Arquivo da tag: isqueiro

Mulher suspeita de atear fogo no companheiro com acetona e isqueiro é presa na Paraíba

Uma mulher foi presa na manhã desta quinta-feira (26) suspeita de jogar acetona e acender um isqueiro para incendiar o marido, em Campina Grande. A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Homicídios de Campina Grande, cumpriu o mandado de prisão preventiva de Thaisy de Assis Montenegro, de 24 anos, suspeita de atear fogo no companheiro, Tercio Andrade Ferreira, de 26 anos. A mulher confessou o crime.

Segundo a delegada Nercília Dantas, que acompanha o caso, a mulher estava embriagada quando esperou o companheiro dormir para incendiá-lo. Tercio teve queimaduras de 2º grau e ficou internado por 12 dias, mas morreu no hospital.

“A embriaguez neste caso não é um atenuante do crime, pelo contrário. O fato da pessoa estar embriada revela que ela pode ter feito uso da bebida para encorajar o crime”, afirmou a delegada.

Segundo depoimento da mulher à polícia, a motivação do crime seria uma traição. Ela confessou o crime e disse estar disposta a ser responsabilizada pelos seus atos.

Thaisy está recolhida na Central de Polícia de Campina Grande e deve passar por audiência de custódia ainda nesta quinta-feira.

G1

 

Homem morre em hospital após ser queimado por companheira com isqueiro e acetona, diz polícia

Um homem morreu na tarde desta sexta-feira (1º) no Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, doze dias após sofrer queimaduras de 2º grau. De acordo com a delegada de Homicídios, Nercília Dantas, que acompanha o caso, o homem sofreu as queimaduras após a companheira dele jogar acetona no corpo dele e, em seguida, acender um isqueiro. Após a morte do homem, a mulher se apresentou na Central de Polícia Civil e confessou incendiou o homem após descobrir uma traição.

Tercio Andrade Ferreira, de 26 anos, estava internado no Hospital de Trauma de Campina Grande desde o dia 21 de outubro deste ano. Conforme a delegado, até então nenhum parente dele havia ido até a delegacia registrar um Boletim de Ocorrência. Mas, após a morte da vítima nesta sexta-feira, a mulher e a família da vítima foram até a polícia e relataram o caso.

“Ela conta que descobriu uma traição dele. No dia, eles dois estavam bebendo e, ao chegar em casa, quando ele dormiu, ela jogou acetona no corpo dele e depois acendeu um isqueiro. Ela ainda diz que, após fazer isso, se arrependeu e tentou socorrer ele, mas ele já estava todo queimado”, relatou a delegada.

Em depoimento à polícia, a família da vítima disse que, após a mulher queimar Tercio Andrade, o homem correu para a casa do pai dele, que ficava próximo à residência do casal. “Ele foi levado para o Hospital, deu entrada já inconsciente e precisou ser entubado urgentemente. Esse tempo todo ele estava em estado grave e, infelizmente, não resistiu”, explicou Nercília Dantas.

Ainda conforme relato de testemunhas à polícia, antes de cometer o crime, a mulher já havia ameaçado tocar fogo no companheiro. “A mulher se apresentou e disse que se arrependeu do que fez, inclusive que está sendo ameaçada pelos parentes da vítima. Ela pediu pra ficar presa, mas isso não é possível já que não houve flagrante e não há mandado de prisão contra ela ainda”, salientou a delegada.

A delegada informou que a mulher vai responder por homicídio doloso, mas que, por não haver flagrante, e a morte da vítima ter sido registrada 12 dias após o fato, até então ela deve responder em liberdade. “Se durante o processo for necessário a prisão preventiva dela, aí é que devemos prendê-la”, concluiu Nercília Dantas.

G1

 

Mulher tenta entrar em presídio com drogas, celular e isqueiro escondidos na vagina

Bayeux Jovem
Bayeux Jovem

Danielle da Silva, 42 anos, foi presa neste sábado (4), quando tentava entrar na Cadeia Pública da cidade de Bayeux, na região metropolitana de João Pessoa, com um celular, carregador, maconha, crack e isqueiro dentro da vagina. Ela foi surpreendida por agentes da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) durante a revista íntima.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

De acordo com coronel Arnaldo Sobrinho, gerente executivo da Administração Penitenciária da Paraíba, o flagrante ocorreu durante uma visita de rotina. Sobrinho informou que as agentes estavam fazendo a inspeção na mulher quando ela disse que não tinha nenhum objeto ilícito.

“Numa revista minuciosa, as agentes encontraram 150g de maconha, uma pedra de crack, um celular, um carregador e um isqueiro nas partes íntimas (vagina) da mulher”, revelou o coronel Arnaldo Sobrinho.

Segundo a Polícia Militar, Danielle da Silva estava na unidade prisional para visitar o irmão identificado como Dimas Rodrigues da Silva, que cumpre pena por tráfico de drogas.

A acusada foi encaminhada para a 5ª Delegacia Distrital, em Bayeux. Ela será transferida para o Presídio Feminino Julia Maranhão, em João Pessoa.

 

Daniella da Silva na delegacia Foto: Daniella da Silva na delegacia
Créditos: Bayeux Jovem

 

 

Hyldo Pereira