Arquivo da tag: João

Em vídeo, João cobra à população cumprimento de quarentena e faz alerta

O governador da Paraíba, João Azevêdo, neste domingo (22), usou seu perfil nas redes sociais para alertar à população com relação às medidas adotadas no plano de contingência de enfrentamento ao novo coronavírus (Covid-19) que está sendo executado na Paraíba.

O líder do Executivo ressaltou a necessidade da quarentena para que a saúde pública do estado não entre em colapso. Segundo ele, as medidas duras, porém necessárias, se forem cumpridas, podem ajudar na não disseminação do Covid-19.

O governador garantiu que vem realizando investimentos necessários para garantir o atendimento às vítimas do Coronavírus no estado. No último sábado, João anunciou ainda ontem (21), mais 300 novos leitos de UTI serão instalados na Paraíba.

João Azevêdo autorizou às forças de segurança a fazerem valer a determinação de isolamento social, fechando comércios considerados não problemáticos essenciais, como bares e restaurantes e retirando das ruas as pessoas que não fazem parte do grupo de profissionais dos serviços essenciais. Em caso de desobediência, as polícias podem até prender os infratores.

– Nesse momento a chegada do vírus é inevitável, mas o caos na saúde pública pode ser evitado. Depende de nós.

E acrescentou:

– Por isso, pedimos a todos que entendam, quarentena não é férias, trabalhar de casa não é folga. Evitam aglomerações, fiquem em casa.

 

PB Agora

 

 

Covid-19: João anuncia fechamento de bancos e realização de exames na PB

Até o início do mês de abril a Paraíba estará apta a realizar os exames para detectar a presença do coronavírus em seus pacientes. O anúncio foi feito pelo governador João Azevêdo (Cidadania), em uma live no Instagram, na noite desta sexta-feira (20).

“Um é do Estado e o outro da universidade e deve estar chegando em poucos dias. Estamos esperando os insumos, que estão difíceis de conseguir agora, para começar a fazer os exames aqui”, declarou. De acordo com Azevêdo, os testes devem começar no começo de abril.

De acordo com ele, dois equipamentos foram adquiridos no estado. Durante o vídeo, O governador respondeu a perguntas de internautas, que foram respondidas por ele e pelo secretário de saúde, Geraldo Medeiros

Ainda durante a live, o governador confirmou que os bancos e casas lotéricas deverão permanecer fechados em João Pessoa a partir do dia 22 por 15 dias. A medida integra uma série de medidas que integram um decreto a ser publicado neste sábado, 21, no Diário Oficial do Estado.

O chefe do executivo estadual pediu que os paraibanos permaneçam em casa durante o período da pandemia: “Fique em casa. O que queremos é evitar o contato com as pessoas. Não tenho dúvidas de que passaremos esse momento, talvez sejam meses difíceis para o nosso Estado, mas vamos vencer”.

CONFIRA A LIVE

pbagora

 

João e demais governadores do NE pedem suspensão de cortes no Bolsa Família e solicitam reunião com ministros

O governador João Azevêdo participou, nesta sexta-feira (20), de videoconferência com os demais governadores do Nordeste, oportunidade em que foram discutidas medidas conjuntas entre os Estados de enfrentamento ao novo coronavírus. A reunião on-line também contou com a participação do vice-presidente da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), Jarbas Barbosa.

Na reunião, os gestores nordestinos aprovaram um documento que será encaminhado ao Governo Federal, solicitando a imediata suspensão dos cortes do programa Bolsa Família na região e cobraram reuniões com os ministros da Saúde e da Economia, Luiz Mandetta e Paulo Guedes, respectivamente, para tratar de auxílio aos Estados nas respectivas áreas.

Na ocasião, ainda ficou definido que os governos estaduais farão compras coletivas de equipamentos e insumos necessários para o enfrentamento à Covid-19. Medidas de isolamento para conter a disseminação do novo vírus também foi alvo de discussão entre os governadores.

O governador João Azevêdo ressaltou a importância da união de esforços e da troca de experiências para dar as respostas necessárias à população em relação ao combate ao novo coronavírus. “Esse momento pede a uniformização de medidas econômicas, por exemplo. Além disso, devemos focar em ações para restringir a circulação de pessoas porque o isolamento é decisivo no controle da propagação do coronavírus”, pontuou.

 

pbagora

 

 

Deputado destaca estabilidade econômica da PB e critica impeachment contra João

“É preciso que não se pense apenas no período eleitoral”, diz deputado Chió sobre pedido de impeachment na ALPB

O deputado estadual deputado Chió (Rede) declarou ontem (13) que seu entendimento sobre o pedido de impeachment contra o governador João Azevêdo e a vice Lígia Feliciano, segue o mesmo raciocínio que o dos demais colegas de situação: que tudo não passa de um movimento para ganhar palanque eleitoral e visibilidade para as eleições municipais de outubro próximo. “É preciso que não se pense apenas no período eleitoral”, e lembrou os efeitos que culminaram com o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Segundo Chió, a Paraíba vive um momento político muito difícil. “É preciso que a gente tenha muita paciência. Quero pedir a esse parlamento que tenha muita sabedoria para não estabelecer o caos na Paraíba. Temos um Estado que paga em dia o funcionalismo, que reduziu os índices de violência. Não podemos desestabilizar o nosso Estado e essa minha fala vai direto para a oposição. O Brasil passou por isso, um golpe que destruiu o país. Não podemos cometer o mesmo erro que o Brasil cometeu. Precisamos deixar que a Paraíba siga firme, precisamos garantir a governabilidade, porque governabilidade é ter merenda escolar, governabilidade é ter assistência social, governabilidade é ter salários pagos em dia”, disse o parlamentar ontem na tribuna da ALPB.

Para Chió, o pedido é desprovido de qualquer lastro jurídico: “É preciso que não se pense apenas no período eleitoral. Não pensem em golpe na Paraíba.”

 

pbagora

 

 

João critica Impeachment e vê golpe caso pedido seja aceito na ALPB

O governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania) endossou a critica feita pelo deputado federal, Damião Feliciano (PDT), a respeito do pedido de Impeachment protocolado pelo deputado Wallber Virgolino (Patriotas) na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). João rechaçou a peça tachando de excrescência e disse que se o pedido for aceito pela Casa será caracterizado como golpe.

João defendeu a fala de Damião que teria acusado o presidente da Casa, Adriano Galdino (PSB) de ser protagonista do golpe. “Não vi dessa forma como [o repórter] está colocando. [Damião] fez uma leitura correta do processo que é desprovido de qualquer substância jurídica que possa garantir o prosseguimento: primeiro que não se faz impeachment de duas pessoas ao mesmo tempo, segundo que para que haja um processo de Impeachment é preciso que tenha havido crime de responsabilidade”, disse.

Para João, um processo desprovido de qualquer condição jurídica é uma excrescência e continuou: “depende das atitudes e passos da Assembleia para saber se isso é uma coisa pontual ou se existe um grupo de deputados interessados naquilo”, afirmou.

O gestor julgou a leitura feita por Damião, em relação à peça, correta. “Aquilo não existe, vamos avançar e aquilo será arquivado. O presidente Adriano Galdino tem noção do que é aquilo e do que representa para a democracia. Seria sim, caso tivesse prosseguimento, um golpe como foi dito pelo deputado”, destacou.

Mal estar entre poderes?

Nenhum deputado compareceu à cerimônia de abertura do ano letivo 2020 da rede estadual de ensino. Questionado se isso representaria algum mal estar entre poderes, João negou: De forma alguma, se ninguém veio é porque sua agenda não deve ter permitido.

João alegou que todos foram convocados, assim como é feito em qualquer solenidade.

O governador também reforçou que confia na sua base na Assembleia. “Sem dúvidas”, disse, alegando que o processo será resolvido rapidamente e que tem uma boa relação com o presidente da casa.

Marília Domingues / Fernando Braz

 

 

Polícias ameaçam greve e terão nova reunião com João, diz secretário

Categoria não descarta possibilidade de greve

Representantes das polícias Civil e Militar devem se reunir nesta quarta-feira (29) com o governador da Paraíba João Azevêdo. A informação foi confirmada pelo secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Jean Nunes, durante entrevista em emissora de rádio de João Pessoa nesta terça

Nunes garantiu que o governador tem interesse em ouvir as reivindicações da categoria e, desta forma, buscar uma solução para evitar a paralisação dos serviços de segurança do estado.

Representantes dos agentes e dos policiais declaram que não descartam a possibilidade de iniciarem uma greve no início de fevereiro.

O secretário Jean Nunes ressaltou que o governador João Azevêdo está empenhado em dialogar com a categoria e atendê-los desde que não ultrapasse o limite financeiro da administração.

De acordo com Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba – ASPOL/PB, uma Assembleia Geral Extraordinária está agendada também para esta quarta. O agentes devem discutir sobre o Subsídio, a Reforma da Previdência dos servidores da Paraíba.

Confira comunicado emitido pela associação:

ASPOL/PB realizará Assembleia Geral e policiais civis podem paralisar atividades

 A Associação dos Policiais Civis de Carreira da Paraíba – ASPOL/PB realizará, na quarta-feira (29), a Assembleia Geral Extraordinária da categoria. Investigadores criminais se reunirão para avaliar o momento atual da Polícia Civil e decidir por paralisação das atividades no Estado. O encontro acontecerá, às 15h, no Auditório do Centro Universitário de João Pessoa – Unipê, no bairro de Água Fria, em João Pessoa.

Na pauta da Assembleia está a discussão sobre o Subsídio, a Reforma da Previdência dos servidores da Paraíba, que será votada no retorno das atividades da Assembleia Legislativa e a paralisação da categoria.

“Os policiais civis passam por um momento de avaliação e reflexão sobre a situação atual na Polícia Civil. Temos que manter a união neste momento difícil e mostrar a insatisfação diante da falta de diálogo, desestrutura de algumas delegacias, pior salário do país, descumprimento do subsídio, gratificações defasadas, hora extra abaixo do valor constitucional, falta de publicação das escalas de plantão e convocações compulsórias, falta de recomposição salarial, que leva os investigadores a receber o pior salário do país há 10 anos. Esperamos a participação de todos na Assembleia para decidirmos os rumos da categoria”, disse a presidente da ASPOL/PB, Suana Melo.

 

PB Agora

 

 

João articula aumento linear de 5% no salário de todos os servidores

Na manhã desta segunda-feira (20), o governador João Azevêdo anunciou que deu início a discussão para conceder um reajuste de 5% nos salários de todos os servidores estaduais da Paraíba.

De acordo com o gestor o referido reajuste está sendo discutido com a equipe econômica.

“A intenção é um percentual de aumento linear de 5% para todas as categorias” revelou.

Ainda segundo João a proposta inicial seria 3% em janeiro e 2% em julho, mas que as categorias solicitaram que fosse antecipado para janeiro e a possibilidade está sendo estudada.

O possível aumento de 5% significa R$ 348 milhões por ano.

“Não tem um único estado do Brasil tentando fazer um percentual como esse que estamos apresentando par a Paraíba”, finalizou.

PB Agora

 

 

João rebate delação de Livânia: “Eu dizia desde o início do ano que retaliações iriam acontecer”

Durante solenidade na manhã desta segunda-feira (13), o governador João Azevêdo  rebateu as acusações da ex-secretária de Administração Livânia Farias, que em delação premiada, citou o seu nome.

De acordo com João a citação de Livânia nada mais é do que retaliação das mudanças que ele está promovendo na gestão desde que foram surgindo os envolvidos no esquema. Ele declarou ainda que já esperava essa atitude dela e de outras pessoas envolvidas.

“Eu dizia claramente que desde o início do ano, quando eu comecei a tomar medidas, em um conjunto de coisas que eu entendia que fosse corretas dentro do Governo, retaliações iriam acontecer e tá aí a prova, isso é natural. Você acha que pessoas que foram afastadas do governo, pessoas que foram citadas com algum tipo de envolvimento estão satisfeitas com esse processo? Jamais”, disse.

PB Agora

 

 

João anuncia concursos e detalha investimentos de R$ 1,8 bi para 2020

O governador João Azevêdo (sem partido) realizou, nesta segunda-feira (6), durante solenidade no Teatro Paulo Pontes, no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa, a prestação de contas das ações e obras realizadas pelo Governo do Estado, em 2019. Na ocasião, o gestor também anunciou investimentos de R$ 1,8 bilhão para o ano de 2020, que incluem concursos para o magistério, Porto de Cabedelo, Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa).

Concursos
Teatro Paulo Pontes, no Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa (Foto: José Marques/Divulgação/Secom-PB)

Além da previsão dos concursos públicos, o chefe do Executivo estadual irá empossar os aprovados no concurso do magistério de 2019 e 400 agentes socioeducativos da Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Alice de Almeida (Fundac) e concederá o reajuste do piso do magistério e correção do salário mínimo.

2020

Educação

Na educação, o Governo do Estado irá implantar 76 Escolas Cidadãs Integrais (ECIs), distribuídas em 151 municípios da Paraíba, com a oferta de 73 mil vagas. Também serão iniciadas a construção de 29 escolas e de 21 blocos de laboratórios, reforma de 32 escolas, entrega de 66 ginásios do programa Bom de Bola, ampliação dos programas Primeira Chance, Gira Mundo Estudante, Gira Mundo Professor, Ouse Criar, Escola de Valor e Mestres da Educação e ampliação de bolsas para pesquisas científicas.

Os convênios com os municípios na área irão permitir a aquisição e disponibilização de 58 ônibus, construção de 23 escolas, reformas de 28 unidades escolares e disponibilização de 32 conjuntos de equipamentos, laboratórios, mobiliários e veículos tipo Van, representando recursos na ordem de R$ 291,6 milhões.

Saúde

Na saúde, estão previstos a implantação do novo modelo de gestão hospitalar na Paraíba através da criação da Fundação de Saúde (PB Saúde), convênios com o Hospital Padre Zé, Napoleão Laureano e FAP, ampliação da Rede Cuidar direcionada à saúde da mulher, conclusão do programa Opera Paraíba e a implantação da Escola de Saúde Pública, totalizando investimentos de R$ 147,7 milhões.

Segurança

Na segurança, o governo irá implantar a primeira fase do sistema de monitoramento da segurança em João Pessoa, Campina Grande e Patos, iniciar as obras do novo Centro de Treinamento do Corpo de Bombeiros, implantar o Batalhão Ambiental e Apoio ao Turista, iniciar a reforma do Batalhão e canil do Bope e adquirir equipamentos de apoio ao sistema de segurança, representando R$ 189,4 milhões de recursos.

Trânsito

Também serão aplicados R$ 20 milhões na gestão de trânsito, por meio de implantação de novas Ciretrans nos municípios de Sousa, Catolé do Rocha, Santa Rita/Bayeux, Cabedelo e Monteiro, acesso a Ciretran de Cajazeiras e  reformas das Ciretrans de Araruna, Campina Grande, Conceição, Guarabira, Itaporanga e João Pessoa (sede e Valentina).

Presídios

O governo também prevê investimentos de R$ 42,8 milhões na administração penitenciária, com  a construção de mais um pavilhão e do Centro de Saúde no presídio Sílvio Porto, reforma do presídio Flósculo da Nóbrega, em João Pessoa, e Raimundo Asfora, em Campina Grande, construção do novo presídio em Gurinhém e ampliação de ações de ressocialização com a instalação de unidades de produção industrial dentro dos presídios.

Desenvolvimento humano

No segmento do Desenvolvimento Humano, a gestão estadual irá ampliar o cartão alimentação, o número de restaurantes populares e manterá os convênios para assistência com as entidades sem fins lucrativos e o abono natalino, assegurando investimentos de R$139 milhões.

Mulher e Diversidade Humana

Na pasta da Mulher e Diversidade Humana, serão realizadas a ampliação do programa integrado patrulha Maria da Penha, a criação da casa de acolhida provisória para mulheres vítimas de violência, do Centro de Referência de enfrentamento ao racismo e intolerância religiosa da Paraíba e do programa integrado para atenção à população LGBT em situação de rua e idosos, além do acompanhamento dos LGBT+ no sistema prisional por meio do programa Transforma.

Esporte

No esporte, os investimentos de R$ 7 milhões serão aplicados no programa Incentiva Esporte, que prevê o incentivo a diversas modalidades esportivas no estado.

Cultura

Na cultura, será iniciada a implantação do museu da Paraíba no Palácio da Redenção, a realização de 12 festivais de cinema por todo estado, a ampliação das ações nas áreas de música, teatro, circo, dança, literatura, artes visuais, cinema e educação e a instituição do ano cultural Mestre Sivuca e da celebração do centenário Celso Furtado. Os investimentos somam R$ 23,4 milhões.

Rodovias

Na área da infraestrutura rodoviária, estão previstas a conclusão das obras da PB-383 – Lastro/divisa RN, PB-200 – Juazeirinho/Santo André e PB-087 – Pilões/entroncamento PB-085 (Serraria). Serão iniciadas as obras PB-151 – Picuí /Nova Floresta, PB-100 – Queimadas / Fagundes, PB-394 – entroncamento BR-230 – Engenheiro Avidos e PB-099 – Lagoa Seca – Puxinanã. Também serão iniciadas as travessias urbanas nas cidades de São Mamede, Alagoa Grande, Damião, Logradouro, Barra de Santa Rosa e Sousa, a Ponte das Pedrinhas, em Sousa, e o arco metropolitano leste de Campina Grande, bem como as obras do contorno de Bananeiras,  recuperação da PB-323 (Catolé/Brejo do Cruz/São Bento/limite RN), a conclusão das três obras de mobilidade urbana de João Pessoa e iniciado o programa estradas da cidadania, contemplando comunidades de Pocinhos, Areia, São Francisco, Lagoa Seca, Santana dos Garrotes, Sapé, São João do Cariri e Alagoa Nova, totalizando recursos na ordem de R$ 178 milhões. Já R$ 37,6 milhões serão investidos na infraestrutura aeroviária, com o início da  construção do novo aeroporto de Patos e implantação do balizamento noturno dos aeródromos de Sousa, Iitaporanga, Catolé do Rocha e Monteiro.

Água e esgoto

Já as ações de saneamento e recursos hídricos serão destinadas ao início das obras do sistema adutor Arara/Solânea/Bananeiras/Casserengue; das obras de extensão do sistema adutor Transparaíba para Juazeirinho, Tenório, Junco do Seridó, Assunção e Taperoá; das obras de melhoria e reforma em estações de tratamento e reservatórios em todas as regionais e das obras da barragem Cupissura. Também estão previstos a recuperação do sistema de esgotos na Grande João Pessoa, a ampliação da rede de distribuição de abastecimento de água de vários municípios, início da implantação de dez barragens para produção agrícola, conclusão de barragem e sistema adutor Retiro e da 4ª adutora de Cajazeiras e o início do sistema adutor de São Gonçalo/São João do Rio do Peixe, somando recursos de R$ 376 milhões.

Empreendedorismo

Em relação ao empreendedorismo, a gestão estadual pretende conceder 3.500 novos créditos nas 14 regiões do estado, capacitar 4.500 proponentes durante todo o ano e realizar sete edições de feiras de negócios, representando recursos na ordem de R$ 22 milhões.

Turismo

Na área do Turismo, serão iniciadas a construção do Centro de Convenções de Campina Grande, de resorts no polo cabo branco e da 3ª etapa do Parque Parahyba e realizada a ampliação da participação dos artesãos nos salões de João Pessoa e Campina Grande, resultando em investimentos de R$ 153 milhões.

Habitação

A ampliação do programa Cidade Madura, em Monteiro e Bayeux, a implantação da agrovila Acauã e o lançamento do programa de Habitação do Governo do Estado são ações previstas na habitação, que receberá investimentos de R$ 27 milhões.

Agropecuária e pesca

Na área da agropecuária e pesca, estão previstas a revitalização e qualificação da cultura da palma forrageira em 338 hectares em 169 municípios, aquisição e distribuição de sementes na época certa, realização de exposições agropecuárias, além do funcionamento dos quatro abatedouros construídos em Uiraúna, Mari, Solânea e Monteiro (caprinos e ovinos), injetando recursos de R$ 25,3 milhões no segmento.  Além disso, R$ 60 milhões serão investidos no programa Paraíba Rural Sustentável.

 

portalcorreio

 

 

João descarta possibilidade de renunciar mandato: “Não farei isso”

O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), descartou, durante entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (23), qualquer possibilidade de renunciar ao mandato devido aos desdobramentos da Operação Calvários, que investiga desvios de recursos públicos por meio de Organizações Sociais, na área da saúde e educação.

João lembrou que percorreu mais de 40 mil quilômetros durante a campanha eleitoral e recebeu a confiança de mais de 1 milhão de paraibanos para governar o estado nos próximos quatros anos.

“Não tenho a mínima intenção e nem motivo para renunciar, não farei isso”, avisou.

PB Agora