Arquivo da tag: Lei Seca

Lei Seca flagra 57 motoristas bêbados durante feriadão na PB

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) notificou 57 motoristas por dirigir sob efeito de álcool, durante a Operação Lei Seca realizada no período do carnaval. Os números foram divulgados nesta quarta-feira (26) pela Coordenação de Policiamento e Fiscalização de Trânsito do órgão.

Durante o período, foram realizados 798 testes de bafômetro, resultando na apreensão de 52 carteiras de habilitação (CNHs) e na remoção de 13 veículos aos pátios do órgão. A operação ainda autuou 80 condutores em flagrante pela prática de outras infrações ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

As ações da Operação Lei Seca foram intensificadas desde a segunda quinzena de dezembro até fevereiro de 2020, quando ocorre o verão. A época coincidiu com férias escolares e carnaval, quando é registrado um aumento significativo de veículos circulando em todo o estado, sobretudo nos municípios litorâneos.

“Com as ações da Operação Lei Seca durante o carnaval, certamente muitos acidentes foram evitados e muitas vidas foram preservadas no trânsito do nosso Estado”, afirmou o coordenador da Lei Seca no estado, major Edmilson Castro.

 

portalcorreio

 

 

Operação Verão: Detran-PB intensifica ações da Lei Seca no Estado

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), por meio da Coordenação de Policiamento e Fiscalização de Trânsito, vem intensificando as ações da Operação Lei Seca, desde o período compreendido entre a segunda quinzena deste mês até fevereiro de 2020, quando ocorre a estação mais quente do ano, o verão. A época coincide com as férias escolares e o carnaval, em que se estima um aumento significativo de veículos circulando em todo o estado, sobretudo nos municípios litorâneos.

Quarenta e cinco homens são os responsáveis pelas ações. O efetivo é composto por três equipes, cada uma com 12 agentes de trânsito e três policiais militares, que atuam nas fiscalizações de trânsito com o auxílio dos seguintes equipamentos: 14 etilômetros (bafômetros), 50 talonários eletrônicos, dois redutores de velocidade móveis, duas camas de faquir, 20 cones de sinalização e duas barreiras de sinalização retrátil. Nas ações são empregadas nove viaturas, entre elas dois reboques.

Segundo o major Edmilson Castro, coordenador da Lei Seca no Estado, as fiscalizações da Operação Verão têm o objetivo de coibir os abusos praticados por muitos condutores que ainda insistem em desobedecer às leis de trânsito, principalmente ao que se refere às infrações relacionadas à embriaguez ao volante.

“Com isso, a Operação Lei Seca vem atuando em ações isoladas e/ou em conjunto com os órgãos operativos do Estado e dos municípios, a fim de executar a fiscalização de trânsito, adotando pontos de abordagem em locais previamente determinados pela Coordenação, no sentido de agir preventivamente próximo às áreas de eventos, nos principais corredores de tráfego de veículos, visando proporcionar um trânsito mais seguro”, enfatizou major Castro.

Seguem, abaixo, os locais das fiscalizações:

– João Pessoa, em toda a sua faixa litorânea;
 Litoral Norte, nas praias de Lucena e Baia da Traição;
 Litoral Sul, nas praias de Jacumã (Conde) e Pitimbu;
 Outros locais a serem determinados pela Superintendência do Detran-PB.

 

portalcorreio

 

 

Operação Lei Seca flagra 97 motoristas alcoolizados em março de 2019 na Paraíba

A Operação Lei Seca multou 97 motoristas no mês de março por dirigir sob efeito de álcool na Paraíba. De acordo com o Departamento de Trânsito da Paraíba (Detran-PB), mais especificamente pela Divisão de Policiamento e Fiscalização, as informações foram divulgadas em uma balanço nesta segunda-feira (1°).

Foram realizados 858 testes de bafômetro, que resultaram na apreensão de 81 carteiras de habilitação (CNHs) e na remoção de 18 veículos aos pátios do órgão. A operação ainda autuou 87 condutores em flagrante, pela prática de outras infrações ao Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

O CTB prevê que os condutores de veículos flagrados sob efeito de álcool estão sujeitos à multa no valor de R$ 2.934,70, além de responder a processo administrativo de cassação da CNH por um ano.

Em caso de reincidência, será cobrado o dobro do valor da multa e o condutor responderá pela cassação da CNH pelo período de dois anos.

G1

 

Rodolpho Carlos é preso por atropelar e matar agente da Lei Seca em João Pessoa

O juiz Marcos William determinou a prisão de Rodolpho Carlos Gonçalves da Silva acusado de atropelar e matar o agente de trânsito Diogo Nascimento durante uma blitz da lei seca no bairro do Bessa. A determinação ocorreu na tarde desta segunda-feira (24).

O acusado foi preso no prédio onde mora, em Manaíra, área nobre de João Pessoa. Os advogados dele negaram a informação, mas ela foi confirmada ao Portal Correio não só pelo juiz, como também pelo delegado superintendente da Polícia Civil, Marcos Paulo Vilela.

De acordo com o delegado, ele foi preso no mesmo local onde foi apreendido o Porsche, carro usado no crime. O delegado informou que Rodolpho Carlos foi levado para a carceragem da Central de Polícia Civil, no Geisel, onde vai aguardar a audiência de custódia que deverá ocorrer nesta terça-feira (25). Se a prisão for mantida, ele poderá seguir para algum presídio de João Pessoa.

Segundo o juiz Marcos William, titular do 1º Tribunal do Júri da Capital, o processo foi analisado por ele, que decidiu pela prisão e encaminhou o processo ao cartório. “Já designei audiência e está caminhando o processo. Determinamos pela prisão de Rodolpho Carlos”, afirmou o juiz.

O caso

Diogo Nascimento foi atropelado na madrugada do dia 21 de janeiro quando trabalhava em uma operação da Lei Seca no Bessa, em João Pessoa. O acusado de atropelá-lo, Rodolpho Carlos, desobedeceu a ordem de parada e avançou um Porsche sobre o agente. A vítima chegou a ser socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, mas morreu no dia seguinte.

A Justiça pediu que Rodolpho fosse preso, mas o desembargador Joás de Brito concedeu habeas corpus na madrugada do domingo (22), antes mesmo do suspeito ser detido. O carro dele foi apreendido. Durante a semana que se sucedeu ao atropelamento, a Polícia Civil e o Ministério Público da Paraíba formularam novo pedido de prisão de Rodolpho e o caso ficou pendente até esta segunda-feira (24), quando foi tomada a decisão do juiz Marcos William.

Alisson Correia e Halan Azevedo

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Operação Lei Seca é reforçada para o período do Carnaval na Paraíba

 (Foto: Roberto Guedes/Secom-PB)
(Foto: Roberto Guedes/Secom-PB)

A Operação Lei Seca vai ser intensificada para o Carnaval a partir desta quarta-feira (22), dia em que o maior bloco de arrasto de João Pessoa, o Muriçocas do Miramar, desce Avenida Epitácio Pessoa. O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB) vai contar com 40 agentes e 10 policiais no percurso do bloco, além do reforço da equipe da Divisão de Educação de Trânsito do órgão.

Segundo o coordenador da Operação Lei Seca, capitão Manfredo Rosenstock, não só nessa prévia, mas durante o período de Carnaval, as equipes vão atuar nos locais de grande movimentação popular em todo o estado, a exemplo do litoral. Ele ressaltou a parceria com o Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran), que já atua no combate à alcoolemia junto às equipes da Lei Seca no Estado.

Para reforçar a atuação da Operação Carnaval, o superintendente do Detran-PB, Agamenon Vieira, fez a entrega, nesta quarta-feira, de mais 20 etilômetros (bafômetros) à equipe da Operação Lei Seca e mais 10 kits do equipamento ao Comando do BPTran, representado pelo coronel Almeida. Nas próximas semanas, mais 38 bafômetros serão distribuídos pelo Detran da Paraíba para uso do policiamento de trânsito em todo o estado.

As equipes da Operação Carnaval também vão contar, a partir desta quarta-feira, com o reforço nos equipamentos utilizados, com o propósito de oferecer mais segurança aos agentes de trânsito. Para isso, serão disponibilizados coletes balísticos, lombadas móveis e barreira rodoviária antifuga (cama de faquir).

Segundo a Direção do Detran-PB, a principal causa de acidentes no período de carnaval é a combinação entre álcool e direção. No ano passado, foram registrados 1.429 acidentes. Por isso, o alvo da Operação Lei Seca é o condutor que apresentar qualquer índice de álcool por litro de ar, durante o teste. Ele será punido com multa no valor de R$ 2.934,70, perda de sete pontos na carteira, recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e suspensão do direito de dirigir por até 12 meses. O veículo ficará retido até que um condutor capacitado apareça para retirá-lo.

Nos testes com resultado superior a 0,34mg/l, a situação vira crime de trânsito. A punição nesses casos é detenção de seis meses a três anos, pagamento de multa, recolhimento da habilitação e suspensão do direito de dirigir por até um ano.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Morre no Trauma agente de trânsito da Operação Lei Seca atropelado por empresário na PB

agenteO Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, confirmou, na noite deste domingo (22), por meio de nota, a morte do agente de trânsito do Detran/PB, Diogo Nascimento, de 34 anos.

Ele foi atropelado pelo empresário Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva, que dirigia um automóvel Porshe, e ignorou a ordem de parada, acelerou, passou por cima do agente, e fugiu do local sem prestar socorro. O acidente aconteceu, por volta das 2h da manhã de sábado (21/1), em João Pessoa.

O empresário teve prisão preventiva decretada quase que imediatamente pela juíza Andréa Arcoverde, do 1º Juizado Especial Misto. No entanto, menos de doze horas após a decisão, o desembargador Joás de Brito, futuro presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, mandou soltar o empresário, antes mesmo do mandado de prisão ser cumprido.

Rodolpho Carlos está ligado a um poderoso grupo econômico no Nordeste. Ele é filho do magnata paraibano dono do Grupo São Braz, que é um dos maiores produtores de café torrado do país. E é neto de José Carlos da Silva, ex-vice governador da Paraíba. Além do conglomerado de indústrias alimentícias, a família também é dona de empresas de comunicação locais – incluindo TV afiliada da rede Globo.

NOTA

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, informa que o paciente Diogo Nascimento de Souza, vítima de atropelamento, veio a óbito às 18 horas deste domingo (22). } No início da noite, foram realizados novos exames, que mostraram não mais haver fluxo cerebral, confirmando-se, portanto, o óbito do paciente.

O hospital informa também que comunicou aos familiares no início da noite e vem prestando assistência aos mesmos. Sabrina Bernardes

Diretora Geral Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena

MP pede reconsideração da decisão de desembargador

O Ministério Público da Paraíba, através do procurador de Justiça José Roseno Neto, entrou neste domingo com um pedido de reconsideração da decisão do desembargador Joás Filho de revogar a prisão temporária de Rodolpho Carlos, acusado de atropelar Diogo Nascimento.

Na madrugada de hoje (22), Joás revogou ordem de prisão decretada em primeira instância contra Rodolpho Carlos, que atropelou o agente de trânsito durante blitz da Lei Seca realizada na madrugada do sábado (21) na Avenida Argemiro de Figueiredo, no Bessa.

PB Agora

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

‘Lei Seca’ flagra 38 motoristas dirigindo sob efeito de álcool

lei secaA Operação Lei Seca autuou neste fim de semana 38 motoristas só nas blitzen realizadas na Grande João Pessoa. Esses condutores foram flagrados no teste de alcoolemia ou não quiseram se submeter ao exame do bafômetro. Ainda de acordo com os dados divulgados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PB), um deles apresentou sinais claros de embriaguez.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O chefe da Divisão de Policiamento do Detran-PB, César Urach, ressaltou que boa parte das infrações foram cometidas por condutores oriundos de fora do Estado.

“A quantidade de autos lavrados no sábado foi maior do que no domingo. Isso porque o sábado teve mais eventos festivos e fizemos mais abordagens. O que percebemos é que está havendo maior conscientização por parte dos paraibanos. Muitas das pessoas flagradas são de fora da Paraíba e subestimaram a fiscalização intensa que está sendo realizada em nosso Estado”, afirmou.

Ao todo, da sexta-feira (16) até domingo (18), os agentes do Detran realizaram 483 testes de alcoolemia em 423 abordagens. Das 38 pessoas autuados, 31 delas se recusaram a fazer o exame do bafômetro, sendo que uma delas apresentava sinais claros de embriaguez.

Ainda de acordo com informações do Detran, 32 motoristas tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida por conduzirem sob o efeito de álcool, ou por estarem com o documento atrasado. César Urach explicou ainda que a habilitação dos condutores flagrados alcoolizados é solicitada, porém, alguns dizem não possuí-la.

Segundo a Divisão de Policiamento do Detran-PB, 12 veículos, incluindo carros e motos, também foram removidos nesse final de semana. Todos estavam com pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) atrasado.

MaisPB

Aécio insiste em corrupção; Dilma lembra aeroporto, nepotismo e lei seca

ADRIANA SPACA/BRAZIL PHOTOPRESS/FOLHAPRESS
ADRIANA SPACA/BRAZIL PHOTOPRESS/FOLHAPRESS

Com temas repetidos, o segundo debate entre Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) foi marcado pela subida de tom nas acusações pessoais e pela escolha da corrupção como assunto central. De um lado o tucano acusou a presidenta de “conivente” com malfeitos e de “incompetente” na administração pública durante o encontro dessa quinta-feira (16) no SBT. De outro, a candidata à reeleição levantou nova pegadinha ao falar sobre o respeito à Lei Seca, o que irritou o adversário, e elencou casos de corrupção envolvendo tucanos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Aécio buscou tom mais agressivo logo na pergunta inicial, ao falar sobre denúncias de corrupção na Petrobras, insinuando que a petista trabalhou para acobertar casos de desvios. “Ou a senhora foi conivente, ou a senhora foi incompetente para cuidar da maior empresa brasileira.”

Dilma voltou a abordar diferenças entre PT e PSDB no que se refere ao campo moral, avaliando que nas administrações dela e de Luiz Inácio Lula da Silva houve uma mudança de comportamento, com liberdade para os órgãos de investigação e de processamento das denúncias. “Quero dizer para o senhor: tenho um compromisso diferente. O meu compromisso é investigar e punir. Aqueles governos que não investigam, não acham”, afirmou, acrescentando que os escândalos envolvendo tucanos não têm presos porque o trabalho de apuração foi engavetado.

Em outro momento em que se tratou do caso da Petrobras, Dilma falou a Aécio sobre a denúncia de que o ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra intermediou o pagamento de propinas a parlamentares tucanos para que esvaziassem uma comissão parlamentar de inquérito (CPI). “É muito fácil o senhor ficar fazendo denúncias. Quando a gente verifica que o PSDB recebeu propina para esvaziar uma CPI, o que importa? Importa investigar.”

Em uma de suas perguntas, Dilma levantou a questão do nepotismo, acusando Aécio de nomear irmãs, tios e primos durante seu governo em Minas Gerais, de 2003 a 2010. O tucano procurou comparar o caso ao uso de informações pessoais de Lula por Fernando Collor nas eleições de 1989, e ouviu da petista que se trata de uma questão bem diferente por envolver o uso da máquina pública em proveito individual de parentes.

Aécio afirmou que sua irmã, Andréa, era voluntária no governo mineiro, e deixou de responder aos demais casos. “Seu irmão, candidata, foi nomeado pelo prefeito Fernando Pimentel em 20 de setembro de 2003 e nunca apareceu para trabalhar. Essa é a grande verdade. Não queria trazer esse tema aqui”, rebateu.

Em mensagem postada no Twitter, o ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, informou que Igor Rousseff foi assessor especial. “É advogado e trabalhou com seriedade e honradez.” Já Dilma afirmou a Aécio que a legislação sobre nepotismo proíbe o emprego de parentes em uma mesma esfera de governo, o que não é seu caso. “A sua irmã e o meu irmão têm de ser regidos pela mesma lei”, afirmou. “Todo mundo sabe que ela era responsável pela destinação das verbas em todas as questões relativas à propaganda. Quanto vocês colocaram nas rádios e no jornal que vocês possuem?”

A exemplo do que ocorreu no primeiro debate, quando levantou o tema da violência contra a mulher, Dilma elencou uma questão pessoal delicada de seu adversário ao falar sobre a importância da Lei Seca, sancionada por ela em 2012 para endurecer a punição a motoristas flagrados dirigindo bêbados ou drogados. “Queria saber o que o senhor acha, e como o senhor vê essa questão da Lei Seca. E se todo cidadão que for acionado, que for solicitado, deve se dispor a fazer exame de álcool e droga”, disse, sem mencionar a recusa de Aécio a ser submetido a teste quando parado em uma blitz no Rio de Janeiro.

“A senhora traz nesse debate, talvez pelo desespero, e tenta deturpar um tema que tem que ser colocado com absoluta clareza. Eu tive um episódio sim, e reconheci, candidata, eu tenho uma capacidade que a senhora não tem. Eu tive um episódio que parei numa Lei Seca porque minha carteira estava vencida e ali naquele momento inadvertidamente não fiz o exame e me desculpei disso”, rebateu o tucano.

Na resposta, Dilma desconheceu novamente a questão pessoal do adversário. “Acho muito importante a Lei Seca para o Brasil. Acho que o senhor está tentando diminuí-la. Sabe por quê? No Brasil, todos os dias, todas as semanas tem gente morrendo quando o motorista dirige embriagado ou drogado.”

No segmento das alfinetadas pessoais, Dilma levantou ainda o estilo de vida de Aécio ao ser questionada sobre a insistência em abordar questões relativas ao governo do PSDB em Minas Gerais. O tucano acusou a petista de desconhecer o estado e de se preocupar excessivamente com os resultados da gestão do PSDB, insinuando que ela teria preferência por disputar o governo mineiro ao Planalto. “Não coloque Minas Gerais como sendo o senhor”, afirmou a petista. “O senhor não é Minas Gerais. Eu nasci em Minas, aliás antes do senhor. Se é por isso, nasci antes do senhor. Saí de Minas não foi para passear no Rio, candidato, foi por causa da ditadura.”

Em tema que surgiu ao longo de todos os debates, do primeiro e do segundo turnos, Dilma e Aécio trocaram farpas a respeito da construção do aeroporto de Cláudio, na região metropolitana de Belo Horizonte, erguido em terras de um tio do tucano usando dinheiro do governo estadual. “É muito triste ver uma presidente da República mentindo. O aeroporto de Cláudio foi construído numa área desapropriada pelo estado”, afirmou o candidato do PSDB.

“No caso do aeroporto de Cláudio o senhor deve, sim, explicação. Deve explicação porque construiu um aeroporto dentro de sua propriedade”, rebateu a petista. “Uma das coisas mais importantes do país é que não podemos mais tolerar o uso de bens públicos para beneficiar A, B ou C privadamente. Essa é uma questão que nenhum candidato à presidência da República pode se furtar a responder.”

Economia
 

Tema relevante no primeiro encontro, e historicamente centro de divergências entre PT e PSDB em todas as disputas presidenciais desde 1995, a economia não foi protagonista desta vez. A principal questão se deu em torno do combate à inflação, com a acusação do tucano de que o atual governo perdeu o controle sobre os preços dos itens básicos de consumo. “Agora há pouco a senhora disse que a inflação não é um problema do governo, é problema sazonal, e eu acho que não é, por isso, comigo, tolerância zero com a inflação”, disse.

Já a petista afirmou que há uma ideia de manipular o sentimento da população para criar uma sensação negativa nesta seara. “Existe uma tentativa de criar um clima de quanto pior, melhor. Essa tentativa vocês fizeram na Copa, dizendo que não ia ter Copa, que não tinha condições. Ficou claro que o Brasil fora de campo estava muito bem preparado”, disse, atribuindo a elevação de preços a um problema provocado pela seca que afeta parte do país nos últimos meses.

A petista criticou ainda a proposta da equipe econômica de Aécio de levar a inflação para uma taxa de 3% ao ano – nos últimos anos o IPCA, que é a medição oficial, tem ficado próximo do teto estabelecido pelo Banco Central, de 6,5%. “Não vou combater inflação com os métodos do senhor, que é desempregar, arrochar e desinvestir”, disse. “Para ter inflação de 3% vamos ter uma taxa de desemprego de 15%. Ele está se queixando de uma taxa de desemprego de 5%.”

O próximo encontro entre Dilma e Aécio será domingo, na Record. Depois disso, eles têm mais um debate, o último antes da votação do dia 26, organizado pela Globo.

 

Redação RBA 

Semana Nacional de Trânsito discute álcool e outras drogas e comemora um ano da Operação Lei Seca

 

Lei SecaO Departamento Estadual de Trânsito – Detran definiu a programação da Semana Nacional de Trânsito, que neste ano será realizada de 18 a 27 de setembro. A atividade está incluída na Década Mundial de Ações para a Segurança do Trânsito – 2011/2020, uma ação proclamada pela Organização das Nações Unidas em 2010 com o objetivo de reduzir em 50% o número de acidentes de trânsito em todo o mundo.

Este ano, a Semana Nacional de Trânsito tem como tema “Álcool, outras drogas e segurança no trânsito”. Na Paraíba, o período da campanha vai coincidir com as comemorações do primeiro aniversário da Operação Lei Seca, lançada em 21 de setembro do ano passado pelo Governo do Estado e marcada pela integração das ações do Detran e Batalhão de Policiamento de Trânsito – BPTran.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em João Pessoa, a abertura oficial da Semana Nacional de Trânsito 2013 acontece no dia 18 de setembro, às 8h, no estacionamento do Detran, no bairro de Mangabeira. Durante a solenidade, haverá execução do Hino Nacional, apresentação de bandas e fanfarras, apresentações culturais, simulação de acidentes de trânsito e a apresentação de uma instalação feita pelo artista plástico paraibano Wilson Figueiredo.

A obra de arte intitulada “A Criança no Trânsito” tem 2,20m de altura e foi confeccionada com chapas de ferro e parafusos. Natural da cidade de Patos, o artista plástico Wilson Figueiredo também é o autor da escultura “Cavaleiro Alado”, instalada na rotatória em frente ao Centro de Tecnologia na Universidade Federal da Paraíba e da escultura “O Bem do Mar”, em frente ao Centro Turístico Tambaú, além de muitas obras instaladas em edificações particulares.

Programação – Na quinta feita, dia 19, a Semana Nacional de Trânsito prossegue com a abertura de cursos de Direção Defensiva , Aperfeiçoamento em Trânsito e Primeiros Socorros, a partir das 8h, no Centro de Educação da Polícia Militar da Paraíba, em Mangabeira, tendo como participantes motoristas e servidores da Casa Civil e do Batalhão de Policiamento de  Trânsito. No mesmo dia, a partir das 9h, haverá um Comando Educativo pela Paz no Trânsito, no Parque Solon de Lucena.

Na sexta-feira, 20, às 9h, haverá a simulação de um acidente de trânsito, no Parque Solon de Lucena. No sábado, 21, um grande comando educativo, na Praça da Paz, nos Bancários, marcará o aniversário de 1 ano da Operação Lei Seca. A concentração será a partir da 8h, com distribuição de material educativo sobre os riscos da mistura álcool e direção e demonstrações do teste de alcoolemia ( bafômetro).

No local haverá apresentação de Teatro de Fantoches e abordagem corpo a corpo com a participação de alunos do curso de Fonoaudiologia da Universidade Federal da Paraíba, além de blitz educativa realizada pela equipe da Divisão de Policiamento de Trânsito do Detran.

A Praça da Paz também será o ponto de encerramento da Caminhada Solidária, uma ação organizada pela Universidade Norte do Paraná – Unopar, que sairá do bairro Mangabeira I, às 8h, fazendo um apelo por doações de sangue.

Na segunda-feira (23), as atividades incluem um Comando Educativo com participação de alunos das  Escolas Borges da Fonseca e Corujinha, com concentração no  Mercado Público de Mangabeira, a partir das 8h.

Na terça (24), será realizado um Seminário no Auditório da Faculdade Maurício de Nassau, na avenida Epitácio Pessoa. A abertura será às 8h e o objetivo é discutir o tema da Semana Nacional de Trânsito 2013 com representantes da sociedade civil e de órgãos que integram o Sistema Nacional de Trânsito.

Na quarta-feira (25), haverá um Comando Educativo, a partir das 15h, na Rua Rosa Lima, no Bairro dos Bancários, que será encerrado com uma missa às 17h, na Igreja Menino Jesus de Praga, em ação de graças pela paz no trânsito.

Na quinta-feira (26), acontece o Seminário Direitos Humanos e a Violência no Trânsito – Mudança Comportamental após a criação da Operação Lei Seca, no Auditório da Faculdade Maurício de Nassau, a partir das  8h. Os palestrantes serão a chefe da Divisão de Educação para o Trânsito do Detran, Abimadabe Vieira, e o chefe da Divisão de Policiamento de Trânsito do Detran e coordenador da Operação Lei Seca, major Rochester Vale.

As atividades da Semana Nacional de Trânsito 2013 serão encerradas na sexta-feira (27), em Campina Grande, onde haverá uma Gincana Cultural e Recreativa, no Ginásio do Centro Educacional Ana Amélia, na  Rua Severino Ermínio de Carvalho, 600, Bodocongó III, a partir das 9h.  O tema será “Segurança no Trânsito – Vida Protegida”.

São parceiros do Detran na realização da Semana Nacional de Trânsito órgãos como Polícia Militar, Rotary Bancários,  Sest/Senat, ONG Andrae, Academia de Bombeiros Civil,  Escoteiros do Brasil,  Corpo de Bombeiros,  Batalhão de Policiamento de Trânsito, Universidade Federal da Paraíba, Polícia Rodoviária Federal, DER, Secretaria Estadual de Educação, Semob – Cabedelo,  Ong Mães na Dor, Instituto de Polícia Científica, Capitania dos Portos,  Faculdade Maurício de Nassau, Academia de Bombeiro Civil, Secretaria Estadual de Saúde,  Guarda Municipal de João Pessoa,  Sindicato dos Taxistas, Rádio Tabajara, Casa da Paz Maria de Nazaré, Projeto” Uma Nota Musical que Salva”, Empresa de Correios e Telégrafos , Escoteiros do Mar do Brasil , Exército de Deus da casa da paz Maria de Nazaré, Unopar, Samu, Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba.

 

Secom-PB

Em 2013, mais de 4 motoristas são flagrados por dia pela Lei Seca dirigindo bêbado

bafometroA estatística da Lei Seca em 2013 confirmou que mais de quatro motoristas são flagrados por dia dirigindo embriagados.

Desde que foi criada, em setembro do ano passado, a Operação Lei Seca já flagrou 1.542 motoristas embriagados. Só este ano, foram flagrados 916 motoristas dirigindo sob efeito do álcool e 167 foram presos, apenas na região metropolitana de João Pessoa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A última blitz realizada pelos agentes do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) foi no município de Santa Rita, na noite desta sexta-feira (26). Durante a blitz, foram flagrados 12 motoristas embriagados e três foram presos.

A barreira policial foi montada na Praça do Chafariz, no Conjunto Tibiri, às 22h da sexta-feira (26) e permaneceu no local até às 4h deste sábado (27).

Durante a fiscalização, todos os veículos que passaram pela praça foram abordados e os 99 condutores foram submetidos ao teste do bafômetro. Os agentes também apreenderam oito carteiras de habilitação e 12 veículos irregulares foram levados para o pátio do Detran, em Mangabeira.

Segundo o chefe da Divisão de Policiamento do Detran, Major Rochester Vale, foi elaborado um novo cronograma de ações com o aproveitamento do 60 agentes de trânsito concursados e nomeados no início de julho.

 

portalcorreio