Arquivo da tag: João Pessoa

Carro de empresário morto em apartamento é encontrado em matagal na Grande João Pessoa

O carro do empresário Aldeone Antunes, encontrado morto no apartamento em que morava no bairro João Paulo II em João Pessoa, foi encontrado abandonado na tarde desta quinta-feira (19) em uma área conhecida como Mumbaba, entre o bairro das Indústrias, em João Pessoa, e o município de Santa Rita.

O carro do modelo Ford Ecosport, de cor vermelha, placa OGA-1302, foi achado em uma área de matagal, segundo informações da Polícia Civil. O carro foi encontrado por moradores da área, que acionaram a Polícia Militar e em seguida a Polícia Civil. O delegado Tércio Chaves, da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio de João Pessoa, explicou que o veículo estava com os pneus baixos e sinais de incêndio.

“Há marcas de fogo que mostram que tentaram incendiar o carro, mas não conseguiram. O fogo se apagou logo”, explicou. Ao redor do carro vários objetos, incluindo roupas com marcas de sangue, estavam espalhados. O carro e outros objetos foram levados após a morte do empresário, fato que levou a investigação a entender que o crime se tratava de latrocínio.

Peritos criminais foram acionados e coletaram vestígios tanto no local onde o carro foi achado, quanto no próprio veículo. Um laudo técnico a partir dos exames de perícia devem ser divulgado em um prazo máximo de 30 dias, de acordo com a Polícia Civil.

Polícia Civil foi até o local para coletar vestígios no carro do empresário morto em João Pessoa — Foto: Divulgação/Polícia Civil da Paraíba

Polícia Civil foi até o local para coletar vestígios no carro do empresário morto em João Pessoa — Foto: Divulgação/Polícia Civil da Paraíba

Empresário morto

Aldeone Antunes Moreira, de 32 anos, foi encontrado morto na manhã de terça-feira (17) dentro do apartamento em que morava com uma marca de tiro na cabeça. O caso começou a ser investigado depois que amigos da vítima procuraram a polícia, nesta terça, para registrar o desaparecimento. Eles relataram que haviam falado com o empresário no domingo (15) e, desde então, não tiveram mais contato.

No mesmo dia do registro da ocorrência, a polícia foi até o apartamento de Aldeone e encontrou seu corpo em estado de decomposição. A suspeita do delegado que registrou o caso é que o crime tenha ocorrido no domingo ou na segunda-feira (16). Amigos do empresário informaram à polícia que Aldeone Antunes enviou fotos com uma pessoa no domingo (15).

Aldeone Antunes foi achado morto em um apartamento em João Pessoa — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

Aldeone Antunes foi achado morto em um apartamento em João Pessoa — Foto: Reprodução/TV Cabo Branco

 

G1

 

 

Adolescente de 13 anos é abusada por padrasto e mãe denuncia, em João Pessoa

Uma adolescente de 13 anos estava sendo abusada sexualmente pelo padrasto desde o mês de maio, em João Pessoa. A denúncia foi feita pela mãe da menina nesta quinta-feira (12), na Delegacia da Mulher. De acordo com a Polícia Civil, o caso foi denunciado depois que a filha da mulher fugiu de casa por não mais aguentar os abusos.

A mãe e a filha são da cidade de Pedras de Fogo, onde moravam até o mês de abril, quando a mulher conheceu o suspeito pela internet e veio para João Pessoa morar com ele. Os abusos já começaram no mês de maio.

A Polícia Civil investiga se houve negligência da mãe, tendo em vista que ela já sabia dos abusos desde o mês de maio e não denunciou. De acordo com relato da mãe à polícia, há duas semanas ela estava sendo ameaçada pelo suspeito. Além disso, contou que estava sendo mantida em cárcere privado e, por isso, não tinha como sair de casa para fazer a denúncia.

Na quarta-feira (11), a adolescente fugiu de casa e contou aos vizinhos o que estava acontecendo. Eles ligaram para o pai da menina, que mora em Alhandra, e ele teria exigido que a mãe procurasse a polícia.

Alguns exames foram realizados na adolescente após a denúncia e comprovaram que não houve conjunção carnal entre o suspeito e a vítima. “Mas com certeza houve a prática de ato libidinoso”, afirma a delegacia Cristiane Silva.

Após a denúncia do crime, o suspeito fugiu. A polícia fez buscas na região, mas até as 8h30 desta sexta-feira (13), ele não havia sido localizado. Agora, a Polícia Civil investiga se o mesmo homem também está envolvido em um caso de abuso sexual na cidade de Pilões.

G1

 

João Pessoa tem três casos confirmados de sarampo, diz Secretaria de Saúde

Três casos de sarampo foram confirmados em João Pessoa, conforme divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), nesta quinta-feira (12). A Secretaria de Estado da Saúde informou que esses são os primeiros registros confirmados da doença no estado este ano. Em todo o país, até o dia 4 deste mês, segundo o Ministério da Saúde, 2.753 casos haviam sido contabilizados desde junho, quando um novo surto da doença teve início.

De acordo com a SMS, as três pessoas com casos confirmados da doença são adultos com idades entre 20 e 40 anos. Os sintomas iniciais apareceram na primeira quinzena do mês de agosto e os procedimentos necessários foram realizados. Os pacientes têm histórico de viagens para os estados de São Paulo e Pernambuco.

A Secretaria declarou que foi feita a coleta de material biológico e as pessoas com quem os pacientes tiveram contato foram imunizadas. Até esta quinta, 35 casos da doença foram notificados na capital paraibana, sendo nove descartados e 23 que ainda estão sob investigação.

O secretário de Saúde de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, afirmou que estratégias de combate a doenças como o sarampo são constantes na rede municipal. Ele também comentou que o monitoramento e a vigilância da doença permanecem intensos, com uma articulação entre as diferentes unidades de saúde.

Situação na Paraíba

Até o dia 7 de setembro, segundo a Secretaria de Estado da Saúde (SES), foram notificados 108 casos suspeitos de sarampo em 28 dos 223 municípios paraibanos. Além dos três já confirmados, 51 casos foram descartados, 26 tiveram resultado de sorologia reagente e/ou indeterminada para sarampo pelo Laboratório Central da Paraíba e foram enviados ao Laboratório Fiocruz para retestagem e exames complementares. Outros 28 casos seguem em investigação.

A SES informou ainda que, até esta quinta-feira, a Paraíba tinha 86,91% de cobertura vacinal. Quanto à homegeneidade de cobertura, das 223 cidades paraibanas, 123 (55,17%) apresentam coberturas adequadas, conforme recomendação do Programa Nacional de Imunização.

Vacina

A vacina tríplice viral – que protege contra sarampo, caxumba e rubéola – é ofertada nas salas de vacinação distribuídas entre as Unidades de Saúde da Família (USF), as policlínicas municipais e o Centro Municipal de Imunização. Segundo a Prefeitura, a dose é direcionada para crianças de seis meses de vida até adultos de 49 anos de idade.

As crianças de seis meses devem tomar a chamada “dose zero”. A vacina deve ser ministrada em duas doses a partir de um ano de idade até 29 anos, 11 meses e 29 dias de vida do cidadão, respeitando o intervalo das doses do calendário vacinal. Caso a pessoa comprove as duas doses, não é necessário tomar nenhuma a mais, já sendo considerada imunizada.

Já para adultos com idade de 30 a 49 anos, 11 meses e 29 dias, basta uma dose da vacina para que seja considerado imunizado. Os profissionais da área de saúde, independentemente da idade, devem tomar duas doses. Caso comprove que tomou as duas doses, não é necessária nenhuma outra.

 — Foto: Arte/G1

— Foto: Arte/G1

Sintomas

Os sintomas iniciais de sarampo são, de acordo com a Secretaria, febre acompanhada de tosse persistente, irritação nos olhos, coriza e congestão nasal e mal-estar intenso. Após isso, há o aparecimento de manchas avermelhadas no rosto, que progridem em direção aos pés, com duração mínima de três dias. Também são comuns lesões muito dolorosas na boca.

A doença pode agravar-se e acometer o sistema nervoso central, assim como ter complicações com infecções secundárias como pneumonia, podendo levar à morte. As complicações atingem mais gravemente os desnutridos, os recém-nascidos, as gestantes e as pessoas portadoras de imunodeficiências.

G1

 

Ambulantes interditam trânsito após ação da prefeitura no Centro de João Pessoa

Uma ação da prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedurb), está ocupando as calçadas do Centro da capital, na manhã desta quarta-feira (11), para retirar os ambulantes e desocupar os espaços públicos.

De acordo com o secretário Zennedy Bezerra, os ambulantes foram comunicados formalmente na última sexta-feira, assim como os lojistas que expõe os produtos nas calçadas.

Desde às 4h desta quarta, guardas municipais, Polícia Militar e agentes da Sedurb estão ocupando a Rua Duque de Caxias. No entanto, conforme explica o secretário, outros setores também devem ser ocupados.

Ambulantes interditam Avenida Santo Elias, no Parque Solon de Lucena, Centro de João Pessoa — Foto: Reprodução/Semob-JP

Ambulantes interditam Avenida Santo Elias, no Parque Solon de Lucena, Centro de João Pessoa — Foto: Reprodução/Semob-JP

Por causa da ação, os manifestantes interditaram ruas do Centro da cidade. De acordo com a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob), por volta das 8h50 os manifestantes bloquearam o acesso às ruas Miguel Couto, Padre Meira e Santo Elias.

O trânsito está sendo desviado na Avenida Getúlio Vargas no sentido Rua Eurípedes Tavares e no sentido Avenida Princesa Isabel.

Segundo Zennedy Bezerra, a ocupação realizada pela Sedurb é permanente e o objetivo é devolver o espaço de mobilidade ao pedestre. “A ação é de ordenamento urbano e segurança pública, porque evitando a aglomeração evita também pequenos furtos”, explica Zennedy.

Os ambulantes pedem que, caso haja a retirada permanente, eles sejam instalados em um espaço que possam vender e expor os produtos.

Ação da Sedurb acontece desde 4h com guardas municipais, policiais militares e agentes da secretaria, em João Pessoa — Foto: Danilo Alves/TV Cabo Branco

Ação da Sedurb acontece desde 4h com guardas municipais, policiais militares e agentes da secretaria, em João Pessoa — Foto: Danilo Alves/TV Cabo Branco

 

 

G1

 

 

Mulher esfaqueia companheiro para se defender de agressões, em João Pessoa

Uma mulher esfaqueou o companheiro, na noite deste domingo (8), para se defender de agressões deles, em João Pessoa. De acordo com o relato dela à polícia, o suspeito estava bêbado e teria tentado agredi-la com uma faca, além de ter feito ameaçadas.

Conforme a Polícia Civil, a mulher estava com os dois filhos pequenos no momento da agressão. O homem havia chegado bêbado em casa e quando a mulher pediu para que ele parece de beber, ele foi com a faca para agredi-la. Ela conseguiu tirar a faca da mão dele e o atingiu no tórax.

A mulher, de acordo com a Polícia Civil, estava com sinais de agressão na boca e vários arranhões pelo braço, provocados pelo suspeito durante um confronto corporal antes de ele ser esfaqueado.

A Polícia Civil trata o fato como legítima defesa. O homem foi encaminhado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, onde ficou em observação sob custódia por já responder a um processo pela Lei Maria da Penha. Ele tem 27 anos e o estado de saúde dele é considerado regular.

g1

 

Suspeito de estuprar e engravidar filha em João Pessoa vai para o presídio PB1

O homem de 36 anos preso suspeito de estuprar e engravidar a filha foi encaminhado para o presídio PB1, em João Pessoa. Segundo a diretoria do Fórum Criminal da capital, ele passou por uma audiência de custódia na tarde desta sexta-feira (6) e foi detido após cumprimento de um mandado de prisão.

O homem foi preso na quinta-feira (5). Segundo a delegada Amindonzelle Oliveira, foi a vítima, que tem 18 anos, quem fez a denúncia. Ela relatou que os abusos começaram ainda criança, quando tinha 10 anos de idade, pouco tempo depois da morte da mãe dela. O suspeito justificou os abusos para a jovem dizendo que ela se parecia com a mãe.

Quando a vítima engravidou, aos 15 anos, a família da mãe dela desconfiou da situação e a tirou da casa do suspeito. O homem foi submetido ao exame de DNA. A criança, filha dele com a vítima, também passará pelo exame. De acordo com a delegada, o resultado do laudo deve ser a maior prova de que o crime tenha acontecido.

A delegada informou que já havia um inquérito policial na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, na Zona Sul da capital. Por isso, o homem foi preso por meio de um mandado de prisão e levado para a carceragem da Central de Polícia Civil, no bairro do Geisel, onde aguardou pela audiência de custódia.

Foto: Walter Paparazzo/G1

G1

 

Policial militar atira acidentalmente na própria perna, em João Pessoa

Um policial militar ficou ferido na noite desta quinta-feira (5) depois de atirar acidentalmente contra a própria perna, em João Pessoa. Ele estava no Centro de Educação da Polícia Militar, no bairro de Mangabeira.

O policial, de 22 anos, faz o curso de formação de soldados e estava se preparando para ir para casa, quando manuseou a arma e ela disparou.

O policial foi socorrido pelos colegas até o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa. Ele deu entrada no bloco cirúrgico e o estado de saúde é considerado estável.

G1

 

Homem morre após ser atropelado por trem, na Grande João Pessoa

Um homem morreu após ser atropelado por um trem, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, na noite desta segunda-feira (2). De acordo com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), a vítima fez um acesso indevido à via.

O acidente aconteceu em um trecho próximo à comunidade Salinas Ribamar. A CBTU informou, às 19h10, que o tráfego ferroviário entre o bairro de Mandacaru e o município de Cabedelo havia sido temporariamente suspenso. No entanto, o transporte estava funcionando normalmente entre o bairro de Mandacaru e Santa Rita.

Segundo a Companhia, as informações iniciais indicam que o homem parou no local para observar uma criação de porcos. Testemunhas relataram que o maquinista apitou bastante, mas o trem acabou alcançando a vítima. Conforme a CBTU, há a suspeita de suicídio. A Polícia Civil foi acionada e realizou uma perícia no local.

Foto: Zuíla David/TV Cabo Branco

G1

 

Jovem Ícaro Cássio representa Bananeiras no Congresso das Juventudes realizado em João Pessoa

Foi realizado nos dias 28 e 29 de agosto de 2019, no Centro de Formação de Educadores, o Congresso das Juventudes no Enfrentamento as violências no Campo e na Cidade. O Objetivo geral foi promover o debate político das juventudes e o diálogo com os poderes públicos sobre os cenários das violências vivenciadas e as políticas públicas necessárias para o seu enfrentamento nos estados da Paraíba e Pernambuco.

Representando a cidade de Bananeiras, o jovem Ícaro Cássio destacou a importância do debate com a juventude, “encontro como esses só faz fortalecer a força dos jovens que lutam por dias melhores para todos, sabemos do problema que a violência tem trazido para sociedade e só no debate podemos encontrar meios para evitar que outros jovens se envolvam ou sejam vítimas da violência atual”, destacou Ícaro.

Ícaro também agradeceu ao apoio do prefeito Douglas para que pudesse representar sua cidade no congresso. “Aproveito também para agradecer ao nosso prefeito Douglas pelo apoio para que eu pudesse representar os jovens de Bananeiras nesse evento, e por tudo que ele tem feito pelos jovens da nossa cidade, através de várias ações de apoio a juventude como o NUCA e muitos outros”, complementou Ícaro.

Redação FN

 

 

Homem é esfaqueado durante assalto a ônibus em João Pessoa

Um homem acabou sendo esfaqueado durante um assalto a ônibus no bairro do Varadouro, em João Pessoa, na noite desta sexta-feira (30). De acordo com relatos de testemunhas, quatro homens entraram no ônibus no Terminal de Integração do Varadouro e logo após o veículo sair do local anunciaram o assalto.

Os suspeitos saíram recolhendo os pertences dos passageiros. Um deles teria se negado a entregar o celular aos assaltantes e acabou sendo esfaqueado, de acordo com relatos de testemunhas.

O motorista do ônibus, que faz a linha 600 – Bessa, estacionou o veículo ao lado do 1º Batalhão de Polícia Militar e os passageiros acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). O homem ferido foi socorrido e levado para receber atendimento no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa.

Os acusados do crime até o momento não foram identificados ou localizados.

 

clickpb