Arquivo da tag: intercâmbio

Prefeituras de Solânea e Belém realizam intercâmbio em ações de Meio Ambiente

Conhecer a implantação da Coleta Seletiva em Solânea foi um dos objetivos do intercâmbio.

Experiência positiva do Projeto de Coleta Seletiva de Solânea é demonstrada em curso de formação na cidade de Belém, apresentado pela Secretária de Meio Ambiente de Solânea  Ieda Pereira e a Engenheira Ambiental, Camila Prudêncio ontem (14) pela manhã. O encontro entre os Secretários e técnicos dos dois municípios é fruto de uma parceria entre o Governo de Solânea, através do prefeito Kayser Rocha e a Prefeitura de Belém através da Prefeita Renata Christinne, em consequência do destaque na região do Brejo do projeto de  Coleta Seletiva, em Solânea.

Logo pela manhã, Camila Prudêncio e Ieda Pereira realizaram uma apresentação, em Belém, sobre o projeto de implantação da coleta seletiva de Solânea, que tem como tema: “Seja você um colaborador e adote um catador”. O projeto de coleta seletiva é um dos instrumentos do Plano municipal de Gestão integrada dos resíduos sólidos, que está sendo implantado no município. “Conhecemos a experiência exitosa de Solânea, como parte do nosso processo de organização para iniciar a coleta seletiva. Aqui o projeto está sendo modelo, a coleta está sendo bem prática com bastante aceitação da população”, comentou a Secretária de Educação de Belém, Solange Costa Silva.

Prefeitura de Belém realiza intercâmbio

Estiveram presentes no curso de formação e visita à ação de campanha em Solânea, que aconteceu na Rua São José, o Secretário de Administração de Belém Maurício Rodrigues, o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Fábio Espínola, o Coordenador de Endemias Manassés Soares, Antonyony de Oliveira e Ivo Marcelino do Departamento de Limpeza Urbana, José Carlos de Infraestrutura e Tributos, o representante da Secretaria de Saúde Claudenilson Emídio e Secretária de Educação de Belém, Solange Costa Silva.

Ascom-PMS

 

Estudantes da rede pública já podem se inscrever em programa de intercâmbio para os EUA

jovensO Programa Jovens Embaixadores 2015 está com as inscrições abertas até o dia 8 de agosto. Podem participar os jovens que: tenham idade entre 15 e 18 anos (até a data da viagem); tenham boa fluência oral e escrita em inglês; sejam aluno do ensino médio da rede pública; pertençam à camada sócio-econômica menos favorecida; tenham excelente desempenho escolar, perfil de liderança; esteja engajado, por pelo menos um ano, em atividades de responsabilidade social/voluntariado; tenham pouca ou nenhuma experiência no exterior. Para se inscrever o estudante deve acessar a página do programa no Facebook e preencher o formulário online.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na segunda etapa, que acontece até o dia 20 de agosto, o candidato deve concluir o preenchimento do questionário preliminar, selecionar uma instituição parceira mais próxima da sua casa para enviar toda a documentação exigida via Internet e enviar as fotos e todos os documentos comprobatórios dos pré-requisitos.

Na terceira etapa, que acontece até o dia 3 de setembro, as instituições parceiras vão acessar o banco de dados do programa, revisar o material e confirmar a participação dos candidatos. Na quarta etapa, que acontece no dia 12 de setembro, serão aplicados aos selecionados os exames escritos e, na quinta etapa, que acontece até o dia 26 de setembro, as instituições parceiras vão aplicar o exame oral aos candidatos que obtiveram as melhores pontuações.

Nesta etapa também serão realizadas visitas às casas dos candidatos e serão definidos os semifinalistas que vão participar da competição nacional.

Nas etapas seguintes será realizada pela Embaixada/Consulados a revisão do material dos semifinalistas e no dia 24 de outubro será divulgada a lista de selecionados para o programa Jovens Embaixadores 2015. De nove de janeiro a 1º de fevereiro de 2015 os selecionados de todo o Brasil participarão do programa nos Estados Unidos e retornam ao Brasil no dia 1º de fevereiro.

Desta vez, o Programa aumentou o número de vagas de 35 para 50. Na edição passada, uma estudante paraibana foi escolhida, a aluna da Escola Estadual Olivina Olívia, Jailma Santos, selecionada depois de concorrer com 173 alunos oriundos da rede estadual e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFPB).

Jovens Embaixadores

É um programa de intercâmbio de três semanas nos Estados Unidos para estudantes brasileiros de destaque na rede pública de ensino. Criado em 2002, o Programa busca beneficiar alunos brasileiros da rede pública de ensino que são exemplos em suas comunidades por meio de sua liderança, atitude positiva, consciência cidadã, excelência acadêmica, e conhecimento da língua inglesa.

Os vencedores das 50 bolsas viajam em janeiro para os Estados Unidos. Durante a primeira semana, visitam a capital do país, seus principais monumentos, participam de reuniões em organizações dos setores público e privado, visitam escolas e projetos sociais e participam de um curso sobre liderança e empreendedorismo jovem.

Após essa primeira semana em Washington, o grupo é dividido em subgrupos e cada um deles viaja para um estado diferente nos Estados Unidos. Nos estados, eles são hospedados por uma família americana, assistem a aulas e interagem com jovens da sua idade, participam de atividades sociais/culturais na comunidade e fazem apresentações sobre o Brasil.

O ‘Jovens Embaixadores’ foi criado pela Embaixada dos Estados Unidos no Brasil e o primeiro grupo viajou em 2003. A partir de 2012, o programa passou a ser reproduzido em todos os países do continente americano. Desde o lançamento, 330 jovens brasileiros da rede pública já participaram. Cerca de 11.500 estudantes do ensino médio da rede pública de todos os Estados brasileiros participaram do processo seletivo para a edição de 2014.

 

 

assessoria

Embaixada dos Estados Unidos seleciona adolescentes para programa de intercâmbio

A Embaixada dos Estados Unidos vai selecionar 35 jovens brasileiros para um programa de intercâmbio de três semanas no país norte-americano. A iniciativa faz parte do Programa Jovens Embaixadores, que está na sua 11ª edição. Para participar, o estudante deve cursar o ensino médio na rede pública, ter entre 15 e 18 anos, dominar a língua inglesa e desenvolver trabalhos voluntários em sua comunidade.

Segundo a adida cultura da Embaixada dos Estados Unidos, Susan Bell, o programa busca alunos com perfil de liderança e consciência cidadã. “Ao oferecer essa oportunidade aos jovens brasileiros com perfil de liderança e que se destacam em suas próprias comunidades, a Embaixada dos EUA espera estreitar cada vez mais essa parceria com o Brasil no século 21”, disse.

Susan destacou que a iniciativa aprofunda as relações entre os dois países. “Os Estados Unidos acreditam no poder de conectar brasileiros e americanos por meio desse intercâmbio. O programa proporciona aos futuros líderes brasileiros uma compreensão melhor sobre os Estados Unidos, ao mesmo tempo, em que eles representam seu país e levam o melhor do Brasil ao povo americano”, disse.

Quando participou da edição de 2010, o estudante do Acre, Felipe Storch, 18 anos, não imaginava o “tamanho da porta de oportunidades” que se abriria para ele. Desde então, ele conseguiu mais três bolsas de estudo, sendo que a última lhe garantiu o curso de graduação em economia com foco em questões ambientais. Daqui a um mês, o jovem retorna aos EUA, onde vai cursará a faculdade durante os próximos quatro anos.

“O Jovens Embaixadores abriu uma porta de oportunidades para mim. Eles não querem apenas que os estudantes tirem fotos durante a viagem, querem compartilhar conhecimentos. Eu jamais teria tanta oportunidade no Acre. Eles me ajudaram com o pontapé inicial e agora começo a andar com meus próprios pés”, disse. O jovem estudante leva na bagagem a vontade de ajudar seu país e sua comunidade. “Eu volto. Meu objetivo principal é ajudar a Amazônia e a minha cidade”, garantiu.

A estudante Késia Nunes, 18 anos, da cidade de Mossoró, no Rio Grande do Norte, também não esperava alçar voos tão altos. No entanto, depois de participar da última edição do Jovens Embaixadores, também quer usar o conhecimento para melhorar o local onde mora. “Esse conhecimento adquirido não vou guardar só para mim, quero ajudar minha comunidade. Eu sei que posso fazer a diferença”, disse.

Em dez edições, cerca de 300 estudantes brasileiros participaram do programa. O interesse aumenta a cada ano. Segundo a embaixada norte-americana, até o momento 12 mil inscrições foram feitas. Em 2011, foram 7.500 inscritos. Quem tiver interesse pode se candidatar até dia 26 de agosto pelo site: http://www.jovensembaixadores.org/2013/

Agência Brasil

UFPB Bananeiras realiza intercâmbio internacional de estudantes com o Instituto Politécnico de Bragança Portugal

O Campus universitário de Bananeiras-PB (Campus III da UFPB) estará recebendo em julho duas estudantes intercambistas provenientes do Instituto Politécnico de Bragança IPB – Portugal (www.ipb.pt). As estudantes Silvia Araújo Oliveira e Ana Cláudia Gonçalves Faria do Curso de Engenharia de Energia Renováveis realizarão disciplinas de graduação e permanecerão do Campus III da UFPB em Bananeiras durante o periodo letivo 2012.2 (julho a dezembro), com possibilidades de renovação por até um ano. As duas estudantes contarão com auxilio alimentação e hospedagem assegurados pelo CCHSA. De forma reciproca outros 02 (dois) estudantes brasileiros dos Cursos de Ciências Agrárias, Agroecologia ou Agroindustria da UFPB – Bananeiras serão selecoionados e permanecerão no IPB em Portugal durante os meses de agosto de 2012 a fevereiro de 2013 ( 06 meses) com direito a alimentação e hospedagem. O EDITAL DE SELEÇÃO DOS ESTUDANTES BRASILEIROS ja se encontra disponível na página do CCHSA (clique aqui) e as inscrições ocorrerão entre os dias 07 e 18 de maio corrente. Poderão participar estudantes dos Cursos de Graduação em Ciências Agrárias (a Distância – UFPB Virtual e Presencial) , assim como dos cursos presenciais de Agroindústria e Agroecologia do Centro de Ciências Humanas Sociais e Agrárias – CCHSA.

A experiencia inédita no CCHSA põe os estudantes da UFPB-Bananeiras em contato com estudantes de diversos países principalmente lusófonos, entre outros, ja que o IPB por ser  instituição de refencia internacional, recebe estudantes intercambistas de diversos países europeus e ibero-americanos. Também fortalece os laços culturais e tecnico-científico do campus III com instituições estrangeiras, por meio de trocas de experiencias estudos e pesquisas em realidades distintas e possibilitar participação de seus estudantes em território do além mar, dentro da Comunidade Europeia, ampliando assim a formação e os horizontes dos nossos futuros profisionais no mercado globalizado. Segundo o Prof. Dr. Marcos Barros de Medeiros, Coordenador Pedagógico do Convênio no CCHSA, o Acordo de Cooperação e Incâmbio foi assinado na cidade de Bragança em 2011 por ocasião de sua eleição como Membro Permanente do Conselho Consultivo da Associação de Ensino Superior em Ciências Agrárias dos Países de Lingua Portuguesa – ASSESCA-PLP. Este ano pretendemos ampliar a Cooperação com Angola, Cabo Verde e Moçambique, na áfrica, e com a Comunidade Portuguesa de Macau na China, por ocasião da Proxima Reunião Anual da AULP – Associação das Universidades dos países de Lingua Portuguesa, da qual a ASSESCA também faz parte. O evento da AULP será realizado em Maputo, patrocinado pelo Ministério das relações Exteriores de Morçambique em julho de 2012, informou a reportagem o Prof. Marcos B. Medeiros.

Confira o edital:

Assessoria para o Focando a Notíca