Arquivo da tag: lençol

Lucy Alves posa nua coberta apenas por um lençol

Atriz, cantora e apresentadora. O talento de Lucy Alves já pôde ser comprovado em novelas e nos palcos, e no ensaio que fez, posando nua coberta só por um lençol, ela revela sua beleza. E sem modéstia.

“No geral, me acho bem bonita. Sou supertranquila, superfeliz com meu corpo. Claro que a gente nunca está satisfeito, mas, no geral, gosto do meu corpo do jeito que ele é, da minha cor de pele, do meu cabelo, tudo”, afirma ela em entrevista à revista “Caras”.

Apresentadora do “Só toca top” ao lado de Wesley Safadão, Lucy Alves conta também que está solteira e feliz com sua vida atual e brinca que está namorando com o seu trabalho. “Sou workaholic. Namoro com meu trabalho, sempre. Não posso reclamar de nada. Estou fazendo tudo o que gosto. Isso me deixa feliz.”

 

 

clickpb

 

 

Homem mata mulher e deixa corpo enrolado em lençol no banheiro, diz PM

Homem foi preso suspeito de matar mulher a facadas e enrolar corpo em lençol, em João Pessoa, Paraíba (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Homem foi preso suspeito de matar mulher a facadas e enrolar corpo em lençol, em João Pessoa, Paraíba (Foto: Walter Paparazzo/G1)

Uma mulher de 26 anos foi morta a facadas e, em seguida, enrolada em um lençol, nesta terça-feira (4), em João Pessoa. O companheiro da vítima foi preso em flagrante, suspeito de cometer o crime, segundo informações da Polícia Militar.

Segundo o tenente Santana, da Polícia Militar, o crime aconteceu no bairro de Mandacaru. Por volta das 17h, a polícia foi chamada e encontrou o corpo da mulher no banheiro de uma casa, enrolado em um lençol. Por conta do lençol, a PM não conseguiu identificar a quantidade de golpes que a atingiram.

O companheiro dela, Alisson Alves da Silva, de 25 anos, foi preso em flagrante pelo crime. À reportagem, o suspeito disse o motivo do crime. “Porque ela tentou me matar”, pontuou.

De acordo com o tenente Santana, ele confessou à PM que a matou. “Ele disse que há um tempo ela tentou matá-lo, junto com outros indivíduos. Inclusive, ela está no semiaberto, tem envolvimento com o mundo do crime. Hoje, ela veio pedir perdão, mas ele não aceitou”, disse.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Corpo é encontrado com diversas facadas e enrolado em lençol em João Pessoa

Casos de policiaO corpo de um homem de 46 anos foi encontrado enrolado em lençol e com diversas perfurações de faca na região do tórax no bairro Valentina de Figueiredo, Zona Sul de João Pessoa, no fim da tarde desta terça-feira (15).

De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima estaria bebendo com amigos no local, provavelmente no domingo, quando o crime deve ter ocorrido. Desde esse dia, a companheira da vítima tentava estabelecer contato com a mesma por telefone, mas não obtinha sucesso.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ela se dirigiu ao local e encontrou o corpo. Chocada com a situação, chamou a polícia, que se fez presente, assim como agentes do Instituto de Polícia Científica, que constataram os ferimentos por arma branca.

Segundo informações do major Sena, comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar, o crime apresenta características de homicídio. Com relação às motivações para o assassinato, “ainda não há qualquer suspeição”, disse o major, informando que a polícia seguirá apurando o caso.

A companheira do homem assassinado, por sua vez, suspeita de latrocínio, pois o vitimado tinha uma moto, que não foi encontrada no local da ocorrência. O corpo seria encaminhado à Gemol da Capital para necropsia.

 

 

portalcorreio

Exploração de areia no Rio Paraíba, acaba com a reserva de água no lençol freático

Jornal Correio da Paraíba/Nalva Figueiredo
Jornal Correio da Paraíba/Nalva Figueiredo

A extração de areia no Rio Paraíba está sem controle e causando um impacto ambiental que poderá ser irreversível. Fomentada pela construção civil, a retirada acontece em um esquema que começa na calada da noite, segue durante o dia e o minério pode estar sendo exportado até para o exterior. A erosão está secando o lençol freático da região e os óleos das dragas poluem a segunda maior bacia hidrográfica do Estado (a Bacia do Rio Paraíba), onde 85 municípios estão inseridos e que drena quase 40% do território paraibano. Em São Miguel de Taipu, o leito do rio já rebaixou mais de 3 metros em alguns trechos: uma draga explora areia no local há mais de cinco anos, provocando a erosão. O cacimbão que abastecia a cidade (com 6.696 mil habitantes, IBGE/2010) secou há 3 anos. Além disso, quatro fazendas de camarão vizinhas ao Paraíba estão jogando água contaminada no seu curso. E mais: a draga também polui a água com óleo, que chega às torneiras das casas sem tratamento. O Ministério Público Estadual está investigando o esquema de extração, que estaria exportando a areia e ‘matando’ o Rio Paraíba.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Integrantes do Fórum de Preservação do Rio Paraíba e a Apan denunciam que a areia extraída do rio é vendida na Paraíba, em Pernambuco e até enviada para a Europa. “Quando os caminhões carregados partem à noite com maior frequência, um após o outro, temos informações que eles saem diretamente para o Porto de Suape, em Pernambuco, para carregar algum contêiner”, afirma João Batista da Silva, representante da Apan.

O dono da draga alocada no rio em São Miguel de Taipu, Abel Vidal, informou que sua produção é vendida na Paraíba e em Pernambuco. Ele mora em Recife (PE) e exerce a atividade na Paraíba. “Daqui saem 15 caminhões por dia, mais ou menos (de 15 toneladas cada)”, informou. A carga é vendida por um valor que varia entre R$ 60 ou R$ 100, segundo ele.

Há cinco anos, Abel Vidal explora o local assegurado por duas licenças concedidas via liminar judicial à Fazernda Oiteiro Ltda. com a característica de “Operação de Pesquisa” e cada uma autoriza a atividade em uma área de 49 hectares cúbicos. O dragueiro trabalha de forma independente. Em contrapartida, ele cede três carradas de areia por dia para a Prefeitura de São Miguel de Taipu. No local, o tratorista afirmou que a areia está sendo usada em obra pública, para calçamento no Bairro do Açude. “É a ajuda de custo que damos para a prefeitura”, disse o dragueiro.

 

 

Por Jornal Correio da Paraíba/Márcia Dementshuk

Suposta imagem de santa aparece em lençol de hospital do Agreste de Pernambuco

Católicos afirmam ser o rosto de Nossa Senhora de Fátima

Suposta imgem da santa teria se formado por um pingo de sangue

Desde o ultimo dia 15 um fato tem chamado a atenção dos moradores da cidade de Limoeiro, no Agreste de Pernambuco. Uma suposta imagem de uma santa teria aparecido em um lençol do Hospital Regional. Católicos da cidade afirmam ser o rosto de Nossa Senhora de Fátima.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com a direção do Hospital Regional de Limoeiro, a imagem teria se formado após uma gota de sangue de um dos pacientes ter caído no lençol. Ainda de acordo com a direção da unidade de saúde, o sangue era de um senhor de 88 anos, que não teve o nome divulgado, e que estava internado no hospital com infecção urinária. O paciente estaria tomando soro e quando a enfermeira tirou do braço dele a agulha pingou uma gota de sangue no lençol e formou a suposta imagem. Depois de algum tempo pessoas que estavam acompanhando outros pacientes internados no mesmo hospital teriam percebido a suposta imagem de Nossa Senhora.

Desde que o fato tomou conta da cidade, grupos pequenos de devotos e até curiosos estão indo até a frente da unidade de saúde tentar ver o lençol, mas a direção do Hospital de Limoeiro decidiu que o lençol permanecerá guardado na sala da direção da unidade. “ Guardamos o lençol por ordem da Secretaria Estadual de Saúde e até que seja definido um local para onde ele será levado ninguém poderá vê-lo” explicou o assessor de imprensa do hospital Arthur Cavalcante.

A Diocese de Nazaré da Mata, que responde pelas paróquias de Limoeiro, informou que já está sabendo do caso. O padre responsável pela Igreja Matriz de Nossa Senhora da Apresentação em Limoeiro, José Nivaldo, informou que chegou a ver a mancha. “ Eu ví a imagem, mas estou esperando para ver se ela vai ou não desaparecer. Caso permaneça, aí sim vamos providenciar para levar o lençol para autoridades de instâncias maiores”, disse o padre José Nivaldo.

A família do paciente que perdeu o sangue que teria dado origem a imagem não quis se pronunciar sobre o caso. O senhor de 88 anos foi transferido para o Hospital Otávio de Freitas no Recife onde permanece internado.


DaRedação
com o N10