Arquivo da tag: mal

Policial rodoviário morre após sofrer mal súbito enquanto jogava futebol na Capital

Foto:Divulgação/PRF-PB
Corpo do policial já foi levado para o RN

O policial rodoviário federal Rodrigo Rodrigues de Paiva, de 45 anos, morreu, nesse domingo (22), após sofrer um mal súbito enquanto participava de um jogo de futebol na Vila Olímpica Parahyba, em João Pessoa.

O policial atuava no Rio Grande do Norte e estava na capital paraibana por causa dos Jogos Norte/Nordeste de integração dos servidores do órgão.

Segundo a assessoria de comunicação da PRF, Rodrigo de Paiva sofreu uma parada cardíaca dentro de campo durante a competição.

Médicos da PRF fizeram o atendimento de urgência e levaram Rodrigo para um hospital particular. Na unidade, ele sofreu uma segunda parada cardíaca e não resistiu.

O corpo do policial já foi levado para o Rio Grande do Norte e o enterro está previsto para acontecer às 16h desta segunda-feira (23), na cidade de Parnamirim, Região Metropolitana de Natal.

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Cirurgia de Alzheimer feita na Paraíba freia evolução do mal e recupera memória

AlzheimerPela primeira vez, na Paraíba, foi realizada a ‘estimulação cerebral profunda’ em paciente com mal de Alzheimer. A cirurgia é capaz de frear a evolução da doença e recuperar as funções da memória quando o problema está em estágio inicial. A intervenção aconteceu no dia 11 de dezembro, no Hospital Napoleão Laureano, em um paciente de 77 anos. Estima-se, no Brasil, 1 milhão e 200 mil pessoas com Alzheimer.

De acordo com o neurocirurgião Rodrigo Marmo, que realizou a cirurgia, a melhora da função da memória é comprovada e tem se mostrado em ressonâncias realizadas nos pacientes um ano depois da operação. “Há um aumento do volume do hipocampo, que é a parte do cérebro que controla a memória”, observou. Os médicos também se baseiam num exame chamado PET-Scan, que mede o metabolismo cerebral. Ele se modifica após a cirurgia no paciente com Alzheimer, e áreas da memória que estavam com pouco metabolismo se tornam mais ‘quentes’, segundo o especialista.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Antes do paciente se submeter à cirurgia, a família até pensou em ir para o Canadá, mas o médico explicou que ela poderia ser feita aqui e, após todos os exames necessários, realizou o procedimento. O idoso estava perdendo a memória e a medicação que tomava há um ano e meio fazia pouco efeito.

A família preferiu não identificar o paciente, mas a esposa dele afirmou que, ao saber da possibilidade da cirurgia, todos ficaram entusiasmados. “Tínhamos a opção de investir na cirurgia, cujos benefícios ainda não podemos ver, ou ficávamos na administração normal da medicação sem saber o destino. Optamos por lutar pela cirurgia. Fomos à Justiça e conseguimos que fosse realizada”, comemorou.

Resultados. O paciente paraibano foi operado na manhã da sexta-feira e recebeu alta no domingo, sem intercorrência neurológica. A melhora é progressiva, mas só após 30 dias é possível perceber alguma evolução. “Acho que o grande desafio foi o fato de ter sido uma primeira cirurgia desse porte no Brasil”, destacou o neurocirurgião Rodrigo Marmo.

Lucilene Meireles

Em Minas, Justiça condena igreja a indenizar noivos por casamento ‘mal celebrado’

casamentoA Justiça de Minas Gerais condenou a Paróquia Santo Antônio, da cidade de Mateus Leme (a 56 km de Belo Horizonte), a indenizar em R$ 15 mil, por danos morais, um casal que considerou ter tido um casamento “mal celebrado” por um dos párocos da cidade. A paróquia vai recorrer da decisão.

Em primeira instância, o pedido havia sido negado, mas os noivos recorreram ao Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), que reverteu o caso e impôs a indenização.

Conforme o TJ-MG, os autores da ação disseram que o religioso teria tido uma conduta displicente durante a cerimônia, realizada em 24 de fevereiro de 2012. O pároco, que não teve o nome divulgado, teria abandonado o altar mais de uma vez em momentos cruciais da celebração do casamento e conduzindo o rito com “dicção inaudível e incompreensível” para os presentes.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Além disso, ele teria encerrado o ato antes da bênção das alianças, não presenciando a troca do objeto entre o casal nem a assinatura do livro de registro. O DVD com a gravação do casamento foi apresentado como prova.

Em sua defesa, a paróquia havia informado ao juiz da 2ª Vara Cível, Criminal e de Execuções Penais de Mateus Leme que o pároco teve, na ocasião, um mal súbito. Por esse motivo, ele teve de ir à sacristia para tomar medicações na tentativa de recobrar a saúde. Foi apresentado um atestado que comprovou o comparecimento dele a um pronto-socorro, no dia seguinte.

O caso foi julgado em março deste ano pelo tribunal mineiro, mas a defesa da paróquia entrou com recurso negado pelo tribunal no dia 1º deste mês. No entanto, o processo só foi externado pela assessoria do tribunal nesta terça-feira (8).

O desembargador Amorim Siqueira, relator dos embargos, descreveu na sua decisão que, embora tenham sido reconhecidos os problemas de saúde do padre, essa situação não descaracterizava o “sofrimento experimentado pelos noivos em um dia importante nas suas vidas”. Segundo o magistrado, era incumbência da paróquia a substituição dele antes da celebração.

“O padre poderia ter avisado sobre o seu estado de saúde antes da cerimônia, em respeito aos noivos e demais presentes, os quais não ficariam tão chocados com a sua conduta”, escreveu. Ele foi acompanhado no seu voto por outros dois desembargadores. Um quarto magistrado votou contra.

Recurso

Segundo Irene Maria de Oliveira, advogada da paróquia, a direção da congregação vai recorrer da decisão, até se esgotarem as possibilidades de recursos, porque entende que o padre foi injustiçado no caso. Conforme ela, à época, o religioso ficou abalado com o caso. Ele já não é mais pároco da cidade.

Segundo ela, o caso ainda não está definido e nega as acusações de desleixo supostamente praticado pelo celebrante. “O casamento foi celebrado e sacramentado. O padre deu as bênçãos e finalizou a cerimônia. Ele foi injustiçado porque celebrou o casamento mesmo passando muito mal. Com todas as dificuldades, ele se esforçou e ainda celebrou o casamento, mas esse esforço dele não foi reconhecido”, declarou.

A advogada informou ainda que o sacerdote chegou a ficar internado depois que foi atendido no pronto-socorro.

“Ainda há vários recursos a serem interpostos. Nós vamos analisar o acórdão, assim que publicado, e vamos ver qual recurso será interposto”, afirmou. O advogado do casal informou que não foi autorizado a falar do assunto e que os clientes também não se manifestariam sobre o caso.

Uol

Homem passa mal e morre em voo da Gol

 

aeroporto02Um homem de 49 anos, que não teve o nome divulgado, morreu durante o voo 1902 da empresa Gol, que saiu da cidade de São Paulo para o Maranhão na madrugada desta terça-feira (24). Segundo familiares, que não quiseram se identificar, o homem sofria de câncer em estado terminal e foi autorizado por médicos a realizar a viagem. Ele estava acompanhado de dois familiares que moram na capital maranhese.

Segundo passageiros, o homem passou mal e foi atendido por um médico ainda dentro da aeronave, mas não resistiu. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal e liberado para a família.

A aeronave seguiria para a cidade de Imperatriz e, em seguida, para Brasília, mas os voos foram cancelados.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em nota, a Gol confirmou a morte do passageiro e disse que prestou toda a assistência.Veja a nota na íntegra:

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes informa que um de seus clientes do voo 1902, que fazia o trajeto São Paulo (GRU) até São Luís, no Maranhão, nesta madrugada (24/2), passou mal chegando em seu destino.

A companhia prestou imediatamente toda a assistência ao cliente no local e solicitou presença do médico do aeroporto logo após o pouso, mas, infelizmente, antes de ser levado a um hospital, foi constatado o falecimento deste passageiro.

O cliente, que estava acompanhado de dois familiares, foi transportado seguindo todos os padrões e critérios de segurança, com autorização médica, portando o documento Medif – formulário de informações médicas para viagens aéreas, e teve todo o suporte da empresa durante o trajeto.

A GOL lamenta o ocorrido e se solidariza com os familiares pelo ocorrido.”

G1

IBGE explica mal-estar de Sul e Sudeste contra o Nordeste

mapa-neSe dependesse das regiões Sul e Sudeste do país, o presidente da República para o quadriênio 2015 – 2018 seria Aécio Neves. O Brasil estaria se preparando para inaugurar mais uma República banqueira como tantas outras que o fizeram chegar ao limiar do século XXI como o quarto país mais desigual do mundo, perdendo só para países africanos miseráveis.

O que livrou os brasileiros – inclusive do Sul e do Sudeste – da escuridão política foi o povo nordestino. O Nordeste, por ser a segunda região mais populosa do país depois do Sudeste e por ter dado a Dilma Rousseff apoio ainda mais intenso do que o que o senador tucano teve no Sudeste, reelegeu a presidente.

O mais interessante nesse processo é que a região dos coronéis de outrora, que sustentou a ditadura militar nos seus estertores – quando o resto do país já exigia redemocratização – e que votava nos conservadores apesar de a vida de seu povo, com a direita no poder, piorar a cada ano, aprendeu a votar em causa própria.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A eterna prepotência das regiões do resto país que se desenvolveram mais devido à política e não a méritos próprios, vem gerando surtos de preconceito contra o Nordeste nas últimas eleições presidenciais, com destaque para as de 2010 e 2014, quando o Ministério Público teve que entrar em campo para punir surtos racistas e xenofóbicos.

O caso de São Paulo é pior, em termos de ignorância, preconceito e xenofobia. O povo paulista, hoje, emula o povo nordestino, que elegia, reelegia e elegia de novo seus algozes enquanto sua vida piorava. Os paulistas acabam de conceder o SEXTO mandato de governador ao PSDB apesar da piora galopante das próprias vidas.

A hegemonia tucana fez com que, de 2001 a 2011, São Paulo se tornasse o Estado que mais perdeu participação no PIB da indústria brasileira. Apesar de ainda responder pela maior parte da produção industrial (33,3%), SP teve recuo de 7,7 pontos percentuais em sua participação no PIB industrial, onde há os melhores empregos.

Ironicamente, enquanto a falta de água caminha para se tornar história no Nordeste, sobretudo devido à incrível obra de Transposição do Rio São Francisco, que, apesar das sabotagens, em breve estará concluída, no Sudeste, sobretudo em Minas Gerais e SP, a população paga pela incúria dos governos conservadores dos últimos 12 anos.

A inversão do desenvolvimento no país se torna gritante na comparação entre o PIB industrial do Norte e do Sul do país. Enquanto o primeiro cresceu 1,9 ponto percentual no período de 2001 a 2011, o Sul perdeu 2,1 pontos.

Tudo isso vem acontecendo porque, após a chegada do PT ao poder, em 2003, o Brasil tratou de reparar uma chaga histórica. Qual seja, o processo deliberado de incremento econômico do Sul e do Sudeste em detrimento do Norte e do Nordeste, que foi política de Estado ao longo de nossa história, desde o descobrimento.

O que puxava os índices de desenvolvimento do Brasil para baixo sempre foi o Nordeste, mas só até que Lula chegasse ao poder. Dali em diante, essa equação começou a se inverter.

Quando os paulistas acusam os nordestinos de terem sido responsáveis pela reeleição de Dilma por não saberem votar, mostram quanto não sabem nada sobre o próprio país. Os nordestinos sabem muito bem por que votam no PT, como mostra a mais nova edição da PNAD contínua, do IBGE.

A nova Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD) produz informações contínuas sobre a inserção da população no mercado de trabalho e suas características, tais como idade, sexo e nível de instrução, permitindo, ainda, o estudo do desenvolvimento socioeconômico do País através da produção de dados anuais sobre trabalho infantil, outras formas de trabalho e outros temas permanentes da pesquisa, como migração, fecundidade etc.

Pois bem: segundo a nova PNAD contínua, divulgada na última quinta-feira, no período de 12 meses (fechado em junho) o Nordeste liderou a criação de postos de trabalho no país. De 1,5 milhão de empregos criados nesse período, 1 milhão foi criado no Nordeste e o resto pelas demais regiões.

Vejamos, então, quem é que não sabe votar: o povo de São Paulo, que vota há vinte anos em um governo que liderou a redução da presença de seu Estado no PIB, que materializa uma inédita escassez de água e que vê seus problemas sociais se agravarem, ou o povo do Nordeste, que votou maciçamente em um governo que vem fazendo a vida melhorar tanto na região?

O PIB nordestino cresce a uma taxa quatro vezes maior que a do resto do Brasil. Isso ocorre porque, após a chegada de Lula ao poder, o governo federal vem fazendo o que tem que ser feito no país para acabar com um nível de desigualdade que mantém os brasileiros no atraso.

Como é que se distribui renda? Antes de distribuir por idade, sexo etc., a renda começa a ser distribuída geograficamente e, passo a passo, a atuação governamental vai se sofisticando por idade, gênero etc.

Ou seja: para distribuir renda no Brasil, há que fazer, primeiro, as regiões mais pobres crescerem mais do que as regiões mais ricas.

Com efeito, se o Norte e o Nordeste fossem um país – como, inclusive, quer parte do Sul e do Sudeste –, seriam um dos países que mais crescem no mundo, com o PIB do último ano crescendo mais de 4%.

Infelizmente, só há uma forma de distribuir renda: para alguém ganhar, alguém tem que perder. Não dá para todos ganharem da mesma forma se um tem mais e outro tem menos, e o que se quer é justamente maior igualdade. Assim, o Norte e o Nordeste precisam crescer mais do que o Sul e o Sudeste mesmo.

Se aqui, no “Sul Maravilha”, não fôssemos tão egoístas e alheios à realidade, entenderíamos que não adianta querermos o desenvolvimento só para nós – ou mais para nós – porque o povo das regiões empobrecidas migra para cá, aumenta a demanda por serviços públicos e, mergulhado na pobreza e no abandono, vê seus filhos caírem na criminalidade.

Com o maior crescimento do Norte e do Nordeste, a migração cai ou muda de rumo, como tem acontecido – hoje, há cada vez mais nordestinos voltando à região de origem. Além disso, o Sul e o Sudeste poderão parar de enviar recursos, via impostos, para combater a miséria extrema nas regiões mais pobres.

De certa forma, o povo do Sul-Sudeste tem um “motivo” para não gostar dos quatro governos do PT a partir de 2003. A percepção de que o desenvolvimento dessas regiões não tem sido grande coisa, não chega a ser cem por cento errada. Porém, isso ocorre porque está havendo redistribuição de renda entre regiões, no Brasil.

No atual ritmo de crescimento do Norte e do Nordeste, em mais um mandato do PT o Brasil terá outra face – mais justa, mais coerente com um país que não pode ser rico em uma ponta e miserável na outra. E, ainda que grande parte do povo das regiões preteridas não entenda, ao fim todos sairemos ganhando com isso.

Blog Eduardo Guimarães

Conselheiro do TCE diz que leis não transformam sociedade e ‘ficha limpa’ não impede ‘mal gestor’ de voltar ao governo

fernando-cataoO conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Fernando Catão, comentou em entrevista ao programa Rádio Verdade da Arapuan FM nesta quinta (10) que as pessoas tem a ‘mania’ de achar que as leis transformam a sociedade’ e destaca que a Ficha Limpa não vai impedir que ‘determinado mal gestor volta ao governo’.

Para Catão, quem tem esse poder (de colocar alguém no poder) é o eleitor que tem o poder máximo da democracia. Ele apontou que a Lei Ficha Limpa é benéfica, mas apontou execessos e pontos obscuros e ratificou que a lei não vai mudar a sociedade.

“Quemt em que fazer a transformação maior é a sociedade”, diz e critica o excesso de judicialização no país. “Estamos tentando resolver tudo na via judicial”, diz.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Outro exemplo que o conselheiro citou foi a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) que foi um avanço para o país, pois deu ordenamento para a gestão pública, mas também conta que a interpretação dessa lei tem que evoluir.

 

Marília Domingues

 

Um pouquinho de sujeira não faz mal a ninguém, explica pediatra

Shutterstock
Shutterstock

As mamães super protetoras não acreditam, mas, como afirma a máxima, contato com bactérias ajuda os pequenos a criarem anticorpos e se desenvolverem. É o que garante o pediatra Roberto Muller, que apoia o contato frequente com o que chama de Vitamina S – de sujeira.

“Deixe a criança solta para que ela entre em contato com o que quiser. Não existe motivo para pânico, depois é só dar um banho”, acalma o médico, que acredita nos benefícios dessa liberdade. “Indico, por exemplo, que as mães permitam que os pequenos se lambuzem durante a refeição. Não tem problema comer com a mão, muito pelo contrário. Esse contato lúdico com a comida dá um prazer diferente e faz com que eles se interessem muito mais pelo alimento”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Não é loucura não! Dê menos broncas e permita mais. “A grande prova a sujeira faz bem é que no hemisfério Sul as pessoas apresentam muito menos doenças autoimunes do que no hemisfério Norte. Isso acontece porque aqui temos muito mais contato com sujeiras e bactérias, enquanto lá eles são obcecados por limpeza”.

Andar descalça na rua, colocar a mão no chão, comer comida que caiu ou colocar algo sujo na boca é permitido, segundo o doutor. “Qualquer problema que possa aparecer, como um bicho de pé, é de fácil resolução e não trás grandes problemas. Estar em contato com tudo faz a criança se tornar mais esperta e desenvolvida. Quem não tem esse contato com o mundo não aprende a se virar e acaba se tornando um adulto com medo”, analisa o especialista.

Ele alerta para apenas uma situação que deve ser evitada. “A única preocupação maior com o local onde a criança brinca deve ser garantir que exista saneamento básico no ambiente. Nunca deixe o filho brincar próximo de esgotos, isso sim pode gerar graves consequências e doenças perigosíssimas”, alerta.

Como se criam os anticorpos?

O organismo sabe o que é seu ou não. Quando entrar algum corpo estranho, ele vai mandar embora. “É o que chamamos de efeito booster, mesmo princípio das vacinas, no qual você apresenta ao corpo um vírus que o sistema imunológico reconhece e manda um anticorpo para diminuir a ação dele. Ele diminui, mas não zera. Isso faz com que exista uma memória imunológica. Assim que essa bactéria entrar novamente, será produzido muito mais rápido o anticorpo que vai combatê-la e não atingirá a pessoa”, finaliza Muller.

 

 

itodas

Aspirante da Marinha morre após passar mal em treinamento no Rio

aspirante-da-marinhaO aluno da Escola Naval Jean Caleb Maroto Sousa, de 22 anos, morreu neste sábado (24), após ser submetido a um treinamento na Base de Fuzileiros Navais, na Ilha do Governador, na Zona Norte do Rio, no dia 4. O aspirante estava internado na UTI do Hospital Naval Marcílio Dias. A informação é do Comando do 1º Distrito Naval do Rio.

Uma das etapas do exercício, segundo a Marinha, consiste em atravessar um túnel de cerca de três metros de comprimento com a presença de fumaça. Na quarta-feira (21), um amigo de Jean contou ao RJTV que o próprio aspirante relatou ter sofrido intoxicação porque foi obrigado a repetir um exercício no qual os jovens entram sem máscara num ambiente fechado. Ele teria submetido ao teste mais de uma vez.

“Eles tinham que escapar dessa câmara. Era escuro, eles não achavam a saída, tinha um amigo dele junto, que passou mal também lá dentro. Ele saiu e o comandante mandou entrar novamente. Ele não achou novamente, entrou de novo, saiu e entrou de novo até achar a saída. Depois, ele começou a passar mal, tossindo, reagindo já ao gás”, afirmou.

Em nota, a Marinha informou que “nesse momento de dor, solidariza-se com a família do Aspirante Caleb, a quem apresenta sinceras condolências, e informa que está prestando todo seu apoio”.

A assessoria de imprensa disse ainda que a apuração dos fatos está sendo conduzida por meio de um Inquérito Policial Militar, instaurado no dia 8 de maio e com prazo de conclusão de até 60 dias.

“O exercício em questão é regular e faz parte da Prática Profissional Naval, prevista no Programa de Ensino da Escola Naval, tendo sido cumprida pelos demais 32 aspirantes fuzileiros navais sem incidentes. Ressalta-se que foi instaurado o competente procedimento, a fim de apurar as circunstâncias do fato, com prazo de conclusão de até 40 dias, podendo ser prorrogado por mais 20”, diz o texto. Outro colega de Jean, Vinícius da Silva Cunha também chegou à UTI, mas melhorou e foi liberado da unidade.

G1

Esteatose: um mal silencioso

Rizemberg Felipe
Rizemberg Felipe

O fígado é a maior glândula do corpo humano. Ele é responsável, entre outras coisas, por filtrar impurezas, sintetizar o colesterol e produzir proteínas. Considerado de extrema importância para o bem-estar e o funcionamento harmônico do organismo, sua atividade, porém, pode ser comprometida por hábitos inadequados.

O consumo elevado de álcool e a alimentação incorreta figuram como os principais causadores de problemas no órgão. Isso é o que garante o gastroenterologista e presidente da Sociedade de Gastroenterologia e Nutrição da Paraíba (SGNPB), Gláucio Nóbrega. De acordo com ele, além da cirrose e da esquistossomose, os excessos e descuidos também podem trazer complicações e desencadear demais patologias, como a esteatose hepática.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Essa é uma doença que pode ser definida como um acúmulo excessivo de gordura no fígado, mais especificamente nos hepatócitos – células do fígado”, conta. “Ela pode ainda ser decorrente de colesterol e triglicerídeos elevados, da diabetes mellitus não–insulino dependente, das hepatites virais ou autoimunes, do uso de alguns medicamentos, bem como ter origem pelo contato com derivados petroquímicos”, acrescenta.

Segundo o médico, a doença é habitualmente detectada ao acaso, através de exames de rotina, realização de check-ups ou mesmo durante o exame clínico, em que se observa o aumento do fígado na palpação abdominal. “Ela é diagnosticada também com ressonância magnética, tomografia computadorizada do abdômen e por biópsia hepática”, ressalta.

Conforme Gláucio, para a maioria das pessoas, a esteatose hepática não costuma causar sinais e geralmente é assintomática, sendo vista, inclusive, como um mal silencioso.

“Em alguns casos, ela pode se apresentar por queixas inespecíficas, como, por exemplo, desconfortos embaixo da costela do lado direito, adinamia (fraqueza muscular), fadiga e perda de peso”, explica.

Estima-se, a partir de informações da Sociedade Brasileira de Hepatologia (SBH), que cerca de 20% da população seja portadora de esteatose hepática. Este dado ganha ainda mais relevância por conta do aumento de casos de obesidade e de doenças metabólicas nos últimos anos entre brasileiros.

“Nos pacientes que possuem obesidade mórbida, quase a totalidade já tem fígado gorduroso – 95%. Em crianças, o percentual de esteatose é menor, em torno de 2,6%, mas caso ela seja obesa esse valor eleva-se para até 53% delas”, revela.

TRATAMENTO INCLUI DIETA E REDUÇÃO DO ÁLCOOL

O tratamento para a esteatose hepática, de acordo com o médico Gláucio Nóbrega, varia de caso para caso. “O principal objetivo do tratamento é eliminar aqueles fatores que são responsáveis pelo surgimento da doença”, indica, alertando ainda que, caso o problema não seja controlado a tempo, pode evoluir para um processo inflamatório.

“Se não for tratada, a esteatose hepática pode aumentar e, posteriormente, chegar a uma cirrose hepática, que se caracteriza pela substituição do tecido funcionante do fígado por um tecido fibrótico cicatricial, não funcionante”, adverte. “Ela pode evoluir também para um câncer hepático”, complementa.
Para Gláucio, uma boa forma de reverter os efeitos da doença é ter uma rotina saudável, reduzindo a ingestão de álcool e alimentando-se de maneira correta.

“Vale lembrar que a perda de peso deverá ser gradual, com suporte nutricional, associada à prática regular de exercícios físicos, não devendo o paciente perder mais do que 2 ou 3 quilos por mês, sob pena de até piorar a esteatose hepática”, aconselha.

Ele ainda menciona que descontinuar o uso de certas substâncias pode colaborar para a cura da doença. “Da mesma forma que alguns medicamentos também podem ser utilizados na abordagem terapêutica da esteatose hepática e da esteato-hepatite. Mas estes deverão sempre ser empregados em associação a outras medidas indicadas por um médico”, conclui.

ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA E SEM GORDURAS É RECOMENDADA

Assim como o gastroenterologista Gláucio Nóbrega, a nutricionista Aurilineide Oliveira considera essencial prestar atenção ao que é ingerido para tratar e evitar a esteatose hepática. “Se a doença for detectada, o paciente deve diminuir a quantidade de gordura da alimentação imediatamente, dando preferência às gorduras boas, principalmente as ricas em Ômega 3”, estimula. “Entre elas, podemos citar o abacate e o azeite”, exemplifica.

Aurilineide orienta ainda que haja uma redução na quantidade de proteínas no cardápio, uma vez que isso também contribui para o aumento de peso e o acúmulo de gorduras no fígado. “Para os pacientes que sofrem com essa doença, na maioria das vezes, eu recomendo o leite sem lactose, como os de quinua, de arroz ou de amêndoa”, observa.

Para a nutricionista, independentemente do problema ou da necessidade, o indicado é sempre ter uma dieta equilibrada. “É sempre bom consumir frutas, verduras, vegetais, além de tomar muita água e evitar os refrigerantes, o álcool e os enlatados que contém conservantes, vilões para a saúde”, enumera, destacando os cuidados com o uso do açúcar, inclusive com aqueles que são naturais, “procure não exagerar na frutose. Ao ingerir frutas e beber sucos, tente incluir fibras ou até mesmo o próprio bagaço”, finaliza. (Especial para o JP)

Timão joga mal, empata com Figueira e continua sem vencer no Brasileirão

Enquanto a cabeça continua nas semifinais da Taça Libertadores, o Corinthians segue sem vencer no Campeonato Brasileiro depois de três rodadas. Com uma atuação bastante discreta e mesmo tendo um jogador a mais desde os 17 minutos do segundo tempo, o Timão saiu na frente, mas cedeu o empate ao Figueirense por 1 a 1, nesta quinta-feira, no Pacaembu. Danilo fez de cabeça para os paulistas, e Caio igualou o placar para os catarinenses.

O resultado tira o Corinthians da lanterna, mas o mantém na zona do rebaixamento, em 18º lugar, com apenas um ponto – antes, perdeu para Fluminense e Atlético-MG. No domingo, Tite já adiantou que usará reservas contra o Grêmio, às 17h, no Olímpico, poupando o time para primeiro duelo contra o Santos, na quarta-feira, na Vila Belmiro, pela Libertadores.

Não bastasse o tropeço, o Timão não consegue acabar com a má fase do ataque. São agora sete partidas sem que um jogador do setor faça gols – a última foi em 2 de maio, na goleada por 6 a 0 sobre o Emelec, quando Jorge Henrique, Emerson e Liedson marcaram. Apesar disso, o treinador não deve alterar o esquema sem centroavantes para os duelos diante do Peixe.

Já o Figueirense permanece invicto. Depois de vencer o Náutico e empatar com o Fluminense, o clube de Florianópolis soma mais um ponto e sobe para cinco, em sétimo. Na próxima rodada, recebe a Ponte Preta, domingo, às 18h30m, no estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis.

Corinthians x Figueirense, Paulinho (Foto: Leo Pinheiro / Futura Press)Corintiano Paulinho disputa jogada com Julio Cesar, do Figueira (Foto: Leo Pinheiro / Futura Press)

Danilo, o salvador!

Tite passou os últimos dez dias alertando para a necessidade de o Corinthians aproveitar melhor as chances que cria. Em resumo, acabar com a má fase do setor ofensivo, principalmente dos atacantes, há seis partidas sem marcar. O primeiro tempo, porém, mostrou que o período de treinamento não foi suficiente para findar o mal que atormenta o treinador a menos de uma semana das semifinais da Taça Liberadores.

O Timão não teve dificuldades em controlar o jogo rapidamente. É bem verdade que a postura defensiva do Figueirense ajudou, mas o Timão chegou facilmente ao campo ofensivo. Faltou o de sempre: calibrar a pontaria. Alex e Emerson tiveram duas boas oportunidades em chutes para fora logo nos primeiros minutos. Pouco depois, Canuto, zagueiro rival, quase ajudou em uma cabeçada que passou perto do travessão de Ricardo.

Como Liedson e Elton em baixa no banco de reservas, Tite tentou de tudo para mostrar que o sistema sem centroavante pode dar certo. Primeiro, com Alex mais adiantado. Em seguida, Danilo passou a fazer a função, também sem brilho. Por fim, foi a vez de Sheik aparecer pelo meio, passando o camisa 20 para a esquerda do ataque. E, assim, veio o gol, aos 37. Alessandro cruzou da direita, a bola atravessou toda a área e sobrou para Danilo desviar de cabeça na segunda trave – sexto dele na temporada.

A desvantagem obrigou o Figueirense abandonar a retranca, mas mostrar qualquer poder de reação para assustar o Timão. Ronny, Julio Cesar e Caio nada criaram diante da forte defesa corintiana. Em 45 minutos, o máximo que Cássio trabalhou foi um cruzamento em que tirou a bola da área com um soco.

Danilo, Corinthians x Figueirense (Foto: DF Diorio / Agência Estado)Danilo comemora o gol do Corinthians na primeira etapa (Foto: DF Diorio / Agência Estado)

Timão vacila com um a mais e permite empate
O Figueirense voltou mais ofensivo para o segundo tempo na tentativa de arrancar um empate do Timão. Com os jogadores mais adiantados, o técnico Argel fez a impedir que o Corinthians jogasse com tanta tranquilidade e passou a incomodar. Julio Cesar, aos nove minutos, quase igualou o placar com um chute da entrada da área. A bola passou muito próximo à trave direita de Cássio.

O bom momento do time catarinense foi interrompido por uma expulsão. O zagueiro Anderson Conceição cometeu falta violenta em Emerson e, como já tinha cartão amarelo, recebeu o vermelho. Com um jogador a menos, o Figueira foi obrigado a recompor a defesa, perdendo força ofensiva.

O Corinthians aproveitou ter um jogador a mais em campo para voltar a atacar. Danilo quase fez mais um chutando de longe e obrigando Ricardo a espalmar. Em seguida, foi a vez de Alex cobrar falta da intermediária e por muito pouco não colocar a bola no ângulo esquerdo do goleiro.

Quando a partida parecia controlada, o Timão vacilou na defesa e sofreu o empate, aos 33 minutos. Guilherme Santos avançou pela esquerda e cruzou para a área. A bola passou por todos os corintianos e sobrou na pequena área para Caio apenas desviar para o gol.

No desespero, Tite, que já havia colocado Liedson, deu nova chance a Elton. A má fase dos centroavantes, contudo, está longe de acabar. O Timão não teve forças para reagir e teve de aceitar mais um resultado ruim no Brasileirão.

Globoesporte.com