Arquivo da tag: litro

Mais um aumento no preço do litro da gasolina para as distribuidoras

A Petrobras anunciou, na noite desta segunda-feira (29), um aumento médio de R$ 0,07 por litro de gasolina às distribuidoras. Os novos valores passarão a valer a partir da meia-noite desta terça-feira (30). O litro do diesel não sofrerá aumento.

O preço final ao consumidor atende às leis de mercado e não depende da Petrobras, podendo ficar acima ou abaixo do aumento nas refinarias.

Sobre o valor pago pelos motoristas nas bombas, incidem tributos estaduais e municipais, além do valor da mão de obra, custos de operação e margem de lucro de cada distribuidora e de cada posto de combustível.

“Nossa política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”, explicou a estatal em nota.

Segundo a companhia, a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis. São os combustíveis tipo A: gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel sem adição de biodiesel. “Os produtos vendidos nas bombas ao consumidor final são formados a partir do tipo A misturados a biocombustíveis”, explicou a Petrobras.

 

Agência Brasil

 

 

Menor preço do litro da gasolina chega a R$ 4,04 em JP

Pesquisa comparativa para combustíveis realizada pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor nesta terça-feira (28) encontrou o menor preço da gasolina com alteração para mais em relação à pesquisa do Procon-JP do último dia 15, passando de R$ 3,959 para R$ 4,049. O maior preço do produto se manteve em R$ 4,399.

Os postos que estão vendendo gasolina com o menor preço são: São Luiz (Bairro dos Estados); Frei Damião (Bairro dos Estados); Petrobel (Torre); Torre (Expedicionários); Santa Ana (Cristo); Raniere Mazilli (Cristo); São Luiz (Rangel); São Luiz X (Cruz das Armas); e Mônaco (Jaguaribe). A pesquisa, que foi realizada em 104 postos que estão em atividade na Capital, constatou que 10 aumentaram o preço do produto, 61 reduziram e 28 mantiveram.

GNV – O Gás Natural Veicular (GNV) manteve os mesmos preços da pesquisa anterior nos 12 pontos de revenda do produto em João Pessoa, com os valores oscilando entre R$ 3,479 (Metrópole – Epitácio pessoa), Bancários (Bancários), Z (Cidade Universitária) e R$ 3,499 Frei Damião (Bairro dos Estados).

Segundo o secretário Helton Renê, o Procon-JP notificou os postos que revendem o GNV na Capital, solicitando as três últimas notas fiscais de compra do produto após o aumento verificado no início de agosto. “Já estamos avaliando os documentos para verificar se há justificativa para o aumento registrado no início deste mês. Vamos continuar monitorando para que não haja um ‘surto’ de aumento do produto, assim como fizemos com a gasolina, que se manteve como o menor preço entre as grandes cidades, inclusive do interior do nosso Estado”, disse o titular do Procon-JP.

Álcool – O menor preço do etanol se mantém em R$ 3,079 (Triunfo – Jaguaribe) desde o dia 15 de agosto. O maior também não sofreu alteração: R$ 3,599 (Alle – Geisel). Um posto aumentou, 37 reduziram e 56 mantiveram o preço do produto em relação ao levantamento anterior.

Diesel S10 – Quanto ao preço do óleo diesel S10, o menor e o maior estão se mantendo desde a pesquisa do dia 31 de julho, em R$ 3,199 e R$ 3,691, respectivamente. Quatro estabelecimentos baixaram o valor do produto em relação à última pesquisa, com seis aumentando e 80 mantendo o mesmo preço.

Para acessar a pesquisa completa, acesse o link https://goo.gl/o7aULy ou o portal da prefeitura de João Pessoa – joaopessoa.pb.gov.br e proconjp.pb.gov.br

MaisPB

Mais de 60 postos reduziram preço do litro da gasolina, segundo pesquisa comparativa do Procon-JP

gasolinaSessenta e três postos de combustíveis reduziram o preço do litro da gasolina em João Pessoa, segundo pesquisa comparativa realizada pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) no dia 14 de novembro, com o menor preço, R$ 3,419, sendo registrado no posto Extra (Bairro dos Estados).

A pesquisa também constatou que o preço do litro da gasolina se manteve em 38 postos da Capital e aumentou em dois desde o levantamento de outubro de 2016, que estava em R$ 3,439. O maior valor está sendo praticado a R$ 3,799, no posto Canaã (Água Fria).

De acordo com o secretário do Procon-JP, Marcos Santos, as pesquisas comparativas realizadas pela Secretaria para preços de combustíveis vêm constatando queda no valor do produto desde o mês de outubro, o que é reflexo da redução nas refinarias. “Dos 104 postos em funcionamento na Capital, 63 baixaram o preço da gasolina em relação a outubro, o que é uma boa notícia”.

Álcool – Quanto ao preço do litro do álcool, a pesquisa do Procon-JP registrou que, na comparação com a de outubro, o valor se manteve em 69 postos, aumentou em dois e reduziu em 21 estabelecimentos. O menor preço está em R$ 2,749 (postos Expressão – Centro, Ayrton Senna – Ipês, Independência – Tambiá, BSB – Bancários, Cidade – Jardim Universitário, e Mônaco – Jaguaribe) e, o maior, a R$ 3,199, Deville – Água Fria, Villagio – Bancários e Cajueiro – Geisel).

Diesel – O menor preço do óleo diesel, R$ 2,790, foi encontrado nos postos Z (Cidade Universitária) e Opção (BR-101) e, o maior, R$ 3,099, no posto Deville (Água Fria). O preço do produto se manteve em 36 postos, aumentou em um e reduziu em quatro na comparação com a pesquisa do mês passado.

GNV – Com relação ao preço do Gás Natural Veicular (GNV), a pesquisa deste mês de novembro constatou que o menor valor está em R$ 2,199 (posto Estrela – Geisel) e, o maior, R$ 2,429 (Santa Júlia – Epitácio Pessoa). Dos 12 postos que estão em atividade em João Pessoa, apenas um reduziu o preço em comparação ao levantamento realizado no mês de outubro deste ano.

A pesquisa completa pode ser acessada no link http://bit.ly/2fIc2v6

Secom-JP

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Vídeo de suposto guarabirense bebendo quase 1 litro de óleo faz sucesso na internet

Um vídeo publicado no Facebook mostra um homem bebendo um litro de óleo de cozinha. As imagens, postadas desde janeiro deste ano, vem ganhando repercussão na rede social e já foi compartilhada milhares de vezes.

Durante a gravação, o homem, conhecido como “Peba” e que diz ser da cidade de Guarabira, aparece ingerindo o líquido em poucos segundos. Assista:

Em uma das páginas em que foi publicado, o vídeo já tem mais de 104 mil visualizações, 2,5 mil compartilhamentos e 1,1 mil curtidas, além de vários comentários.

A redação do ManchetePB tentou localizar o homem, porém sem êxito.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

ManchetePB

Homem bebe mais de 1 litro de cachaça em 8 minutos e morre na cama em Remígio

sirenePor volta das 11:00hs desta sexta-feira, 05 de abril, populares de Remígio comunicaram a Delegacia local que o senhor JOSÉ LEANDRO DO NASCIMENTO, com 30 anos de idade, natural de Esperança/PB e morador da comunidade Padre Cícero, em Remígio/PB havia morrido.

Após policiais Civis se deslocarem até o local ficaram sabendo que nesta manhã o senhor José Leandro seria encaminhado para o CAPS para tomar alguns remédios para controlar sua ansiedade pela Cachaça já que o mesmo é viciado. Segundo Terezinha do Nascimento Silva, mãe da vítima, informou que ele seria internado em João Pessoa ainda esta semana, mas a viagem teve que ser remarcada para a próxima terça-feira, 09/04.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Terezinha informou que se dirigiu até a cidade afim de procurar um carro da prefeitura para levar seu filho para o CAPS de Esperança já que Remígio não possui, para o mesmo receber algum tratamento paliativo, quando retornou para casa viu o seu filho deitado na cama todo mole e com cheiro de cachaça e recebeu orientações de populares de levá-lo no médico outro dia, pois naquela situação não seria tendido.

No decorrer das horas Terezinha ficou sabendo que seu filho havia tinha ido para um bar próximo onde populares lhe ofereceram cachaça, algumas pessoas no bar se surpreenderam o que Leandro fez, o mesmo tomou 8 copos de cachaça um atrás do outro em menos de 8 minutos, sendo a quantia maior que um litro de cachaça só vindo parar quando alguns populares mandaram ele parar e ir embora.

Ao chegar em casa Leandro se deitou na cama altamente alcoolizado e não acordou mais.

Após a confirmação do óbito a família foi aconselhada a providenciar o Atestado de óbito junto ao cartório da cidade, pois neste caso não era necessário o encaminhamento para o NUMOL já que a causa mortis era conhecida.

Redação com informações da Delegacia de Remígio/PB
com www.clemilsonemrevista.com

Menino de 10 anos é socorrido depois de ter bebido 1 litro de Montila com amigos da mesma idade

Menino estava em casa sozinho enquanto a mãe trabalhava, quando foi chamado para beber com mais dois amigos, um de 10 e outro de 11 anos; apenas ele passou mal e foi levado para atendimento médico

  • UPA de Guarabira

Um menino de 10 anos foi socorrido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade de Guarabira, Brejo paraibano, com sintomas de embriaguês. A criança foi deixada sozinha enquanto a mãe saiu para trabalhar e começou a passar, sentindo sonolência, fortes dores abdominais e vomitando. Vizinhos chamaram o Corpo de Bombeiros, que socorreu a criança e levou-a para a UPA.

Segundo a mãe do garoto, ela costuam deixar o menino sozinho enquanto vai trabalhar. “Ele fica estudando e assistindo televisão”, disse. Ela contou também que nesse dia,  o menino foi chamado por dois amigos, de 10 e 11 anos, que conseguiram um litro de Montila do pai de um deles e foram beber. Como tiragosto, as crianças comeram manga verdade com sal. Apenas uma das crianças passou mal após a sessão de bebedeira. Ele consumiram todo o conteúdo da garrafa.

A mãe do menino disse ainda que ele é bastante calmo, não dá trabalho e nunca tinha feito nada parecido. “Ele é inocente demais e acaba fazendo o que os amigos chamam para fazer”, disse. Ela falou, ainda, que a criança ficou na UPA tomando soro e ficou algumas horas em observação, sendo liberado em seguida. “Eu e o pai dele já consversamos muito com ele, explicamos que o que ele fez foi errado e ele prometeu que não fará isso de novo”, finalizou.

Portal Mídia, com Jaceline Marques
Focando a Notícia