Arquivo da tag: maio

Inscritos no Enem querem prova em maio de 2021

O Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgaram, hoje (1º), o resultado da enquete para a escolha do novo período de aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020. Para 49,7% dos estudantes, o Enem impresso deve ser aplicado em 2 e 9 de maio de 2021 e o Enem digital em 16 e 23 de maio.

As outras opções de data eram o Enem impresso em 6 e 13 de dezembro deste ano e Enem digital em 10 e 17 de janeiro de 2021, com 15% dos votos; e Enem impresso em 10 e 17 de janeiro de 2021 e Enem digital em 24 e 31 de janeiro, com 35,3% dos votos dos estudantes.

As provas, que aconteceriam em novembro deste ano, foram adiadas em função das medidas de enfrentamento à pandemia da covid-19.

A pesquisa com os estudantes foi aberta no dia 20 de junho na Página do Participante LINK 1  e 1,113 milhão de estudantes, que representam 19,3% dos inscritos no exame, responderam de forma voluntária. O Enem 2020 tem pouco mais de 5,7 milhões de inscritos.

Data

De acordo com o presidente do Inep, Alexandre Lopes, a data escolhida pelos estudantes ainda não é a oficial, mas será levada em conta para a definição. “Mais de 80% pediram para fazer a prova no ano que vem. É uma opinião importante, mas não é a única fonte de decisão”, disse, ressaltando que poderá ser, inclusive, uma data diferente daquelas que foram colocadas na enquete.

Lopes explicou que o MEC e o Inep irão, agora, consultar o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), que estão tratando do cronograma das aulas no ensino médio, e as associações que representam as instituições de ensino superior, para saber quando pretendem começar o primeiro semestre ano que vem. “A data sairá desse processo de construção coletiva”, disse.

A expectativa é que a definição do período de aplicação da prova seja anunciado daqui duas ou três semanas. Segundo Lopes, independentemente da data, o governo está se preparando para garantir a segurança sanitária dos participantes e das pessoas que trabalham na aplicação do Enem, com a disponibilização de álcool em gel e máscaras, além de diminuir a quantidade de estudantes nas salas.

Para o secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, caso o Enem 2020 seja realizado em maio do ano que vem, isso prejudicaria o primeiro semestre letivo das universidades. “É uma variável que será levada em consideração no debate com as instituições”, explicou.

Sisu e Enade

Paulo Vogel disse que o portal do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) já está aberto para a consulta de vagas para ingresso no segundo semestre deste ano, nas universidades e institutos federais de ensino. As inscrições vão de 7 a 10 de julho.

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, também anunciou que a prova do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) de 2020, que aconteceria em novembro, será adiada para 2021 em razão da pandemia da covid-19 e dos problemas para a conclusão do cronograma do segundo semestre letivo. A nova data ainda será definida. O Enade avalia o desempenho dos estudantes e dos cursos de ensino superior.

Agência Brasil

 

 

PB mantém média de feminicídios e mês de maio de 2020 se iguala a abril no número de casos

A Paraíba manteve a média no número de feminicídios, e o mês de maio de 2020 se igualou ao de abril em número de casos. Desde o início do ano, os dois meses são os que apresentam maior número de assassinatos investigados por motivação de gênero, sendo quatro casos em cada mês. Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança e Defesa Social (Seds) divulgados pela Lei de Acesso à Informação ao G1. Nos cinco primeiros meses do anos foram 14 feminicídios.

Feminicídio é o assassinato contra uma mulher cometido devido ao fato de ela ser mulher ou em decorrência da violência doméstica. Foi inserido no Código Penal como uma qualificação do crime de homicídio em 2015 e é considerado crime hediondo.

Ao todo, nove mulheres foram assassinadas em maio, sendo cinco por homicídio doloso, quando há outras motivações para o crime ocorrer.

Em relação ao mesmo mês de 2019, o número total tem um assassinato a menos. Em relação ao número de feminicídios, também houve uma diminuição de um caso em relação ao mesmo mês do ano passado.

O mês de março de 2020 é o que apresenta menor número de casos, com apenas um feminicídio em investigação, no entanto, um total de 6 mulheres assassinadas, sendo quatro por homicídio doloso e mais um por lesão corporal seguida de morte – além do feminicídio.

No mês de janeiro, um caso de homicídio foi transferido para as investigações de feminicídio. Na primeira divulgação do G1 com base nos dados da Seds, apenas um caso estava em investigação. No novo boletim, um novo caso foi acrescentado aos casos investigados. Agora são duas mortes por motivações de gênero em investigação que aconteceram no primeiro mês do ano e nove homicídios.

No mês de fevereiro foram três casos de feminicídio em investigação, conforme a Secretaria de Estado da Segurança e Defesa Social (Seds). A maior diferença entre os meses, no entanto, é no número absoluto de mulheres assassinadas, que varia entre um mês e outro.

Sobre o número de mulheres assassinadas nos cinco primeiros meses de 2020, janeiro lidera as estatísticas, com 11 mulheres mortas, conforme nova atualização da Seds. Em seguida estão os meses de fevereiro e maio com nove assassinatos cada, depois o mês de abril, com sete mortes e, por fim, o mês de março, com seis assassinatos de mulheres.

Feminicídios na Paraíba

  • Cinco primeiros meses de 2020 têm 14 feminicídios;
  • Abril e maio apresentam maiores números de feminicídios, com quatro casos em investigação em cada mês;
  • Em relação a mulheres assassinadas, janeiro lidera o trimestre com 11 mulheres mortas.

 

G1

 

 

Prefeitura de Belém prorroga medidas de distanciamento social até o dia 31 de maio

A prefeita Renata Christinne assinou, neste domingo (17), o Decreto Municipal nº 39/2020 prorrogando as medidas de distanciamento social, que já estavam em vigor no município, para conter a disseminação do novo coronavírus em Belém. As medidas continuam valendo até o dia 31 de maio, podendo ser prorrogadas.

Neste novo decreto, outros seguimentos comerciais e de serviços passam a funcionar EXCLUSIVAMENTE por meio de entrega em domicílio (delivery), sem atendimento presencial de clientes dentro das suas dependências. São os seguintes: Lojas de autopeças, Motopeças, Produtos Agropecuários, Insumos de Informática e Óticas.

Já as Barbearias e Salões de Beleza só poderão atender clientes com horário marcado, restringindo o acesso ao local de 1 (uma) pessoa por vez, cumprindo todas as recomendações de prevenção da COVID-19.

Fica determinada, ainda, a prorrogação da suspensão das aulas presenciais nas escolas da rede pública e privada em todo o território do município até o dia 31 de maio de 2020.

O Terminal Rodoviário Municipal de Belém também ficará fechado no período compreendido entre 20 a 31 de maio de 2020.

As demais medidas para combater o avanço do novo coronavírus continuam em vigor:

TOQUE DE RECOLHER DAS 9 DA NOITE ÀS 5 DA MANHÃ.

Fica determinado o toque de recolher, das 21h00min às 05h00min da manhã, salvo os que estiverem trabalhando nas entregas de delivery, ou os que estiverem retornado ou indo para o trabalho. Portanto, a população não deve circular pelas ruas de Belém durante esses horários.

PROIBIÇÃO DE PESSOAS NAS PRAÇAS PÚBLICAS

Fica determinado o fechamento das praças públicas, não devendo nelas permanecer nenhuma pessoa, sob pena de responder penalmente, em caso de desobediência.

USO OBRIGATÓRIO DE MÁSCARAS NAS RUAS E ESTABELECIMENTOS.

Fica determinado o uso de máscaras por toda população que, por motivo extraordinário, estiver circulando nas vias públicas.

Também fica proibida aglomeração de pessoas nas vias públicas, salvo os que estiverem em filas dentro dos padrões estabelecidos para utilização dos serviços essenciais.

ATIVIDADES QUE CONTINUAM SUSPENSAS

Bares, restaurantes, lanchonetes e similares (sorveterias, pizzarias, açaiterias), academias de ginásticas, casas de festas e similares, cultos, missas e atividades religiosas que aglomerem pessoas, e o comércio varejista em geral e serviços considerados não essenciais (Lojas de roupas e confecções, papelarias, lanhouses, lojas de utensílios e variedades, etc.).

Com relação aos restaurantes, bares, lanchonetes e similares (sorveterias, pizzarias, açaiterias), fica autorizado o funcionamento para atendimento APENAS de serviços de entrega (delivery), cujos pedidos sejam feitos por telefone ou outros canais por meio da internet. Os estabelecimentos devem permanecer fechados, sem atendimento direto ao público.

FUNCIONAMENTO DE SERVIÇOS BANCÁRIOS

Os estabelecimentos de serviços relacionados ao sistema financeiro (bancos, lotéricas e correspondentes bancários) continuam em funcionamento seguindo as recomendações de distanciamento, higienização e, a partir de agora, com DISTRIBUIÇÃO DE SENHAS, de forma a garantir que aguarde em fila apenas aquelas pessoas que puderem ser atendidas em, no máximo, 20 (vinte) minutos, evitando aglomeração e filas.

FUNCIONAMENTO DE MERCADOS E SUPERMERCADOS

Mercados (hortifrútis, açougue, e similares) e supermercados deverão funcionar com número reduzido de clientes no interior da loja, aceitando apenas, 1 (uma) pessoa por família, evitando assim, aglomeração de pessoas e aproximação dos clientes, respeitando-se o espaço de 2 (dois) metros, com horário de funcionamento das 7h às 17h, de segunda à sábado, e a das 7h às 12h no domingo.

OFICINAS MECÂNICAS COM HORÁRIO AGENDADO E PORTAS FECHADAS

As prestadoras de serviços tipo oficinas mecânicas, serviços de guinchos e similares deverão trabalhar de portas fechadas e na modalidade de agendamentos para os clientes.

FUNERAIS APENAS COM FAMILIARES DIRETOS

Os funerais devem ser realizados somente com a presença de familiares diretos, realizados apenas no dia do sepultamento, adotando as medidas preventivas como uso de máscara, uso de álcool gel e o maior distanciamento possível entre os familiares.

FUNCIONAMENTO DAS INDÚSTRIAS

As indústrias deverão operar observando as medidas de prevenção amplamente divulgadas pela saúde pública brasileira e organismos internacionais.

ATIVIDADES QUE SERÃO MANTIDAS DE ACORDO COM O DECRETO 39/2020, SEGUINDO AS RECOMENDAÇÕES DE PREVENÇÃO AO COVID-19:

* Estabelecimentos médicos, hospitalares, odontológicos, farmacêuticos, psicológicos, laboratórios de análises clínicas e as clínicas de fisioterapia e de vacinação;

* Serviços veterinários, bem como os estabelecimentos comerciais de fornecimento de insumos e gêneros alimentícios pertinentes à área;

* Distribuição e comercialização de combustíveis e derivados e distribuidores e revendedores de água e gás;

* Supermercados, mercados, açougues, peixarias, padarias e lojas de conveniência situadas em postos de combustíveis, ficando expressamente VEDADO (PROIBIDO) o consumo de quaisquer gêneros alimentícios e bebidas no local;

* Produtores e/ou fornecedores de bens ou de serviços essenciais à saúde e à higiene;

* Feiras livres, desde que observadas as boas práticas de comercialização, vedado o funcionamento de restaurantes e praças de alimentação, o consumo de produtos no local e a disponibilização de mesas e cadeiras aos frequentadores;

* Agências bancárias e casas lotéricas, observando os termos do Decreto Municipal nº 038/2020;

* Cemitério e serviços funerários;

* Empresas de água, energia elétrica, telecomunicações e internet;

* Oficinas mecânicas, borracharias e lava jatos, observado os termos do Decreto Municipal nº 038/2020;

* As lojas de autopeças, motopeças, produtos agropecuários e insumos de informática, durante o prazo mencionado no caput, poderão funcionar, exclusivamente por meio de serviço de entrega de mercadorias (delivery), VEDADO (PROIBIDO), em qualquer caso, o atendimento presencial de clientes dentro das suas dependências.

* Assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade;

* Os órgãos de imprensa e os meios de comunicação e telecomunicação em geral;

* Óticas e estabelecimentos que comercializem produtos médicos/hospitalares, que poderão funcionar, exclusivamente, por meio de entrega em domicílio;

* Atividade industriais, observando o disposto no Decreto Municipal nº 038/2020

* Barbearias e salões de beleza, desde que o atendimento seja realizado com horário marcado, restringindo o acesso ao local de 1 (uma) pessoa por vez;

* Lojas de materiais de construção, observando o disposto no Decreto Municipal nº 038/2020.

Os estabelecimentos autorizados a funcionar por este decreto devem observar cumprimento pleno e irrestrito de todas as recomendações de prevenção e controle para o enfrentamento da COVID-19 expedidas pelas autoridades sanitárias competentes. Também ficam obrigados a fornecer máscaras para todos os seus empregados, prestadores de serviço e colaboradores. E só permitir a entrada de clientes usando máscaras.

Download [61.55 KB]

Por

 Assessoria

 

Detran-PB estende suspensão do atendimento presencial até 18 de maio

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) expediu uma nova portaria nesta terça-feira (5), prorrogando a suspensão do atendimento presencial nas dependências do órgão até o dia 18 de maio.

De acordo com o documento, continuam suspensas a abertura de novos processos de carteira de habilitação (CNH); a avaliação de candidatos pela Junta Médica Especial; as atividades das Bancas Examinadoras de avaliação de condutores; a avaliação médica e psicológica; as aulas teóricas e práticas ministradas presencialmente pelos Centros de Formação de Condutores (CFCs) credenciados pelo órgão, bem como as ações presenciais da Coordenação de Educação de Trânsito.

A Portaria nº 117/2020 prorroga os efeitos das anteriores, que recomendou aos usuários utilizar os serviços eletrônicos disponíveis no site detran.pb.gov.br. “Os serviços eletrônicos disponibilizados pelo órgão não serão, em hipótese alguma, realizados na forma presencial”.

Por meio do site e de aplicativo, os serviços online são:

  • Impressão da guia para pagamento de boleto de licenciamento anual;
  • Consulta de processo do veículo;
  • Ingresso com recurso de multa;
  • Parcelamento de multas e licenciamento em atraso, por empresas credenciadas ao Detran-PB;
  • Emissão e impressão do CRLV Digital (por meio do aplicativo Carteira Digital de Trânsito).

Entre outros pontos, a nova portaria da Direção do Detran-PB levou em consideração as deliberações nº 185 e nº 186, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), “dispondo sobre a ampliação e a interrupção de prazos e de procedimentos afetos aos órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito e às entidades públicas e privadas prestadoras de serviços relacionados ao trânsito”.

Segundo o superintendente Agamenon Vieira, a direção do Detran-PB reitera que todas as medidas emergenciais protocoladas pelo Governo do Estado, no sentido de prevenir contra o coronavírus, serão devidamente aplicadas à sede de Mangabeira, Ciretrans, postos de trânsito e postos de atendimento nas casas da Cidadania e nos shoppings.

 

portalcorreio

 

 

Veja a previsão de tempo na PB e clima para o fim de semana de 2 e 3 de maio

A previsão do tempo na Paraíba para este sábado (2) tem variação da temperatura de 20°C no Cariri e Curimataú até a máxima de 34°C no Sertão. No Litoral, a temperatura varia de 23°C a 30°C.

Segundo dados da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), o tempo deve permanecer com nebulosidade variável podendo ocorrer chuvas localizadas, nos períodos da tarde e noite, nas regiões do Cariri/Curimataú, Sertão e Alto Sertão. O Litoral, Brejo e Agreste têm previsão de tempo de sol com variação de nuvens.

João Pessoa

Em João Pessoa, a temperatura deve variar entre 23°C e 31°C no sábado. A previsão é de sol, com chuva de manhã e diminuição de nuvens à tarde. Noite com pouca nebulosidade, também há alta probabilidade de formação de arco-íris. No domingo, a mínima sobe para 24°C. A previsão é a mesma do sábado.

Campina Grande

Em Campina Grande, no sábado, as temperaturas variam entre 21°C e 31°C. O tempo é de sol o dia todo. Muitas nuvens e pancadas de chuva de manhã e à noite. Também há alta probabilidade de formação de arco-íris. No domingo, a temperatura é a mesma, mas a previsão é de sol, com chuva de manhã e diminuição de nuvens à tarde. Noite com pouca nebulosidade.

G1

 

Suspensão de aulas das redes municipal e particular de Campina Grande é prorrogada até maio

As aulas da redes pública e privada de Campina Grande estão suspensas até o dia 11 de maio, conforme anúncio feito pelo prefeito Romero Rodrigues (PSD) nesta terça-feira (24). A medida foi tomada para dar continuidade em ações preventivas à Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, na cidade.

A retomada das atividades escolares em Campina Grande estava marcada para a próxima segunda-feira (27), conforme decreto municipal. No entanto, de acordo com o secretário de educação, Rodolfo Gaudêncio, ainda não há segurança sanitária para retorno das aulas.

Durante uma reunião entre o prefeito Romero Rodrigues e Rodrigo Gaudêncio foi discutida a iniciativa de promover aulas online. O secretário informou que o treinamento dos professores para a retomada virtual das aulas está em estágio avançado e que o ensino virtual pode ser iniciado em breve na rede municipal, mas não informou uma data precisa.

G1

 

Universidades decidem prorrogar volta das aulas para 17 de maio, na PB

As aulas das universidades públicas da Paraíba foram prorrogadas mais uma vez por conta do avanço do novo coronavírus no Estado.

Após uma reunião realizada nesta sexta-feira (17) por videoconferência, reitores de universidades públicas e particulares e centros de ensino superior da Paraíba decidiram prorrogar até dia 17 de maio.

As aulas nestas instituições estão suspensas desde março em virtude da pandemia de Coronavírus. O retorno das aulas estava previsto para o dia 27 de abril, mas agora foram prorrogadas por mais de 20 dias.

Uma nova reunião será realizada dia 8 de maio, para reavaliar o cenário e discutir medidas a serem adotadas para quando do retorno das atividades, no sentido de garantir que as atividades sejam retomadas com segurança em relação à saúde da comunidade universitária.

As instituições como a Uninassau e o IFPB irão deliberar e definir sobre a data de volta às aulas deles, confirmando ou não esse mesmo prazo, após avaliação de órgãos próprios.

Participaram da reunião que recomendou a prorrogação da suspensão das atividades nas IES os representantes da UEPB, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), do Instituto Federal da Paraíba (IFPB), da Unesc, Unifacisa, Uninassau, Faculdade Cesrei, Faculdade Rebouças, Faculdades Integradas de Patos (FIP) e da Escola Técnica CEAS. Algumas instituições vão anunciar sua data de retorno das atividades a partir de avaliações internas, podendo ou não seguir a indicação de retorno no dia 18 de maio.

pbagora

 

 

Governador da Paraíba confirma que vai prorrogar fechamento de escolas e comércio até 3 de maio

O decreto de fechamento do comércio e isolamento social na Paraíba, que tem validade até o próximo domingo (19), vai ser prorrogado até o dia 3 de maio. O governador do estado, João Azevêdo, informou nesta terça-feira (14) à TV Cabo Branco que um novo decreto está sendo preparado, com os mesmo termos, para manter a suspensão das atividades de escolas, comércio e outros setores.

O decreto 40.169, publicado em 4 de abril, tem validade até dia 19 de abril e as restrições nele valem para cidades e suas respectivas Regiões Metropolitanas que tenham casos confirmados da Covid-19. A data em que vai ser publicado o novo decreto não foi revelada.

O governador deve manter as regras do decreto anterior, permanecendo suspensas atividades de academias, ginásios, centros esportivos públicos e privados, shoppings, centros e galerias comerciais, bares, restaurantes, casas de festas, casas noturnas, boates e atividades comerciais não essenciais. A suspensão também inclui cinemas, teatros, circos, parques de diversão e embarcações turísticas de esporte e lazer em todo o litoral paraibano.

O decreto também proibia carreatas, passeatas e quaisquer eventos que promovam a aglomeração de pessoas. O descumprimento da medida restritiva pode acarretar na aplicação de multa de até R$ 50 mil, que será destinada às medidas de combate ao coronavírus.

G1

 

Nascidos em abril e maio recebem FGTS nesta sexta

Trabalhadores nascidos em abril e maio poderão realizar a retirada de até R$ 500 de cada conta ativa ou inativa do FGTS a partir desta sexta-feira (08). Na nova etapa, cerca de 8,8 milhões de pessoas poderão sacar os valores, que somados chegam a R$3,4 bilhões.

Nesta sexta e na próxima segunda-feira (11), 2.831 agências abrirão em horário estendido para facilitar o atendimento. O trabalhador deve levar a carteira de trabalho para realizar o saque, conforme recomenda o banco.

Para fazer o saque nos terminais de autoatendimento, é necessário a senha do Cartão Cidadão e nas casas lotéricas, além do Cartão Cidadão, é preciso levar um documento de identidade. A data-limite para o recebimento do dinheiro é 31 de março de 2020. Caso o saque não seja feito até lá, os recursos vão retornar para a conta de FGTS do trabalhador, sem qualquer ônus.

Até a última terça-feira (05), foram pagos mais de R$17,4 bilhões do saque do FGTS para mais de 41 milhões de trabalhadores. Ao todo, já foram liberados 44% dos R$44 bilhões previstos.

MaisPB

 

 

Paraíba registra 76 mortes violentas em maio de 2019

Foram registradas 88 mortes decorrentes de crimes violentos na Paraíba no mês de maio de 2019, de acordo com o Monitor da Violência do G1, que acompanha as mortes violentas mês a mês em todos o país. Em relação ao mês anterior, houve um diminuição de oito mortes violentas.

Os números oscilam durante os cinco meses do ano. Em janeiro, foram 79 crimes violentos letais e intencionais, contabilizando os homicídios dolosos (incluindo os feminicídios), latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. Em fevereiro, o número chega a 84, no mês de março, o número volta a 79, em abril o número retorna a 84 e no mês de maio o número contabilizado é 76.

Em relação ao mesmo período de 2018, no entanto, houve uma redução de quase 21%. Nos cinco primeiros meses de 2018, 504 pessoas foram assassinadas. Já em 2019, o número caiu para 402.

O levantamento faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Os dados são abastecidos por informações repassadas pela Secretaria da Defesa e Segurança Social (Seds) da Paraíba, por meio da Lei de Acesso à Informação.

G1