Arquivo da tag: investigados

Em Sousa: idosa de 70 anos morre com suspeita da Covid-19; município tem outros 11 casos suspeitos sendo investigados

Uma idosa de 70 anos, com histórico de diabetes, morreu na tarde de ontem, sábado (04), no município de Sousa, Sertão da Paraíba, com suspeita do novo coronavírus. Ela estava internada desde o início da semana no Hospital Regional de Sousa após apresentar os sintomas da Covid-19.

De acordo com o último boletim epidemiológico, essa é a segunda morte com suspeita do Covid-19 no município.

O município de Sousa tem um caso confirmado de Coronavírus, seis casos descartados e outros 11 sendo investigados.

PB Agora

 

 

PB registra 2º caso de coronavírus; já são 227 investigados

A Secretaria de Saúde da Paraíba (SES} confirmou na manhã desta segunda-feira (23) o segundo caso de paciente infectado pelo coronavírus (COVID 19} no Estado. De acordo com informações da SES trata de um homem de 60 anos, morador da cidade de Igaracy, a cerca de 454 km de João Pessoa, no Sertão paraibano.

O governo do Estado atualizou os dados dos casos investigados de coronavírus (COVID 19} na Paraíba. Até o momento são 227 casos investigados.
O Segundo caso confirmado trata-se de um idoso, que chegou de São Paulo já com sintomas e no dia 14/03 procurou atendimento médico no Município de Aguiar. Foi avaliado, notificado, coletado material para exame e seguiu em isolamento domiciliar acompanhado pelo município de residência. Resultado liberado no dia 22/03 detectável para Novo Coronavírus.

O primeiro caso foi registrado em João Pessoa, um idoso de 60 anos com histórico de viagem à Europa. Com isso, até o momento, são 269 notificações registradas

Atualização COVID-19 23/03 7h

Casos Confirmados: 02
Casos Descartados: 40
Em Investigação: 227
(Censo do dia 22/03 até 15h) – Pacientes internos com suspeita de infecção pelo COVID-19: 20
Internação em UTI: 6 (5 deles em Hospitais Privados)
Internação em leito regular: 14 (distribuídos nos municípios de João Pessoa, Patos, Cajazeiras, Sousa e Monteiro).

PB Agora

 

 

Paraíba tem 73 novos casos suspeitos de coronavírus; no total, 187 são investigados

De acordo com o último boletim emitido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Paraíba notificou nesta sexta-feira (20) 73 novos casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19).

Com base nestes números, o estado passa a ter  até o momento 228 notificações registradas, sendo:

Um caso confirmado
187 casos suspeitos em investigação
40 casos descartados

PACIENTE DIAGNOSTICADO

A Secretaria de Estado de Saúde da Paraíba (SES) confirmou na última quarta-feira (18) o primeiro caso de infecção pelo novo coronavírus. O caso foi registrado em João Pessoa. O paciente é um idoso de 60 anos.

 

PB Agora

 

 

Secretaria de Saúde descarta quatro casos suspeitos de Coronavírus na PB, mas número de investigados sobe para 33

Mais quatro casos suspeitos de Coronavírus na Paraíba foram descartados após o resultado de exames divulgados na tarde desta segunda-feira (16). Até o momento, nenhum caso foi confirmado no Estado, que segue investigando 33 casos suspeitos.

Apesar dos casos descartados, o número de casos suspeitos sendo analisados e aguardando exames aumentou. Agora, estão sendo investigados 33 casos suspeitos de Coronavírus na Paraíba.

Os quatro casos descartados são de pessoas que moram nas cidades de Cabedelo, Cuité e João Pessoa, sendo dois nesta última.

Governo da Paraíba Secretaria de Estado da Saúde

Atualização COVID-19// 16/03 16h10

Paraíba exclui mais 4 casos suspeitos de Coronavírus e segue sem casos confirmados.

A Secretaria de Estado da Saúde recebeu os exames de 4 casos suspeitos para Coronavírus. 

Os casos descartados são nos município de Cabedelo, Cuité e dois em João Pessoa.

Desta forma, a Paraiba, que ainda não tem caso confirmado, passa a ter 15 casos decartados e o número de casos aguardando exame passa a ser 33. 

Assessoria de Comunicação SES-PB

pbagora

 

 

Paraíba tem 10 novos casos suspeitos de coronavírus, diz SES; 28 são investigados

A Paraíba notificou mais 10 casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) no estado, conforme boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde neste domingo (15). Com isso, até o momento, são 39 notificações na Paraíba. São 23 mulheres e 16 homens. O balanço tem os seguintes destaques:

  • Nenhum caso confirmado
  • 28 casos suspeitos
  • 11 casos descartados

Os casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde (MS). Os números divulgados pelas secretarias estaduais e o Ministério da Saúde não são necessariamente iguais, já que os órgãos têm horários e procedimentos distintos para apresentação de seus boletins diários.

Os casos na Paraíba foram registrados nas cidades João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Bananeiras e Cuité.

Governo decreta situação de emergência

O governador João Azevêdo decretou situação de emergência em saúde pública por causa do aumento na confirmação de casos de contágio do novo coronavírus no Brasil, que considera potenciais possíveis repercussões na Paraíba.

A medida tem caráter preventivo para assegurar estruturas necessárias para o enfrentamento de possíveis casos no estado, que possui 13,32% da população acima de 60 anos de idade, grupo mais vulnerável à doença.

Prefeitura de João Pessoa decreta suspensão de eventos e medidas preventivas

Após anunciar medidas administrativas de prevenção e cuidados contra o novo coronavírus (Covid-19), a Prefeitura Municipal de João Pessoa anunciou neste domingo (15) um decreto que determina a suspensão de eventos culturais ou esportivos que reúnam mais de 250 pessoas além do cancelamento de férias dos profissionais da saúde do município e outras medidas.

Segundo a prefeitura, uma campanha de mobilização vai ser feita em Unidades de Saúde da Família (USF), creches, escolas, abrigos e restaurantes populares. O órgão também informou que o Procon municipal vai ficar responsável por realizar operações em farmácias, distribuidores e outros estabelecimentos comerciais com o objetivo de identificar e coibir abusos ao consumidor na venda de produtos relacionados à prevenção ao vírus, como o caso do álcool em gel.

G1

 

Paraíba notifica 4 novos casos suspeitos de coronavírus, diz SES; 18 pacientes são investigados

A Paraíba notificou mais mais quatro casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) no estado, conforme uma atualização feita pela Secretaria de Estado da Paraíba no fim da tarde deste sábado (14). Com esses novos casos, a Paraíba soma 29 notificações, sendo que 18 seguem sob investigação e 11 foram descartados. Nenhum caso foi confirmado no estado.

Os casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde (MS). Até as 16h45 deste sábado (14), o MS havia reconhecido 11 casos sob investigação na Paraíba e outros 11 descartados. Os números divulgados pelas secretarias estaduais e o Ministério da Saúde não são necessariamente iguais, já que os órgãos têm horários e procedimentos distintos para apresentação de seus boletins diários.

Suspeitas de coronavírus na Paraíba

  • 29 casos notificados por suspeita de Covid-19
  • 18 casos seguem sob investigação
  • 11 casos foram descartados

Governo decreta situação de emergência

O governador João Azevêdo decretou, nesta sexta-feira (13), situação de emergência em saúde pública por causa do aumento na confirmação de casos de contágio do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil, que considera potenciais possíveis repercussões na Paraíba.

A medida tem caráter preventivo para assegurar estruturas necessárias para o enfrentamento de possíveis casos no estado, que possui 13,32% da população acima de 60 anos de idade, grupo mais vulnerável à doença.

G1

 

PB tem novos casos notificados por suspeita de coronavírus, diz SES; 17 pacientes são investigados

A Paraíba notificou mais dois casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) no estado, conforme uma atualização feita pela Secretaria de Estado da Paraíba na noite desta sexta-feira (13). O caso da criança de seis anos que viajou aos Estados Unidos foi descartado após a realização de um exame que comprovou o contágio por H1N1. Com isso, sobe para 24 o número de notificações. Dezessete casos permanecem em investigação e sete foram descartados.

Os casos só são oficialmente reconhecidos como suspeitos após confirmação do Ministério da Saúde (MS). Até as 15h45 desta sexta-feira (13), o MS havia reconhecido os 16 casos sob investigação na Paraíba e outros seis descartados. Os números divulgados pelas secretarias estaduais e o Ministério da Saúde não são necessariamente iguais, já que os órgãos têm horários e procedimentos distintos para apresentação de seus boletins diários.

Os dois novos casos registrados na noite desta sexta são de um homem de 23 anos com histórico de viagem à Europa. Ele mora em Campina Grande e está em isolamento domiciliar. O segundo caso é de uma mulher de 37 anos que também tem histórico de viagem para o continente europeu. Ela mora em João Pessoa e também está em isolamento domiciliar.

Casos sob investigação (13/03)

  1. Homem, 37 anos, residente em Campina Grande com histórico de viagem para a Europa. Está em isolamento domiciliar.
  2. Mulher, 72 anos, residente em João Pessoa, com histórico de viagem aos Estados Unidos. Está em isolamento domiciliar.
  3. Mulher, 80 anos, residente em João Pessoa, com histórico de viagem para os Estados Unidos. Atendida na rede privada e aconselhado isolamento domiciliar.
  4. Mulher, 74 anos, residente em João Pessoa, com histórico de viagem para a Europa. Atendida na rede privada e aconselhado isolamento domiciliar.
  5. Homem, 65 anos, morador de João Pessoa, com histórico de viagem para os Estados Unidos. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  6. Mulher, 35 anos, moradora de Cuité, com histórico de viagem para a Europa. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  7. Mulher, 62 anos, moradora de João Pessoa, com histórico de viagem para os Estados Unidos. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  8. Mulher, 58 anos, Moradora de João Pessoa, com histórico de viagem para os Estados Unidos. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  9. Mulher, 35 anos, moradora de Cabedelo, com histórico de viagem para a Europa. Em observação em hospital privado com quadro de pneumonia.
  10. Homem, 40 anos, morador de João Pessoa, com histórico de viagem para os Europa. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  11. Homem, 24 anos, morador de João Pessoa, com histórico de viagem para os Estados Unidos. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  12. Mulher, 20 anos, Moradora de João Pessoa, com histórico de viagem para os Estados Unidos. Foi recomendado isolamento domiciliar.
  13. Mulher, 29 anos, moradora de João Pessoa com histórico de viagem para Europa. Foi orientado isolamento domiciliar.
  14. Homem, 62 anos, morador de João Pessoa com histórico de viagem para Europa. Foi orientado isolamento domiciliar.
  15. Homem, 32 anos, morador de João Pessoa com histórico de viagem para Europa. Foi orientado isolamento domiciliar.
  16. Homem, 23 anos, morador de Campina Grande com histórico de viagem para Europa. Foi orientado isolamento domiciliar.
  17. Mulher, 37 anos, moradora de João Pessoa com histórico de viagem para Europa. Foi orientado isolamento domiciliar.

Suspeitas de coronavírus na Paraíba

  • 24 casos notificados por suspeita de Covid-19
  • 17 casos seguem sob investigação
  • Sete casos foram descartados

Governo da PB decreta situação de emergência para ações de combate ao novo coronavírus

O governador João Azevêdo decretou, nesta sexta-feira (13), situação de emergência em saúde pública por causa do aumento na confirmação de casos de contágio do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil, que considera potenciais possíveis repercussões na Paraíba.

A medida, que será publicada no Diário Oficial do Estado deste sábado (14), tem caráter preventivo para assegurar estruturas necessárias para o enfrentamento de possíveis casos no estado, que possui 13,32% da população acima de 60 anos de idade, grupo mais vulnerável à doença.

G1

 

Ministério Público Federal pede que Ricardo Coutinho e outros investigados voltem à prisão

O Ministério Público Federal (MPF) enviou ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) agravos regimentais com pedido de reconsideração em face de decisões monocráticas que estenderam os efeitos de habeas corpus concedido ao ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, cujo acórdão aguarda ainda a respectiva publicação (quando então será objeto de exame específico pelo MPF), para outros investigados na Operação Calvário II, incluindo o irmão do ex-governador, Coriolano Coutinho, Bruno Miguel Teixeira de Avelar Pereira Caldas, José Arthur Viana Teixeira, Valdemar Ábila, Denise Krummenauer Pahim, Breno Dornelles Pahim Neto, Waldson Dias de Souza e Gilberto Carneiro da Gama. O MPF pretende que essas prisões sejam restabelecidas.

Com a extensão do habeas corpus, os réus foram postos em liberdade, limitando-se a cumprir medidas como comparecimento periódico em juízo, proibição de manter contato com os demais investigados (com exceção do irmão, no caso de Coriolano Coutinho), proibição de sair da comarca sem autorização do juízo, afastamento de atividades econômicas ou financeiras que tenham relação com os fatos apurados na operação e proibição do exercício de cargo ou função pública no estado da Paraíba e nos municípios paraibanos.

Os agravos regimentais são assinados pelo subprocurador-geral da República Mario Bonsaglia. Ele argumenta que, ao contrário do que sustenta a defesa, as razões para a manutenção da custódia preventiva dos diversos investigados foram expostas de maneira individualizada nas decisões proferidas pelo desembargador relator do caso no Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB), em dezembro do ano passado.

De acordo com o MPF, o STJ já reconheceu em diversos julgados que a prisão preventiva para a garantia da ordem pública, em casos de organização criminosa, pode ser mantida com base na gravidade concreta do delito. A Operação Calvário II desarticulou esquema criminoso que desviou pelo menos R$ 134 milhões da saúde e da educação na Paraíba. Os valores envolvidos e as áreas atingidas pelo esquema demonstram “extrema gravidade concreta das infrações penais”. Além disso, é inviável a aplicação de medida cautelar diversa da prisão em caso de organização criminosa, segundo jurisprudência do próprio STJ, afirma o subprocurador-geral.

Mario Bonsaglia alerta ainda que o esquema não está completamente desarticulado, e as investigações prosseguem. Nesse sentido, destaca que “elementos de prova apontam para a existência de indícios de persistência de atos de desdobramento da cadeia criminosa, inclusive com adoção de cautelas para encobrimento de rastros e, ainda, de existência de numerário pendente de rastreamento”, e que não há nos autos comprovação de que os recursos tenham sido recuperados, “saltando aos olhos a presunção de que os agentes estejam usufruindo o numerário recebido, em tese, a título de propina”.

Por fim, o subprocurador-geral da República afirma, também, que a fundamentação da decisão da ministra relatora, que aponta a ausência de fatos novos atribuídos aos investigados, “data venia, tende a restringir demasiadamente o instituto da prisão preventiva, desnaturando sua natureza, como se a decretação da medida cautelar de privação da liberdade só coubesse em circunstâncias caracterizadoras de continuidade delitiva, de crime permanente ou de outras práticas delitivas relacionadas, situações estas que, mais propriamente, justificariam desde logo a própria prisão em flagrante do acusado, pela prática de novos delitos”.

Operação Calvário II – Conduzida pelo Ministério Público Estadual da Paraíba e pela Polícia Federal, a Operação Calvário II desbaratou esquema criminoso que teria desviado mais de R$ 134 milhões da saúde e da educação da Paraíba. Segundo o MP Estadual, o esquema contava com a participação do ex-governador Ricardo Coutinho e foi operado durante seus dois mandatos, entre 2010 e 2018. As investigações apontaram fraudes em licitações e em concursos públicos, corrupção e financiamento de campanhas e superfaturamento em equipamentos, serviços hospitalares e remédios.

Assessoria

 

 

Mais dois casos suspeitos de coronavírus são investigados na Paraíba

Mais dois casos suspeitos de coronavírus foram notificados na Paraíba, de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde. A notificação aconteceu na última sexta-feira (28). Trata-se de um homem de 43 anos e uma mulher de 31 anos, os dois com histórico de viagem à França, com início dos sintomas seis dias após a chegada ao Brasil. Com esses, chegam a três os casos investigados na Paraíba, sendo que o primeiro já foi descartado.

Os dois novos casos foram oficialmente reconhecidos como suspeitos pelo Ministério da Saúde, de acordo com o boletim desta segunda-feira (2), divulgado às 16h30.

O primeiro caso suspeito de coronavírus que foi investigado na Paraíba foi descartado na sexta-feira (28). O exame confirmou que o paciente de 59 anos tem um problema respiratório comum. De acordo com Geraldo Medeiros, secretário de estado da saúde, o homem agora deve concluir a antibioticoterapia em casa, tendo em vista que normalizou todos os parâmetros.

O casal que chegou da França buscou atendimento médico por conta própria em um hospital privado de João Pessoa. Em seguida, a Vigilância Municipal de João Pessoa foi informada e realizou a coleta para realização dos exames.

Após avaliação médica, o casal foi orientado a ficar em isolamento domiciliar por não apresentar sinais clínicos que necessitassem hospitalização. Ambos seguem monitorados pela Vigilância Municipal de João Pessoa e aguardam os resultados laboratoriais que foram encaminhados no sábado (29) ao Laboratório Central (Lacen). Segundo Geraldo Medeiro, os resultados devem ser liberados na quarta-feira (4).

Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa — Foto: Kleide Teixeira / Jornal da Paraíba

Hospital Clementino Fraga, em João Pessoa — Foto: Kleide Teixeira / Jornal da Paraíba

Primeiro caso suspeito descartado

O paciente de 59 anos esteve no Norte da Itália entre os dias 14 e 23 de fevereiro, e chegou no Brasil no dia 24 de fevereiro, em um voo internacional com destino a Recife. Ao retornar a João Pessoa, apresentou sintomas de resfriado e no dia 25 do mesmo mês foi internado no Clementino Fraga para que fosse investigado se havia presença do novo coronavírus. Ele recebeu alta na noite do último domingo (1º).

Por conta da suspeita, a família do paciente também ficou em quarentena por 14 dias. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde, a medida foi necessária para evitar uma possível contaminação de outras pessoas e para quebrar a cadeia de transmissão

O Complexo de Doenças Infectocontagiosas Clementino Fraga, onde o paciente estava internado, é uma unidade preparada para atender casos suspeitos de coronavírus, conforme plano estadual para notificação e assistência divulgado pela SES em janeiro. Qualquer caso que se encaixe no perfil deve ser transferido para o hospital.

Além do Clementino Fraga, o Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), também em João Pessoa, está apto para atender casos suspeitos exclusivamente em pacientes da pediatria. Em Campina Grande, o hospital de referência é o Hospital Municipal Pedro I.

G1

 

Operação Gabarito divulga lista com 81 concursos investigados por suspeita de fraude

(Foto: Reprodução/Relatório da Polícia Civil)

A lista com o número de concursos com suspeita de fraude investigados pela Operação Gabarito, que completou dois meses na sexta-feira (7), foi divulgada pela Polícia Civil da Paraíba. De acordo com o delegado de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa, Lucas Sá, até este sábado (8), 93 concursos foram identificados, sendo que 81 foram divulgados e os demais estão sob sigilo de investigação. Veja abaixo a lista de concursos investigados na Operação Gabarito.

A operação está na 4ª fase e, dois meses depois da deflagração da 1ª fase, a Polícia Civil identificou um novo suspeito de fazer parte do grupo, que seria líder do esquema. De acordo com o delegado, o homem seria sócio dos líderes e mandados de busca e apreensão já foram cumpridos na casa dele.

Ponto eletrônico apreendido na Operação Gabarito, durante concurso do Ministério Público do Rio Grande do Norte (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

Ponto eletrônico apreendido na Operação Gabarito, durante concurso do Ministério Público do Rio Grande do Norte (Foto: Reprodução/TV Cabo Branco)

As investigações da operação começaram em fevereiro de 2017, após a polícia receber denúncias anônimas. Desde a realização da primeira fase, em 7 de maio, até esta sexta-feira (7), 31 pessoas foram presas suspeitas de participar do esquema. Destas, 23 tiveram a prisão mantida, três estão em prisão domiciliar e três respondem ao processo em liberdade.

Mais de 100 pessoas, entre integrantes do grupo e beneficiados, estão sendo investigadas. A polícia estima que em 12 anos, o grupo desarticulado na Operação Gabarito movimentou pelo menos R$ 60 milhões com as fraudes. Parte do dinheiro era investido em imóveis, que supostamente eram comprados como uma forma de lavar o dinheiro.

Os concursos teriam sido fraudados por um esquema criminoso que vendia um “kit completo de aprovação” por até 10 vezes o valor do salário pretendido para o cargo. De acordo com o delegado, com a análise do material apreendido, que deve acontecer na quinta fase da operação, o número final de concursos pode passar de 100.

Polícia encontrou fotos de provas de concursos tiradas em banheiros, aparentemente ainda nos locais de prova, durante a Operação Gabarito (Foto: Reprodução/Polícia Civil da Paraíba)

Polícia encontrou fotos de provas de concursos tiradas em banheiros, aparentemente ainda nos locais de prova, durante a Operação Gabarito (Foto: Reprodução/Polícia Civil da Paraíba)

Confira lista dos concursos investigados na Operação Gabarito:

  1. 2005 – CBTU João Pessoa
  2. 2006 – Câmara Municipal de João Pessoa – Funiversa
  3. 2008 – Polícia Militar da Paraíba – Comvest/UEPB
  4. 2008 – Fundac-PB – Cespe
  5. 2009 – Polícia Civil do RN – Cespe
  6. 2010 – Guarda Municipal de Cabedelo – IBFC
  7. 2010 – Detran-RN – Fundação Getúlio Vargas/FGV
  8. 2011 – Concurso da Coperve – IFPB
  9. 2012 – Guarda Municipal de Bayeux – Contemax Consultoria Ltda
  10. 2012 – Guarda Municipal de João Pessoa – IBFC
  11. 2012 – Prefeitura de Santa Rita – Asperhs
  12. 2012 – Concurso da UFAL – Fundepes
  13. 2012 – IFAL
  14. 2013 – CFO Bombeiros Paraíba – CPCon/UEPB
  15. 2013 – Concurso do IFPB – IFPB
  16. 2013 – TRT 19ª Região (Alagoas)
  17. 2013 – Departamento Penitenciário Nacional (Depen) – Cespe
  18. 2013 – ALPB – Assistente Administrativo – Fundação Carlos Chagas/FCC
  19. 2013 – Detran-PB – Funcab
  20. 2013 – Delegado da Polícia Federal
  21. 2014 – CFO PM Paraíba – Funape
  22. 2014 – Agente da Polícia Federal – Cespe
  23. 2014 – Polícia Civil do Distrito Federal
  24. 2014 – CFO Bombeiros Paraíba – IBFC
  25. 2014 – UEPB – CPCon/UEPB
  26. 2014 – TRT 13ª Região – Fundação Carlos Chagas/FCC
  27. 2014 – Concurso da Conab 1
  28. 2014 – Guarda Municipal de Recife
  29. 2014 – Polícia Rodoviária Federal – Cespe
  30. 2014 – Câmara Municipal de Cabo de Santo Agostinho/PE
  31. 2014 – Agência Estadual de Regulação de Pernambuco (ARPE)
  32. 2015 – Ministério Público da Paraíba – Fundação Carlos Chagas/FCC
  33. 2015 – Concurso do IFPB – IFPB
  34. 2015 – UFPB – Coperve
  35. 2015 – TRE-SE – Fundação Carlos Chagas/FCC
  36. 2015 – Guarda Municipal de Vitória de Santo Antão/PE
  37. 2015 – Fundação de Amparo a Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe)
  38. 2015 – Prefeitura de Ipojuca/PE
  39. 2016 – Prefeitura de João Pessoa – Agente de Fiscalização – Quadrix
  40. 2016 – Universidade Federal Rural de Pernambuco UFRPE
  41. 2016 – UFPE – Covest
  42. 2016 – TRE-PB – Fundação Carlos Chagas/FCC
  43. 2016 – Concurso Contemax – Contemax
  44. 2016 – IBGE – Fundação Getúlio Vargas/FGV
  45. 2016 – Ebserh – Hospitais Universitários – Instituto AOCP
  46. 2016 – Prefeitura Municipal do Conde – Advise
  47. 2016 – Prefeitura de Alhandra – Fiscal Tributário – Educa-PB
  48. 2016 – Polícia Militar de Pernambuco
  49. 2016 – Dataprev
  50. 2016 – Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  51. 2016 – Guarda Municipal do Conde
  52. 2016 – Departamento Penitenciário Nacional (Depen)
  53. 2016 – HUAC
  54. 2016 – Anvisa
  55. 2016 – Enem 2016 – INEP
  56. 2016 – TRE-SP
  57. 2016 – CRM-PB
  58. 2016 – UNB – Professores
  59. 2016 – Auditor Fiscal do Piauí
  60. 2017 – Ebserh – HUAC – Instituto AOCP
  61. 2017 – Técnico Administrativo da UEPB – CPCon/UEPB
  62. 2017 – Ministério Público do Rio Grande do Norte – Comperve
  63. 2017 – Anvisa
  64. 2017 – IFAL
  65. 2017 – IFBA
  66. 2017 – Bombeiro Militar do Rio Grande do Norte
  67. 2017 – TRE-PE
  68. 2017 – TRE-SP – Fundação Carlos Chagas/FCC
  69. 2017 – Polícia Civil de Pernambuco
  70. 2017 – TRE- PE
  71. 2017 – UFBA
  72. 2017 – TRE 11ª Região (Amazonas) – Fundação Carlos Chagas/FCC
  73. 2017 – Prefeitura de Maceió (Alagoas) – Copeve
  74. 2017 – Concurso do TRF 2ª Região – Consulplan
  75. 2017 – TRF Rio de Janeiro
  76. (ano não identificado) Polícia Civil do Piauí
  77. (ano não identificado) Polícia Civil de Sergipe
  78. (ano não identificado) Governo do Estado do Piauí
  79. (ano não identificado) Agente Penitenciário do Ceará
  80. (ano não identificado) Bombeiro Militar do Piauí
  81. (ano não identificado) TRE – Roraima

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br