Arquivo da tag: injeta

Estado paga dia 19 metade do 13º salário e injeta R$ 800 mi economia

O governo do Estado vai injetar mais de R$ 800 milhões na economia da Paraíba com o pagamento de três folhas em apenas 30 dias. É que nesta segunda-feira (17), durante o programa Fala Governadora, na Rádio Tabajara, o governador João Azevêdo confirmou para a próxima quarta-feira (19), o pagamento da primeira parcela do 13º salário, menos de 20 dias após o pagamento da folha de maio. E já no final do mês de junho o Estado também pagará o salário dentro do mês trabalhado.

Segundo o governador, serão mais de 100 mil servidores atingidos com o benefício.

“Mais uma vez num esforço muito grande de gestão o governo faz com que metade do décimo terceiro seja pago agora no dia 19 de junho. Mais de 100 mil servidores devem receber o plus. Serão praticamente 150 milhões injetados na economia. E nós sabemos que entre a folha de maio, a folha de junho e a metade do 13º, nós estaremos investindo mais de R$ 800 milhões na economia do Estado e isso é que tem feito a grande diferença para o Estado da Paraíba. É um esforço grande por parte do governo em manter o ritmo da Paraíba nesse patamar que a gente se acostumou, que é pagamento em dia, pagamento de fornecedor em dia, é investindo em novas obras, tendo a possibilidade de obter nossos empréstimos para fazer as nossas obras porque gera emprego, gera renda e faz a máquina funcionar”, destacou.

João ainda aconselhou os servidores a não gastarem todo o dinheiro nos festejos juninos.

“Aproveitem, mas gastem com muita cautela esses recursos que vocês receberão agora em junho. Comemore o São João mas não gaste todo nos festejos não”, arrematou.

 

PB Agora

 

 

DEM recebe a maior doação de campanha e injeta recursos em candidaturas municipais

demNa Paraíba, o DEM é o partido com a maior doação de campanha até o momento. De acordo com dados extraídos do Divulgacand, o Diretório Estadual da legenda recebeu da direção nacional a importância de R$ 1 milhão. O recurso foi destinado a algumas campanhas municipais, incluindo candidatos a prefeito, vereador e vice-prefeito.

A maior doação foi para o candidato a prefeito de São Bento, Jarques Lucio da Silva, que recebeu R$ 100 mil da direção estadual do DEM.

A direção estadual do PSB recebeu a segunda maior doação, um total de R$ 400 mil, frutos de doações de pessoas físicas. Desse total, apenas R$ 8.310 foram gastos. A maior parte para pagamentos de serviços de gráfica.

Da direção nacional do PT, o diretório estadual recebeu R$299.485,16. Esse recurso foi destinado as campanhas municipais do partido. Os candidatos a prefeito de João Pessoa e Patos receberam as maiores transferências: R$ 179 mil para Charliton Machado e R$ 20 mil para Lenildo Moraes.

Já o PSD, do candidato a reeleição de João Pessoa Luciano Cartaxo, registrou até o momento a quantia de R$ 100 mil, originados da direção nacional do partido. Do total, R$ 95 mil  foi para a campanha de Cartaxo.

Dois grandes partidos do estado, o PMDB e o PSDB, registraram baixos valores. O primeiro um total de R$71.703,30, doados pela direção nacional do PMDB, enquanto o PSDB registrou apenas R$ 10 mil.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

INSS injeta R$ 500 mi a cada mês na Paraíba

Previdencia SocialA folha do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) injeta mensalmente quase R$ 500 milhões na Paraíba (R$ 494,573 milhões), em um total de 680,154 mil benefícios. Os recursos são quase o dobro do pagamento mensal da folha de servidores do Estado, o que mostra peso ainda na economia dos municípios. O montante do INSS tem crescido a cada ano porque o reajuste dos beneficiários é feito acima da inflação.

A maioria recebe até um mínimo. Cerca de 90% dos segurados (598 mil) na Paraíba recebem até um salário mínimo de benefício.

Os dados são do Boletim Estatístico da Previdência Social, publicado mensalmente pela Secretaria de Políticas de Previdência Social do Ministério da Previdência Social, referente ao mês de maio.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O estudo do Boletim mostra que o perfil de concessões salariais se manteve em abril: dos 7.926 benefícios liberados na Paraíba em abril, 41 vieram para pessoas que recebem até um salário mínimo, 6.139 ganharam valor igual a um salário mínimo, 1.713 tiveram de um a cinco salários mínimos e 33 paraibanos tiveram benefício de cinco a dez mínimos.

Em abril, o número de benefícios requeridos (11.268) apresentou queda de 8,47% comparado a março, e desses, 4.130 foram indeferidos, ficando estável com relação ao mês anterior (0,98%).

A maior parte do que foi concedida (2.604) foi pelo fator de incapacidade.

ZONA RURAL LIDERA

A Paraíba, com 52,77%, tem a 4ª maior taxa de benefícios rurais do Nordeste. Maranhão (66,58%), Piauí (65,92%) e Ceará (54,46%) lideram.

Segundo o Boletim, do total da folha liberada para o Estado, apenas 10% dos beneficiários recebem de um a cinco salários mínimos, enquanto 90% recebem até 1 salário mínimo. Do total dos benefícios, 321.263 são urbanos (47,23%) e outros 358.891 rurais (52,77%).

A Paraíba fica na quarta colocação nacional no ranking dos Estados com relação ao tempo médio para liberar a concessão, apresentando 17 dias, ficando atrás apenas de Roraima (9), Rio Grande do Norte (13) e Acre (14). Em abril, 8.637 benefícios foram encerrados em um total de R$ 7,324 milhões de recursos.

1ª PARCELA DO 13º SERÁ EM AGOSTO 

O INSS deverá pagar em agosto a primeira parcela  do 13º salário para aposentados e pensionistas. A informação é do secretário de políticas de Previdência Social, Benedito Adalberto Brunca, que adiantou que o Ministério da Previdência Social aguarda apenas a definição do decreto da Casa Civil para oficializar a antecipação do pagamento.

Os depósitos deverão começar no dia 25 de agosto para os aposentados e pensionistas que ganham até um salário mínimo, de R$ 724 neste ano. “Estamos esperando a definição do decreto. A expectativa é que seja feito”, disse Brunca.

O calendário para quem ganha mais do que um salário mínimo começa em 1º de setembro e termina no dia 5. As datas variam de acordo como número final do cartão de benefício do segurado.

A primeira parcela do 13º salário vem sendo antecipada nos últimos anos, mas os aposentados não têm garantias de que isso será feito, justamente por depender desse decreto que precisa ser assinado pela presidente Dilma Rousseff.

O benefício depositado a partir de 25 de agosto corresponde a 50% do valor. O desconto do Imposto de Renda (IR), para quem tiver, só será feito no pagamento da outra parcela do abono de Natal, que sai em dezembro.

Nem todos têm esse desconto, no entanto. Os aposentados com mais 65 anos têm uma isenção a mais e pagam menos IR.

Portalpágina.comCom Jornal da Paraíba

Para trabalhar como segurança, homem injeta óleo mineral no corpo e deforma músculo

Desempregado, o mecânico de bicicletas Robson Alves da Silva, 39 anos, residente no bairro Mario Andreazza, na cidade de Bayeux ( região metropolitana de João Pessoa), colocou em risco sua vida ao injetar óleo mineral no próprio corpo. Foi uma tentativa perigosa na busca de um emprego. Robson imaginou que o ganho relâmpago de massa muscular lhe garantiria a contratação por uma empresa de vigilância privada, no cargo de segurança.

Robson Alves da Silva, sem qualquer consulta a um profissional de saúde, seguiu conselhos dos amigos e começou a autoaplicação nos dois braços. Foram 15 aplicações durante quatro meses. E, a pouco mais de um ano vem sofrendo as consequências.

No caso do mecânico, a busca pelo corpo perfeito, passou pela falta de informação e pelo desespero de quem queria voltar ao mercado de trabalho. Sem dinheiro e sem perspectiva de emprego, está pedindo ajuda financeira aos amigos para conseguir uma ressonância magnética, exigida pelo médico, antes de submeter uma cirurgia reparadora.

O medo de Robson é justificado. Após ser injetado nos braços, o óleo mineral forma uma espécie de bolsa entre os feixes musculares, criando um processo inflamatório, infecciona e deixa o tecido necrosado. É o caso do mecânico. O resultado foi o oposto do que ele pretendia ao injetar a substância no próprio corpo.

O relato do mecânico é dramático. “Eu estava desempregado. Daí entrei na onda e fiz aplicação do produto nos dois braços. Estou tendo náuseas, febre, dores pelo corpo e vários problemas de saúde”, admite. Sua luta agora é para fazer a cirurgia o mais rápido possível, na tentativa de estancar a ação do óleo mineral em seu corpo.

“Já fui há vários hospitais. Falei com dezenas de médicas aqui em João Pessoa e em Recife, mas até agora nenhuma solução. Estou dependendo do exame para o médico analisar se vai ser possível fazer a cirurgia.

Em casos mais graves, o uso desses ‘anabolizantes’ pode resultar em cirrose, disfunção sexual, alteração hormonal, amputação dos membros e até óbitos. O óleo mineral pode ser comprado em farmácias e é usado no tratamento da prisão de ventre, por via oral. Ainda tem sua indicação para uso externo, na pele, para prevenir e tratar ressecamento.

O corpo de Robson apresenta hematomas e vermelhidão. Os músculos dos dois braços estão visivelmente deformados e o tronco com sinais de inchaço. Ele está assustado e arrependido.

Portal Correio