Arquivo da tag: Insatisfeito

Insatisfeito com nota, aluno soca rosto de professor dentro da sala de aula

Um aluno deu um soco e um chute em um professor na Escola Estadual Antônio de Alcântara Machado, na Zona Sul de São Paulo, nesta quarta-feira (29). O aluno tem 20 anos e cursa o 3º ano do Ensino Médio no Ensino de Jovens e Adultos (EJA).

Imagens da agressão viralizaram em redes sociais. O vídeo do episódio tem mais de 170 mil visualizações no Facebook. O professor aparece sentado em uma carteira, e o aluno está de pé na frente dele. Eles discutem, e o aluno dá um soco no rosto do professor, e depois um chute. Os outros alunos da classe pedem para que ele pare com as agressões.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), policiais militares que compareceram à escola no dia da agressão, na última quarta-feira (29), foram informados que o aluno bateu no professor após ficar insatisfeito com uma nota.

Segundo a pasta, foi solicitado o exame de corpo de delito para a vítima. O termo circunstanciado foi registrado no 16º DP como lesão corporal e drogas para consumo pessoal sem autorização ou em desacordo, já que foi encontrado um saco plástico com maconha junto com o aluno.

A Secretaria Estadual de Educação disse que a direção da escola chamou os responsáveis do aluno e a Ronda Escolar, da Polícia Militar, que registrou a ocorrência. Em nota, a secretaria também informou que “prestou todo o apoio ao professor para que pudesse fazer o boletim de ocorrência e o exame de corpo de delito”.

A pasta informou ainda que “há um estudo das vulnerabilidades da escola para traçar estratégias a fim de que fatos lamentáveis como esse não voltem a ocorrer”.
A Diretoria de Ensino Centro-Sul, área da escola, disse que “abriu uma averiguação para que supervisores acompanhem o caso”.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Insatisfeito com aliança do partido, deputado do PT declara apoio a José Maranhão para o Senado

maranhãoO deputado estadual Frei Anastácio (PT), candidato a reeleição, não esconde a insatisfação com a aliança PT-PSB na Paraíba e neste final de semana abandonou a candidatura de seu partido ao Senado e subiu no palanque de José Maranhão, candidato a senador pelo PMDB, em Pedras de Fogo. O parlamentar também declarou apoio a Vital do Rêgo (PMDB) na disputa pelo governo do estado.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Estou votando com muita consciência no senador Maranhão por entender que ele fez muito pela Paraíba e que precisa ir ao Senado Federal para que ele possa, de fato, trazer mais benefícios para a Paraíba. Ele já mostrou em toda a sua trajetória que é um político que, de fato, quer o bem do povo”, disse o deputado, ratificando que sua passagem no palanque do peemedebista não era por acaso.

“Esse apoio de Anastácio é muito importante não só pelo seu peso eleitoral mas também pela sua marcante influência no PT da Paraíba”, disse José Maranhão.

MaisPB

Comerciante insatisfeito com separação mata a ex-mulher e depois comete suicídio no Sertão

Reprodução/Instagram/Emerson Machado
Reprodução/Instagram/Emerson Machado

Um comerciante de 55 anos teria matado a ex-mulher de 41 e depois cometido suicídio na tarde desta segunda-feira (14), na cidade de Diamante, a 430 km de João Pessoa, no Sertão da Paraíba. As informações foram confirmadas pela Polícia Militar local.

A PM disse que a mulher estava na casa de um parente quando o marido chegou extremamente irritado e os dois começaram a discutir. Familiares da vítima e vizinhos foram chamados para conter a confusão, mas eles não chegaram a tempo e a briga só acabou quando ele atirou na ex-mulher e depois se matou.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A Polícia Militar informou ainda que o comerciante estaria insatisfeito com a separação e essa pode ter sido a motivação da tragédia. Os dois deixaram quatro filhos.

O Instituto de Medicina Legal em Patos, que fica na mesma região, foi acionado para a remoção dos corpos.

 

 

portalcorreio

Insatisfeito com políticas públicas brasileiras, Varandas diz : ‘MP sozinho não pode combater o trabalho infantil’

eduardo-varandasO procurador chefe do Trabalho do Ministério Público da Paraíba, Eduardo Varandas, demonstrou insatisfação com as políticas públicas adotadas pelo Brasil em relação ao combate do trabalho infantil e disse que população também é responsável pelo problema.

 

Para Varandas, a exploração do trabalho infantil é uma ação de parcerias e que o MP sozinho não pode remediar o problema. “É necessário que haja uma conjunção dentro do poder público, além de uma conscientização da própria população, que é também culpada por naturalizar a miséria e não encarar o trabalho infantil como delito”, declarou.

 

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O procurador salientou que esta é uma luta “enorme” sendo não só uma questão jurídica, mas um problema econômico e social. “É um problema que existe a céu aberto, que as pessoas toleram. Existe a apologia a miséria. É como se criança pobre só tivesse 2 opções: trabalhar ou ir pra marginalidade”, disse.

 

De acordo com Varandas é preciso políticas publicas de geração de emprego e não “políticas assistenciais alienistas que acomodam um exercito de brasileiros sem acesso a emprego e educação”, disse criticando o Bolsa Família.

 

“Precisamos gerar empregos para os pais dessas crianças por que o trabalho infantil vem da miséria e nenhuma sentença de juiz vai resolver este problema. Enquanto houver famílias abaixo da linha da pobreza haverá trabalho infantil”, sentenciou.

 

Cybele Soares

Na AL: Insatisfeito com ausência de deputados, presidente promete cortar o ponto a partir desta quarta

Insatisfeito com a ausência constante de alguns deputados nas sessões da Assembleia Legislativa da Paraíba, o presidente da Casa, Ricardo Marcelo (PEN), prometeu cortar o ponto dos faltosos a partir desta quarta-feira (05). A insatisfação, motivada pelas faltas, já vem de dias atrás e se agravou na terça (04) depois que apenas sete vetos foram votados quando constavam na pauta do dia 157 matérias.

Os outros projetos deixaram de ser votados porque os deputados foram se retirando do plenário o que provocou o esvaziamento e a consequente interrupção da votação por falta de quórum. A não votação provocou o acúmulo de projetos que aumentou para 172.

O deputado Raniery Paulino (PMDB) comentou sobre a ausência dos colegas e disse que isso demonstra um descompromisso com os trabalhos da Casa. “Acho que é uma falta de compromisso, porque se foi decidido fazer um esforço concentrado os deputados têm que ter a responsabilidade de comparecer e ficar na Casa até o final da votação. Independente do período eleitoral, os parlamentares têm que cumprir o horário”, afirmou.

Sobre o corte de ponto, Raniery disse ser a favor. “Sou a favor do corte de ponto. Isso acontece não é de hoje e o presidente já deveria ter feito isso há muito tempo. Em seis anos só vi ser cortado ponto uma vez. Isso é o que o presidente vem falando faz tempo, mas já deveria ser feito”, reclamou.

Fonte: políticapb