Arquivo da tag: justifica

Vené justifica voto contrário a terceirização: “Nosso compromisso é com o trabalhador”

venezianoAlém de ter votado anteriormente pela manutenção do concurso público e já ter anunciado, antecipadamente, que vai votar contra a Reforma da Previdência, o deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PMDB-PB), votou contra, neste dia 22, em Sessão da Câmara Federal, ao Projeto de Terceirização dos Trabalhadores.

Através das redes sociais, o deputado disse o seguinte: “Posicionei-me votando contra o projeto da terceirização dos trabalhadores. Evidentes os prejuízos que serão impostos aos trabalhadores”.

Preocupado com o que possa acontecer daqui por diante, Veneziano disse ainda que, “dessa forma, uma escola, por exemplo, poderá contratar de forma terceirizada tanto faxineiros e porteiros (atividades-meio) quanto professores (atividade-fim)”.

O parlamentar disse que, quando foi prefeito de Campina Grande por oito anos, sempre valorizou o trabalhador, quando realizou mais de 12 concursos públicos e chamou ao trabalho, mais de 7 mil pessoas, hoje servidores públicos, aprovados por seus próprios méritos.

Confira o vídeo, onde Veneziano Vital fala sobre o voto contrário à terceirização: https://www.instagram.com/p/BR9aB65hmtL/?r=wa1

Veja o Vídeo:

Assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Ricardo Coutinho justifica divisão de Finanças e Planejamento: “Era muito poder concentrado”

ricardoO governador Ricardo Coutinho (PSB) justificou, nesta segunda-feira (14), Medida Provisória de sua autoria que desmembrou a Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento, Gestão e Finanças e recriou a Secretaria de Estado das Finanças. Segundo ele, havia poder em excesso na pasta conduzida por Tárcio Pessoa, que entregou o cargo após as mudanças promovidas pelo socialista.

“Eu me convenci que Finanças tinha que está separado de Orçamento, porque senão fica muito poder e quem tem que ter poder em excesso é efetivamente quem tem a responsabilidade e a responsabilidade pelo Estado é do governador”, explicou Coutinho.

Ele ainda afirmou que Seplag estava sobrecarregada. “Porque além de Planejamento e Orçamento estava com Finanças”, justificou.

Segundo ele, apesar da recriação de uma Secretaria haverá economia de recursos públicos, levando em consideração que foram extintos vários cargos comissionados.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Maranhão justifica rompimento do PMDB com Ricardo: “Fomos escorraçados”

maranhãoO senador José Maranhão revelou, neste sábado (30), quais foram os motivos que levaram o PMDB a romper politicamente com o governador Ricardo Coutinho (PSB) e deixar os cargos que ocupa no Governo do Estado. Maranhão afirmou que o partido foi escorraçado e esquecido pelo socialista.

“Ricardo esqueceu os melhores aliados, esqueceu a história do PMDB, escorraçou o partido apesar do PMDB ter dado a vitória a ele no segundo turno depois que ele perdeu para Cássio no primeiro turno. O PMDB sempre estendeu a mão amiga a ele e deu votos que garantiram a vitória”, disse.

Maranhão afirmou também que “não se administra nem se constroi politicamente tentando subestimar o peso e a história dos aliados”.

O peemedebista acrescentou que o seu partido se aliou ao PSD de Cartaxo não só para indicar o vice-prefeito, mas para participar do governo e ajudar na administração.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Assembleia justifica atraso no pagamento dos funcionários e alega problemas no Siaf

(Foto: Divulgação/Assembleia Legislativa da Paraíba)
(Foto: Divulgação/Assembleia Legislativa da Paraíba)

A Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), emitiu uma nota esclarecendo o atraso no pagamento de seus funcionários, afirmou que houve um problema no sistema Administrativo e Financeiro, mas garantiu normalização nesta quarta.

A Assembleia Legislativa da Paraiba (ALPB) vem a público esclarecer que não fez o pagamento dos seus funcionários até a presente data em decorrência de problemas com o Sistema Integrado Administrativo e Financeiro (Siaf), que passou por modificações, e o sistema do Banco Santander. Informamos que o pagamento já foi normalizado nesta quarta-feira (28).

A atual Mesa Diretora sempre se esforçou para fazer o pagamento dentro do mês, mas esse atraso se deu em decorrência de problemas técnicos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

 

 

A equipe trabalhou de forma conjunta nos últimos dias para solucionar o problema, processar todos os dados e fazer o pagamento dos vencimentos dos seus servidores sem alteração de folha.

Assessoria

Ex-deputado e sobrinho de desafeto de RC recusa ser secretário e justifica em rede social

FABIANO LUCENAO ex-deputado e vereador, além de empresário Fabiano Lucena, sobrinho do senador Cícero Lucena (PSDB), confirmou nesta terça-feira (15) ter recebido um convite para ser secretário ou exercer um outro cargo do Governo do Estado. No entanto, a resposta foi a recusa.

Ele chegou a conversar com o governador Ricardo Coutinho (PSB) e apesar de uma boa conversa, segundo ele, não disse sobre do que se tratou o diálogo.

Fabiano usou a rede social para informar sobre o encontro, agradeceu o convite de fazer parte da gestão estadual, mas recusou.

Indagado a respeito de seu voto para governador, Fabiano declarou que espera pelo posicionamento do tio.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook


PBAGORA

Inter justifica saída de Dunga: ‘O trabalho precisa de um novo ânimo’

Marcelo Medeiros justifica saída do treinador(Foto: Divulgação / AI Internacional)
Marcelo Medeiros justifica saída do treinador
(Foto: Divulgação / AI Internacional)

As quatro derrotas consecutivas no Brasileirão, custaram o emprego de Dunga no Inter. Mas não é só isso. A direção quer recuperar a motivação do grupo para salvar a temporada.

Ainda no Rio de Janeiro, no início da tarde desta sexta-feira, o diretor de futebol, Marcelo Medeiros, concedeu uma entrevista coletiva no hotel em que o clube está hospedado. Elogiou o trabalho do treinador e do preparador físico Paulo Paixão – que também foi demitido, assim como a comissão técnica. Entretanto, reconheceu que era preciso uma alteração para tentar reencontrar o caminho das vitórias:

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

– O futebol tem um preço muito caro, muito alto. Temos que pensar no que é melhor para o clube. Ocorreu uma queda de produção, de qualidade técnica. Em razão dos resultados negativos, destes quatro resultados, o Inter não conta mais com a comissão técnica.

Medeiros confirmou que a decisão só foi tomada após uma reunião para avaliar com o seu colegiado. A conclusão da cúpula colorada era que o Inter precisava de um novo treinador para tentar remobilizar o grupo para o restante do Brasileirão e também na Copa do Brasil.

– O futebol é uma sequência de fatos. É preciso ter consciência de que o trabalho precisa de um novo ânimo. A maneira impôs que a diretoria tomasse essa atitude séria. O Inter ainda tem 13 rodadas no Brasileiro, um jogo fundamental na Copa do Brasil. Com um novo ânimo, para retomar o caminho.

Para o jogo deste domingo contra o Fluminense, o Inter terá um treinador interino. Clemer, que recém foi promovido para o time sub-20, estará à frente do Colorado.

 

Globoesporte.com

RC manda recado para ‘insatisfeitos’ e justifica choque de gestão na Paraíba

Olhando para o futuro e buscando resultados práticos para os problemas da Paraíba. Essa foi a tônica da entrevista do governador Ricardo Coutinho (PSB) nesta sexta-feira (13) e procurou justificar as ações duras de sua gestão na eliminação de privilégios e regalias políticas.

Inicialmente Ricardo fez um paralelo entre a sua maneira de ‘fazer’ política e a praticada no passado.

“Essa formula que não se levava em conta os interesses e as necessidades da população, se levava em conta os interesses dos grupos políticos, se apoia o Governo recebe muita promessa e alguma realização mínima, se o indivíduo não apoia a gestão, consequentemente não vai ter absolutamente nada”, desabafou Coutinho.

O governador salientou que é preciso olhar para frente e adotar novas práticas políticas

“Não é a toa que comprei 100 ônibus escolares com recursos próprios e contemplei os municípios que foram prejudicados em 2010, pois os prefeitos afirmaram que votariam comigo, foram descriminados e não receberam o transporte para conduzir os filhos do povo, não era para conduzir o prefeito e os seus familiares”, recapitulou.

Ricardo Coutinho também fez questão de frisar que não olha a cor partidária no instante de destinar algum recurso público ou beneficio para algum município.

“Fiz questão de fechar a ‘ferida’ da perseguição e da descriminação, estamos conduzindo esse grande investimento que não para, transferindo recursos do Estado para os municípios sem olhar a cor partidária e sem olhar aqueles que passam o dia todo atacando o Governo do Estado com mentiras e calúnias”, disparou.

O socialista se disse ‘vacinado’ contra os ataques e argumentou que sempre trata os políticos e os paraibanos com dignidade.

“Aqueles que ficam eternamente no palanque e que não desceram do palanque, que só pensam em eleição e querem transformar a Paraíba numa eleição permanente, esses daí o povo vai dar uma resposta”, destacou.

Por fim, Ricardo Coutinho se definiu como um governador ‘republicano’, um valorizador da democracia e que as gerações do futuro agradecerão essas medidas e nova maneira de fazer política.

Henrique Lima

Afonte é Notícia