Arquivo da tag: investimento

Vale do Paraíba se mobiliza para pedir investimento na cultura da região

 

 

Fábio Mozart e Das Dores Neta, do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar, uma das entidades que estão mobilizando produtores culturais do vale do Paraíba para participar do Orçamento Democrático Estadual em Itabaiana.
Os artistas e produtores culturais das cidades localizadas no vale do Paraíba e polarizadas por Itabaiana estarão hoje, sexta-feira 8, na audiência pública  do Orçamento Democrático Estadual para dizer ao governador Ricardo Coutinho, através da representação dos conselheiros e conselheiras, que querem prioridade de investimentos nas áreas de cultura, estradas e rodagens e indústria. A instalação de um centro cultural em Itabaiana é a prioridade nº 1 para atender às necessidades culturais da região, segundo afirma o conselheiro Lucas Martins, cantor e compositor, membro do Ponto de Cultura Cantiga de Ninar.
A audiência regional em Itabaiana será realizada no Ginásio Poliesportivo da Escola Estadual Dr. Antonio Batista Santiago, no Alto Professor Maciel, a partir das 19 horas, com a presença do governador e seus secretários. As prioridades indicadas pela população através dos conselheiros e conselheiras serão levadas em consideração pelo Governo na elaboração do orçamento de 2013.
A quantidade de buracos nas estradas que dão acesso aos municípios do vale do Paraíba está tirando a paciência dos moradores, principalmente dos motoristas. O problema também será levado à audiência regional em Itabaiana como prioridade, bem como a industrialização da região, uma das mais pobres do Estado. “Nossas populações têm decrescido por causa da falta de emprego e renda”, lamenta um morador. “Precisamos cobrar ações efetivas do Governo para garantir investimentos que promovam emprego”, afirmou.

Fonte: pccn.wordpress
Focando a Notícia

Campeonato Brasileiro Série D receberá forte investimento da CBF e terá representantes de 27 estados

Foto: Ricardo Stuckert / CBF

O presidente José Maria Marin está promovendo na CBF o salto de qualidade nas competições organizadas pela entidade, com o objetivo de dar ao Campeonato Brasileiro o mesmo grau de competitividade em suas quatro Séries.

As Séries A e B já têm o formato idêntico de disputa, com 20 clubes, e sucesso comprovado de público nos estádios e audiência de transmissão de TV.

A Série C já terá em sua edição 2012 a participação de 20 clubes e ganhou a inovação da transmissão pela TV.

Agora, chegou a vez do Campeonato Brasileiro Série D, que tem o Campinense certo e vai definir o segundo representante paraibano como sendo Treze ou Sousa,  ganhar contornos definitivos de excelência na organização e de interesse esportivo. Por determinação do presidente José Maria Marin, que entende a competição como uma rara oportunidade de integrar de verdade o país com o futebol, a CBF vai investir pesado na sua estrutura, que terá a participação de 40 clubes em 2012.

– O Campeonato Brasileiro Série D vai ter de verdade uma dimensão nacional no país do futebol. Além de levar o esporte preferido do nosso povo aos lugares mais longínquos, dará a oportunidade de se revelar jogadores que antes estavam impossibilitados de serem observados pela imprensa e pelos profissionais das comissões técnicas dos clubes dos grandes centros.

O presidente da CBF está empolgado com a decisão de dar à Série D a grandiosidade que a competição merece. O campeonato terá a participação de clubes dos 26 estados e do Distrito Federal, o que já estava previsto em regulamento, mas não acontecia de fato por um único motivo: os clubes não tinham dinheiro para arcar com os gastos.

Isso vai mudar, de acordo com a determinação de José Maria Marin, depois de reunião, na sede da CBF, como Reinaldo Bastos.

– Muitos clubes não disputavam, pois não tinham condições financeiras. A CBF vai pagar todas as despesas relativas a uma delegação de 25 pessoas, que é o número da delegação brasileira que vai às Olimpíadas de Londres, com passagens aéreas, hotel e alimentação, traslado do aeroporto até os hotéis e ônibus especiais quando a distância entre as cidades for inferior a 700 quilômetros.

Mas a valorização do Campeonato Brasileiro da Série D não vai se esgotar em 2012. A administração do presidente José Maria Marin já estuda novas medidas para a competição evoluir nos próximos anos em direção a um melhor nível de organização.

– O tamanho e a grandeza do futebol brasileiro permitem perfeitamente que as quatro divisões tenham o mesmo nível de qualidade na organização e atração para o torcedor. É nessa direção e com esse intuito que a CBF vai trabalhar.

soesporte