Arquivo da tag: Joaquim Barbosa

PF investiga policial que postou que ex-ministro do STF Joaquim Barbosa fez ‘papel do escravo’

A Polícia Federal abriu nesta segunda-feira (29) um inquérito para apurar a conduta de um policial da Superintendência Regional da Paraíba que fez menções desrespeitosas ao ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa em postagens nas redes sociais no domingo (28).

Por meio de nota enviada à imprensa, a PF explica que a Corregedoria Regional do órgão já adotou os procedimentos necessários pertinentes ao caso. A assessoria também informou que o policial está em missão e não poderia ser contatado.

Postagem no Twitter feita por policial federal vai ser investigada pela PF — Foto: Reprodução/Twitter

Postagem no Twitter feita por policial federal vai ser investigada pela PF — Foto: Reprodução/Twitter

As postagens foram feitas pelo policial federal na manhã do domingo (28). No Twitter, às 8h07, o policial compartilhou uma postagem do presidente eleito Jair Bolsonaro sobre a declaração de voto do ex-ministro Joaquim Barbosa ao então candidato do PT Fernando Haddad e fez o seguinte comentário:

“Na minha opinião, o negro Joaquim Barbosa, erigido ao posto de Ministro do STF, apenas paga favor ao PT. Faz papel do escravo que, mesmo com carta de alforria, teve medo de deixar a Casa Grande. Seu voto é só isso: Apenas 1 voto. Nada mais.”

Em seguida, o servidor postou esta mesma mensagem no Instagram, ressaltando o conteúdo na legenda da foto.

“Joaquim Barbosa não é o primeiro caso de negro que, mesmo de posse de sua carta de alforria, se negou a deixar a Casa Grande e a convivência harmoniosa com seus senhores.”

A Polícia Federal explicou, na nota, que “reafirma o seu absoluto respeito às pessoas e às instituições mantendo o firme propósito de sempre apurar todas as condutas eventualmente irregulares de seus servidores”.

Ex-ministro do STF Joaquim Barbosa publicou apoio a Fernando Haddad (PT) na reta final do 2º turno — Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

Ex-ministro do STF Joaquim Barbosa publicou apoio a Fernando Haddad (PT) na reta final do 2º turno — Foto: Ueslei Marcelino/Reuters

G1

Ricardo ‘rasga’ elogios a Lula e diz que ainda não sabe se Joaquim Barbosa será candidato

O governador Ricardo Coutinho (PSB) rasgou elogios ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), durante entrevista concedida à imprensa de Brasília nesta quinta-feira (19). O socialista participou de encontro com a cúpula do PSB para discutir a pré-candidatura do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, a presidente da República.

O chefe do executivo estadual disse que não sabe se Joaquim Barbosa será candidato, mas defendeu que o partido  lance  uma candidatura “em defesa da democracia” e contra atitudes que ele chamou de ‘fascistóides’.

Questionado sobre uma possibilidade de aliança com o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), ele respondeu: “Não existe” .

paraiba.com.br

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Joaquim Barbosa: “Impeachment deveria ter precisão científica”

Joaquim-BarbosaO ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, comentou o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Apesar da ferramenta está prevista em na Cosntituição, o ex-ministro considerou que o impeachment é uma “bomba” e só deveria ser utilizado com “precisão quase científica”.

“Impeachment é uma bomba! É um mecanismo legítimo, mas traumático; necessário, mas deve ser usado com precisão quase científica”, postou  Joaquim Barbosa em sua conta no Twitter.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Para Joquim Barbosa, o impeachment em alguns casos pode ser “regenerador”, mas em outros pode se revelar “destrutivo, convulsivo, provocador de “rachas” duradouros na sociedade”.

Roberto Targino – MaisPB

Presidente do STF, Joaquim Barbosa, manda jornalista ‘chafurdar no lixo’

Barbosa voltou a criar polêmica na última semana ao afirmar que o Judiciário tem mentalidade "pró impunidade" (Foto: Sérgio Lima/Folhapress)
Barbosa voltou a criar polêmica na última semana ao afirmar que o Judiciário tem mentalidade “pró impunidade” (Foto: Sérgio Lima/Folhapress)

Nessa terça, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, recomendou a um repórter do jornal O Estado de S. Paulo que ele fosse “chafurdar no lixo”. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

Ao ser abordado por Felipe Recondo, um dos jornalistas que o aguardavam após reunião do Conselho Nacional de Justiça, Joaquim Barbosa interrompeu a pergunta do repórter e disse: “Me deixa em paz, rapaz. Vá chafurdar no lixo como você faz sempre”.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ao ser questionado sobre sua reação, o ministro respondeu: “Estou pedindo, me deixe em paz. Já disse várias vezes ao senhor”. E terminou dizendo: “Eu não tenho nada a lhe dizer, não quero nem saber do que o senhor está tratando”.

Na última semana, Barbosa voltou a criar polêmica durante entrevista coletiva concedida a correspondentes internacionais na qual afirmou que o sistema penal brasileiro tinha penas brandas, cobrando uma condenação maior aos réus da Ação Penal 470, o chamado mensalão. Na ocasião, o ministro disse que os juízes brasileiros têm mentalidade “mais conservadora, pró status quo, pró impunidade”.

Em resposta, a Associação de Magistrados Brasileiros (AMB), a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra) emitiram nota afirmando que a declaração era “preconceituosa, generalista, superficial e, sobretudo, desrespeitosa” e criticando o “isolacionismo” de Barbosa.

Em nota assinada pelo secretário de Comunicação do Supremo, emitida logo após o incidente, Barbosa pede desculpas e afirma que se trata de “episódio isolado que não condiz com o histórico de relacionamento do ministro com a imprensa”.

Leia a íntegra da nota:
“Em nome do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ministro Joaquim Barbosa, peço desculpas aos profissionais de imprensa pelo episódio ocorrido hoje, quando após uma longa sessão do Conselho Nacional de Justiça, o presidente, tomado pelo cansaço e por fortes dores, respondeu de forma ríspida à abordagem feita por um repórter. Trata-se de episódio isolado que não condiz com o histórico de relacionamento do Ministro com a imprensa.
O ministro Joaquim reafirma sua crença no importante papel desempenhado pela imprensa em uma democracia. Seu apego à liberdade de opinião está expresso em seu permanente diálogo com profissionais dos mais diversos veículos. Seu respeito pelos profissionais de imprensa traduz-se em iniciativas como o diálogo que iniciará no próximo dia 07 de março, quando receberá em audiência o Sr. Carlos Lauria, representante do Comitê para Proteção de Jornalistas (CPJ), ONG com sede em Nova Iorque.
Wellington Geraldo Silva
Secretário de Comunicação Social – SCO
Supremo Tribunal Federal”
redebrasilatual