Arquivo da tag: liderança

Atlético-PR vence o Flamengo e assume a liderança do Grupo 4

Atlético-PR fez valer o mando de campo e venceu o Flamengo na noite desta quarta-feira, por 2 a 1, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR). Os donos da casa jogaram com inteligência e assumiram a liderança do Grupo 4 da Libertadores, agora com sete pontos, um a mais do que o Flamengo. O Rubro-Negro carioca esteve próximo do empate, mas pecou nas finalizações no segundo tempo.

Atlético-PR X Flamengo
Atlético-PR X Flamengo

Foto: AFP / LANCE!

Na próxima rodada, Flamengo e Atlético-PR jogam em casa, contra Universidad Católica e San Lorenzo, respectivamente. Em caso de vitórias brasileiras, ambos estarão classificados para a próxima fase.

Como já era esperado, o Atlético-PR começou pressionando. O time da casa girava a bola pela área dos visitantes e acertou a trave aos sete minutos, com Nikão. O Flamengo respondeu cinco minutos depois. Guerrero foi lançado na frente, livrou-se de um marcador e chutou colocado, mas a bola foi para fora.

Com o passar do tempo, os cariocas equilibraram as ações e passaram a incomodar mais. O volante Rômulo jogou avançado e, por vezes, fez o papel de meia, aparecendo também na área adversária. Sem o mesmo ímpeto inicial, o Atlético-PR tinha dificuldades para encontrar espaços na defesa do Flamengo e parava na marcação. No entanto, o Furacão saiu na frente aos 35 minutos graças a uma jogada aérea. Rossetto fez um cruzamento em cobrança de falta, e Thiago Heleno subiu mais alto do que Rafael Vaz e cabeceou encobrindo Muralha. O goleiro falhou e ficou perdido no lance.

O Flamengo iniciou o segundo tempo em cima do Atlético-PR, em busca do empate. Guerrero chegou a mandar uma bola para a rede, mas o lance foi corretamente anulado por impedimento. Arão passou a jogar mais avançado no segundo tempo, enquanto Rômulo recuou. Trauco apareceu mais para o jogo e municiava o compatriota, que jogava sozinho no ataque.

O segundo tempo foi, em boa parte, sem muitas emoções e bem equilibrado. Consciente de que precisava daquele “algo a mais”, Zé Ricardo mexeu e lançou Matheus Sávio e Leandro Damião. O camisa 18 deixou seu cartão de visitas numa cabeçada no travessão. No rebote do lance, Guerrero quase fez o dele, mas parou em Weverton.

O Flamengo intensificou a pressão nos minutos finais. Aos 35, Damião perdeu um gol sem goleiro. O lance, porém não era de fácil conclusão. Ele subiu e cabeceou por cima do gol. Aproveitando que o Rubro-Negro carioca estava avançando, o Atlético-PR ampliou aos 42 minutos. Eduardo da Silva foi ao fundo, em contra-ataque, e Felipe Gedoz completou para o gol.

O Flamengo descontou com Arão, de cabeça, aos 44. O volante completou escanteio muito bem cobrado por Mancuello. Animado, o time carioca seguiu pressionando, mas não conseguiu o empate.

FICHA TÉCNICA:

ATLÉTICO-PR 2 X 1 FLAMENGO

Data/Hora : 26/4/2017
Local : Arena da Baixada, Curitiba (PR)
Árbitro: José Argote (VEN)
Auxiliares: Luis Murillo (Venezuela) e Jorge Urrego (Venezuela)
Cartões amarelos : Guerrero, Rafael Vaz e Mancuello (FLA); Weverton (CAP)
Público e renda : 33.463 pagantes / 36.519 torcedores / R$ 1.588.815,00

Gols : Thiago Heleno, 35’/1°T (1-0); Felipe Gedoz, 42’/2°T (2-0); Arão, 44’/2°T (2-1)

Atlético-PR : Weverton; José Ivaldo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Rossetto (Wanderson, 39’/2°T), Nikão, Lucho (Felipe Gedoz, 5’/2°T) e Coutinho (João Pedro, 20’/2°T); Eduardo da Silva. Técnico : Paulo Autuori.

Flamengo : Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Renê (Matheus Sávio, 25’/2°T); Márcio Araújo (Mancuello, 40’/2°T), Willian Arão e Rômulo (Leandro Damião, 25’/2°T); Gabriel, Trauco e Guerrero. Técnico : Zé Ricardo.

Lance

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Botafogo-PB derrota o Paraíba com um gol contra e dispara na liderança

perpetaoA fase definitivamente não anda nada boa para o Paraíba de Cajazeiras. Jogando em casa, precisando da reabilitação, o time perdeu para o Botafogo-PB por 1 a 0, com um gol contra marcado pelo zagueiro Correia, no segundo tempo.

O magro, mas importante placar, deixa o Belo ainda mais líder do Campeonato Paraibano. Para se ter uma ideia, o time pessoense encerrou a fase de jogos de ida, com 21 pontos, nove de diferença para o rival Auto Esporte, o quinto colocado.

O Paraíba, com mais esse revés, estaciona na lanterna da competição com apenas seis pontos positivos.

Os dois times só voltam a jogar pelo campeonato dia 1º de março. O Paraíba encara o Sousa, no Marizão. Já o Botafogo-PB enfrentará o Internacional-PB. Antes disso, o time tem jogo pela Copa do Nordeste, onde recebe o Sergipe, sábado, dia 25, no Almeidão. O Tricolor do Contorno é lanterna do grupo E, com apenas três pontos.

Ficha técnica:

Paraíba 0×1 Botafogo-PB  – Campeonato Paraibano (9ª rodada)

Estádio: Perpetão

Gol: Correia (gol contra, em favor do Botafogo-PB)

Paraíba: Ricardo, Apodi, Afonso, Correia, Arnold, Gleidson, G. Ítalo (Renatinho), Olavo, Cleitinho, Vavá (Jardel) e França (Daniel Piauí). Técnico: Alexandre Duarte

Botafogo-PB: Edson, Gustavo, Walber, Bruno Maia, Luiz Paulo; Djavan, Sapé (Warley), Tarcísio (Marcinho), Fernandes, Wanderson e Danillo Galvão (Fernandinho). Técnico: Itamar Schülle

paraibaonline

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Botafogo vence o Treze e dispara na liderança do Paraibano

torcida-botafogoA oitava rodada do Campeonato Paraibano de Futebol 2017 teve nesta quarta-feira (15) quatro jogos disputados.

No Almeidão, em João Pessoa, o Sousa conseguiu respirar ao conquistar sua primeira vitória na competição. O Dinossauro venceu o CSP pelo placar de dois a zero. André Cassaco aos 3 minutos e Éder Guerreiro aos 43 minutos do segundo tempo marcaram para o time do sertão.

Já no CT Ivan Tomaz, Auto Esporte e Internacional não passaram, do zero a zero.

Em Campina Grande deu Belo sobre o Galo no “Clássico Tradição”. Luiz Paulo marcou aos 41 minutos do primeiro tempo e o placar assim se manteve até o apito final do árbitro.

Em Cajazeiras, no Perpetão, o Atlético venceu a equipe do Serrano com um gol marcado por Rato aos 10 minutos da primeira etapa.

A rodada será completada nesta quinta-feira (16) com o jogo Campinense x Serrano às 20:30hs, no Amigão, em Campina Grande.

Confira a tabela:

Clubes PG J V E D GP GC SG
  Botafogo  18  8  6  0  2  12  7  5
 Atlético 14 8 4 2 2 6 3 3
 Treze 12 8 3 3 2 6 5 1
 Internacional 12 8 3 3 2 5 4 1
 Serrano 11 8 3 2 3 9 11 -2
 Campinense 9 7 2 3 2 8 7 1
 Auto Esporte 9 8 2 3 3 7 8 -1
 CSP 8 8 2 2 4 7 11 -4
 Sousa 6 8 1 3 4 5 7 -2
 Paraíba 6 7 1 3 3 3 5 -2

Albemar Santos – MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Campinense vence Uniclinic e encosta na liderança do Nordestão

fotos: Paraibaonline
fotos: Paraibaonline

Longe de sua torcida, o Campinense conseguiu a sua primeira vitória na Copa do Nordeste. Após empatar em casa, o time rubro-negro bateu o Uniclinic por 1 a 0, neste domingo, na Arena Castelão, em Fortaleza.
O único tento do jogo foi marcado por Tiago Orobó, aos 36 minutos do primeiro tempo.

Com a vitória, a Raposa chegou aos 4 pontos, mesma pontuação do do Santa Cruz. O detalhe é que ambos tem o mesmo saldo de gols, gols marcados.

Assim, os dois times dividem a liderança do Grupo A. Por sua vez, o o Uniclinic amarga a lanterna da chave, após sofrer duas derrotas seguidas. A terceira colocação é do Náutico, com 3 pontos.

Na partida desta tarde, no Castelão, o Campinense foi superior ao adversário, mas só conseguiu marcar um gol, por sinal importante na sua caminhada no Nordestão.

Os dois times já voltam a campo no próximo domingo às 16h, para a disputa da terceira rodada do Grupo A da Copa do Nordeste. O Uniclinic joga fora de casa, quando encara o Santa Cruz no Estádio do Arruda. Já o Campinense recebe o Naútico, no Estádio do Amigão, em Campina Grande.

Ficha Técnica

Uniclinic
Dionatan, Anderson Sobral (Paulista), Luís Fernando, Airton Júnior e Teles;  Lincoln, Jerson, João Neto e Eusébio; Edson Cariús (Netinho) e Moré (Pedro Gusmão). Técnico: Vladimir de Jesus.

Campinense
Gledson, Ronaell, Joécio, Paulo Paraíba e Gilmar (Jussimar); Negretti, Magno, Fernando Pires, Filipe Ramon e Renatinho (Thalles); Tiago Orobó (Casagrande). Técnico: Sérgio China.

Gols – Tiago Orobó, aos 36min do 1º tempo

Cartão amarelo – Eusébio, Lincoln, Netinho

Arbitragem
Paulo Sérgio Santos Moreira, com as assistências de Cicero Romão Batista (MA) e Carlos André Pereira Sousa (MA)

Paraibaonline

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Brasil vence Jogo da Amizade e assume a liderança do ranking da Fifa

fotos: Pedro Martins/MoWA Press
fotos: Pedro Martins/MoWA Press

O estádio Nilton Santos viveu uma noite especial nesta quarta-feira. Brasil e Colômbia mais uma vez se uniram pelas famílias que perderam parentes e sofreram com a queda do avião LaMia em 29 de novembro na região de Antióquia, na Colômbia.

O Jogo da Amizade lembrou não só dos que se foram, como dos sobreviventes ao trágico acidente e serviu para arrecadar toda a receita possível, seja com bilheteria ou patrocinadores, para que a Chapecoense possa indenizar a tantos familiares que ficaram desamparados.

Apesar do clima amistoso, a Seleção Brasileira não interrompeu sua boa fase e venceu a partida por 1 a 0 graças a gol de Dudu. O placar era o que menos interessava no Rio de Janeiro, mas, quer queira quer não, teve reflexos importantes. Com a vitória, o Brasil retomou a posição de líder do ranking da Fifa ao desbancar a Argentina e acabar com um jejum que perdurava desde maio de 2010.

Além disso, Tite segue sua caminhada surpreendente à frente da Seleção pentacampeã. O ex-técnico do Corinthians alcançou sua sétima vitória seguida. Vale lembrar que o Brasil é líder das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, com 27 pontos. Os colombianos ocupam a sexta posição, com 18 pontos, um a menos que a Argentina, que hoje iria à repescagem.

A próxima convocação de Tite será realizada no início de março e não terá nenhuma restrição. A Seleção volta a disputar as Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018 em 23 de março, contra o Uruguai, em Montevidéu, e em 28 de março, diante do Paraguai, em São Paulo.

paraibaonline

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Com gol nos acréscimos, Bota-PB vence Auto Esporte e reassume liderança

Um gol nos acréscimos do segundo tempo garantiu mais uma vitória do Botafogo-PB em um clássico Botauto.

Neste domingo (22), pela quinta rodada do Campeonato Paraibano de 2017, o zagueiro Gustavo Henrique deus os três pontos que recolocaram o Belo na liderança da competição, e deixaram o Auto Esporte ainda na lanterna.

Como em quase todo dérbi, a partida foi muito brigada e recheada de cartões amarelos. Sem nenhuma cena lamentável, as punições aconteceram apenas pela força excessiva utilizada em algumas jogadas. No total, seis cartões foram aplicados, sendo quatro botafoguenses e dois automobilistas.

Quem chegou com algum perigo pela primeira vez foi o Auto Esporte. Aos 13 minutos, Cesinha lançou a bola para Van Basten, que chutou cruzado, de pé esquerdo, e obrigou Michel Alves a se esticar todo para mandar a bola para escanteio.

Cinco minutos mais tarde foi a vez do Botafogo-PB quase abrir o placar. Gustavo cobrou falta próximo da marca de escanteio, Gustavo Henrique subiu mais que a defesa e cabeceou, mas a bola passou a esquerda da trave esquerda defendida por Danilo.

O jogo ficava muito amarrado e sem muitas oportunidades de gol. Jogando com três zagueiros, o alvirrubro de Mangabeira tinha uma postura mais defensiva e não dava espaços para o Botafogo-PB, que por sua vez, jogando com três volantes no meio campo, tinha pouca criatividade e dependia muito das jogadas em velocidade de Wanderson, que não surtiram efeito.

Percebendo a falta de opções para armar, ainda antes do intervalo, o treinador Itamar Schulle tirou Amarildo e colocou Luiz Paulo, que entrou na lateral esquerda e deslocou Tarcísio, que estava improvisado no lado do campo, na armação, sua posição de origem, junto com Raphael Luz.

Para o segundo tempo Itamar colocou o time ainda mais para cima, sacando Tarcísio e colocando o atacante Biro Biro em seu lugar logo na volta do intervalo.

Foto: Voz da Torcida

Antes do primeiro minuto da segunda etapa quase o Belo abre o placar. Raphael Luz cobrou falta pela esquerda e Rafael Oliveira desviou de cabeça, no canto esquerdo rasteiro de Danilo, que se esticou todo e conseguiu espalmar a bola, afastando o perigo.

Por sua vez, o Auto Esporte fez uma bonita jogada aos 14 minutos do segundo tempo e quase marcou o seu também. Gil Bala dançou na frente de Robston quase na bandeira de escanteio do lado direito do campo, tabelou com Arthur, que de dentro da área, chutou de perna esquerda, mas a bola subiu demais e passou por cima do travessão.

Na melhor oportunidade do jogo até então, o Botafogo-PB chegou bem com Biro Biro pela direita. O xodó da torcida botafoguense invadiu a área e bateu cruzado, de pé direito. Danilo rebateu para o meio, Gustavo pegou a sobra e a defesa bloqueou o chute. Wanderson ainda tentou empurrar para as redes, mas Júlio afastou o perigo da pequena área automobilista.

Mas quem chegou ao gol primeiro foi o Auto Esporte. Aos 23 minutos, Tadeu fez boa jogada pela direita, limpou Gustavo Henrique e bateu cruzado. A bola ia cruzar a pequena área, mas Van Basten apareceu nas costas de Plínio e só empurrou de pé direito para o gol vazio, estufando a rede e abrindo o placar no Almeidão.

Três minutos mais tarde, Júlio tentou cortar o cruzamento e colocou a mão na bola dentro da área. Pablo Alves assinalou pênalti. Rafael Oliveira foi para a bola, tocou no canto esquerdo de Danilo, que foi para o outro lado, e deu a resposta imediata do Botafogo-PB, empatando o jogo.

O Belo teve uma chance espetacular para virar o jogo aos 41 do segundo tempo. A bola sobrou na pequena área para Raphael Luz, que ficou só com o goleiro Danilo a sua frente. O meia encheu o pé esquerdo, mas o arqueiro alvirrubro conseguiu fazer grande defesa e evitou o segundo gol do Botafogo-PB.

Na base da pressão, o Botafogo-PB conseguiu virar o jogo. Aos 48 do segundo tempo, Gustavo cobrou falta na área, Rafael Oliveira desviou de cabeça para Danilo defender, mas no rebote, o zagueiro Gustavo Henrique, quase na linha do gol, só tocou na bola para marcar o gol que garantiu a vitória botafoguense.

Os três pontos recolocam o Botafogo-PB na liderança isolada do Paraibano, agora com 12 pontos. No meio da semana, na quinta-feira (26), o Belo tem compromisso pela Copa do Nordeste, quando irá a Natal enfrentar o América-RN. Pelo estadual, o time volta a campo no domingo (29), no Amigão, em Campina Grande, onde enfrentará o Serrano.

Já o Auto Esporte segue sem vencer, somando apenas 2 pontos, ocupando a lanterna do certame. Na próxima rodada o alvirrubro enfrentará o Sousa, no Marizão.

Ficha técnica

Botafogo-PB 2 x 1 Auto Esporte

Campeonato Paraibano 2017 (5ª rodada)
Estádio: Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: Pablo Alves; José Maria Neto, e Michelson Nóbrega

Gols: Rafael Oliveira, Gustavo Henrique (B);Van Basten (A)
Cartões amarelos: Amarildo, Plínio, Gustavo Henrique, Robston (B); Cesinha, Tiago Bob (A)

Botafogo-PB: Michel Alves, Gustavo, Plínio, Gustavo Henrique, Tarcísio (Biro Biro); Djavan, Amarildo (Luiz Paulo), Robston, Raphael Luz; Wanderson (Warley), Rafael Oliveira. Técnico: Itamar Schulle.

Auto Esporte: Danilo, Tiago Bob, Júlio, Fábio Bilica; Naldo (Emersonn Bastos), David (Izaias), Tadeu, Léo Lima, Tadeu, Gil Bala; Cesinha (Arthur), Van Basten. Técnico: Severino Maia.

paraibaonline

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Serrano marca no fim do jogo e dorme na liderança

foto: Phillype Costa
foto: Phillype Costa

Com um gol marcado por Isaias aos 45 do segundo tempo o Serrano venceu a equipe do Paraíba em jogo disputado ontem no estádio O Amigão, em Campina Grande. Com esse resultado, o “Lobo da Serra” assumiu, pelo menos temporariamente, a liderança do campeonato, isso porque a quinta rodada tem sequência neste domingo (22) com mais três partidas, podendo alterar a ponta da tabela.

Esse resultado causou a queda do quarto técnico em apenas cinco rodadas. Após a partida, Jorge Luiz, do Paraíba, anunciou que não vai mais treinar o time.

No outro jogo, que foi disputado no CT Ivan Tomaz, em João Pessoa, o CSP e Internacional frustraram os torcedores protagonizando mais um empate em 0 a 0. Foi o quinto jogo sem gols nos últimos sete disputados no paraibano 2017.

A rodada segue neste domingo com o clássico “Botauto”, no Almeidão.  Já´no Amigão, em Campina Grande jogam Campinense e Treze fazendo o “Clássico dos Maiorais” e em Cajazeiras, no Perpetão, o clima esquenta ainda mais no sertão com o jogo entre Atlético e Sousa.

Albemar Santos 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Liderança nacional do PSDB referenda nome de Cássio para vice do Senado: “Estaríamos bem representados”

senador-paulo-roberto-bauerO senador Paulo Roberto Bauer (PSDB-SC) – que liderou a bancada tucana no segundo semestre de 2016 no Senado – referendou, nessa terça-feira (10), o nome do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) para a vice-presidência do Senado. Ao Blog do Gordinho, Paulo Bauer declarou que a bancada tucana estaria bem representada através do paraibano. A informação de que o PSDB vai indicar o nome para vice-presidente do Senado com o nome Cássio como o mais cotado para assumir o cargo foi antecipada pelo Blog do Gordinho na semana passada.

“Sem dúvidas nenhuma um dos grandes nomes que o PSDB tem é o do senador Cássio Cunha Lima, que foi um grande líder, é um nome histórico dentro do partido, tem uma biografia política bastante consistente e importante. Por isso ele é um dos nomes, mas sem dúvida se destaca, e se aceitar, e a bancada decidir pelo nome dele, nos estaríamos muito bem representado na Mesa Diretora”, disse.

Segundo ele, pela regra, o partido de maior representatividade indica o nome para a presidência da Casa, o que ficaria a cargo do PMDB. O PSDB tradicionalmente ocupou a primeira-secretaria, terceiro cargo mais relevante. O senador afirmou também que, sendo a partir do próximo mês a bancada com o segundo maior número de integrantes, o partido garante a condição de pleitear a segunda posição mais importante do Senado.

O PMDB ainda não se posicionou formalmente, mas a indicação da legenda gira em torno do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE). O PSDB trabalha para apoiar a candidatura de Eunício para presidência e vai defender que a vaga de vice seja ocupada pelo PSDB.

Apesar de ainda não ter ocorrido reuniões formais em torno de um nome para disputar a vaga de vice, o senador relevou que há comentários internos em favor de Cássio, mas que normalmente as decisões só são tomadas na semana anterior aos inícios dos trabalhos.

Paulo Bauer é vice-líder do PSDB e ocupou durante os últimos quatro meses o cargo de líder no Senador, com a licença médica do senador Cássio.

Blog do Gordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Flamengo para no Botafogo e dá chance para Palmeiras disparar na liderança

O Flamengo corre risco de ficar mais distante da briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o time rubro-negro parou na boa marcação do Botafogo e empatou por 0 a 0 no Estádio do Maracanã. Por isso o time alcançou os 63 pontos e até diminuiu a vantagem para o Palmeiras provisoriamente, mas o líder da competição ainda entrará em campo nesta rodada e, se vencer o Internacional no Allianz Parque, chegará aos 70 pontos e portanto abrirá sete de vantagem na ponta, faltando quatro rodadas para o final. Além disso, Santos e Atlético-MG ainda podem superar o Flamengo na tabela se vencerem suas partidas contra Ponte Preta

Desde o começo do 1º tempo, o Flamengo tomou mais iniciativa, controlou o jogo com um bom toque de bola, mas nem sempre com objetividade. Criou poucas chances de gol e falhou nas finalizações, então Sidão só teve que fazer uma defesa difícil. O Botafogo ficou recuado para esperar contra-ataques e conseguiu marcar bem, o que equilibrou o jogo, mas não encaixou boas jogadas na frente.

Esse cenário mudou no 2º tempo, quando o Botafogo teve chances de gol com Neilton – em apenas 10 segundos de bola rolando -, Pimpão e Camilo, mas nenhuma foi bem aproveitada. Nos minutos finais, a correria tomou conta do jogo, foram criadas chances de gol, mas ninguém mostrou eficiência na frente do gol.

Na próxima rodada o Flamengo, que completou quatro jogos seguidos sem vencer, vai enfrentar o América-MG fora de casa. Já o Botafogo, sem perder há sete partidas, enfrentará a Chapecoense em casa. Os dois jogos serão na quarta-feira, mas o time alvinegro entrará em campo às 19h30 (de Brasília), enquanto o rubro-negro atuará às 21h45.

Terceiro empate em 2016

Flamengo e Botafogo empataram todos clássicos que disputaram no ano. Os jogos anteriores terminaram 2 a 2 e 3 a 3.

Quem foi bem: Diego

Durante o 1º tempo, Diego participou das principais jogadas do Flamengo. Com apenas 1min, ele já arriscou um chute perigoso que foi para fora. Aos 19min, deu lindo passe por cima para Guerrero, que chutou de primeira, mas mandou a bola para longe. Aos 37min, surgiu a melhor oportunidade em um contra-ataque iniciado por Rafael Vaz após um belo drible em Airton. Diego recebeu a bola dentro da área, girou e chutou bem, mas Sidão defendeu em dois tempos. Aos 43min, o meia ainda acertou outro chute de longa distância que passou perto do gol. No começo do 2º tempo, ele cobrou uma falta perigosa, mas depois caiu de produção.

Quem foi mal: Fernandinho e Gabriel

A dupla de pontas do Flamengo pouco produziu em campo e irritou a torcida no Maracanã com muitos erros em jogadas simples. Não foi à toa que ambos saíram substituídos no 2º tempo por Marcelo Cirino e Emerson Sheik.

Show de dribles

O 1º tempo não foi bom para o Botafogo, mas pelo menos o time comemorou duas belas canetas: primeiro Airton colocou a bola entre as pernas de Fernandinho e depois Victor Luis fez o mesmo com Diego. Em compensação, aos 46min do 1º tempo, o lateral esquerdo do Flamengo, Jorge, deu dois chapéus seguidos em Camilo.

PM isola Setor Sul e deixa clarão no Maracanã

Vinicius Castro/ UOL

Por medida de segurança, o Gepe (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios) isolou o Setor Sul do Maracanã. A iniciativa deixou um clarão nas arquibancadas e foi bastante criticada pelos torcedores do Flamengo nas redes sociais. A PM alegou que por se tratar de um clássico regional não seria aconselhável rubro-negros e alvinegros – mesmo com carga de ingressos para visitantes – dividirem o mesmo acesso.

Demora nas substituições

Apesar do resultado de 0 a 0, os dois técnicos demoraram para mexer no time e só fizeram substituições depois da metade do 2º tempo. A primeira troca, feita por Zé Ricardo, foi aos 26min, quando ele tirou Gabriel e colocou Marcelo Cirino.

Problema na zaga

Réver e Rafael Vaz levaram cartões amarelos e estão suspensos para o próximo jogo, contra o América-MG. Juan e Donatti devem ser os substitutos. No Botafogo o desfalque será Sassá, que saiu do banco, quase se envolveu em uma confusão no final e por isso também levou o terceiro amarelo.

Discussão no fim do jogo

No geral o jogo foi tranquilo, mas nos acréscimos uma discussão entre Sheik e Carli esquentou o clima em campo. O atacante entrou com o pé alto em uma dividida e irritou o argentino, mas depois de muitos empurrões, ele pediu desculpas.

FLAMENGO X BOTAFOGO

Data/hora: 05/11/2016, às 17h (de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Fabricio Vilarinho da Silva (GO)
Cartões amarelos: Airton (BOT), Réver (FLA), Victor Luis (BOT), Rafael Vaz (FLA), Sassá (BOT), Emerson (FLA)

Flamengo
Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão (Leandro Damião) e Diego; Gabriel (Marcelo Cirino), Fernandinho (Emerson) e Guerrero
Técnico: Zé Ricardo

Botafogo
Sidão; Alemão, Joel Carli, Emerson e Victor Luís (Gervasio Nuñez); Airton (Diogo Barbosa), Rodrigo Lindoso, Bruno Silva e Camilo; Neilton (Sassá) e Rodrigo Pimpão
Técnico: Jair Ventura

 

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Cruzeiro segura Palmeiras em Araraquara, e Fla cola na briga pela liderança

palmeirasA oito rodadas do final do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras vê a liderança ameaçada. Na noite desta quinta-feira, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara, a equipe alviverde ficou no empate sem gols (0 a 0) com o Cruzeiro, em duelo pela 30ª rodada, e volta a tropeçar depois de quatro partidas embalado por triunfos consecutivos.

O resultado de igualdade como mandante, no entanto, não tira o Palmeiras da liderança da competição. A equipe comandada por Cuca, agora invicta há 13 jogos na Série A, chegou aos 61 pontos, um a mais do que o Flamengo, que venceu o clássico contra o Fluminense (2 a 1) e alcançou os 60.

Enquanto o clube alviverde freia a sequência positiva na luta pelo título, o Cruzeiro encaminha mais um passo para evitar a pressão da luta contra o rebaixamento. O time de Mano Menezes chegou aos 37 pontos e abriu quatro em relação ao Inter, a primeira equipe na degola.

As duas equipes agora contarão com apenas dois dias de preparação antes de retornarem a campo pela 31ª rodada da competição. No domingo, a partir das 17h (de Brasília), o líder Palmeiras encara o Figueirense, em Florianópolis. Na mesma data e horário, o Cruzeiro recebe a Chapecoense no Mineirão.

Quem foi bem: Henrique

O capitão cruzeirense se destacou em uma boa atuação do Cruzeiro fora de casa, especialmente no segundo tempo, quando o clube mineiro controlou o ritmo e chegou a dominar o líder. Henrique corrigiu o posicionamento, minou o jogo de Tchê Tchê e ainda se mostrou como opção no ataque.

Quem foi mal: Gabriel Jesus

Aprovado nos testes físicos antes da partida, Gabriel Jesus encarou a maratona de dois jogos em três dias, mas sentiu o ritmo na noite desta quinta-feira. O centroavante palmeirense acabou neutralizado pela forte marcação e cansou na etapa final. Quando teve a chance de balançar as redes, no início do jogo, desperdiçou.

Robinho quase faz valer a ‘lei do ex’

Robinho, enfim, reencontrou o Palmeiras depois de deixar a equipe alviverde no meio desta temporada. O meio-campista por pouco não estragou a noite de quem o apoiava até junho deste ano. Depois de aplicar um belo chapéu no goleiro Jailson, o camisa 19 se atrapalhou na finalização e viu Zé Roberto, com o peito no grama, evitar o gol cruzeirense.

Palmeiras cai de rendimento

Se realizou um primeiro tempo de bom nível, especialmente nos minutos iniciais, o líder Palmeiras caiu muito de rendimento na etapa complementar. Após o Cruzeiro acertar a marcação, o time alviverde insistiu muito nas jogadas pelo centro com Gabriel Jesus, que, bem marcado, viveu uma noite muito discreta em Araraquara.

Cruzeiro cresce após pressão

Mesmo fora do Allianz Parque, o Cruzeiro sofreu com a pressão do Palmeiras e apresentou falhas nas marcações pelas laterais durante a metade inicial do primeiro tempo. Aos poucos, no entanto, corrigiu os erros e cresceu ofensivamente em Araraquara.

Cuca aposta em ‘carrapato’

O fator casa não impediu Cuca de reforçar a marcação no setor de meio-campo para o duelo desta quinta-feira. Para beneficiar o jogo da dupla Tchê Tchê e Moisés, o técnico escalou Thiago Santos, devidamente posicionado para proteger Vitor Hugo e Edu Dracena da velocidade e versatilidade cruzeirense.

Célio Messias / Light Press / Cruzeiro

Mano Menezes corrige marcação

O Cruzeiro precisou do trabalho de Mano Menezes para resistir ao Palmeiras em Araraquara. A liberdade encontrada por Moisés e Tchê Tchê durou pouco; ainda na primeira etapa, o treinador corrigiu a marcação no meio e fez o time mineiro crescer em campo. No segundo tempo, os visitantes, inclusive, dominaram a partida.

Freio cruzeirense

A atuação em alto nível do visitante no segundo tempo serviu para frear o embalo do Palmeiras nesta reta final de Campeonato Brasileiro. Depois de quatro vitórias consecutivas, o clube de Palestra Itália volta a tropeçar na competição; a liderança, no entanto, segue no colo de Cuca e companhia.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 0 X 0 CRUZEIRO

Local: Estádio Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Data: 13 de outubro de 2016, quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA-Fifa) e Carlos Berkenbrock (SC)
Cartões amarelos: Gabriel Jesus (Palmeiras); Ezequiel, Ramon Ábila, Henrique, Bryan (Cruzeiro)

PALMEIRAS: Jailson; Jean, Edu Dracena, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Tchê Tchê e Moisés (Alecsandro); Róger Guedes (Rafael Marques), Dudu (Cleiton Xavier) e Gabriel Jesus
Técnico: Cuca

CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Léo, Bruno Rodrigo e Bryan; Lucas Romero, Henrique, Robinho (Arrascaeta) e Rafinha; Rafael Sóbis (Ariel Cabral) e Ramon Ábila (Willian)
Técnico: Mano Menezes

 

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br