Arquivo da tag: Lagoa Seca

Mulher morre após sofrer choque em caixa de som em Lagoa Seca, no Agreste da Paraíba

Uma mulher de 35 anos morreu após sofrer um choque elétrico em uma caixa de som em casa, no município de Lagoa Seca, no Agreste da Paraíba, na tarde de domingo (19). De acordo com o relato do irmão da vítima à polícia, o acidente aconteceu por volta das 14h40, quando a vítima ensaiava músicas.

Segundo os familiares, Edleuza Pereira da Silva estava ensaiando músicas que iria cantar na igreja quando sofreu o choque elétrico. Ela utilizava um microfone ligado em uma caixa de som quando o acidente aconteceu.

De acordo com a família, a mulher foi levada para o Hospital Municipal de Lagoa Seca, mas não resistiu e morreu.

A polícia deve investigar se quedas de energia que ocorreram na cidade durante o domingo têm ligação com o caso.

G1

 

Barra de ferro cai de caminhão e mata criança na cidade de Lagoa Seca

Um acidente resultou na morte de uma criança de 11 anos, no fim da tarde de ontem (16), na cidade de Lagoa Seca, no brejo paraibano, após ser atingida na cabeça por uma barra de ferro.

Segundo informações, Pedro Henrique Rosendo, de 11 anos, estava andando de bicicleta quando uma barra de ferro caiu de um caminhão que passava na rua Augusto Félix de Barros. A barra de ferro atingiu o garoto na cabeça, causando um afundamento de crânio.

Ele recebeu os primeiros socorros e foi socorrido em estado grave e com hemorragia para o Hospital de Trauma de Campina Grande. Na unidade de saúde, ele não resistiu aos ferimentos e morreu. Uma equipe da Polícia Civil vai investigar o caso.

 

pbagora

 

 

Adolescente é apreendido suspeito de roubar com arma de brinquedo em Lagoa Seca, PB

Um adolescente de 16 anos foi apreendido na tarde desta quinta-feira (14), suspeito de cometer assaltos na frente de uma escola, em Lagoa Seca, no Agreste da Paraíba. Segundo informações da Polícia Militar, outros dois suspeitos conseguiram fugir.

Ainda de acordo com a polícia, pessoas que estavam no local chegaram a seguir o grupo e conseguiram deter o adolescente. Com ele foi apreendida uma arma de brinquedo, utilizada para assustar as vítimas durante os assaltos. Ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Lagoa Seca.

A Polícia Civil informou que já identificou os outros integrantes do grupo. Até as 17h15 desta quinta-feira, nenhum deles havia sido detido.

G1

 

Mulher é espancada a chutes e pontapés por homem, em Lagoa Seca, Agreste da PB

Uma mulher de 44 anos foi espancada a chutes e pontapés na noite da quarta-feira (13), em Lagoa Seca, no Agreste paraibano. De acordo com um Boletim de Ocorrência registrado pela vítima na Central de Polícia Civil de Campina Grande, o suspeito é o companheiro de uma amiga da vítima, que a abordou no meio da rua e começou a agredi-la.

O caso aconteceu no bairro São José. Segundo relato da vítima à polícia, ela trabalha como comerciante na cidade e havia acabado de fechar o local de trabalho. Ao pegar um mototaxista para ir para casa onde mora, a mulher e o mototaxista foram abordados em uma esquina pelo suspeito. O homem pediu para que o mototaxista parasse o veículo e, em seguida, começou a agredir a mulher.

Após as agressões, o suspeito fugiu do local. A mulher precisou ser socorrida e levada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. Conforme a unidade de saúde, a vítima sofreu um corte na cabeça. Ela recebeu atendimento médico e foi liberada ainda na noite da quarta-feira.

Ainda de acordo com o depoimento da vítima à polícia, ela contou que, dias antes de ser agredida pelo homem, ela teria conversado com a amiga, mulher do suspeito, por um aplicativo de mensagens.

Segundo ela, nessa conversa, a mulher do suspeito dizia estar insatisfeita com o relacionamento e que pensava em se separar. A vítima das agressões teria incentivado a amiga a deixar o homem. Ela acredita que ele teria visto a conversa e, por isso, teria cometido as agressões.

Até as 8h40 desta quinta-feira (14), as informações da polícia eram de que o suspeito do crime não havia sido localizado.

G1

 

Dupla armada assalta passageiros de ônibus entre Campina Grande e Lagoa Seca, na PB

Dois homens armados fingiram que eram passageiros para assaltar cerca de 30 pessoas que estavam dentro de um ônibus intermunicipal, na tarde desta quarta-feira (2). O crime aconteceu por volta das 15h, o veículo estava entre as cidades de Campina Grande e Lagoa Seca, no Agreste da Paraíba, quando o grupo foi rendido.

Foram roubados dinheiro, celulares e outros objetos pessoais das vítimas. Os suspeitos fugiram do local a pé. A Polícia Militar realizou buscas, mas até as 18h30 desta quarta-feira nenhum assaltante havia sido localizado.

Ao G1, a Polícia Civil informou que já existe uma linha de investigação sobre o assalto e que os suspeitos teriam feito outros roubos na região.

G1

 

Princípio de rebelião é registrado no Lar do Garoto, em Lagoa Seca, no Agreste da PB

Um princípio de rebelião foi registrado na manhã desta sexta-feira (27) no Centro Educacional Lar do Garoto, em Lagoa Seca, no Agreste da Paraíba. De acordo com a Polícia Militar, a rebelião pode estar relacionada à prisão de um agente socioeducativo nesta quinta-feira (26), após ser flagrado por câmeras fornecendo drogas aos internos.

Conforme o comandante do Comando de Policiamento Regional I (CPR1), em Campina Grande, coronel Cunha Rolim, o princípio de rebelião foi registrado, mas os agentes teriam conseguido conter os internos ainda na manhã desta sexta-feira. Equipes da Polícia Militar foram acionadas ao local para dar apoio ao procedimento de revistas nas alas do Centro Educacional após a rebelião.

“Esse é mais um princípio de tumulto, pela terceira vez neste mês de setembro, um grupo de menores conseguiu arrombar as celas e tentou contra outro grupo de menores que estava no seguro, na parte isolada. Mas a situação está contida, não teve nenhum menor ferido, apenas com escoriações por passar pelos buracos das celas”, explicou o coronel Cunha Rolim.

Segundo o comandante do CPR1, cerca de 12 celas foram danificadas pelos internos. “Desta forma, eles tiveram acesso a uma parte externa do Centro Educacional. A PM foi acionada, contivemos o local e agora o Bope vai fazer uma operação de segurança, como é de costume para retirar alguma material que esteja irregularmente dentro das celas”, relatou.

O coronel explicou que ainda não é possível confirmar se o tumulto tem a ver com a prisão do agente socioeducativo. “A Polícia Militar não pode confirmar se esse tumulto tem relação com a prisão do agente, até porque esses menores sempre fazem isso, geralmente pelas questões que existem aqui dentro entre eles mesmo”, salientou Cunha Rolim.

Tentativa de fuga

Ainda de acordo com o o comandante do CPR1, houve tentativa de fuga. “Desta vez, os internos tiveram acesso a parte das muralhas do local, o que não é comum. Mas os policiais estavam atentos, o reforço chegou rápido e não houve nenhuma fuga”, esclareceu.

Os internos teriam conseguido sair das celas por buracos feitos nas paredes. “Essa instituição tem uma estrutura antiga, e os internos conseguiram arrombar as paredes. Agora essas paredes vão passar por reformas, a Fundac já informou isso, que vão concretar essas paredes pela questão de segurança e pra evitar esse tipo de tumulto”, destacou o comandante.

Até as 11h desta sexta-feira (27), viaturas da Polícia Militar permaneciam na entrada do Lar do Garoto. O coronel Cunha Rolim informou ainda que a segurança externa do local está ativada e que existe um número considerável de agentes socioeducativos dentro do Centro Educacional. “A PM ajuda na questão da segurança externa, mas a segurança interna é de responsabilidade da Fundac”, concluiu.

Agente socioeducativo preso

Um agente socioeducativo do Centro Educacional Lar do Garoto, em Lagoa Seca, no Agreste da Paraíba, foi preso na noite da quinta-feira (26) suspeito de fornecer drogas aos internos da unidade. De acordo com a delegada plantonista, Elizabeth Beckman, a ação do agente foi flagrada por câmeras de segurança após a direção receber uma denúncia e passar a monitorar a conduta do homem.

O agente foi flagrado por volta das 18h, quando, segundo a delegada, as câmeras registraram o momento em que ele entregava um material suspeito a três internos na ala provisória do Centro Educacional. Depois disso, a direção e outros agentes foram até a ala e encontraram a droga.

G1

 

Caminhão tomba e carga é saqueada entre Lagoa Seca e Esperança

Um motorista de caminhão perdeu o controle enquanto trafegava na BR 104, entre as cidades de Lagoa de Roça e Esperança, na tarde de ontem, sábado (07), e acabou tendo toda a carga que transportava saqueada.

O veículo transportava alimentos, em sua maioria biscoitos. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram o momento que vários pedestres fogem com os mantimentos. A Polícia Rodoviária Federal esteve no local, mas não teve como conter a população.

Segundo informações, o motorista teve apenas ferimentos leves, já dois ajudantes que estavam com eles tiveram fraturas nas pernas e foram socorridos por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência para o Hospital de Trauma de Campina Grande.

Veja imagens divulgadas por internautas:

 

PB Agora

 

 

Agência dos Correios é explodida e suspeitos jogam grampos na rua durante fuga, em Lagoa Seca, PB

Uma agência dos Correios localizada na cidade de Lagoa Seca, na Paraíba, foi explodida por um grupo de homens na madrugada desta segunda-feira (1º). Eles chegaram em carros e atiraram várias vezes. Na fuga, os suspeitos jogaram grampos na rua para evitar a chegada da polícia no local.

No entanto, o carro de uma mulher que estava em trabalho de parto acabou sendo atingido pelos grampos e teve os pneus furados. Ela saía da cidade de Arara para fazer o parto. A mulher precisou ser socorrida com urgência pela Polícia Militar e foi encaminhada até o Hospital da FAP, em Campina Grande.

A mulher conseguiu chegar a tempo no hospital e o parto foi realizado. De acordo com moradores da cidade, uma agência bancária também foi atingida pelos suspeitos. Até as 6h20 não havia informações sobre os valores e objetos roubados do local. Ninguém foi preso.

Foto: Polícia Civil/Divulgação

G1

 

Rebelião deixa feridos no Lar do Garoto, em Lagoa Seca, PB e Polícia Militar encontra espetos

Equipes da Polícia Militar foram acionadas para o centro educacional Lar do Garoto, em Lagoa Seca, no Agreste paraibano, na tarde desta terça-feira (4). O Centro Integrado de Operações da Polícia Militar confirmou o chamado era para apoio no controle de um princípio de rebelião. Mas, ao chegar no local, os policiais se deparam com uma rebelião já em andamento.

A informação sobre feridos foi confirmada pelo presidente da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), Noaldo Meireles, que disse que ao todo 22 internos tiveram ferimentos leves. Por volta de 21h a Polícia Militar confirmou que três internos precisaram ser levados para o Hospital de Trauma de Campina Grande.

A Polícia Militar também informou a reportagem da TV Paraíba que foi encontrado um bilhete, mas o conteúdo não foi divulgado. De acordo com a Polícia Militar, os internos conseguiram abrir algumas grades pra ter acesso ao pátio. Cinco internos foram vistos em cima do muro já para fugir, mas foram impedidos por policias que usaram armas com munições de borracha.

G1 tentou contato com a direção do Lar do Garoto e com a Delegacia de Polícia Civil em Lagoa, mas não teve sucesso. O presidente da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac), Noaldo Meireles, disse que vai abrir um procedimento administrativo para apurar o caso. A suspeita da Fundac é de tentativa de fuga com a proximidade do São João.

“Nos últimos anos temos percebido que sempre na semana de abertura do São João 2019 em Campina Grande acontecem planos e tentativas de fuga. Uma revista já estava programada para a próxima quinta-feira (6). No ano passado havia um plano e há dois anos tivemos um rebelião mais grave com mortes”, disse ele.

Revista no Lar do Garoto

Ainda durante a tarde desta terça-feira, a Polícia Militar deu apoio a um procedimento de revista. O presidente da Fundac disse que na revista foram encontrados três pedaços de cadeado, quadro espetos de ferro, quatro pedaços da cabo de vassoura, um lápis e um pedaço de madeira.

G1

 

Ex-prefeito de Lagoa Seca, PB, Bola Coutinho é preso após condenação por desvio de verbas

O ex-prefeito de Lagoa Seca, Francisco José de Oliveira Coutinho, mais conhecido como Bola Coutinho, foi preso nesta terça-feira (26) após ser condenado pela Justiça Federal a seis anos de reclusão em regime semiaberto. A carta de guia de prisão foi assinada pela juíza Emanuela Mendonça Santos Brito, titular da 10ª Vara Federal e que responde pela 6ª Vara Federal. O ex-gestor começou a cumprir a pena, no Presídio do Monte Santo, em Campina Grande.

O advogado Felipe Reul, que integra a defesa de Bola Coutinho, disse que não estava autorizado pela família para falar sobre a prisão do ex-prefeito de Lagoa Seca.

Bola Coutinho, que foi prefeito quatro vezes de Lagoa Seca, foi condenado por crimes de responsabilidade, entre eles, apropriar-se de bens ou rendas públicas, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio; utilizar-se, indevidamente, em proveito próprio ou alheio, de bens, rendas ou serviços públicos; e empregar subvenções, auxílios, empréstimos ou recursos de qualquer natureza, em desacordo com os planos ou programas a que se destinam.

A Justiça acatou a denúncia do Ministério Público Federal. Bola Coutinho foi denunciado, ainda prefeito de Lagoa Seca, de 1983 a 1988, por “ter admitido contratados na prefeitura, cuja contraprestação pelos serviços, que, de todo modo, não eram prestados, seriam salários, mas sim os benefícios previdenciários e de assistência do regime geral, sendo que a verba destinada aos pagamentos dos salários era apropriada pelo então prefeito”.

Condenado em primeira instância, Bola Coutinho recorreu da decisão ao Tribunal Regional Federal da 5ª Região, sediado em Recife. O recurso foi indeferido. Depois, o ex-prefeito impetrou recurso junto ao Superior Tribunal de Justiça, mas não obteve êxito. Depois, foi ao Supremo Tribunal Federal, mas o ministro Dias Tofolli indeferiu o recurso.

No regime semiaberto, Bola Coutinho vai poder sair do Presídio Monte Santo de dia para trabalhar e se recolher, no período da noite, nos finais de semana. Ele também teve os direitos políticos suspensos e está inabilitado para ocupar cargo público.

G1