Arquivo da tag: Luís

Mesmo com confusão na copa, Liverpool vende Luis Suárez ao Barcelona por R$ 264 milhões, garante site

suarezUm dos assuntos mais falados na imprensa europeia tem sido a negociação entre Barcelona e Luis Suárez. O acordo já foi dado como certo no fim da semana passada, e até uma redução na pedida do Liverpool foi noticiada recentemente. No entanto, o site “goal.com” garante que somente nesta quarta-feira, o clube catalão chegou a um acordo pelo uruguaio.

No noticiário, o que se vê é um desencontro entre os valores. Na quarta, rádio catalã “Cadena Ser” divulgou que o Barça havia convencido os Reds a reduzirem o cláusula rescisória de Luisito de € 95 milhões (cerca de R$ 286 milhões) para algo próximo a € 73 milhões (R$ 220 milhões). Já nesta quinta, o “goal.com” garante que o negócio foi fechado por € 88 milhões (R$ 265 milhões).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ainda de acordo com o portal, a negociação vinha se arrastando um pouco mais do que o esperado porque o Liverpool exigia receber boa parte do montante total em um primeiro momento. Agora, restam apenas formalidades para que o uruguaio, de 27 anos, seja apresentado.

Enquanto Suárez descansa com a família, em Montevidéu, e os veículos de imprensa especulam os detalhes da transferência, uma loja na Catalunha já vende uniformes com o número 9 e o nome do atacante. O jeito é aguardar o desenrolar dessa história.

Extra

Luis Tôrres diz que rompimento de Rômulo com Ricardo Coutinho foi a maior traição da história política da Paraíba

luis-torresO secretário estadual de Comunicação, Luis Tôrres, disse, na tarde desta sexta-feira (27), que o rompimento do vice-governador Rômulo Gouveia (PSD) com o governador Ricardo Coutinho (PSB) ficará marcado como um dos maiores episódios de traição da história política da Paraíba. No início da tarde, durante entrevista coletiva na sede da Associação Paraibana de Imprensa (API), Rômulo justificou o afastamento do socialista com o fato de ter perdido a vaga de senador na chapa majoritária do PSB para o PT.

“Fica marcado como um dos episódios mais fortes de traição da história da política da Paraíba”, afirmou o secretário.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Na coletiva, Rômulo disse que em nenhum momento Ricardo conversou com ele sobre o processo de aliança com o PT e que ficou sabendo através da imprensa da articulação, na qual foi oficializado o nome de Lucélio Cartaxo (PT) na chapa na vaga de senador, que estava “apalavrada com o PSD”. No entanto, Luis Tôrres disse que Rômulo foi avisado e acompanhou pessoalmente todos os passos com relação às composições políticas.

Tôrres revelou que o vice-governador, inclusive, colocou a disposição o cargo que pleiteava dentro da chapa majoritária, para que o governador ‘costurasse’ o processo de aliança.

“O que mais surpreendeu foi à justificativa que confronta violentamente a realidade, pois o vice-governador colocou a disposição o cargo que pleiteava dentro da chapa majoritária para que o governador costurasse o processo de aliança”, declarou.

O secretário acrescentou ainda que Rômulo Gouveia não teve sequer “coragem de olhar nos olhos do governador Ricardo Coutinho e dizer diretamente o que motivou o rompimento, que foi orquestrado na calada da noite, entre quatro paredes”.

“A Paraíba vai perguntar por anos e anos quais são as razões do vice-governador para o rompimento, depois de usufruir e compartilhar deste governo durante três anos e seis meses”, completou.

Cristiano Teixeira – MaisPB

Em respeito à Justiça Eleitoral, o MaisPB suspende temporariamente a publicação de comentários neste espaço para evitar eventuais casos e interpretações de propaganda eleitoral antecipada.

Agradecemos aos leitores pela compreensão.

Luis Suárez perde patrocinador após suspensão da Fifa

suarez-e-suspensoO site de apostas 888poker “encerrou a relação” com Luis Suárez após a mordida do atacante uruguaio no zagueiro italiano Giorgio Chiellini em um jogo da Copa do Mundo, anunciou a empresa.

“888poker assinou com Luis Suárez após uma temporada fantástica na qual suas conquistas foram amplamente reconhecidas”, afirma a empresa em um comunicado após o incidente, o terceiro do tipo na carreira do jogador.

“Lamentavelmente, após sua ação na partida do Mundial do Brasil contra a Itália na terça-feira, a 888poker decidiu encerrar sua relação com Luis Suárez, com efeito imediato”, completa a nota da empresa de apostas.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A decisão da empresa, que tem sede em Gibraltar, foi anunciada um dia depois do atacante ter sido expulso da Copa do Mundo pela Fifa. Suárez recebeu uma suspensão de nove partidas internacionais e de quatro meses de qualquer atividade relacionada ao futebol.

A empresa de material esportivo Adidas anunciou que não contará com Suárez para os atos de promoção da marca durante o Mundial do Brasil.

A Adidas informou que os planos para depois da Copa serão revisados ao fim do torneio.

O Liverpool, clube de Suárez, informou que não pretende tomar nenhuma decisão imediata e pretende aguardar o relatório da Comissão Disciplinar da Fifa.

Suárez já havia sido suspenso por 10 partidas em abril do ano passado, quando mordeu o sérvio Branislav Ivanovic durante uma partida entre Liverpool e Chelsea. Em 2010, quando era jogador do Ajax de Amsterdã, foi punido por sete partidas após uma mordida no jogador Otman Bakkal, do PSV Eindhoven.

AFP

Luís Carlos da Silva: Janot “atira” em Azeredo, ricocheteia em Aécio e desmonta armações do tucanato

quartetoNessa sexta-feira, 7 de fevereiro, o Procurador-Geral da República (PGR), Rodrigo Janot, apresentou ao Supremo Tribunal Federal (STF) as alegações finais à Ação Penal 536, o chamado mensalão tucano, que a mídia insiste em chamá-lo de mensalão mineiro.

Janot manifesta-se pela condenação do deputado federal Eduardo Brandão de Azeredo (PSDB) e sugere pena de 22 anos de reclusão e 623 dias-multa.

As chamadas alegações finais da Procuradoria Geral da República (na íntegra, ao final deste texto) trazem toda a argumentação que sustenta a tese de que Eduardo Azeredo, de fato, foi o líder do mensalão tucano.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Além disso, trazem um um roteiro completo que deixa, de cabelo em pé, parte dos que festejaram as condenações na AP 470. O passo a passo que será lido a seguir mostra também o potencial desmonte de vários pilares da ação que levou petistas à condenação. O negrito das imagens abaixo são do próprio procurador-geral, Rodrigo Janot.

PGR rejeita a tentativa (da defesa de Azeredo) de desqualificar testemunhas e documentos

Primeiro, porque o texto de 84 páginas mostra os nexos concretos e materiais que vinculam o então governador Eduardo Azeredo ao esquema de desvio de recursos públicos para fins de financiamento de campanhas eleitorais. Há uma referência direta à autenticidade da assinatura de Cláudio Mourão, tesoureiro da campanha, na confecção da lista de beneficiários da operação criminosa. Isso é importante porque uma das atitudes mais contundentes do alto tucanato, nacionalmente, em todo esse período, foi tentar desqualificar planilhas e listas como sendo produto de falsificação.

Neste afã, os tucanos tinham um alvo prioritário: o lobista Nilton Monteiro. Lembremo-nos que, no caso da afamada Lista de Furnas, eles contrataram por 200 mil reais um perito estadunidense, que já fora preso por perjúrio, para fazer um laudo por sobre cópias xerox a ele enviadas. Lógico que o tal perito, Larry F. Stewart, conclui ser uma montagem a tal lista, em face dos interesses de seus contratantes. No caso da “lista do Mourão”, a PGR é conclusiva: a lista é autêntica. E seu divulgador foi Nilton Monteiro. No caso da de Furnas, laudo do mesmo Instituto Nacional de Criminalística (INC/PF) também a considerou autêntica.

Montante arrecadado pelo esquema em 1998 ultrapassa  R$ 365 milhões (valores atualizados)

Segundo, porque o que se arrecadou salta aos olhos: “mais de 100 milhões de Reais”, de acordo com o próprio tesoureiro da campanha de 1998, em documento também considerado autêntico pelo INC/PF. Se atualizados, esses valores chegariam, em janeiro de 2014 a cerca de R$ 365 milhões! E isso é o que vem à tona.

Há robustas provas documentais, testemunhais e circunstanciais que ligam Azeredo a Valério

O terceiro motivo para tirar a tranquilidade do alto tucanato é que as provas documentais (vários documentos declarados de fé pública e a lista de telefonemas dados entre Azeredo e Valério), somadas às testemunhais e às circunstanciais, vinculam o líder tucano ao esquema, de forma robusta. O que contrasta com as alegações na AP 470, que indicavam José Dirceu mentor do mensalão petista. A não ser a acusação de Roberto Jefferson, nada há em relação a Dirceu que se assemelhe às provas contra Azeredo.

O desvio de recursos públicos, no caso tucano, é irrefutável

Em quarto lugar, o desvio de recursos públicos para as campanhas tucanas é comprovado à exaustão nas “alegações finais” da PGR. A conclusão, expressa na imagem abaixo, é inequívoca quanto a isso. Isso contrasta com a afirmação, na AP 470, de que teria havido recursos públicos no chamado mensalão petista. Segundo Gurgel e Barbosa, o Fundo Visanet seria a prova disso. Pizzolato e outros réus já demonstraram que a Visanet é uma entidade jurídica de direito privado e que foi esta empresa que repassou recursos à agência de Valério. E não o Banco do Brasil.

Neste caso, o uso do “domínio do fato” foi distinto daquele dado à AP 470

Longe da teoria original de  Claus Roxin, inadequadamente usada na AP 470, teve-se na peça acusatória a Azeredo o uso do princípio do domínio do fato, nos termos previstos pelo Código Penal brasileiro (art. 29) e não na doutrina germânica. Nesta, o domínio do fato era uma “forma” de encontrar a responsabilização (desde que igualmente com provas) do partícipe no crime. No caso em evidência, partiu-se para o “conteúdo” da responsabilização, exaustivamente demonstrado. Isso tudo contrasta também com as ilações e generalidades que “fundamentaram” a AP 470.

A validação do testemunho de Nilton Monteiro

A tentativa de desqualificação, por parte da defesa de Azeredo, dos depoimentos de Nilton Monteiro, foi considerada primária e carente de razoabilidade pela PGR. Os supostos fatos narrados e atribuídos a Nilton Monteiro, em ações distantes daquelas que o envolvem com o mensalão tucano, não invalidam o conteúdo de seus depoimentos. A PGR destaca, em itálico, a expressão “suposta” pratica de ilícitos por ele, para dizer que nem isso invalidaria seu testemunho. Ou seja, para a PGR é preciso manter distância dessa tentativa de descrédito da testemunha, pela parte interessada na absolvição de Azeredo.

Detalhe off topic: as recentes operações da cúpula da Polícia Civil mineira, tentando incriminar Nilton Monteiro e Marco Aurélio Carone, aparecerão também como uma armação tucana…

O STF ante uma “sinuca de bico”

Diante de robustas provas e argumentações, o STF terá que condenar Azeredo. Mas, se o fizer estará “condenando” também boa parte das argumentações e condenações oriundas da AP 470. Se não o fizer, cairá a máscara da justiça e aparecerá, oficialmente, o emblema da partidarização e politização do Supremo. As consequências disso são imprevisíveis.

A PGR atirou e acertou no que viu: o mensalão tucano. E, involuntariamente, atingiu o que não viu: a AP 470 e suas incongruências. Isso aí, somado ao inquérito 2474 e ao provável julgamento de Pizzolato pela Corte italiana, pode levar às desmoralização da mais alta instância do judiciário brasileiro.

Viomundo

Luis Fabiano volta contra Argentina, e Bernard é a novidade na lista de Mano

Destaque do Galo, Bernard ganha primeira chance na Seleção (Foto: Paulo Fonseca / Ag. Estado)

Depois da goleada por 8 a 0 sobre a China, no estádio Arruda, no Recife, o técnico Mano Menezes anunciou a lista dos 21 jogadores que vão encarar a Argentina, dia 19 de setembro, no Serra Dourada, em Goiânia, pela partida de ida do Superclássico das Américas. Somente os atletas que atuam no futebol nacional puderam ser chamados: Luis Fabiano, do São Paulo, voltará a vestir a amarelinha pela primeira vez desde a Copa do Mundo de 2010, e Bernard, do Atlético-MG, é a principal novidade.

Para a partida em Resistencia, na Argentina, no dia 3 de outubro, Mano afirmou que deverá manter esta convocação. No ano passado, depois de empate por 0 a 0 em Córdoba, a seleção brasileira venceu os hermanos por 2 a 0, gols de Lucas e Neymar, em Belém, e conquistou o título do torneio.

– Critérios de continuidade para alguns, tentando não ampliar tanto a lista de novos jogadores, mas mesmo assim obedecendo aspectos de jogadores que estão se destacando no Brasileirão. Buscamos um equilíbrio. A intenção é manter essa relação para os dois jogos.

Os convocados devem se apresentar a Mano Menezes em Goiânia no dia 17 (próxima segunda), após a 25ª rodada do Brasileirão. O segundo clássico contra a Argentina será um dia antes da partida entre Atlético-MG e Figueirense, pela 28ª rodada. Os demais clubes com atletas na lista jogam no dia 6 de outubro.

Em boa fase no São Paulo, Luis Fabiano não era chamado para a Seleção desde a eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo contra a Holanda. O Fabuloso é o atacante com mais gols pelo Brasil nos últimos dez anos: 28 em 43 partidas, à frente de Robinho e Adriano (ambos com 26).

Confira a lista dos convocados

Goleiros
Cássio (Corinthians)
Jefferson (Botafogo)

Laterais
Carlinhos (Fluminense)
Marcos Rocha (Atlético-MG)
Fábio Santos (Corinthians)
Lucas Marques (Botafogo)

Zagueiros
Dedé (Vasco)
Rhodolfo (São Paulo)
Réver (Atlético-MG)

Meio-campistas
Arouca (Santos)
Bernard (Atlético-MG)
Fernando (Grêmio)
Jadson (São Paulo)
Lucas (São Paulo)
Paulinho (Corinthians)
Ralf (Corinthians)
Thiago Neves (Fluminense)

Atacantes
Leandro Damião (Internacional)
Luis Fabiano (São Paulo)
Neymar (Santos)
Welington Nem (Fluminense)

luis fabiano Brasil coreia do Norte (Foto: agência Getty Images)Luis Fabiano em ação na última Copa do Mundo: camisa 9 do time de Dunga  (Foto: Getty Images)
Globoesporte.com

Casal morre em acidente na zona rural do município de Luís Gomes (RN)

Luis Gomes (RN) – Um casal morreu em uma colisão frontal entre uma moto e um caminhão na tarde da quarta-feira (30/05), na BR-405, mais precisamente no sítio baixio, zona rural de Luis Gomes/RN.

Informações dão que por volta das 16h30min à pessoa de Charles Carlos de Oliveira, 20 anos de idade, natural de Major Sales e que ultimamente estava residindo em Mossoró/RN, conduzia a moto de marca Fan preta, placa MFK 8165/SC, tendo como carona sua companheira, Walclenis Raimunda de Sousa, de 17 anos de idade, que também residia em Mossoró/RN.

Charles conduzia a moto, sentido Major Sales/Placas-Uiraúna/PB, e que segundo informações teria entrado na contra mão de direção, batendo de frente com um caminhão 710, de cor azul, placas MYK 1167/RN, conduzido por José Gilmar Magalhães, residente em Pau dos Ferros/RN.

O casal havia retornado da cidade de Mossoró na manhã desta quarta-feira, onde estava morando a cerca de dois meses, que segundo informações eles se encontravam na residência dos pais de Charles, quando este teria ido deixar a mesma na casa dos pais dela, na localidade do sítio baixio que fica as margens da BR 405, tendo passado direto da referida residência, e logo em seguida ocorreu o acidente, onde ambos morreram no local do fato, ela foi jogada cerca de 10 metros de distância do local, caindo dentro de uma vala de rede de encanação.

Logo após o acidente, o motorista do caminhão se evadiu do local com destino ignorado.
A Policia Militar de Luis Gomes com apoio da PM de Major Sales, isolou toda área, enquanto aguardava a chegada do ITEP e da Policia Rodoviária Federal.

Os corpos foram conduzidos para sede do ITEP em Mossoró para serem submetidos aos exames de necropsias.

Muito Triste!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Da Redação com informações do Blog do Sargento Andrade

Fotos: João Neto

Jornalista é executado a tiros na Avenida Litorânea, em São Luís (MA)

 

Décio Sá foi atingido com seis tiros na noite desta segunda-feira; Jornalista trabalhava em O Estado e tinha um blog.

Jornalista Décio Sá, de 42 anos é morto na Avenida Litorânea (Foto: Divulgação)
Jornalista Décio Sá, de 42 anos é morto
na Avenida Litorânea (Foto: Divulgação)

O jornalista Décio Sá foi executado a tiros, na noite da segunda-feira (23), por volta de 23h15, na Avenida Litorânea, em São Luís. Ele levou seis tiros de um homem que estava em uma motocicleta. Décio Sá tinha 42 anos e era repórter da editoria de política de O Estado do Maranhão e autor de um dos blogs mais acessados do Maranhão.
Segundo informações, um homem desceu da motocicleta, atravessou a pista e foi até o bar Estrela do Mar onde o jornalista se encontrava e disparou seis tiros. Um outro homem ficou aguardando o assassino do outro lado da pista.
“Foi um crime muito ousado. Foi um crime encomendado. As pessoas que entraram aqui no bar vieram com a intenção de executar o jornalista Décio Sá. As pessoas que testemunharam o fato disseram que o autor dos disparos não escondeu nem a cara”, disse o secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes.
Segundo o perito Jucy Ericeira, o jornalista recebeu seis tiros pelas costas, sendo quatro na cabeça e dois nas costas. A perícia constatou que os tiros foram disparados de uma pistola 0.40, arma de uso exclusivo da polícia.

Repercussão

O presidente do Sindicato dos Jornalistas do Maranhão, Leonardo Monteiro, disse que a morte do jornalista Décio Sá foi um atentado contra a liberdade de imprensa. “Eu estou muito abalado com esse trágico acontecimento que é uma covardia e um atentado contra a liberdade de expressão. Eu estou comunicando o fato a todo o país para que esse fato chegue às autoridades do Ministério da Justiça”, afirmou.
Em nota, o Governo do Estado lamentou o crime e repudiou a ação, considerando-a “bárbara e cruel”. Informou ainda que todas as providências já estão sendo tomadas para a prisão dos assassinos. Homens da Superintendência de Investigações Criminais e da Delegacia de Homicídios já iniciaram as averiguações para prender os criminosos.
Qualquer informação sobre os assassinos do jornalista Décio Sá, podem ser passadas ao Disque-Denúncia, pelos telefones 3223-5800, na capital, e 0300 313 5800, no interior do Estado. Não é necessário se identificar.

Zeca Soares/G1 MA

Focando a Notícia