Arquivo da tag: Manoel Júnior

Manoel Júnior descarta possibilidade de Maranhão como candidato ao governo em 2018

(Foto: Walla Santos)

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PMDB), afirmou em entrevista nesta segunda-feira (14) que o senador José Maranhão não pretende ser candidato ao governo do Estado em 2018. Manoel Júnior ainda falou que o discurso de Maranhão dentro do partido é de que não haverá aproximação com o PSB.

De acordo com Manoel Júnior, o partido está focado na reeleição do senador Raimundo Lira, descartando a possibilidade de lançamento de candidatura no cargo de governador. “José Maranhão não é candidato. Ele tem dito e reafirmado isso nas reuniões internas. O PMDB terá uma candidatura que é a do senador Lira ao qual nos comprometemos em apoiar”, destacou o vice-prefeito.

Apesar de considerar que o partido apresenta bons quadros para concorrer ao cargo de governador, Manoel Júnior não acredita que esta seja uma boa hora. “Talvez não seja o momento adequado para que o partido lance candidatura própria. O PMDB já tentou em outras oportunidades a candidatura própria e não chegamos em canto nenhum. Precisamos estar fortes para o espírito do divisionismo que está sendo pregado. Isso não vai colar na oposição”, destacou Manoel Júnior.

Ele ainda declarou que o discurso adotado por José Maranhão internamente do PMDB destoa do que ele vem falando para a imprensa. Segundo Manoel Júnior, não há possibilidade de aproximação com o PSB, apesar de Maranhão não ter descartado esta chance em entrevistas. “Não é isso que Maranhão tem dito e reafirmado a todos nós que fazemos o PMDB”, destacou.

clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Manoel Júnior é citado como suspeito de integrar organização criminosa em denúncia contra Temer

O vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Júnior (PMDB), ex-deputado federal, foi citado na denúncia do procurador-geral da República Rodrigo Janot acusado de integrar de uma organização criminosa em cabeçada pelo presidente Michel Temer (PMDB). A denúncia foi encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo as acusações de Janot, existe dentro do PMDB, partido de Temer e Manoel Júnior, uma divisão interna para realização de articulações tanto no Senado Federal como na Câmara Federal, em que o PMDB atuava como indicações de nomes para ocupar cargos de setores estratégicos de liberação dos recursos.

De acordo com a denúncia, Manoel Júnior e 14 deputados federais eram responsáveis pela “venda” de emendas e verbas de obras que beneficiavam empresas e políticos envolvidos nos processos. “Verificou-se a atuação de organização criminosa complexa, estruturada basicamente em quatro núcleos: a) O núcleo político, formado por partidos e por seus integrantes; b) o núcleo econômico, formado por empresas que eram contratadas pela Administração Pública e que pagavam vantagens indevidas a funcionários de alto escalão e aos componentes do núcleo político; c) o núcleo administrativo, formado pelos funcionários de alto escalão da Administração Pública; e, finalmente; d) o núcleo financeiro, formado pelos operadores que concretizavam o repasse de propinas, relatou Janot.

Também foram citados na denúncia os deputados federais Aníbal Gomes (PMDB-CE), Eduardo Cunha (PMDB-RJ), Henrique Eduardo Lyra Alves (PMDB-RN), Fernando Antônio Falcão Soares (lobista), João Magalhães (PMDB-MG), Altineu Cortes (PMDB-RJ), Andre Moura (PSC-SE), André Esteves (banqueiro), Nelson Bournier (PMDB-RJ), Solange Almeida (PMDB-RS), Carlos Willian (PTC-MG), Lúcio Bolonha Funaro (doleiro) e Arnaldo Farias de Sá (PTB).

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Manoel Júnior oficializa renúncia de mandato na Câmara Federal para assumir vice em JP

manoelO deputado federal Manoel Júnior (PMDB) anuncia, nesta sexta-feira (30), renúncia do mandato na Câmara Federal. Ele precisa formalizar esse ato legal que precede a sua posse como vice-prefeito de João Pessoa neste domingo (1º), cargo para o qual optou assumir após várias análises.

Nas últimas horas, Manoel recebeu intensos e renovados apelos de aliados do prefeito Luciano Cartaxo (PSD) para assumir o cargo, decisão que facilita o projeto de unidade das oposições da Paraíba para as eleições de 2018.

Sem um vice, Cartaxo enfrentaria problemas caso viesse a desincompatibilizar em abril de 2018, se desejasse disputar na chapa majoritária, e veria o presidente da Câmara Municipal assumir e convocar novas eleições municipais, com a vacância dos cargos de prefeito e vice.

Com a renúncia de Manoel, quem assume a vaga na Câmara é o primeiro suplente, André Amaral (PMDB), eleito com apenas 6.552 votos. Ele já assumiu o mandato por quatro meses durante licença parlamentar do deputado federal Veneziano Vital (PMDB), quando este concorreu à Prefeitura de Campina Grande no último pleito.

pbagora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Manoel Júnior avalia saída de Gervásio para o PSB: ‘lá não existe democracia; foi um tiro no pé’

manoel-juniorEm entrevista ao programa 60 Minutos, da Arapuan FM, o deputado federal Manoel Júnior, pré-candidato à sucessão municipal pelo PMDB, avaliou a saída dos deputados Gervásio Maia e Trócolli Júnior, conforme noticiado. Para ele, “foi um tiro no pé” e previu que ambos terão dificuldades na nova legenda.

“Aqui no PMDB tem democracia. Lá, não”, ressaltou o pré-candidato ao se referir ao PSB do governador Ricardo Coutinho, para onde os deputados Gervásio Maia e Trócolli deverão abrigar filiação partidária a partir desta quinta-feira (3), quando está prevista uma entrevista coletiva na Associação Paraibana de Imprensa (API), a partir de 11 horas.

Manoel Júnior disse que “lamento muito o episódio que está para acontecer”, destacando que, no caso de Gervásio Maia, “ele já havia anunciado anteriormente a saída em janeiro, afirmando que era contrário a candidatura do PMDB em João Pessoa. Ou seja, já estava trabalhando contra a pré-candidatura do partido”.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Em outra parte da entrevista concedida ao programa do Sistema Arapuan, Manoel Júnior reiterou que o maior obstáculo dos prováveis ex-colegas será encontrar uma brecha para desenvolver a democracia, “pois lá não existe; muito diferente do que eles encontraram no PMDB”;

A pretexto desse assunto, Manoel Júnior fala com autoridade. Ele já foi filiado do PSB na época da vice-prefeitura ao lado do hoje governador Ricardo Coutinho.

Marcone Ferreira

Ex-prefeito de Guarabira se diz decepcionado com deputado Manoel Júnior: “Faltou respeito!”

josaO ex-prefeito de Guarabira Josa da Padaria (PSB) declarou durante entrevista no Brejo paraibano que se decepcionou com o deputado federal Manoel Júnior (PMDB-PB). Josa disse que o parlamentar não honrou compromissos de 2014, quando o apoiou durante as eleições no ano passado.

“Votei nele e digo a todos que me decepcionei. Acho que ele deveria ter tido mais respeito com os quase 2500 votos que teve em Guarabira, através de Josa e seus amigos”, declarou o ex-prefeito em entrevista na Rádio Rural de Guarabira.

Josa ainda revelou que foi atacado por membros do PMDB, seu ex-partido, devido ao apoio a Manoel. “Muitos militantes criticaram, fui vítima de ataque por conta do voto em Manoel Júnior e ele só não teve mais votos por que toda a militância o acusava de ser traidor por votar em Cássio Cunha Lima”, revelou. Segundo relatos do Nordeste 1, o ex-prefeito relatou que durante visita a Guarabira o deputado federal teve calorosa participação na convenção do PMDB e que Manoel foi acolhido pelo partido, mas sequer fez uma ligação para ele.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Hoje Manoel Júnior faz oposição a Ricardo Coutinho (PSB), veio a Guarabira e não teve o respeito de dar uma ligação, foi acolhido por todo o PMDB de Guarabira, foi pra câmara discursar e dar entrevista como um dos expoentes do PMDB”, disse.

O ex-prefeito ainda opinou sobre a possibilidade de apoiar a candidatura do líder empresarial João Rafael no PMDB. Ele declarou que o partido foi feliz em convidar o empresário para compor, mas que deve haver reciprocidade apoiando o governador Ricardo Coutinho (PSB). Ele lembrou que o deputado estadual Raniery Paulino é o único peemedebista que não apoia Ricardo na Assembleia e que será mais fácil para a unificação das oposições se houver o entendimento entre o parlamentar e o Governo.

Josa complementou dizendo que o adversário dos Girassóis num primeiro momento não pode ser o PMDB e sim o prefeito Zenóbio Toscano (PSDB).

PB Agora

Manoel Júnior deixa disputa pela liderança do PMDB e passa a apoiar deputado da Bahia

manoel-jrO deputado federal Manoel Júnior deixou a disputa para liderança do PMDB na Câmara Federal e passou a apoiar a candidatura do deputado baiano Lúcio Vieira Lima. A decisão foi tomada na noite desta segunda-feira (9) durante reunião com parte da bancada do partido.

“O grupo do Sul, formado por deputados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Brasília se reuniu e fez uma escolha entre os quatro candidatos: Manoel Júnior, Danilo Forte, Marcelo Castro e Lúcio Vieira Lima. O escolhido foi Lúcio Vieira Lima. Os outros três concordaram com a escolha porque tinha sido previamente acertado entre nós. Fui muito bem votado, mas não consegui ter a maioria dos votos”.

O parlamentar antecipou que o esquema de rodízio ficou previamente acordado e deverá ocorrer nos próximos três anos. “Ele (Lúcio Vieira Lima) vai passar um ano e nós vamos entrar na disputa dos outros anos”, explicou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Manoel Júnior informou também que o presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, deverá realizar uma reunião nesta terça-feira (10) para tentar um entendimento e evitar uma disputa entre Lúcio Vieira Lima e Leonardo Picciani, que também disputa a liderança do partido. “Cunha está tentando um acordo”, disse.

BlogdoGordinho

Manoel Júnior confirma que Lula sugeriu seu nome para chapa ente PMDB e PT em 2014

manoel juniorO deputado federal Manoel Júnior (PMDB) falou nesta terça-feira (24) sobre a polêmica de que ele teria sido indicado para ser candidato ao Governo do Estado pelo ex-presidente Lula em uma reunião entre o PMDB e o PT em Brasília.

A princípio Manoel disse que soube do ocorrido apenas pela imprensa, mas depois confirmou ter conversado com o ministro Aguinaldo Ribeiro (PP) e que este lhe falou sobre o fato. “Me parece que foi mais uma sugestão do que uma imposição. É claro que fico muito honrado pela lembrança e meu nome está disponível para o que o partido precisar, mas o pré-candidato do PMDB é Veneziano Vital do Rego”, disse.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A respeito das razões do presidente Lula, o deputado apenas disse que parece ser “devido a um problemas nas eleições em Campina Grande no ano passado”. Só lembrando, no ano passado o PT, que era da base do então prefeito Veneziano, lançou uma candidatura própria porque não aceitou a candidata lançada pelo peemedebista, Tatiana Medeiros.

Para as eleições, Manoel Júnior coloca o alvo em destronar o atual governador Ricardo Coutinho (PSB) e demonstra plena confiança nisso. “Tenho certeza que o povo vai dar um não a esse que pensa que é o dono do Estado e o PMDB será o vencedor”, colocou.

Entretanto, quando é indagado se ele ao menos cogita participar de uma prévia, se existe essa chance, Manoel Júnior divaga. “O PMDB está dialogando. Vamos dialogar bastante ainda, com todos os partidos de oposição para estarmos juntos pelo menos no 2º turno”, conclui.

Pedro Callado

‘Se Cássio romper com RC, terá que se justificar com a Paraíba’, diz Manoel Júnior

manoel juniorO deputado federal, Manoel Júnior (PMDB), comentou sobre a possibilidade do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) romper com a aliança com o governador do Estado, Ricardo Coutinho (PSB) e lançar candidatura própria em 2014. Para o peemedebista, neste cenário, o socialista ficaria em 3º lugar e de fora do 2º turno.

Manoel afirmou que tem uma boa relação com o senador tucano, mas ressaltou que Cássio optou por apoiar o Governo socialista e, além disso, tem declarado que irá manter a aliança com o PSB. “Se ele romper, terá de justificar à Paraíba o motivo disso. E se for candidato, também terá que justificar isso”, colocou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O deputado do PMDB acredita que, “em condições normais, Ricardo Coutinho fica em 2º lugar no 1º turno das eleições. Mas com Cássio como candidato, Ricardo ficaria em 3º lugar”, opinou.

Pedro Callado

Manoel Júnior destaca que Veneziano é o nome mais forte para unificar discursos da oposição

 

 

manoel juniorO senador Vital do Rego (PMDB-PB) e o deputado federal Manoel Júnior (PMDB-PB) comungam do mesmo pensamento de que o nome mais forte no campo das oposições na Paraíba está sob o nome de Veneziano Vital do Rêgo (PMDB). “Se eu fosse Veneziano, também estaria colocando meu nome como candidato a governador. Mas sei o meu tamanho. Hoje ele é o melhor nome das oposições”, afirmou Manoel Júnior.

 

Segundo o senador, as declarações de Manoel Júnior, traduzem todo um sentimento de unidade formado dentro do PMDB. Vital observou que a candidatura de Veneziano já vem sendo construída com o apoio dos peemedebistas de toda a Paraíba e cresce a cada dia.

 

Conforme destacou Vital, o próprio ex-governador José Maranhão, presidente estadual do partido, já garantiu que o partido está fechado em torno da candidatura do ex-prefeito de Campina Grande. Para o senador, Veneziano está credenciado para disputar as eleições em 2014, com chances de vitória devido a boa gestão que fez em Campina Grande nos últimos 8 anos, quando recuperou a auto estima do povo campinense e realizou mais de 3 mil obras.

 

O senador afirma que a atual realidade político-administrativa da Paraíba exige que haja mais respeito nas relações entre o Poder Executivo Estadual e os demais poderes e representações da sociedade. Segundo ele, esta realidade faz com que, a cada dia, aumente a necessidade de que a Paraíba tenha um governante que respeite os paraibanos. “É um momento de união, para que demonstremos a nossa força”, disse o deputado Manoel júnior.

 

O deputado revelou que o senador Vital do Rêgo é um dos novos líderes do PMDB da Paraíba que junto com Maranhão e o prefeito Veneziano Vital do Rêgo estão preparando a legenda para os novos pleitos, ao qual poderá vir a participar. Júnior indagou ainda que o parlamentar Vital do Rêgo já tinha uma bagagem extraordinária angariada no seu mandato de deputado federal, mas que agora no Senado ele se agigantou, não só pelos cargos que ocupa, mas principalmente pela sua experiência e talento.

 

Aliança com o PEN- Vital do Rêgo ressaltou, que o recente encontro de Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) com o presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) o deputado Ricardo Marcelo que preside no Estado o Partido Ecológico Nacional (PEN) e uma demonstração de que os partidos devem caminhar juntos em 2014.

 

Para Vital, o PMDB e o PEN como partidos que fazem oposição ao atual modelo administrativo gerido no Estado, caminharam juntos no próximo ano. No encontro Veneziano debateu com Ricardo Marcelo a importância do movimento SOS Seca, como da política paraibana em geral. “Ricardo é uma liderança emergente na Paraíba e que tem feito um trabalho muito exemplar. No encontro discutimos a sua iniciativa do SOS Seca e da política em geral. Nossos partidos devem estar juntos em 2014”, afirmou Veneziano.

 

 

 

Ascom do Deputado para o Focando a Notícia

Mesmo sem consenso, Manoel Júnior crê na sua eleição para presidente do PMDB

O deputado federal Manoel Junior manifestou na manhã desta sexta-feira a convicção de que deverá ser eleito presidente do PMDB de João Pessoa em face dos apoios conquistados, embora enfrente resistência a partir do vereador João Almeida.

Manoel Junior diz que está preparado para comandar o partido alinhado com as diretrizes do Estadual conduzidas pelo ex-governador José Maranhão.

– O PMDB de João Pessoa vai dar um salto de qualidade nas articulações e abrigar todas as correntes e lideranças – afirmou.

Da Redação
WSCOM Online