Arquivo da tag: José Maranhão

Ministério da Justiça desiste de construir presídio federal em Bayeux, diz José Maranhão

O Ministério da Justiça desistiu de construir um presidio federal de segurança máxima na cidade de Bayeux. A informação foi dada pelo ministro Torquato Jardim ao senador José Maranhão. O presidente estadual do PMDB na Paraíba foi recebido nesta quinta feira (6) pelo ministro para tratar de diversos assuntos de interesse do Paraíba, entre eles, a construção de um presídio federal de segurança máxima no Estado.

O ministro negou que as instalações serão construídas no município de Bayeux, como veiculado pela imprensa. O senador José Maranhão já havia feito gestões junto ao Ministério alertando quanto à inviabilidade da obra naquele município, devido à área geográfica e outros fatores que desaconselhariam a execução do projeto em Bayeux.

O ministro esclareceu que a definição do local para construção do presídio será feita mediante estudos cuidadosos, já em elaboração por equipe técnica, envolvendo desde a adequação geográfica, física, de transportes e logística, até ao esclarecimento prévio da população quanto a questões de segurança e benefícios sociais e econômicos – a exemplo do que foi feito em Santa Catarina, onde presídio foi construído sem trazer inconveniente para a população local.

O senador José Maranhão e o ministro Torquato Jardim também trocaram impressões sobre a atual crise política e econômica no País.

 assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

“Mazelas das eleições” é culpa da legislação afirma José Maranhão

maranhãoSenador eleito, José Maranhão conversou com o Portal MaisPB sobre o futuro mandato, o PMDB, participação do partido no governo estadual e no governo federal. Ele fez duras críticas a legislação eleitoral e garantiu que o partido que preside no estado fará parte da administração de Ricardo Coutinho (PSB) e DFilma Rousseff (PT).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Meu propósito é trabalhar com toda a dedicação, no sentido de representar bem a Paraíba e conseguir, sobretudo, conquistar aqueles espaços que a Paraíba vem perdendo nos projetos do nordeste”, disse Maranhão. A partir de fevereiro de 2015 ele inicia seu segundo mandato de senador.

Sobre política nacional, o peemedebista disse que uma das prioridades do parlamento nacional deve ser a efetivação de uma reforma política: “ Muitas das mazelas, que lamentavelmente ainda acontecem nas eleições e na vida pública, de um modo geral, decorrem de uma legislação eleitoral ineficiente, irreal, que não condiz com os tempos modernos que estamos vivendo, sobretudo, a necessidade de transparência e honestidade na vida pública”.

Ele adiantou que o PMDB tem conversado com o governador Ricardo Coutinho sobre a participação da legenda no segundo governo socialista, mas disse que ainda não existe nada concreto sobre onde o PMDB irá colaborar no governo. “Nós temos certeza que o governo do estado quer governar com o PMDB. O PMDB teve uma participação decisiva na sua eleição e nisso não vai nenhuma cobrança. O segundo turno é uma oportunidade para se celebrar alianças. O governador tem reiterado, em entrevistas, o propósito de governar com a participação significativa do nosso partido”.

Maranhão lembrou ainda que em nível nacional o PMDB continuará na base do governo Dilma Rousseff (PT), destacando que o vice-presidente Michel Temer é do partido e disse que sua sigla tem que ter uma participação mais ativa na formação das políticas administrativas da nação e que isso não significa apenas ocupar espaços em ministérios.

Écliton Monteiiro – MaisPB 

José Maranhão nega dívida cobrada na Justiça: “Não devo nada a ninguém”

maranhãoO senador eleito e presidente estadual do PMDB, José Maranhão, disse, nesta sexta-feira (05), em contato com o Portal MaisPB, que não dará nenhuma declaração sobre uma suposta dívida, de cerca de R$ 500 mil, que teria com a agência de publicidade Signo Comunicação, do publicitário Anderson Pires, referente as eleições estaduais de 2010, quando disputou a reeleição para governador, mas foi derrotado por Ricardo Coutinho (PSB).

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Não vou dar nenhuma declaração sobre isto”, disse o senador.

Mais cedo, em contato com a reportagem do Portal MaisPB, Anderson Pires, disse que José Maranhão parcelou o débito, mas o acordo não teria sido cumprido, por isso moveu uma ação de cobrança já foi ajuizada no Tribunal de Justiça do Estado da Paraíba (TJPB) para solucionar o impasse.

A defesa da Signo Comunicação está a cargo do advogado Alexandre Jerônimo Rodrigues Leite.

Questionado sobre a ação de cobrança movida no TJ, Maranhão se limitou a dizer que não deve nada a ninguém e se recusou a responder. “Não vou responder este interrogatório que você me faz”, disse.

Cristiano Teixeira – MaisPB

Insatisfeito com aliança do partido, deputado do PT declara apoio a José Maranhão para o Senado

maranhãoO deputado estadual Frei Anastácio (PT), candidato a reeleição, não esconde a insatisfação com a aliança PT-PSB na Paraíba e neste final de semana abandonou a candidatura de seu partido ao Senado e subiu no palanque de José Maranhão, candidato a senador pelo PMDB, em Pedras de Fogo. O parlamentar também declarou apoio a Vital do Rêgo (PMDB) na disputa pelo governo do estado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Estou votando com muita consciência no senador Maranhão por entender que ele fez muito pela Paraíba e que precisa ir ao Senado Federal para que ele possa, de fato, trazer mais benefícios para a Paraíba. Ele já mostrou em toda a sua trajetória que é um político que, de fato, quer o bem do povo”, disse o deputado, ratificando que sua passagem no palanque do peemedebista não era por acaso.

“Esse apoio de Anastácio é muito importante não só pelo seu peso eleitoral mas também pela sua marcante influência no PT da Paraíba”, disse José Maranhão.

MaisPB

“O mundo não vai se acabar”, diz José Maranhão sobre saída de Santiago

maranhão“O mundo não vai se acabar”, foi assim que o presidente estadual do PMDB, José Maranhão, comentou a saída ex-senador Wilson Santiago do partido. O ex-governador admitiu que alguns peemedebistas devem acompanhar Santiago, mas promete uma reviravolta no partido com novas adesões.

Maranhão afirma que não há divisão no PMDB e, segundo ele, o partido chegará em unidade nas eleições 2014, “como sempre”. “O PMDB teve perdas, mas isso não vai desunir o partido”.

O ex-governador acredita que a legenda deve receber adesões e crescerá com uma caravana que será realizada pelo partido na Paraíba.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Wilson Santiago oficializa sua filiação ao PTB nesta quarta-feira (3), em Brasília.

MaisPB com TV Master

José Maranhão condena declarações de Wilson Santiago e cobra gratidão do ex-senador

zé maranhãoAs declarações do ex-senador Wilson Santiago afirmando que está se sentindo excluído do PMDB não agradaram em nada o ex-governador e presidente do partido na Paraíba, José Maranhão. O maior cacique peemedebista do Estado lamentou as insinuações do ‘colega’ e disse que Santiago está sendo injusto com a legenda.

 

“Não cheguei a ler as declarações de Wilson Santiago, mas se ele disse isso está sendo injusto com o partido porque nós temos dado o maior apoio a ele, para ele crescer e se desenvolver, inclusive para ele ter se tornado senador. Na época da campanha tínhamos duas vagas para disputar o Senado e poderíamos ter aberto uma para os partidos aliados, mas eu tive a coragem e o gesto de amizade e o mantive na chapa”, argumentou Maranhão.

 

O ex-governador lembrou também que Wilson Santiago já ocupou outros cargos ‘dados’ pelo PMDB. “Ele sempre foi altamente prestigiado dentro do partido e a Paraíba toda sabe disso. Já foi deputado estadual, federal, senador, ele cresceu dentro do PMDB”, disse.

 

Apesar disso, Maranhão garantiu que vai lutar para manter o PMDB unido. “Quero um partido unido, íntegro e ascendente”, finalizou.

 

FONTE: NICE ALMEIDA – POLÍTICAPB