Arquivo da tag: Mandar

Acusado de mandar espancar mulher é preso; vídeo de agressão foi publicado na internet

agressaoUm homem foi preso na manhã desta terça-feira (27) acusado de ser o mandante do espancamento de uma mulher há duas semanas no bairro de Camboinha III, em Cabedelo. Em um vídeo divulgado no últim dia 15, duas mulheres batem em outra e ainda cortam o cabelo da vítima usando uma faca.

A Polícia Civil investigou o caso e, através da Justiça e do Ministério Público, conseguiram um mandado de prisão contra Paulo Sérgio de Farias Azevedo, de 26 anos, que foi preso pela Polícia Militar em casa no bairro Jardim Jericó.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo informações, a ordem para o espancamento teria vindo de um presídio.

A Polícia já tem informações de quem são as mulheres que aparecem no vídeo e vai seguir com as investigações.

Pedro Callado / David Martins

Barbosa quer mandar no STF mesmo fora dele

Joaquim Barbosa (Foto Nelson Jr./SCO/STF)
Joaquim Barbosa (Foto Nelson Jr./SCO/STF)

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa encaminhou um novo ofício ao vice-presidente da corte, Ricardo Lewandowski, reiterando pedido pela manutenção de 46 servidores do seu gabinete na corte, após sua aposentadoria. Barbosa já deveria estar aposentado desde a última quinta-feira (10), mas adiou a saída para 6 de agosto.

O documento com o pedido esdrúxulo de Barbosa foi recebido nesta sexta-feira (11) pelo gabinete de Lewandowski. No ofício anterior, de segunda-feira (7), Barbosa havia enviado a Lewandowski uma relação de indicados aos cargos em comissão, funções comissionadas e demais servidores que ”deverão retornar” ao seu gabinete de ministro assim que ele deixar a corte. O caso gerou novo, e talvez o último, embate entre Barbosa e seu sucessor na presidência da corte.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em novo ofício, datado do dia 9, Barbosa cita o regulamento interno do tribunal para justificar seu pedido. De acordo com as regras, quando um ministro está de saída, seus assessores serão exonerados 120 dias após seus afastamento.

“Em face da clareza das normas internas, sigo na expectativa de que as tradições desta Casa venham a ser observadas na presente transição, evitando-se, com isso, que se cause inesperado desassossego aos profissionais técnicos que, por longo tempo, vêm prestando inestimáveis serviços a este tribunal”, diz trecho do ofício.

Quatro ministros do STF ouvidos pelo jornal Folha de S. Paulo dizem que o ofício de Barbosa, apesar de legal, não é comum. A praxe é o presidente que deixa o cargo entregar um pedido de exoneração de todos os funcionários. Os concursados são realocados, e os que não são deixam o Supremo.

O gabinete sem o novo ministro tem de ficar aberto para consultas a processos existentes. Para esse serviço, bastam quatro ou cinco funcionários, 10% dos 46 que Barbosa deseja manter empregados. Cada gabinete tem, em média, 30 funcionários. Ou seja, o de Barbosa já é um gabinete com excesso de comissionados.

 

247

Mandar carta fica 7,5% mais caro a partir de hoje

A partir de hoje, as tarifas para o envio de correspondências no País estão mais caras 7,5%. As cartas não comerciais de até 20 g vão pagar tarifa máxima de R$ 0,80, enquanto as correspondências comerciais vão custar até R$ 1,20. A nova regra está no Diário Oficial da União de hoje.

Quanto maior o peso e a complexidade da entrega, mais cara é a tarifa. O telegrama nacional adquirido na agência dos Correios vai passar a custar R$ 7,21 por página. Pela internet é mais barato: R$ 7,98 por folha. No caso dos telegramas internacionais, a tarifa por palavra vai de R$ 0,92 a R$ 1,83.

Enviar cartões postais internacionais também está mais caro. Na modalidade econômica, as cartas de até 20g passam a sair entre R$ 0,95 e R$ 1,45. Para entrega prioritária, que é mais rápida, as taxas para cartas com o mesmo peso vão custar entre R$ 2 e R$ 2,90.

O reajuste das tarifas dos serviços postais e telegráficos, nacionais e internacionais, prestados pela EBC (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos), deverá obedecer as tabelas do diário oficial, segundo portaria assinada pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega.

Um novo aumento para enviar correspondências só poderá ser feito após um ano, ou seja, somente a partir de junho de 2013.

Veja o preço das cartas simples de acordo com o peso

Até 20g —                       R$ 0,80
Acima de 20g a 50g —     R$ 1,25
Acima de 50g a 100g —   R$ 1,70
Acima de 100g a 150g — R$ 2,15
Acima de 150g a 200g — R$ 2,65
Acima de 200g a 250g — R$ 3,10
Acima de 250g a 300g — R$ 3,55
Acima de 300g a 350g — R$ 4
Acima de 350g a 400g — R$ 4,45
Acima de 400g a 450g — R$ 4,90
Acima de 450g a 500g — R$ 5,40

Da Redação, com R7