Arquivo da tag: Lentidão

‘Paciência, por favor. Minha mãe fez cirurgia’: Filha põe cartazes em caminhonete para justificar lentidão em viagem até SC

Por conta da recente cirurgia da mãe que exigiu uma viagem interestadual, a designer de turismo sensorial Audmara Veronese, de 47 anos, encontrou uma forma criativa para alertar os outros motoristas sobre o motivo para trafegar lentamente pelas rodovias entre Pato Branco (PR) até Xanxerê, no Oeste catarinense.

Com três cartazes colocados na traseira da caminhonete, Audmara fez o apelo: “Paciência, por favor! Minhã mãe fez cirurgia. Tenho que dirigir devagar”.

Cirurgia da mãe

A recém-operada Iolanda Veronese, de 70 anos, passou por uma cirurgia para retirar quatro hérnias da região abdominal no dia 31 de outubro e teve alta no último domingo (3).

Segundo Audmara, a ideia surgiu como resposta após uma recomendação médica. “O médico disse que os solavancos na estrada poderiam comprometer a recuperação da minha mãe depois da cirurgia. Então eu tinha que dirigir bem devagar, principalmente por conta dos buracos. Mas, quem está no trânsito tem suas razões e condições na hora de dirigir. Foi quando pensei nas placas de forma bem prática para explicar a situação”, disse.

Dirigir devagar

Ela lembra que levou quase três horas para percorrer 110 km. “Teve trechos que tinha lombadas e precisei reduzir para 20km/h ou até menos para a minha mãe não sentir tanta dor. Quando eu olhava pelo retrovisor tinha uma fila enorme de veículos. Por incrível que pareça, não tinha ninguém buzinando, foi inacreditável. Todos respeitaram e quando me ultrapassavam as pessoas acenavam”, disse.

A iniciativa foi parar na internet e ganhou grande repercussão nas redes sociais. “Recebi muito retorno de pessoas que eu não conheço e de todo país desejando melhoras para minha mãe, além de outras falando que já tiveram que enfrentar o trânsito com alguém doente”, explica a designer.

No Hospital Thereza Mussi em Pato Branco, antes de Iolanda ir para a cirurgia — Foto: Audmara Veronese/ Arquivo pessoal

No Hospital Thereza Mussi em Pato Branco, antes de Iolanda ir para a cirurgia — Foto: Audmara Veronese/ Arquivo pessoal

‘Paciência, por favor’

Audmara, que é natural de Caçador e reside em São Paulo (SP), afirmou que está acostumada com o trânsito complicado e que a palavra paciência poderia ser mais aplicada diante de tantos transtornos. A mãe, que também é de Caçador, e reside há cinco anos em Xanxerê terá que retornar até o Paraná para dar andamento no tratamento.

“Vamos usar as placas novamente, uma vez que alguns trechos da rodovia são muito ruins assim como a passagem das lombadas que exige uma velocidade baixa. Ela ainda sente dor e se tiver solavancos será pior, mesmo a caminhonete sendo um veículo grande e pesado, não consegue vencer os buracos e remendos da pista sem trepidar”, afirma.

A designer explica que a experiência também trouxe lições compartilhadas. “Tem muita gente que precisa dirigir com maior lentidão e isso deve repetir diariamente em grandes capitais ou no interior. O que me deixou feliz foi perceber que as pessoas que conseguiram ler as placas estavam se colocando no lugar do outro. O mais importante é que em tempo de tanta intolerância existe empatia e respeito”, finaliza Audmara.

Audmara e a mãe Iolanda  — Foto: Audmara Veronese/ Arquivo pessoal

Audmara e a mãe Iolanda — Foto: Audmara Veronese/ Arquivo pessoal

 

G1

 

 

Cássio afirma que irá continuar obras de RC se for eleito para o Governo e comenta lentidão de serviços

cassioO senador Cássio Cunha Lima (PSDB), pré-candidato ao Governo do Estado, afirmou que irá continuar as obras do governador Ricardo Coutinho (PSB) no caso de ser eleito nas eleições de outubro deste ano.

Cássio destacou o fato de que RC continuou muitas obras deixadas pelo Governo dele e afirmou que irá fazer o mesmo. “Porque são boas para a Paraíba, pior seria se ele não tivesse feito e se eu não fizer. Ricardo entregou milhares de casas que eu não pude fazer, porque meu mandato foi interrompido”, explicou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Dentre as obras que Cássio citou incluiu o Hospital Metropolitano de Santa Rita, o Viaduto do Geisel. O senador ainda aliviou as cobranças em cima das obras. “É lento mesmo, a reforma do Espaço Cultural e do Dede, foram planejadas ainda no meu Governo, mas só agora o governador pôde fazer”, disse.

A entrevista foi concedida na Rádio CBN.

Pedro Callado

Lentidão do site de consulta do Enem 2012 pode ter sido causada por ataque hacker

A lentidão no sistema de consulta das notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2012 no final da manhã desta sexta-feira (28) pode ter sido causada por um ataque hacker. O Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) chegou a tirar o sistema de consultas do ar durante meia hora, entre 13h e 13h30.

O ataque sobrecarregou o sistema. O pico até 11h da manhã tinha sido 370 mil acessos simultâneos por minuto. Durante a invasão, o site chegou a receber em torno de cinco milhões de solicitações por minuto. Por motivos de segurança, a Diretoria de Tecnologia de Informação do Inep, responsável pelo sistema, optou por retirar o site do ar e tomar medidas de contenção.

Segundo o UOL apurou, o MEC (Ministério da Educação) e o Inep identificaram que o objetivo era para obter os dados dos participantes da prova e torná-los públicos. A invasão foi contida e os dados foram preservados, segundo fonte ligada ao MEC.

Até 16h, 1,54 milhão de notas haviam sido consultadas. No total, 4,1 milhões de inscritos fizeram a prova.

Internautas reclamam de recuperação de senha

Por enquanto, o Inep não confirma os problemas apontados pelos internauta com a recuperação da senha e descarta que esse incidente possa ter relação com a invasão.

O sistema entrou no ar por volta de 8h40. As notas estão disponíveis para consulta no site do Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).

Para acessar os resultados, o estudante precisa informar seu CPF e a senha cadastrada durante o período de inscrição. Caso o participante tenha perdido a senha é possível recuperá-la no sistema. O boletim apresenta o desempenho do candidato nas quatro provas objetivas (linguagens, matemática, ciências humanas e da natureza), além da nota de redação.

Com os resultados do Enem, os inscritos podem concorrer a vagas nas universidades federais que integram o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), a bolsas do Prouni (Programa Universidade para Todos), a financiamentos do Fies (Programa de Financiamento Estudantil), além de poder usar a nota em diversos processos seletivos.

Interessados em certificação do ensino médio podem utilizar a nota da prova para tal finalidade. Segundo o MEC, o inscrito na prova precisa obter nota mínima de 450 pontos em cada uma das áreas do conhecimento e 500 pontos na redação.

Nota de redação foi para o ar antes do prazo

Os inscritos no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2012 puderam visualizar os resultados da prova de redação na tarde desta quinta-feira (27).

Segundo a assessoria de imprensa do MEC (Ministério da Educação), as notas ficaram no ar por cerca de 20 minutos e apenas alguns candidatos conseguiram acessar a nota — isso aconteceu durante a homologação do sistema. A homologação é uma das etapas finais antes de colocar sistemas ou novas páginas no ar, em que se fazem testes para saber se os mecanismos estão funcionando como deveriam.

Uol Notícias