Arquivo da tag: jogo

Clássico Tradição terá torcidas do Galo e do Belo no Amigão; jogo será dia 24

O Clássico Tradição da 18ª e última rodada da Série C do Campeonato Brasileiro deve mesmo contar com trezeanos e botafoguenses nas arquibancadas. De acordo com Valberto Lira, que é procurador de Justiça e também presidente da Comissão Permanente de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios, órgão ligado ao Ministério Público da Paraíba (MPPB), a sua recomendação é apenas o veto para as organizadas do Belo, o time visitante do jogo marcado para o próximo dia 24.

Valberto Lira garantiu que a sua recomendação foi apenas para as organizadas do clube visitante. Enquanto isso, as organizadas do Treze estão liberadas para apoiar o time, com exceção da Jovem do Galo, que foi punida pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ainda no início da Série C.

A expectativa é de que a partida tenha ares de final de campeonato, já que Treze e Botafogo-PB podem entrar na rodada decisiva da Terceirona com objetivos para lá de importantes pensando em 2020. É que o Galo ocupa a nona colocação, com 15 pontos, e luta para não ser rebaixado. Do outro lado, o Belo é quinto, com 24 pontos, e briga por uma vaga no G-4, que leva para o mata-mata do acesso à Série B.

No primeiro duelo entre os dois clubes este ano, disputado no Almeidão, o Belo venceu por 3 x 1.

PB Agora

 

 

BAND Nordeste anuncia transmissão de jogo decisivo do Botafogo-PB contra o Náutico

A BAND Nordeste transmitirá o jogo decisivo entre o Botafogo-PB e o Náutico que ocorrerá neste sábado, às 17h, no estádio Almeidão. A partida é válida pela Série C do Campeonato Brasileiro.

A fase de grupos está na reta final e o confronto é decisivo na trajetória do Belo. O clube pessoense e o Náutico estão brigando na parte de cima da tabela e toda vitória é essencial para garantir a vaga no mata-mata.

Além da Band, as emoções do jogo também estarão disponíveis no DAZN.

Portal WSCOM

 

 

Dupla suspeita de acionar rojões em direção a policiais militares é detida durante jogo, no Almeidão

A Polícia Militar apreendeu um adolescente e prendeu um homem suspeitos de acionar rojões em direção de policiais militares, no estádio Almeidão, em João Pessoa. As detenções aconteceram na noite deste domingo (4), durante o jogo entre Botafogo-PB e o Confiança, pela Série C do Campeonato Brasileiro.

O menor e o homem foram levados para a Central de Polícia Civil, no Geisel, para prestar esclarecimentos.

Eles estavam com uma bolsa com mais materiais, além dos rojões.

 

clickpb

 

 

 

Adolescente leva tiro na cabeça enquanto assistia a jogo em Santa Rita

Um adolescente de 19 anos ficou ferido na noite de ontem (1º) em um ginásio na cidade  de Santa Rita, na Grande João Pessoa. As investigações da polícia apontam que a vítima estava no local assistindo um jogo quando foi atingido com um tiro na cabeça e outro no tórax.

Logo após o ocorrido o adolescente foi socorrido por uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para o Hospital de Emergência e Trauma. De acordo com o complexo hospitalar, o estado de saúde é considerado grave.

A polícia quer agora saber os motivos da tentativa de homicídio, até o momento nenhum suspeito foi identificado.

 

 

pbagora

 

 

UCD Bananeiras enfrenta o Cabo Branco em jogo válido pelas quartas de final da Liga Paraibana de Futsal

Nesta segunda-feira (15) terá o jogo mais importante do ano, até o momento, para equipe do UCD Bananeiras. As 20:00 no ginásio Oldilon Ribeiro Coutinho, bairro Valentina de Figueiredo em João Pessoa o UCD Bananeiras enfrentará a tradicional equipe do Cabo Branco em partida válida pelas quartas de final da Liga Paraibana de Futsal.

A motivação toma conta da equipe brejeira e uma certeza já temos, será um grande jogo. Após o jogo treino realizado na última terça na cidade de Borborema o treinador Girlan Carlos fechou o grupo e disse estar confiante para trazer a vitória e a vaga entre os quatro melhores times do Estado. “Mais uma vez temos a oportunidade de mostrar nosso futebol, vamos lá respeitando o Cabo Branco, mas vamos pra trazer a vitória”.

Para o jogo mais importante do ano o UCD Bananeiras vem completo com todos atletas a disposição e com uma surpresa. A torcida que não puder acompanhar o jogo no ginásio poderá acompanhar a transmissão pelas redes sociais da equipe e também pelo Facebook da rádio Integração, que acompanhará o UCD e transmitirá ao vivo e direto de João Pessoa. Reforçamos o pedido de torcida por nossa equipe e lembramos que o UCD Bananeiras é o brejo na Liga Paraibana de Futsal. Mais informações no perfil da equipe.

 

Por Ivson Danilo

 

 

Botafogo joga atrás e perde para Fortaleza no jogo de ida da final

Com uma postura defensiva, o Botafogo-PB não ofereceu perigo ao Fortaleza na noite desta quinta-feira (23), na Arena Castelão, e perdeu o jogo de ida da decisão da Copa do Nordeste 2019 por 1 a 0.

O centroavante Wellington Paulista fez o único do gol do jogo, que garante aos cearenses a vantagem de jogar pelo empate no jogo de volta, marcado para a próxima quarta-feira (29), no estádio Almeidão, em João Pessoa.

Para a grande finalíssima, o técnico Evaristo Piza, do Botafogo-PB, deve contar com o retorno do meia Marcos Aurélio, que cumpriu suspensão automática em Fortaleza.

Maispb 

 

 

Juiz morre após cair desacordado em jogo da primeira divisão boliviana

Luto no futebol boliviano. O árbitro Víctor Hugo Hurtado não resistiu a um mal súbito sofrido no duelo entre Always Ready x Oriente Petrolero pela primeira divisão local, neste domingo, e acabou falecendo aos 32 anos. A notícia foi publicada pelos jornais “Los Tiempos” e “Deporte Total”, com base nas informações do delegado do jogo, Luis Callejo.

– Lamentamos a morte do árbitro Víctor Hugo Hurtado, enquanto ele dirigia a partida entre Always Ready e Oriente Petrolero. Enviamos nossas condolências e solidariedade à sua família, amigos e colegas. O futebol boliviano está de luto – lamentou o presidente boliviano, Evo Morales.

Evo Morales Ayma

@evoespueblo

Lamentamos el fallecimiento del árbitro Víctor Hugo Hurtado, mientras dirigía el partido entre Always Ready y Oriente Petrolero. Enviamos nuestras condolencias y solidaridad a su familia, amigos y colegas. El fútbol boliviano está de luto.

O jogo foi disputado no Estádio Villa Ingenio de El Alto, inaugurado no ano passado e considerado um dos mais altos do mundo, a mais de 4 mil metros de altitude na grande La Paz. Inicialmente, não há qualquer relação do mau súbito com relação aos efeitos da altitude.

View image on Twitter

Deporte Total

@deportetotal_bo


Falleció el árbitro cochabambino Víctor Hugo Hurtado de 32 años. Que condujo el cotejo entre Always Ready y Oriente Petrolero, que en los primeros minutos se desvaneció en pleno campo de juego en el segundo tiempo.

O árbitro passou mal no início do segundo tempo e foi levado a um hospital local, porém a tentativa de reanimá-lo foi sem êxito. A partida, que estava empatada em 0 a 0 na hora do mau súbito, continuou até o apito final, e o Always Ready goleou por 5 a 0.

Árbitro Victor Hugo Hurtado cai desacordado Always Ready X Oriente Petrolero Bolívia — Foto: Reprodução / Youtube

Árbitro Victor Hugo Hurtado cai desacordado Always Ready X Oriente Petrolero Bolívia — Foto: Reprodução / Youtube

 

GE

 

 

Em jogo sonolento, Treze perde para o Náutico no Amigão e fica em penúltimo

O Treze não conseguiu fazer valer o mando de campo e perdeu para o Náutico-PE, na noite deste sábado (18), em partida válida pelo Campeonato Brasileiro da Série C, no Estádio Amigão, em Campina Grande. Com um gol solitário de Matheus Carvalho, o Timbu venceu por 1 a 0. O resultado colocou os alvirrubros na terceira posição, com seis pontos. O Galo aparece na nona posição, com três, a frente apenas do Santa Cruz.

PRIMEIRO TEMPO

A primeira etapa começou em velocidade 1 no Amigão. Aproveitando a apatia mandante, o Timbu tomou o controle das primeiras poucas ações. Nesta ligeira superioridade, saiu o gol. Aos 19 minutos, Matheus Carvalho abriu o marcador. O tento acordou os paraibanos, mas, ainda assim, a pressão não foi suficiente para empatar.

FALSO DOMÍNIO

Atrás no placar, o Galo de Campina voltou buscando empatar. Conformado com o 1 a 0, o Náutico se compactou e se fechou. A postura visitante chamou os alvinegros para cima. Apesar da maior posse, os trezeanos não conseguiam levar perigo à zaga alvirrubra. Mal em campo, a torcida também pouco ameaçava.

Conforme o tempo ia passando, os torcedores locais ficavam impacientes. Aliás, não bastasse as poucas chances criadas, ainda assistiam a um show de cera dos alvirrubros. Na base do abafa, o Galo ainda tentou pressionar nos últimos minutos. Sem efetividade e com a área timbu bem cercada, contudo, a vitória ficou com os pernambucanos.

PRÓXIMOS JOGOS

Treze e Náutico voltam a campo no próximo fim de semana. No sábado (25), o Galo visita o Globo no Barretão, em Ceará-Mirim. O duelo ocorre às 17h. No domingo, é a vez do Timbu entrar em campo. Também fora de casa, os alvirrubros enfrentam o Confiança, em Aracaju. O confronto está marcado para 17h15, no Estádio Batistão.

OUTROS RESULTADOS

O Náutico foi o único time a vencer neste sábado pela quarta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. Quatro jogos foram disputados, destaque também para o empate por 3 a 3 entre Santa Cruz e Sampaio Corrêa. Imperatriz-MA ficou no 0 a 0 com o Confiança-SE, enquanto Tombense-MG empatou por 1 a 1 com o Luverdense-MT.


Portal WSCOM com Agência Futebol Interior

 

 

 

Em jogo eletrizante, Botafogo da Paraíba bate o Náutico por 2 x 1 e vai à final da Copa Nordeste

A noite desta quinta-feira (09) foi histórica no estádio Almeidão, em João Pessoa.

O Botafogo-PB bateu o Náutico por 2 a 1, em um grande jogo pela semifinal da Copa do Nordeste, e com o gol da vitória marcado de cabeça pelo baixinho Juninho, aos 44 minutos do segundo tempo.

Pela primeira vez o Belo vai disputar a final do Nordestão, feito que apenas o Campinense, em 2013 e 2016, havia conseguido representando a Paraíba.

Na primeira chegada do Belo, antes de completar um minuto de jogo, Fábio Alves cruzou para Nando, que bateu de direita e a bola explodiu na trave, mas o árbitro Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro marcou falta do atacante do Belo. O lance serviu para levantar a torcida na arquibancada do Almeidão.

Aos 5, mais uma chance. Clayton lançou Nando, que caiu pela esquerda. O goleiro saiu e o camisa 9 achou Clayton, que rolou para Juninho, que chutou da marca do pênalti, mas Camutanga estava em cima da linha para salvar o time pernambucano.

Na volta de Marcos Aurélio ao time titular após ficar afastado por lesão, o Botafogo-PB ficou mais forte na bola parada. E em uma cobrança de falta da entrada da área, aos 12 minutos, o camisa 10 mandou a bola no travessão de Bruno e quase abriu o placar.

Mas a chance mais clara no início da partida foi do Náutico. Aos 14, Marcos Vinicius errou na saída de bola e Lucas Paraíba invadiu a área livre, e tocou por cima de Saulo. Wallace Pernambucano estava sozinho na pequena área, mas furou, e jogou fora a oportunidade do Timbu.

Três minutos mais tarde, Lucas Paraíba cruzou da esquerda e Wallace Pernambucano subiu mais que todo mundo para cabecear como manda o manual, para o chão, mas ele não contava com um milagre operado por Saulo, lembrando Gordon Banks diante de Pelé, para salvar o Botafogo-PB.

O ritmo, que era muito intenso, caiu um pouco depois da metade do primeiro tempo. O jogo ficou mais truncado no meio campo, algumas faltas eram marcadas, e os goleiros pouco trabalhavam.

Mas aos 40 minutos, Israel fez grande jogada pela direita, passando com a bola por entre as pernas de Assis, e tocou para o meio da área, onde Nando bateu de primeira, mas a bola subiu demais e foi para fora.

Perto do apito final, aos 45, Marcos Vinicius recebeu lançamento de Israel na esquerda e cruzou para Nando, que estava na linha da pequena área, sozinho, mas ele tocou mal na bola e acabou desperdiçando a chance do Botafogo-PB ir para o intervalo com a vantagem.

Segundo tempo

Em contra-ataque de muita velocidade, aos 4 minutos, Marcos Aurélio acionou Clayton na esquerda, que passou para Juninho no meio. O camisa 21 abriu para Israel, que avançou pela direita e chutou cruzado da entrada da área, mas Bruno resvalou com a ponta dos dedos e mandou para escanteio. Na cobrança, Marcos Aurélio mandou fechado e quase fez olímpico, mas o arqueiro do Timbu evitou o gol botafoguense.

Aos 10, finalmente saiu o gol no jogaço. Nando invadiu a área pela direita e dividiu com o goleiro alvirrubro. Na sobra, ele mesmo brigou com a zaga, ganhou de Camutanga e tocou de pé esquerdo para balançar as redes e explodir a torcida do Belo no Almeidão.

Mas a comemoração não durou muito tempo. Aos 15, Tarcísio invadiu a área pela esquerda e chutou cruzado de canhota, Saulo fez a defesa parcialmente, a bola percorreu toda linha do gol, antes de entrar, e deixar tudo igual.

Dois minutos depois, Marcos Aurélio cobrou escanteio da esquerda e quase marcou olímpico, e Bruno novamente fez grande defesa para evitar o gol. Na hora da batida, o camisa 10 voltou a sentir a lesão na coxa que o deixou de fora das últimas duas semanas, e foi substituído por Enercino.

E aos 22, Enercino participou pela primeira vez, e de forma decisiva. O camisa 20 recebeu na área e foi atropelado por Rafael Ribeiro. O árbitro assinalou pênalti. Fábio Alves foi para a cobrança e mandou forte no canto esquerdo, mas Bruno foi buscar e evitou o gol do Belo.

O Náutico tentava controlar o jogo e evitar a pressão botafoguense, que buscava fazer uma blitz no seu campo ofensivo após as entradas de Dico e Paulo Renê nas vagas de Marcos Vinicius e Nando. E aos 36, Israel avançou pela direita e cruzou para a área, onde Paulo Renê deu de bicicleta e mandou a bola por cima da meta.

Aos 42, por muito pouco não sai o segundo gol do Botafogo-PB. Dico avançou pela direita até a linha de fundo e cruzou para Paulo Renê, que raspou de cabeça quase na pequena área e a bola passou muito, muito perto do poste direito do alvirrubro pernambucano.

E já perto do fim, aos 44, Clayton cobrou falta na área e o pequenino Juninho, de cabeça, encobriu todo mundo e balançou as redes, para fazer tremer o Almeidão e levar o Belo para a final da Copa do Nordeste.

Ficha técnica

Botafogo-PB 2 x 1 Náutico

Copa do Nordeste de 2019 (semifinal – jogo único)
Estádio: Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN); Jean Márcio dos Santos (RN) e Vinicius Melo de Lima (RN)

Cartões amarelos: Fábio Alves, Rogério, Marcos Aurélio, Nando, Enercino (B); Jimenez, Bruno, Luiz Henrique (N)
Gols: Nando (B); Tarcísio (N)

Botafogo-PB: Saulo, Israel, Lula, Donato, Fábio Alves; Rogério, Marcos Vinicius (Dico), Juninho, Clayton, Marcos Aurélio (Enercino); Nando (Paulo Renê). Técnico: Evaristo Piza.

Náutico: Bruno, Hereda, Rafael Ribeiro, Camutanga, Assis (Krobel); Jimenez, Luiz Henrique, Wagninho, Lucas Paraíba (Tarcísio), Odilávio (Rafael Oliveira); Wallace Pernambucano. Técnico: Márcio Goiano.

 

Paraibaonline

Foto: Ascom/Botafogo-PB

 

 

 

Flamengo repete o placar do primeiro jogo e é campeão carioca

O Flamengo conquistou o título carioca de 2019 com mais uma vitória por 2 a 0 sobre o Vasco, na segunda partida da final do Estadual. O confronto, disputado na tarde deste domingo no Maracanã coroou a melhor campanha na competição. O Vasco chegou à final por ter vencido a Taça Rio, primeiro turno do Carioca. O Flamengo venceu o segundo turno e foi a equipe com mais pontos em toda a fase de classificação. William Arão abriu o placar no primeiro tempo, e Vitinho fez o segundo gol na etapa final.

Passado o Estadual, Flamengo e Vasco têm compromissos importantes nesta próxima semana. O Rubro-Negro visita a LDU em Quito, em busca da classificação à próxima fase da Libertadores. Um empate garante a classificação com uma rodada de antecedência.

Já o Gigante da Colina recebe o Santos na quarta-feira, em São Januário, no jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil. No jogo de ida, a equipe foi derrotada por 2 a 0 na Vila Belmiro.

O Jogo – O primeiro tempo no Maracanã começou quente. O Vasco, precisando reverter a vantagem de 2 gols do Flamengo, iniciou a partida com uma postura agressiva, marcando em cima e tentando não deixar o Flamengo jogar. O Rubro-Negro, por sua vez, manteve a calma e chamava o Vasco para seu campo enquanto buscava impor velocidade em suas subidas ao ataque.

E a chegada do jogo foi do Flamengo. Com um minuto, Gabriel avançou pela direita e cruzou pelo alto. Arrascaeta recebeu e arrsicou o chute, mas a bola desviou em Danielo Barcelos e o goleiro Fernando Miguel defendeu.

O Vasco respondeu na cobrança de um escanteio no minuto seguinte. Bola levantada na área e Werley acertou cabeçada para fora.

A equipe de Alberto Valentim mostrava muita disposição, mas o Flamengo construia as melhores oportunidades. Aos 12, Arrascaeta cobra falta da intermediária, a zaga rebate e Renê solta a bomba. A bola passa rente ao poste esquerdo de Fernando Miguel.

Três minutos depois, o Flamengo usou uma de suas maiores armas, a bola aérea, para abrir o placar no Maracanã. Falta pela direita do ataque, Pará rolou para Arrascaeta, que levantou na medida para William Arão cabecear para o fundo da rede.

Mesmo em vantagem, Flamengo seguiu mais perigoso, e teve dois contra-ataques muito perigosos aos 27 e 28 minutos. No primeiro, Diego lançou Gabigol na ponta esquerda. Ele penetrou na área e, quase sem ângulo, tentou um chute cruzado, mas Fernado Miguel cortou.

No segundo lance, Arrascaeta lançou Gabigol novamente do lado esquerdo. Desta vez, ele entrou na área, chamou a marcação e tocou por baixo das pernas do zagueiro vascaíno. Na pequena área, Diego tocou para o gol mas mandou em cima do goleiro vascaíno. Aos 30, Arrascaeta cobrou escanteio e Renê chutou na rede pelo lado de fora.

Nos minutos finais da primeira etapa, o Vasco subiu de produção e conseguiu chegar com perigo em busca do empate. Na melhor oportunidade, aos 33, a bola é levantada na área e Diego Alves corta de soco. No rebote, Yago Pikachu chutou de primeira no canto, mas Renê cortou quase na linha e salvou o empate.

O Vasco ainda chegou com perigo por duas vezes antes do apito final do primeiro tempo, aos 39 e aos 44. Lucas Santos recebeu cruzamento da direita de Marrony e acertou o chute. A bola desviou em Pará e saiu pela linha de fundo, próximo à trave.

No último lance de perigo, Raul Cáceres cruzou da direita e, após disputa pelo alto, Danilo Barcelos chutou fraco e Diego Alves defendeu.

O Vasco voltou para o segundo tempo com Maxi López no lugar de Lucas Santos, e partiu para cima do Flamengo em busca do empate. Pressionando desde que a bola rolou, o Cruz-Maltino esteve perto do empate.

Com um minuto, Marrony arriscou de fora da área e mandou pela linha de fundo. Dois minutos depois, jogada pela direita do ataque, Cáceres tocou para Pikachu, que chegou batendo. Maxi tentou desviar de letra mas mandou nas mãos de Diego Alves.

O Vasco levou um susto aos 14. Em contra-ataque rápido, Arrascaeta tocou em profundidade para Gabigol, que entrou na área, driblou o goleiro e mandou para a rede. O VAR chamou o árbitro e apontou impedimento no lance e o gol foi anulado.

Aos 20, Diego Alves fez sua maior defesa no jogo. Bruno Cesar cruzou da esquerda e Maxi López tocou de primeira para o gol, mas o goleiro do Fla se esticou e tirou com a ponta dos dedos, em lance de grande reflexo.

Aos 25, o Fla respondeu com Gabigol. Jogada pela esquerda, o atacante entrou na área e acertou a trave de Fernando Miguel.

Aos 33, Abel Braga fez duas alterações no Flamengo. Saíram Gabigol e Arrascaeta, e entraram Ronaldo e Vitinho. E foi do atacante o gol que deu números finais ao confronto decisivo. Aos 37, Diego faz boa jogada, avança pelo campo adversário e toca na medida para a escapada de Vitinho, que acerta belo chute cruzado e mata Fernando Miguel: Fla 2 a 0.

O Vasco ainda teve uma oportunidade aos 40, quando Danilo Barcelos cobrou falta próximo a àrea e acertou o travessão. Aos 42, Werley recebeu o segundo amarelo e foi expulso de campo.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 x 0 VASCO

Local: Etsádio do Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Data: 21 de abril de 2019. domingo

Horário: 16h00 (horário de Brasília)

Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda

Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Luiz Cláudio Regazone

VAR: Bruno Arleu e Daniel Espírito Santo

Cartões amarelos: Diego, Gabriel, Cuéllar (Flamengo); Leandro Castán, Werley, Danilo Barcelos, Bruno César, Raul, Marrony (Vasco)

Cartão vermelho: Werley (Vasco)

Público: 52.398 (47.995 pagantes)

Renda: R$ 2.152.256,00

Gols:

FLAMENGO: William Arão, aos 15 min do 1º tempo; Vitinho, aos 37min do 2º tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Rodrigo Caio, Léo Duarte e Renê; Cuéllar, Willian Arão e Diego; Arrascaeta (Vitinho), Gabigol (Ronaldo) e Everton Ribeiro (Lincoln)

Técnico: Abel Braga

VASCO: Fernando Miguel, Raul Cáceres (Bruno César), Werley, Leandro Castán e Danilo Barcelos; Raul, Lucas Mineiro, Yago Pikachu e Lucas Santos (Maxi López); Marrony e Yan Sasse (Ribamar)

Técnico: Alberto Valentim

Gazeta Esportiva