20 mil metros quadrados de área. Desse total, o espaço construído será de 840 metros quadrados. O equipamento poderá realizar 70 abates por dia de bovinos, suínos, caprinos e ovinos.

 

Secom-PB

Matadouro sem estrutura e falta de higiene coloca em risco saúde da população do Brejo da PB

MatadouroHá um ditado popular que diz que ‘nem tudo que reluz é ouro’ e essa máxima pode ser aplicada a gestão municipal de Alagoinha, cidade localizada no brejo paraibano com cerca de 12 mil habitantes.

Se alguém contasse apenas, ninguém acreditaria já que na mídia o governo da Prefeita Alcione Beltrão é tido como um dos melhores do brejo e dos últimos 20 anos naquele município. Mas o fato é que as imagens falam mais que mil palavras.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Nesta sexta-feira (06) o brejo paraibano foi surpreendido com as imagens do descaso do Governo Municipal de Alagoinha com o Matadouro Público daquele município.

O radialista Eraldo Luis publicou em seu microblog Twitter imagens de como é feito o abatimento de gado para consumo humano no matadouro municipal.

Os funcionários que cortam a carcaça não usam luvas ou uniformes, se quer sandálias eles usam durante o trabalho de corte. Em uma das imagens, após realizar o abate e o corte da carne um homem se lava com uma mangueira dentro do próprio matadouro, enquanto as carnes ainda estão penduradas.

 

Crédito: @eraldoluisgba

 

Some-se a isso o fato de cachorros circularem livremente entre os funcionários e ainda fazerem uma ‘boquinha’ com os restos que ficam no chão do matadouro.

Crédito: @eraldoluisgba

 

Na parte externa do Matadouro, de frente ao prédio, no chão é exposto o couro do gado abatido e adultos e crianças trafegam livremente pelo local.

Crédito: @eraldoluisgba

 

Esse é um retrato do descaso do poder público de Alagoinha que agindo desta forma coloca a saúde de uma população inteira em risco.

Prefeitura descumpre normas legais para o abate

De acordo com a lei, todos os funcionários devem usar luvas, máscaras e botas, além de ser obrigatória a presença de um veterinário durante todo o processo de abate dos animais. Depois do abate, a carcaça não pode ter nenhum contato com o chão. Os funcionários têm 40 minutos para retirar as vísceras e evitar que a carne seja contaminada por bactérias.

A venda da carne para a população precisa respeitar normas de armazenamento. O consumidor deve procurar saber a origem da carne.

Versão da Prefeitura

A redação do Expresso PB ainda na noite desta sexta-feira (05) ainda tentou um contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Alagoinha para ouvir a versão da administração municipal a respeito das imagens mas não obteve êxito. De forma que nos colocamos a disposição da referida assessoria, caso tenha interesse em esclarecer os fatos.

Da Redação 
Do Expresso PB/Fotos: @eraldoluisgba

Em entrevista: Prefeito Beto do Brasil fala sobre o projeto de criação do matadouro municipal

beto do brasilNa ultima segunda-feira dia 18, no hotel Tambaú em João Pessoa cerca de 213 prefeitos, participaram de um  diálogo com Governador Ricardo Coutinho, para apresentar os problemas nos Municípios do Estado da Paraíba.

Em entrevista ao radialista Célio Alves do programa Fala Paraíba pela Tabajara, o atual prefeito da cidade de Solânea parabeniza o governador e relata um dos principais problemas apresentados por nosso Município, a falta de um matadouro em nossa Cidade.

Faz dois anos que o governador RC iniciou seu governo, ele criou esse pacto social e a gente em Solânea, mesmo tendo um prefeito adversário no passado o município foi contemplado, com recursos e construíram algumas escolas, , então é louvável isso, porque ele não esta pensando no prefeito e sim, na população. E agora como prefeito aliado, claro que continuaremos tendo apoio do governador RC” .

Célio Aves: “ Além daquilo que o governo esta pactuando com os municípios, de forma genérica, no caso de Solânea quais são os pleitos pontuais que o senhor pretende tratar de forma individualizada com o governador RC?”.

 Beto: “Nós temos vários pleitos um deles é a construção de um matadouro, inclusive eu tenho em mãos um oficio e projeto já existe na SUPAN, para que a gente construa um matadouro, não pra Solânea mais para a região, inclusive o pleito já esta assinado pelos prefeitos e estamos tentando resolver um problema que não é só de Solânea, é de todos! A maioria dos municípios enfrentam, estamos fazendo esse pleito em conjunto a região, Solânea, Bananeiras, Arara, Casserengue, Cacimba de Dentro, Serraria e Borborema. Esse será o pleito, eu tenho certeza que o próprio governador já sinalizou. É um resultado que ira beneficiar toda uma região, esse é um dos pleitos”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Fonte: Cliquetudoonline

Comunidade de Fazenda Velha em Solânea, não vê com bom gosto presença do Matadouro Público Municipal

Solânea PB – Totalmente desenganada com a falta de habilidade do poder público municipal de Solânea, de concluir e por em funcionamento o sempre sonhado Matadouro, diversas pessoas da comunidade de Fazenda Velha, entrevistadas pelo DIÁRIO DO BREJO.COM, mostraram-se revoltadas com o que chamam de falta de determinação e compromisso social, diante da injustificada conclusão da citada obra.

“Pareçe que é de rosca, já que há mais de 12 anos, está lá, parada, servindo às vezes de esconderijo para algum criminoso, consumidores de drogas e, até mesmo, como uma espécie de Motel, para os usuários de relações sexuais às escondidas”.

O Desabafo, traduzindo revolta e apontando permanente irresponsabilidade administrativa, faz parte do pensamento de diversas pessoas residentes na citada área, enfatizando que, mesmo diante da passagem de três Prefeitos – um deles, com dois mandatos consecutivos -, ações capacitadas não foram efetivadas no sentido de concluir e por em operação o tão esperado Projeto de Governo.

“Cada um dos Prefeitos sempre deu as mais esfarrapadas desculpas possíveis e imagináveis, não se preocupando com as inaceitáveis consequências vivenciadas pela Comunidade como um todo”, é o que enfatizam os entrevistados sempre que falam sobre o assunto, inclusive demonstrando desejos de não mais aceitá-lo naquela área.

Construção abandona há 12 anos


“Não queremos o Matadouro em Fazenda Velha”

“Esse Matadouro já foi bem visto em fazenda Velha mas hoje, pelo pensamento geral, não mais o queremos aqui, em nossa tranquila comunidade”.

Esse, pelo menos é o pensamento dos vários entrevistados e, como justificativa, alegam que as consequências de seu funcionamento, irão acarretar diversos incomôdos, a exemplo, da presença de um inseto inerente a tais setores, chamado de “Mosca Azul”, propagadora de diversos males para a saúde da coletividade em geral.

“No começo, há mais de 12 anos atraz, diante de várias promessas encantadoras, todos ficaram enobrecidos diante da presença da interminável obra, todavia, hoje, a existência da mesma não é mais aceita, pois nos trará atropelos diversos, como a inaceitável Lagoa de Esgotos vem causando a  respeitada população residente na localidade de Açudinho”, é o que sempre enfatizam vários moradores entrevistados.

Salgadeira do abatedouro de animais


diariodobrejo.com