Arquivo da tag: jogada

Homem é morto a pedradas na Grande JP; perna dele foi decepada e jogada para cão

casos de policiaDois homens foram encontrados mortos no início da manhã desta segunda-feira (31) em Santa Rita, na Grande João Pessoa. Em um dos crimes, a vítima teve parte da perna decepada e lançada para alimentar um cão na casa vizinha.

O primeiro caso foi registrado por volta das 5h, quando um homem foi assassinado a tiros numa praça no bairro Marcos Moura. Enquanto apuravam as circunstâncias do crime e realizavam perícia no local, policiais foram informados de que outra vítima havia sido morta no loteamento ‘Plano de Vida’, situado no mesmo bairro.

Ao chegar ao local, as equipes constataram que um morador de um sítio foi assassinado a pedradas. Segundo apuração da Rádio Correio 98 FM, a vítima ainda teve parte de uma das pernas decepadas pelos criminosos, que a jogaram para alimentar um cachorro que latia muito na casa vizinha.

A esposa do homem alega que ele não tinha antecedentes criminais e era viciado apenas em bebidas alcoólicas. Inicialmente, a polícia trata o caso como latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte.

Até a publicação desta matéria, nenhum suspeito nos casos havia sido preso.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Bethe detona Ronda por deixar cinturão no Brasil: ‘jogada de marketing’

Achei curioso quando logo que Ronda venceu Bethe Correia começou a pipocar na minha TL do Facebook uma notícia antiga, de março, de que a campeã do UFC doou US$ 30 mil para o Instituto Reação, do judoca Flavio Canto na Rocinha, Rio. Mais que isso, a norte-americana decidiu que seu cinturão ficaria no Brasil. Como ganha um prêmio por luta, ela achou que seria legal deixar o título por lá, e fez isso entregando para Canto na terça-feira. Bom, nem todo mundo gostou.

A vítima de Ronda, Bethe Correia, declarou aos amigos da Ag. Fight que acha que tudo não passou de uma jogada de marketing:

“Não consegui enxergar ela como essa mulher querendo fazer esse simbolismo. Acho que tudo foi marketing dela. Pelo que conheci, pelo que vi da Ronda comigo, ela é a maior jogadora de marketing. Não enxergo ela fazendo boas ações assim não.”

Bethe já tem um histórico complicado ao falar mal de Ronda. Pode ser que, como diz que desconhecia o suicídio do pai de Ronda, também não tenha ficado sabendo que a campeã do UFC já havia doado US$ 30 mil para o mesmo Instituto há poucos meses, sem tanta repercussão – o que diminui enormemente a possibilidade de isso ser uma jogada de marketing.

A entrevista abordou também o futuro da paraibana, derrotada pela primeira vez na carreira e agora 7ª do ranking, e sobre o que lhe restou do UFC 190.

“O UFC 190 foi incrível. Vi o mundo parar para ver a luta. O público estava superanimado, tivemos recorde de mídia… Foi um trabalho incrível. Como protagonista, acho que fiz um excelente trabalho. Bem, o resultado não foi como eu queria, mas me preparei bem. Quando me desequilibrei e dei o rolamento para me levantar, já fiquei meio que sem base e ela já tava muito em cima e acabou da mão dela entrar. Nunca menosprezei o boxe de ninguém. Mas ainda confio mais no meu boxe e acho que em uma luta de trocação da gente, acho que sou muito melhor e mais técnica do que ela”, afirmou a brasileira.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Este ano vou pegar uma top cinco. Quero fazer eventos maiores, quero que o próximo seja dez vezes maiores. Nasci para isso, nasci para brilhar”, acrescentou ela, que também falou do desafio proposto por Jéssica Andrade. “Não tenho rivalidade com brasileira nenhuma. Não sei porque ela tem. Estou tranquila. Vou lutar novamente este ano, quero uma top cinco para ficar próxima de lutar pelo título. Quero lutar pelo título o quanto antes em 2016.”

 

Uol

Crise de ciúmes: Mulher é agredida e jogada de cima mureta no centro de João Pessoa

samuUma crise de ciúmes por pouco não terminou em morte na noite desta sexta-feira (8), no centro de João Pessoa.

De acordo com a polícia, Vandeluska de Andrade Alves, 33 anos, estava bebendo em um churrasquinho na Praça 1817. A dona do estabelecimento comercial suspeitou de que ela estava se engraçando para o seu marido e partiu para agredi-la.

Depois de espancar a mulher, a dona do churrasquinho jogou a vítima de cima de uma mureta e ela acabou caindo de uma altura de cinco metros. Com a queda, Vandeluska de Andrade Alves bateu com a cabeça no chão e desmaiou.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu a mulher para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena.

Paulo Cosme\David Martins

Mãe é agredida e jogada em cisterna ao salvar filha de ser estuprada pelo avô

Divulgação/ Sylvio Rabello Francisco Sousa foi preso pela PC
Divulgação/ Sylvio Rabello
Francisco Sousa foi preso pela PC

Uma mulher de 33 anos foi jogada dentro de uma cisterna ao salvar a filha de 12 anos de ser estuprada pelo avô. O crime ocorreu nessa quarta-feira (4), na zona rural da cidade de Várzea, a 275 km de João Pessoa. Francisco Sousa, 64 anos, que é suspeito do crime, foi preso em flagrante por uma equipe do Grupo Tático Especial (GTE) da Polícia Civil de Patos.

De acordo com o delegado Sylvio Rabello, titular da Seccional de Patos, profissionais do Conselho Tutelar e do Centro de Referência em Educação Infantil (Creis) faziam visitas na localidade quando encontraram a menor com arranhões no pescoço e questionaram sobre as marcas de agressões.

“A garota disse que os arranhões foram feitos pelo avô quando ele tentava estuprá-la. Assustados, o pessoal do Conselho e do Creis trouxe a menina até a delegacia de Patos. Colhi o depoimento da garota e da mãe, que confessaram o crime e narraram como tudo aconteceu. Essa não seria a primeira vez que o homem tentou estuprar a neta. Foi desesperador!”, falou o delegado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ainda de acordo Rabello, a mãe da menina ao presenciar a cena foi defender a filha, mas também foi agredida. “A mulher relatou que o pai a jogou dentro de uma cisterna, que fica no fundo da casa onde moram. Ela foi resgatada do local com a ajuda de parentes e amigos. As pessoas ainda tentaram segurar o acusado para não fugir. A mãe contou que ficou desesperada ao ver o pai dela tentar estuprar a própria neta”, disse.

Francisco Sousa foi autuado pelo crime de estupro de vulnerável e levado nesta quinta-feira (5) para a Cadeia Pública de Santa Luzia, no Cariri do estado. A garota vai passar por tratamento psicológico.

 

Por Hyldo Pereira

Adolescente é estuprada, jogada de barragem e sobrevive na Grande SP

PresoUma menina de 13 anos sobreviveu após ser estuprada e agredida por um caseiro, e depois jogada de uma barragem em Mairiporã, na Grande São Paulo, na noite de quarta-feira (5), de acordo com a Polícia Civil.

A menina ela estava com as mãos amarradas e com saco na cabeça, mas conseguiu se esconder em uma mata antes de pedir socorro a um vigia na manhã desta quinta-feira (6). A garota passou a noite sozinha em uma guarita vazia, de acordo com o relato feito aos policiais.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O suspeito foi preso na manhã desta quinta-feira (6) após análise de câmeras de segurança. Segundo o tenente da Polícia Militar (PM) Éderson Balduíno, o caseiro, de 45 anos, passou com um carro e rendeu a menina quando ela voltava da escola, por volta das 19h de quarta-feira.

Caseiro é suspeito de estupro em Mairiporã, segundo a Polícia Civil (Foto: Reprodução/Globo News)Caseiro é suspeito de estuprar menina em Mairiporã,
segundo a polícia  (Foto: Reprodução/Globo News)

O caseiro usou uma faca para ameaçar a vítima a entrar no veículo e a levou para uma chácara localizada em uma estrada de Mairiporã, onde ele trabalha. No local, a garota foi violentada. Em seguida, a vítima teve as mãos amarradas e um saco de plástico foi colocado na cabeça da menina. Depois, ela foi levada para perto da queda d’água da barragem.

O criminoso pensou que a menina estava morta por causa da violência e tentou esconder o corpo, segundo o relato dos policiais. Mas a garota estava viva, conseguiu escapar e se esconder em uma guarita vazia. Na manhã desta quinta-feira, o guarda chegou e ela pediu socorro.  A adolescente foi encaminhada para o hospital da cidade, onde fez exame de corpo de delito. Depois, no começo da tarde, ela foi levada para a delegacia para prestar depoimento.

O pai da vítima conta que está arrasado. “Tô arrasado, arrasado mesmo. Ontem eu não jantei, hoje não almocei. Chorei tanto que eu nem sei contar pra você. Eu que justiça porque um homem desse no mundo é pra viver na prisão.”

Câmeras de segurança
O tenente da PM Éderson Balduíno explicou que após a comunicação do desaparecimento da menina na noite de quarta-feira, a polícia analisou câmeras de segurança instaladas no percurso da estudante entre o ponto de ônibus e a casa dela.

O carro do caseiro apareceu nas imagens e houve um comunicado, durante a manhã desta quinta-feira, que o veículo estava em um posto de combustíveis. O homem foi abordado e levado para a delegacia, onde foi reconhecido pela vítima.

Segundo o tenente, os moradores da região suspeitam que ele tenha cometido outros estupros na cidade. O suspeito foi preso e será ouvido durante a tarde desta quinta-feira pela Polícia Civil. Depois, ele será encaminhado para um centro de detenção provisória da Grande São Paulo.

Adolescente foi abordada por caseiro em estrada de Mairiporã antes de ser violentada e jogada de barragem (Foto: Reprodução TV Globo)Menina foi abordada por caseiro em estrada de Mairiporã antes de ser estuprada (Foto: Reprodução TV Globo)
G1

Exclusivo: Trauma entra com protocolo para decretar morte cerebral de jovem que foi jogada de veículo na BR 230

mae-de-khaterineUma equipe da TV Arapuan estava no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, quando a mãe da jovem Khaterine de 17 anos, foi informada da morte cerebral da garota, na manhã desta quarta (30).

A mãe, que tinha dado entrevista exclusiva ao Sistema Arapuan nesta terça (29), tinha esperanças de que a jovem conseguisse se recuperar.

Ao receber a informação de que o Hospital iria iniciar o protocolo para constatar a morte encefálica, a mãe caiu em prantos, porém a morte cerebral só poderá ser confirmada após terem terminado todos os exames

Equipes da central de transplantes já estão apostos aguardando o desfecho desses exames.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

São três exames de protocolo e dois deles já constataram a morte cerebral, contudo o socorrista que atendeu a jovem afirmou que ela ainda reage a alguns estímulos.

A Polícia ainda não tem pistas do acusado de ter jogado a jovem do veículo na BR 230 na noite de sexta (26), mas já tem informações do modelo, cor e da placa.

Mais informações em instantes.

Marília Domingues / Washington Luis