Arquivo da tag: manifestações

MPPB responsabilizará organizadores de manifestações por possíveis excessos

O Ministério Público da Paraíba está acompanhando o movimento nas redes sociais de convocação da população para carreatas. Os membros do MPPB, em conjunto com as forças policiais, estão atuando para garantir que o direito a manifestações não viole as normas sanitárias que devem ser seguidas pelos cidadãos para a contenção da epidemia da covid-19, no Estado. Os organizadores estão sendo monitorados pela Secretaria de Segurança e serão responsabilizados por possíveis excessos.

De acordo com o procurador-geral de Justiça, Francisco Seráphico Ferraz da Nóbrega Filho, o Ministério Público respeita o direito das pessoas de manifestarem opiniões e pensamentos, mas, neste momento, a orientação das autoridades de saúde é que os cidadãos adotem medidas para evitar aglomerações, que possam colocar em risco a saúde das pessoas.

“Estamos em luta para garantir que menos pessoas adoeçam na Paraíba, que os leitos sejam suficientes para atender os casos graves. Temos visto a experiência negativa de outros países que não adotaram o isolamento social ou que adotaram tardiamente. Todas as opiniões diversas são respeitadas, mas recomendamos que os cidadãos que quiserem se manifestar não saiam dos veículos, não façam concentrações e não ocupem os transportes coletivos. Qualquer irresponsabilidade, ou excesso, deve ser denunciada aos órgãos de controle”, esclareceu Seráphico.

O Ministério Público também está em contato com as autoridades policiais para tomar as medidas que se fizerem necessárias.

PB Agora com MPPB

 

 

Musa das manifestações mostra o ânus durante transmissão ao vivo de Carnaval

juisenA modelo Ju Isen, que ganhou fama como “musa das manifestações”, virou assunto no Carnaval ao mostrar demais durante uma transmissão ao vivo na RedeTV! nesta sexta-feira (25), durante a cobertura da folia de São Paulo. Com o corpo pintado nas cores da bandeira do Brasil, Ju se agachou e acabou exibindo o ânus. Clique aqui para ver a cena. 

Léo Aquilla entrevistava Ju quando pediu que ela mostrasse como estava em forma e desse uma agachadinha, para exibir seu contorcionismo. Com apenas um pequeno tapa sexo metálico, a musa da escola de samba Nenê da Vila Matilde obedeceu e acabou mostrando demais.

No estúdio, Nelson Rubens ficou chocado com a cena, mas não houve nenhum comentário direto sobre o ocorrido. A outra apresentadora, Flávia Noronha, soltou um “Opa” e rapidamente mudaram de tema.

O assunto foi um dos mais comentados do Twitter brasileiro. “Que mundo é esse que você conhece primeiro o c* da Ju Isen e só depois conhece a tal da mulher”, escreveu Egídio Pizarro, que compartilhou o vídeo no Twitter. “Depois de mostrar os peitos em 2016 e o c* em 2017, Ju Isen promete mostrar o intestino grosso em 2018”, brincou outro internauta. “C* verde” acabou indo para o trending topics.

A musa ficou famosa no Carnaval de 2016 ao ser expulsa do desfile da Unidos do Peruche depois de tentar desfilar nua usando apenas um tapa-sexo em protesto à então presidente Dilma Rousseff.

correio24horas

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Manifestações demonstram força da democracia, diz Palácio do Planalto

 (Foto: Polícia Militar do DF/Divulgação)
(Foto: Polícia Militar do DF/Divulgação)

O Palácio do Planalto disse respeitar as manifestações ocorridas neste domingo (4) em diversas cidades brasileiras de apoio à Operação Lava Jato e combate à corrupção. Por meio de nota à imprensa, o governo do presidente Michel Temer disse que os atos demonstraram novamente a “força e a vitalidade de nossa democracia” e lembrou a necessidade de o Poder Público atender as demandas da população.

Os atos ocorreram pela manhã e à tarde nas cerca de 200 municípios. Mais cedo, a Câmara dos Deputados e o presidente do Senado, Renan Calheiros, também comentaram os protestos, já que havia críticas nominais a Renan e ao pacote de medidas contra a corrupção que foi alterado pelos parlamentares na última semana.

“Milhares de cidadãos expressaram suas ideias de forma pacífica e ordeira. Esse comportamento exemplar demonstra o respeito cívico que fortalece ainda mais nossas instituições. É preciso que os Poderes da República estejam sempre atentos às reivindicações da população brasileira”, destacou o Planalto, no comunicado.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Luiz Couto faz coro por novas eleições e critica repressão nas manifestações

luiz-coutoO deputado federal Luiz Couto (PT) é mais um a defender a realização de novas eleições presidenciais no país. Seguindo a linha do PT, que abraçou a proposta da ex-presidente Dilma Rousseff e decidiu reeditar a campanha Diretas Já!, o deputado faz críticas ao comportamento das polícias nos últimos atos contra o presidente Michel Temer. Para ele, a repressão policial identificada nas manifestações é uma forma de impedir a livre manifestação do povo.

“O povo está indo para as ruas, está se manifestando pelo ‘Fora, Temer’ e pedindo novas eleições e Diretas Já. Era isso que a presidente colocava, a realização de novas eleições através de um plebiscito”, ressaltou o parlamentar. Couto ressaltou que durante os governos de Lula e Dilma não havia repressão nas manifestações. “O povo ia para as ruas e não houve reação. Nas Olimpíadas houve proibição. Estão mostrando que é um governo golpista, ilegítimo e que quer se manter no poder através da repressão”, acusou.

Luiz Couto lembrou que uma das primeiras pessoas a se manifestar contra a ideia de plebiscito quando Dilma ainda estava afastada da presidência foi o presidente – na época interino – Michel Temer, além de outras lideranças do PMDB. “Naquele momento já havia a orquestração da tropa para fazer o impeachment, para fundar um golpe. Como eles não conseguiram dar um golpe de estado, porque o Exército não permitiu, eles colocaram a questão do impeachment. O povo brasileiro quer novas eleições”, defendeu o petista.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Movimentos pró-impeachment e a favor de Dilma mantém manifestações para este domingo

movimentosUnidos durante as manifestações contra o governo Dilma em 2015 e nos dois principais protestos de 2016, os grupos Movimento Brasil Livre (MBL) e Vem Pra Rua estarão separados nos próximos atos.

Enquanto o MBL optou por adiar o protesto marcado para este domingo (31), o Vem Pra Rua manteve a data e espera atingir mais de 180 cidades, inclusive Campina Grande e João Pessoa, na Paraíba. Os grupos pró-Dilma também sairão às ruas e já confirmaram atos em treze cidades, entre as quais João Pessoa.

Em João Pessoa a manifestação está marcada para as 16h e o encerramento está previsto para as 17h30. Os organizadores do evento esperam mobilizar cerca de mil pessoas na Capital do Estado paraibano.

A Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) informou que equipes vão monitorar o evento por meio de câmeras de segurança e, caso seja verificada necessidade de intervenção para bloqueio de vias e organização do trânsito, agentes serão enviados ao local.

Em nota, o MBL afirmou que tomará o dia 31 de agosto como uma “provável data alternativa, também passível de alteração” para os novos atos em prol da saída definitiva de Dilma Rousseff. “Considerando que, diferentemente das informações que tínhamos anteriormente, a votação do impeachment no Senado acontecerá no final de agosto, e que temos recebido frequentes mensagens com reclamações sobre a data – por ser volta das férias escolares e por coincidir com manifestações marcadas por grupos petistas – decidimos focar nossos esforços em atos que serão marcados em data mais próxima da votação”, justificou o movimento.

Os manifestantes vão reivindicar o impeachment definitivo de Dilma, a prisão de políticos corruptos, a renovação política e o fim do foro privilegiado. Apoiam ainda o pleno funcionamento da Operação Lava Jato e pedem a aprovação das chamadas dez medidas contra a corrupção, iniciativa da sociedade civil capitaneada pelo Ministério Público Federal e à espera de votação no Congresso.

Pró-Dilma – O lado vermelho das manifestações de rua do país também marcou atos para este domingo. Segundo o Partido dos Trabalhadores, treze cidades estão confirmadas como sedes dos protestos pelo país. São esperados manifestações em Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, Santos, São Paulo e Uberlândia (MG).

O objetivo, segundo a organização, é protestar contra o governo interino de Michel Temer, pedir a volta da presidente Dilma e o fim do impeachment – que eles chamam de golpe. No evento divulgado no Facebook, dizem que vão protestar também por “auditoria da dívida pública, democratização das comunicações e desmilitarização da polícia e o fim do genocídio da população negra, fim dos despejos, saúde e habitação para todos”.

pbagora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Dom Aldo participa de manifestações, apesar de ser contra impeachment e pede autocrítica para o governo

dom-aldoO arcebispo da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, marcou presença na manifestação em João Pessoa.

Dom Aldo diz que não é a favor do Impeachment da presidente Dilma Rousseff, por se tratar de “um processo delicado e longo”.

“Queremos que o governo reveja suas estruturas. Na verdade, queremos um projeto de estado e não de governo, de manutenção do poder”, afirmou o arcebispo.

Para ele, o governo precisa fazer uma autocrítica.

“O governo deve fazer uma avaliação da qualidade do exercício do poder. Resumindo, queremos desenvolvimento”, concluiu.

 

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

paraiba.com.br

Manifestações pelo impeachment de Dilma têm três pontos de concentração em JP

dilmaNo próximo dia 15 de março, diversas cidades do país inteiro terão manifestações pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Na Paraíba, atividades estão programadas na Capital. Nas redes sociais, 4 mil pessoas já confirmaram presença na manifestação.

Como há mais de um grupo organizador, ainda há desencontro com relação a horários e locais das manifestações.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Um dos grupos divulga que a concentração será na Praça da Independência, no Tambiá, a partir das 15h.

Outro grupo marcou a concentração para 14h e na frente do Lyceu Paraibano, também no Centro de João Pessoa

Os demais grupos têm divulgado que a concentração dos manifestantes está marcada para as 16h, no Busto de Tamandaré, na praia de Tambaú.

MaisPB

Manifestações eleitorais na UFPB em JP acabam em tumulto, com spray de pimenta e um preso

Repro/Instagram/Emerson Machado
Repro/Instagram/Emerson Machado

A Justiça Eleitoral recebeu denúncias sobre dois atos públicos em prol das candidaturas de Dilma Rousseff (PT) e de Aécio Neves (PSDB) na Universidade Federal da Paraíba, o que acabou em um tumulto, com intervenções das polícias Militar e Federal e uma pessoa detida. O caso foi registrado na tarde desta quinta-feira (16).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A assessoria do juiz responsável pela fiscalização eleitoral em João Pessoa, Ricardo Costa, disse que a justiça recebeu a denúncia de atos eleitorais porque eles estariam ocorrendo dentro da instituição, o que não é permitido. No local, a movimentação em prol de Aécio foi desfeita rapidamente, mas a de Dilma precisou de uma intervenção policial.

De acordo com a Polícia Militar, uma pessoa foi detida por desacatar equipes de fiscalização do Tribunal Regional Eleitoral, mas um grupo teria reagido à prisão, o que obrigou a PM a utilizar spray de pimenta para acalmar o grupo. Não foram divulgados detalhes sobre a identificação da pessoa presa.

A Polícia Federal também foi acionada e levou o preso para a delegacia da PF em Cabedelo. Após o depoimento, foi assinado um Termo Circunstanciado de Ocorrência e ele acabou liberado.

Alguns manifestantes teriam reclamado da atuação da Polícia Militar na manifestação. Por meio de nota, a PM explicou que “todas as ações da instituição são pautadas na legalidade e no irrestrito respeito aos direitos humanos, coibindo qualquer atitude que por ventura atente contra esses valores”.

Portal Correio tentou entrar em contato com o presidente do PT na Paraíba, Charliton Machado, mas o telefone não foi atendido.

 

portalcorreio

Escassez de água e manifestações podem ser abordadas no Enem

enemNa reta final de preparação para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será realizado este ano nos dias 8 e 9 de novembro, os alunos que vão participar da prova devem estar atentos aos possíveis temas da temida Redação, que consiste na produção de um texto em prosa, do tipo dissertativo-argumentativo, sobre um assunto de ordem social, científica, cultural ou política. O professor de Redação, Rafael Rubens, elencou algumas dessas questões e disse que a escassez de água enfrentada pelo país, sobretudo na metrópole de São Paulo, é um dos temas mais preocupantes e que talvez figure na proposta do exame, uma vez que reflete um problema ambiental de grandes proporções.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Há muito tempo a seca prejudica nordestinos, mas dessa vez a coisa acontece em locais de maior visibilidade midiática, por isso é tão provável que a escassez de água no Brasil seja tema do Enem 2014”, ressaltou o professor, completando ainda que desde 1998 o Enem possui uma política de tratar dos assuntos de forma mais genérica e neutra, deixando ao aluno a possibilidade de dar mais ênfase a um ou outro caso isolado que ilustre a situação do problema.

Outros assuntos prováveis tanto pela relevância quanto pela atualidade são aqueles que possuem ligação com as manifestações populares ocorridas no Brasil em 2013, que dá margem para tratar de outras grandes manifestações que ocorreram na história do país, a exemplo da Primeira Guerra Mundial, que completa seu centenário este ano, o Golpe Militar, ocorrido há 50 anos, a Comissão Nacional da Verdade, as Diretas Já, entre outros.

Saia na frente 
Para o professor Rafael Rubens, a melhor forma de sair na frente e garantir uma boa nota na redação do Enem é conhecer os critérios de correção da mesma. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disponibiliza na internet um Guia do Participante que contém as cinco competências que avaliam o texto. “É imprescindível que o aluno leia este manual. Além disso, é interessante que se escreva primeiro a Redação antes de ir fazer a prova objetiva, pensando nas ideias-chave após ler os textos de apoio. E o fundamental: ler bastante e treinar nesta reta final sobre os temas possíveis”, relatou Rafael.

Preparação
Os cursinhos preparatórios para o Enem estão intensificando suas aulas, de modo a ofertar aos estudantes laboratórios de Redação e aulas extras para aqueles que possuem maior dificuldade na produção de textos. Muitos colégios e cursos propõem os temas e disponibilizam professores para corrigir quantas redações o aluno se propor a fazer.

Dois professores avaliarão o desempenho do aluno de acordo com os seguintes critérios:
Competência 1: demonstrar domínio da modalidade escrita formal da Língua Portuguesa.

Competência 2: compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas de conhecimento para desenvolver o tema, dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo em prosa.

Competência 3: selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Competência 4: demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Competência 5: elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.
Dez temas que podem cair no Enem
1º Escassez de água
2º Os 50 anos do Golpe Militar de 64
3º Os 100 anos da Primeira Guerra Mundial
4º Comissão Nacional da Verdade
5º “Os justiceiros” das ruas
6º Racismo no contexto do futebol
7º O poder do voto evangélico e o estado laico
8º A migração de Africanos para o Brasil
9º O respeito aos deficientes físicos
10º Campanha de Vacinação do HPV

Couto se reúne com lideranças do Brejo, fala de suas ações e recebe manifestações de apoio

 

EncontroUm encontro com lideranças do PT e de entidades da sociedade civil organizada, realizado na Câmara de Vereadores de Pirpirituba, marcou a passagem do deputado federal Luiz Couto (PT) pela região do Brejo da Paraíba, na manhã desse domingo (13).

 

Estiveram com o parlamentar representantes de Cuitegi, Guarabira, Mulungu, Caiçara, Belém, Logradouro, Alagoinha, Sertãozinho, Pilões, Remígio e da cidade sede.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Luiz Couto falou das conquistas iniciadas nos governos Lula e Dilma, a exemplo da expansão das universidades e escolas técnicas, além das máquinas e equipamentos entregues aos municípios, e da necessidade de apoio para que o governo atual possa continuar avançando naquilo que ainda não foi possível, como foi o caso da proposta de um plebiscito para reformar a política barrada no Congresso Nacional.

 

Encontro1Citou, ainda, algumas de suas ações na Câmara como as emendas que possibilitaram a construção de 10 unidades do INSS na Paraíba; aquisição do Kit Conselho Tutelar (um carro, cinco computadores desktop, uma impressora multifuncional, um refrigerador e um bebedouro) para diversos municípios; e ampliação do ensino técnico profissional.

 

Em seguida, Couto ouviu manifestações de apoio à sua reeleição para a Câmara Federal e relatos de problemas como a dificuldade de trabalhadores especializados para a condução de máquinas que atuam nas cerâmicas de fábricas de tijolos, tema abordado por um petista de Mulungu, que pediu ao deputado que lute para a instalação de uma escola técnica que venha a suprir essa mão de obra.

 

A vice-prefeita de Sertãozinho, Genilza Paulino, que está à frente da prefeitura interinamente; o vice-prefeito de Pirpirituba, Ivanildo Soares; Antônio Alves, delegado adjunto do MDA na Paraíba; Marluce Fernandes, assessora territorial do Curimataú; Marenilson Batista, ex-secretário de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca e pré-candidato a deputado estadual; membros de Conselhos Tutelares, entre outros também colaboraram com as discussões.

 

Os conselheiros tutelares tiveram participação destacada no encontro. Thiago (Cuitegi) e Lucinha Moura (Belém) agradeceram a Luiz Couto pela indicação das respectivas cidades para receber o Kit Conselho Tutelar. Vandarlei (Sertãozinho), Wilson (Pirpirituba), Severino (Logradouro) e Ronaldo (Caiçara) entregaram ofício ao deputado solicitando igual benefício.

 

 

 

Ascom do Dep. Luiz Couto