Arquivo da tag: inscrição

Prefeitura de Bananeiras prorroga prazo para inscrição a Conselheiro Tutelar até 07 de junho

Foi prorrogado nesta segunda (03), o edital para a inscrição ao Conselho Tutelar em Bananeiras, as inscrições serão até o dia 07 de junho no Cras municipal.

O candidato deverá apresentar original e cópia dos seguintes documentos: documento de Identificação com foto, título de eleitor e comprovante de quitação eleitoral, comprovante de residência no próprio nome, certidões negativas cíveis e criminais, cópia do Diploma ou certificado de conclusão do Ensino Médio, ou curso Técnico equivalente, comprovante de experiência na área da infância e juventude de, no mínimo, 02 anos.

Sendo candidato do sexo masculino, certidão de quitação com as obrigações militares. As inscrições devem ser feitas pessoalmente.

Confira o edital de prorrogação: http://bananeiras.pb.gov.br/jornal-municipal-oficial-03-06-2019/

Ascom-PMB

 

Mais de 27 mil candidatos da PB não pagaram a taxa de inscrição do Enem 2019, diz Inep

Ao todo, 27.427 candidatos da Paraíba não pagaram a taxa de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019, de acordo com o Instituo Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A Paraíba teve 147.181 candidatos com inscrições confirmadas.

A Paraíba havia registrado 174.608 inscrições no Enem 2019. O balanço, divulgado nesta terça-feira (28), considera o total de isentos e de pessoas que pagaram o boleto de R$ 85 que venceu na quinta (23). Em todo o Brasil foram contabilizadas 5,09 milhões de inscrições confirmadas. Os inscritos na Paraíba representam 2,9% do total do país.

O Enem 2019 também contará com 180 questões. No dia 3 de novembro serão realizadas as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias; redação; e ciências humanas e suas Tecnologias. Já no dia 10 de novembro serão aplicados os exames de ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.

Com as notas obtidas no Enem 2019, os estudantes poderão ter acesso à educação superior, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e de programas como o Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Calendário

Junho

  • Dia 3: Começa o período de recurso relacionado ao nome social
  • Dia 5: Resultado do recurso relacionado ao atendimento especializado e específico
  • Dia 7: Termina o período de recurso relacionado ao nome social
  • Dia 7: Resultado do recurso relacionado ao nome social

Outubro

  • Divulgação do cartão de confirmação, com os locais de prova

Novembro

  • Dia 3: Aplicação das provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias / Redação / Ciências Humanas e suas Tecnologias
  • Dia 10: Aplicação das Provas de Ciências da Natureza e suas Tecnologias / Matemática e suas Tecnologias
  • Dia 13: Publicação dos gabaritos e dos cadernos de questões

 

 

G1

 

 

Candidatos ao Enem 2018 têm até este domingo para pedir isenção de taxa de inscrição

Terrmina no próximo domingo (15) o prazo para os candidatos ao Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pedirem a isenção da taxa de inscrição da prova.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) espera que cerca de 4 milhões de pessoas peçam a isenção da taxa neste ano.

Em 2018, o Enem completa 20 anos e pela primeira vez o pedido de isenção da taxa é feito antes do período de inscrição. Também pela primeira vez, os candidatos que tiveram a isenção no ano passado e faltaram aos dois dias de prova terão que justificar a ausência para ter a gratuidade novamente.

Se a solicitação de isenção for negada, ainda é possível recorrer da decisão, na Página do Participante, entre os dias 23 e 29 de abril. A aprovação da isenção da taxa de inscrição não significa que o participante já está inscrito no Enem 2018. As inscrições deverão ser feitas das 10h do dia 7 de maio às 23h59 de 18 de maio deste ano, pelo site do Enem.

Quem tem direito à isenção

– Quem está cursando a última série do ensino médio neste ano em escola da rede pública

– Quem cursou todo o ensino médio em escola da rede pública, ou como bolsista integral na rede privada, e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio

– Quem declarar situação de vulnerabilidade socioeconômica, por ser membro de família de baixa renda, e que esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico)

– Quem fez o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) do ano passado, que tenha atingido a nota mínima.

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Inscrição para concurso da prefeitura de Serra Branca, PB, começa nesta segunda

Começou às 10h (horário local) desta segunda-feira (8) o prazo de inscrição do concurso da prefeitura de Serra Branca, no Cariri paraibano. O edital do concurso público, publicado em dezembro, oferece 104 vagas de emprego, em cargos de todos os níveis de escolaridade. As inscrições vão até 28 de janeiro de 2018 e são feitas exclusivamente pela internet, no site da organizadora.

Segundo o edital do concurso da prefeitura de Serra Branca, das 104 vagas, 10 são para pessoas com deficiência. Os salários variam entre R$ 937 e R$ 1.735, sendo que o salário mais alto é para o cargo de médico clínico geral ESF, que exige ensino superior em medicina e registro no conselho de classe. O cargo com o maior número de vagas é o de professor do ensino fundamental I, com 25 oportunidades para pessoas formadas em pedagogia.

Ainda estão disponíveis vagas para auxiliar de serviços gerais, cozinheiro, motorista D, operador de retroescavadeira, operador de motoniveladora, operador de trator de esteira, pedreiro, porteiro, vigia, agente administrativo, agente de saúde, cuidador educacional, eletricista, recepcionista, técnico em enfermagem ESF, técnico em saúde bucal ESF, assistente social, bioquímico, enfermeiro ESF, educador físico, farmacêutico, fisioterapeuta, nutricionista, odontólogo, pedagogo, professor de educação física e psicólogo.

A taxa de inscrição para o concurso é de R$ 80, para cargos de nível fundamental, R$ 100 para cargos de níveis médio e técnico e R$ 120 para cargos de nível superior. As provas estão previstas para acontecer no dia 11 de março de 2018, com a homologação do resultado final prevista para o dia 3 de abril. O concurso tem validade de dois anos, podendo ser prorrogado por igual período, caso necessário.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Prorrogado prazo de inscrição no concurso da Educação na PB com mil vagas

Governo da Paraíba prorrogou para até o dia 12 de novembro o prazo de inscrições no concurso público com 1 mil vagas para professor da rede estadual de educação, que encerraria no dia 5 de novembro. De acordo com a retificação do edital, publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (20), a prorrogação se deve à inclusão de doadoras de leite materno e doadores de medula óssea na lista de pessoas que podem pedir isenção da taxa de inscrição.

Segundo a retificação, têm direito à isenção da taxa de inscrição no concurso, que é de R$ 82, as doadoras regulares de leite materno que seja ou tenha sido doadora a no máximo um ano a contar de 5 de outubro; tiver sido doadora por um período mínimo de quatro meses e ter feito, no mínimo, uma doação a cada semana; e os doadores de medula óssea promovido a órgão oficial, ou a entidade credenciada pela união, pelo Estado ou por Município.

As pessoas que se encaixam nesses grupos devem solicitar a isenção do pagamento da taxa no período de 23 a 27 de outubro, enviado os documentos comprobatórios e outros documentos contidos no edital, no espaço disponível no site da organizadora.

Com a prorrogação, termina no dia 13 de novembro o prazo para o pagamento da taxa de inscrição. O candidato deve se inscrever exclusivamente pela internet, no site da organizadora. A prova objetiva teve a data mantida e está prevista para acontecer no dia 3 de dezembro.

As vagas são para 12 disciplinas do ensino médio e estão distribuídas nas 14 Gerências Regionais de Educação e as provas vão ser realizadas nos municípios sede de cada uma. O maior número de vagas é destinado a professores de português e matemática, com 200 para cada disciplina.

O vencimento previsto pelo edital é de R$ 1.896,51 para uma carga horária de 30 horas semanais. Pessoas com deficiência têm reservadas 5% das vagas.

As provas vão incluir questões de língua portuguesa, legislação básica da educação, conhecimentos pedagógicos e conhecimentos específicos de cada área.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Termina nesta quinta prazo de inscrição no Sisu; veja como fazer

Termina nesta quinta-feira (1º) o prazo de inscrição no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A inscrição pode ser feita pela internet, no site do programa. Para se inscrever, o candidato precisa apenas do número de inscrição e senha cadastrados no Exame do Ensino Médio (Enem) de 2016.

Até a tarde dessa quarta-feira (31), o Sisu registrou 748.185 inscritos, de acordo com balanço do Ministério da Educação (MEC).

Também nesta quinta-feira os estudantes têm acesso ao último cálculo da nota de corte. Ao longo do período de inscrição, uma vez por dia, o MEC divulgou a nota de corte de cada curso, de acordo com as inscrições feitas até aquele o momento, e a classificação parcial do candidato na opção de curso escolhida.

Na hora da inscrição, os candidatos podem escolher até dois cursos por ordem de preferência. Até o fim do período de inscrição, o estudante poderá alterar a opção de curso. Também deve definir se deseja concorrer a vagas de ampla concorrência, ou pelo sistema de cotas destinadas a estudantes de escolas públicas, ou a vagas destinadas às demais políticas afirmativas das instituições.

O Sisu oferece vagas no ensino superior público com base na nota do Enem. Ao todo, serão ofertadas 51.913 vagas em 1.462 cursos de 63 instituições de ensino, entre universidades federais e estaduais, institutos federais e instituições estaduais.

Nesse processo, valerá a nota do Enem 2016. Para participar, os candidatos não podem ter tirado 0 na redação do Enem. Além disso, algumas instituições estabelecem notas mínimas para ingresso em determinados cursos. No ano passado, mais de 6 milhões fizeram o Enem.

O Sisu terá uma única chamada, e a divulgação do resultado está prevista para o dia 5 de junho. Também nessa data será aberta a lista de espera, que permanecerá disponível até 19 de junho. As matrículas serão do dia 9 ao dia 13 de junho, e a convocação da lista de espera será feita a partir do dia 26 de junho.

Agência Brasil

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Falha em inscrição no Sisu afetou até 600 mil participantes, diz MEC

O Ministério da Educação (MEC) diz que uma falha em sua base de dados afetou até 600 mil pessoas que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 e que estão aptas a disputar vagas em universidades públicas oferecidas pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do segundo semestre de 2017.

O Sisu seleciona, até quinta-feira (1º), alunos para mais de 51 mil vagas em cursos superiores. As inscrições começaram nesta manhã (veja calendário completo abaixo).

Estudantes afetados pela falha recebiam a mensagem “dados inválidos” quando tentavam acessar o Sisu. O MEC diz que quem teve dificuldade deve alterar a senha no site www.enem.inep.gov.br/participante para solucionar o problema.

Origem do problema

Segundo o MEC, foi identificada nesta manhã uma falha de “sincronização entre as bases de dados do MEC e do INEP”. A pasta diz que o entrave já foi resolvido.

Ainda de acordo com a pasta, o número de potenciais candidatos afetados é de até 600 mil, e eles já estão recebendo informações por e-mail ou SMS sobre a necessidade de troca de senha.

“Além disso, foi inserida no sistema de inscrição uma mensagem específica para eles, redirecionando esses participantes a acessarem o site do INEP para realizar a atualização necessária”, informou o MEC em nota. A pasta nega relação entre este problema e o verificado na primeira edição do Sisu neste ano.

Calendário do Sisu 2017.2

  • Inscrições: 29 de maio a 1º de junho
  • Chamada regular: 5 de junho
  • Lista de espera: 5 de junho a 19 de junho
  • Matrícula da chamada regular: 9 de junho a 13 de junho
  • Convocação dos candidatos da lista de espera: a partir de 26 de junho

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Inscrição para o Enem 2017 está aberta; veja como fazer passo a passo

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 começaram na manhã desta segunda (8). O sistema seria liberado às 10h, segundo previsão do MEC, mas a abertura foi adiantada e os candidatos já começaram a ter acesso ao site por volta das 8h30.

Será possível fazer a inscrição durante duas semanas. O prazo vai até as 23h59 de sexta (19). A taxa subiu para R$ 82 e o boleto precisa ser pago até 24 de maio.

Para fazer a inscrição, você precisar saber:

  • qual o endereço de acesso
  • quais os documentos necessários
  • como definir sua senha
  • como pedir atendimento especializado
  • como e quem pode solicitar a isenção

O processo de inscrição está distribuído em seis seções no site do Enem: “Dados pessoais”, “Recursos”, “Prova”, “Ensino Médio”, “Escola” e “Questionário”.

Veja abaixo o passo a passo:

1. Endereço para inscrição

As inscrições ocorrem no site www.enem.inep.gov.br/participante.

2. Documentos necessários

O candidato precisa ter em mãos número do seu CPF. É necessário fornecer o dado, além da data de nascimento. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), então, vai cruzar as informações com o banco de dados da Receita Federal.

Primeiro passo para fazer a inscrição exige CPF e data de nascimento. (Foto: Reprodução/Inep)

Primeiro passo para fazer a inscrição exige CPF e data de nascimento. (Foto: Reprodução/Inep)

Após incluir esses dados, na tela seguinte aparecerão automaticamente preenchidos: nome do participante, nome da mãe e data de aniversário. Essas informações não são editáveis e não podem ser alteradas. Em caso de erro, é preciso clicar no item que registra a incongruência. O estudante que verificou problema deverá procurar a Receita e solicitar a alteração.

 (Foto: Reprodução/Inep)

(Foto: Reprodução/Inep)

Ainda na seção de dados pessoais, é preciso indicar o endereço para contato, número de telefones fixo e celular, além de e-mail.

Enem 2017 - tela de inscrição vai exigir dados de contato (Foto: Reprodução/Inep)

Enem 2017 – tela de inscrição vai exigir dados de contato (Foto: Reprodução/Inep)

3. Definição de senha

Logo após inserir os dados pessoais, os candidatos devem escolher uma senha com no mínimo seis e no máximo 10 caracteres. Ela pode ter apenas números e letras, com distinção de minúsculas e maiúsculas.

Neste ano, após polêmica com a falta de segurança na edição anterior, o Inep determinou que a recuperação da senha só vai ocorrer via SMS ou e-mail.

O Inep ressalta que os participantes devem guardar suas senhas para evitar possíveis complicações. No ano passado, milhares de pessoas ficaram com o acesso temporariamente restrito ao sistema porque esqueceram suas senhas e precisaram criar uma nova.

4. Solicitação de atendimento especializado

Após informar os dados pessoais, o candidato passa para a seção “Recursos”. Nela vai ter que responder se precisa de atendimento especializado ou atendimento específico para fazer a prova.

São exemplos de casos que justificam o atendimento especializado: autistas, com baixa visão, cegueira, deficiência física, deficiência intelectual, déficit de atenção, discalculia, dislexia, surdez, deficiência auditiva, surdocegueira e visão monocular.

Em 2017, uma nova modalidade para auxiliar concorrentes surdos ou com deficiência auditiva será oferecida em caráter experimental: prova em vídeo libras. Esses participantes poderão selecionar apenas um tipo de recurso, já que também estará disponível a opção do tradutor-intérprete de libras.

Os estudantes que solicitarem esse tipo de recurso terão que indicar o código de Classificação Internacional de Doenças (CID) e anexar o laudo médico em formato .pdf, .png, .jpg no ato da inscrição.

Uma comissão do Inep analisará a documentação anexada e deve enviar uma resposta sobre o deferimento do pedido em um prazo de 30 dias após o encerramento do registro – em 19 de maio.

Exclusivamente nos casos de atendimentos especializados, será disponibilizada uma hora a mais de prova.

5. Atendimento específico

Gestantes, lactantes, idosos, alunos em classe hospitalar – que por motivos de saúde estudam em unidades médicas – têm o direito a atendimento específico desde que informem sua condição no ato da inscrição.

Enem 2017 - solicitação de atendimento específico no exame (Foto: Reprodução/Inep)

Enem 2017 – solicitação de atendimento específico no exame (Foto: Reprodução/Inep)

A partir deste ano, essa solicitação também poderá ser feita para candidatos diagnosticados com algumas doenças. Por exemplo, diabéticos que usem bomba de insulina. O CID será exigido no momento da inscrição.

O atendimento específico não dá direito a um hora adicional de prova.

6. Nome social

Travestis e transexuais podem solicitar o uso do nome social no exame. Para isso, devem fazer sua inscrição normalmente no site até 19 de maio.

No período entre 29 de maio e 4 de junho, devem entrar novamente na página do participante do Enem e solicitar o uso do nome social. O candidato deve ter documentos comprobatórios de sua condição.

7. Escolha do idioma e cidade da prova

Dentro da seção “Prova”, o estudante deve selecionar se quer responder a perguntas de inglês ou de espanhol como língua estrangeira.

Além disso, durante essa fase da inscrição o concorrente terá que indicar a cidade onde deseja realizar o exame, que pode ser diferente daquele cadastrado na seção de dados pessoais.

8. Informações sobre o ensino médio

Na seção “Ensino Médio”, os participantes precisam informar a sua situação em relação à conclusão do ensino médio. O sistema dá quatro opções para o candidato escolher: já concluí o ensino médio; estou cursando a última série/ano do ensino médio; estou cursando o ensino médio, mas não concluirei no ano letivo de 2017 e não estou cursando e não concluí o ensino médio.

 (Foto: Reprodução/Inep)

(Foto: Reprodução/Inep)

Candidatos com menos de 18 anos que não vão concluir o ensino médio neste ano, os “treineiros”, receberão uma informação de que estão impossibilitados de usar os resultados da prova para acesso ao ensino superior.

9. Escola

Esta seção só é exigida para os candidatos que afirmaram que vão concluir o ensino médio em 2017. O participante terá que informar a unidade federativa, o município e nome da escola, ou o código da instituição.

10. Questionário socioeconômico

A penúltima etapa é o questionário socioeconômico, onde os candidatos informam questões sobre escolaridade e profissão dos pais e renda familiar.

Neste ano, os estudantes vão responder apenas 27 itens. Até 2016, eram 50.

11. Imprimir boleto ou pedir isenção

Os alunos que declararam a conclusão do ensino médio em 2017 e que estão matriculados na rede pública de ensino recebem isenção automática da taxa de inscrição e o processo é finalizado após o preenchimento do questionário socioeconômico.

Os demais concorrentes terão mais uma etapa pela frente: podem pedir para gerar o boleto de pagamento da inscrição ou solicitar isenção da taxa. Nesse último caso, os estudantes deverão identificar o motivo para esse requerimento.

Pedidos de isenção da taxa

Três grupos com direito à isenção:

  1. Concluintes do Ensino Médio matriculados na rede pública de ensino;
  2. Membros de família de baixa renda em situação de vulnerabilidade socioeconômica inscritos no CadÚnico;
  3. Membros de família com renda familiar per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que cursaram todo o Ensino Médio na rede pública ou como bolsista integral em escolas particulares.

Ao declarar carência socioeconômica ou ao cadastrar o Número de Identificação Social (NIS), o estudante receberá automaticamente a informação se a isenção foi validada. Se a solicitação não for aceita, o sistema vai gerar a Guia de Recolhimento da União (GRU).

Enem 2017: conclusão da inscrição prevê gerar boleto ou pedir isenção (Foto: Reprodução/Inep)

Enem 2017: conclusão da inscrição prevê gerar boleto ou pedir isenção (Foto: Reprodução/Inep)

Em coletiva técnica para explicar o processo de inscrição no certame, a diretora de gestão e planejamento do Inep, Eunice Santos, explicou que o sistema está conectado ao banco de dados do Ministério do Desenvolvimento Social.

“A qualquer momento, o Inep poderá verificar as informações fornecidas pelos candidatos e tentativas de fraudes serão punidas com eliminação”, apontou.

Até 2016, a isenção era concedida por meio da autodeclaração. As mudanças nas regras de gratuidade, segundo o órgão, foram implementadas para evitar prejuízos com o volume de abstenções. No ano passado, o rombo aos cofres públicos foi orçado em cerca de R$ 226 milhões.

12. Confirmação de inscrição

Ao concluir todas as etapas do registro, será gerado o número da inscrição em uma página com o resumo das informações recebidas. A situação do cadastro deverá ser consultada pelo participante nessa etapa do processo.

13. Prazo para mudança de dados

Até o término das inscrições – 19 de maio –, os participantes têm a opção de atualizar os dados de contato, mudar o município escolhido para a realização das provas e a opção de língua estrangeira, e solicitar atendimento especializado ou específico. Terminado o prazo, não será possível fazer qualquer alteração.

Novidades

Estudantes com surdez ou deficiência auditiva vão fazer uma prova diferente daquela aplicada aos demais concorrentes. De acordo com Eunice Santos, o exame será “mais adaptado à realidade do surdo”. Questões que possam envolver conhecimentos musicais, por exemplo, não vão constar na avaliação.

Além disso, o Inep reformulou o layout do site do Enem. Informações importantes sobre o certame poderão ser acessadas por meio do endereço enem.inep.gov.br.

O aplicativo lançado em 2016 recebeu novidades para a edição deste ano. Há uma seção de notícias destinada ao público geral. Assim, professores e pais vão conseguir acompanhar determinadas áreas que não exigem o login do participantes.

O app fornece aos usuários o espelho da redação. gabaritos e o resultado individual. A ferramenta está disponível nas plataformas Android e IOS.

Aplicativo do Enem foi reformulado (Foto: Reprodução/Inep)

Aplicativo do Enem foi reformulado (Foto: Reprodução/Inep)

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Prazo para conclusão da inscrição do Fies termina na próxima segunda-feira

fiesOs estudantes pré-selecionados na chamada regular do processo seletivo do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o primeiro semestre de 2017 têm até a próxima segunda-feira (20) para concluir a inscrição no programa. Para os que ficaram na lista de espera, o prazo para concluir a inscrição é o dia 3 de março.

O estudante pré-selecionado  deve acessar o o site do Fies e efetivar sua inscrição, em até cinco dias corridos a contar da divulgação de sua pré-seleção, informando os dados de financiamento a ser contratado.

 Após concluir a inscrição, ele terá que validar as informações na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA), em sua instituição de ensino, em até dez dias contados a partir do dia imediatamente posterior ao da conclusão da sua candidatura ao programa. A CPSA é o órgão responsável, dentro da instituição de ensino, pela validação das informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição.

Depois da validação das informações, o estudante e, se for o caso, seu fiador deverão comparecer a um agente financeiro do programa em até dez dias, contados a partir do terceiro dia útil após a data da validação da inscrição pela Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento, para formalizar a contratação do financiamento.

No ato da inscrição no SisFies, o estudante escolherá a instituição bancária, assim como a agência de sua preferência, sendo o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal os atuais Agentes Financeiros do Programa.

Os prazos para validação da documentação junto à CPSA e para comparecimento à instituição bancária começam a contar a partir da conclusão da inscrição no SisFies e da validação da inscrição na comissão, respectivamente, e não serão interrompidos nos finais de semana ou feriados.

Caso o estudante não compareça à CPSA ou ao agente financeiro (instituição bancária) nos prazos determinados, a inscrição será cancelada. Além de ser responsável pela validação das informações prestadas pelo estudante no ato da inscrição, a comissão também dá início ao processo de aditamento de renovação dos contratos de financiamento a cada semestre.

Programa

O programa oferece financiamento a estudantes  em cursos de instituições privadas de ensino superior. A taxa efetiva de juros do programa é de 6,5% ao ano. O percentual de financiamento é definido de acordo com o comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita do estudante.

O candidato deve ter renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa. Neste semestre, o governo reduziu o teto do financiamento aos estudantes. O limite mensal do Fies passou de R$ 7 mil para R$ 5 mil

A oferta de vagas do programa dá prioridade aos cursos de engenharias, formação de professores e áreas de saúde. Além das áreas prioritárias, o programa valoriza os cursos com melhores índices de qualidade em avaliações do Ministério da Educação. Para participar do Fies é preciso ter tirado pelo menos 450 pontos na média das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não ter zerado a redação.

Com informações do IG.

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Cagepa abre inscrição para Processo Seletivo de estágios em 27 cursos

cagepaEstão abertas até o próximo dia 12 de fevereiro as inscrições para o processo seletivo de estágio na Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa). A inscrição é gratuita e deverá ser feita por meio do site do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) www.ciee.org.br até as 17h do domingo (12).

Para nível superior, estão sendo disponibilizadas vagas para os cursos de Administração, Arquivologia, Automação Industrial, Biologia, Biomedicina, Ciências Contábeis, Comunicação Social (Jornalismo), Direito, Enfermagem, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Informática (Engenharia da Computação e Ciências da Computação), Psicologia, Química, Química Industrial, Serviço Social e Tecnologia em Geoprocessamento.

Já para cursos de nível técnico profissionalizante, as oportunidades são para técnico em Contabilidade, técnico em Edificações, técnico em Eletrônica, técnico em Eletrotécnica, técnico em Informática, técnico em Mecânica e técnico em Segurança do Trabalho.

De acordo com o Edital publicado pelo CIEE, para ingressar no estágio, no caso de nível superior, o candidato deverá estar regularmente matriculado no 4º período em diante ou equivalente, para os cursos com graduação em 10 períodos ou cinco anos; no 4º período em diante ou equivalente, para cursos com graduação em oito períodos ou quatro anos; e no 3º período em diante ou equivalente, para os cursos com graduação em seis períodos ou três anos. Para os casos de nível técnico profissionalizante, a exigência é que o aluno esteja cursando o 2º semestre do curso ou equivalente.

Segundo informou a gerente de Capital Humano da Cagepa, Gicelle Alcântara, o estágio tem carga horária de 20 horas semanais (de segunda a sexta-feira), com jornadas diárias de 4 horas; bolsa auxílio no valor de R$ 650 (seiscentos e cinquenta reais) mensal, além de auxílio transporte, no valor de R$ 90 por mês. As vagas são para as cidades de João Pessoa, Campina Grande e Sousa, na Paraíba, e a prova objetiva está marcada para o próximo dia 19 de fevereiro.

O Edital do Processo Seletivo encontra-se disponível no site do CIEE.

Secom-PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br