Arquivo da tag: iniciada

Campanha de vacinação contra febre aftosa é iniciada na Paraíba

O objetivo da vacinação é que os animais da Paraíba é combater doenças nos animais (Foto: Reprodução)

Começou ontem (1), a primeira etapa da vacinação contra febre aftosa na Paraíba.

De acordo com a Secretaria de Estado da Agropecuária e Pesca (Sedap), há no estado um rebanho bovino superior a 1 milhão de cabeças de gado.

Os animais devem ser imunizados até o dia 31 de maio, fim do prazo estabelecido pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa).

As vacinas podem ser compradas pelos criadores em uma revendedora autorizada ou loja de produtos agropecuários devidamente cadastradas.

Após efetuar a compra da vacina e imunizar o rebanho, os criadores têm o prazo de dez dias para declarar a vacinação junto a Defesa Agropecuária, ou nos escritórios do órgão em todo estado, ainda conforme a Sedap.

Desde 2011, o desempenho da Paraíba, em vacinação contra a febre aftosa, ultrapassa a meta de 90% do rebanho. Por esse motivo, desde 2014, o estado recebe o certificado de “Estado livre da febre aftosa com vacinação”, fornecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

O secretário da Sedap, Rômulo Montenegro, explica que ao manter o cadastro atualizado, o produtor pode ter acesso aos programas do Governo, como distribuição de ração animal, leilões e financiamentos bancários.

“A participação dos criadores deve ser intensa para vacinar cada animal em suas propriedades, isso tem acontecido desde 2011 e o nosso esforço é para que possamos ser livre de aftosa sem vacinação”, disse o secretário.

ClickPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Iniciada construção de Barragens Subterrâneas em Pirari; prefeito garante apoio aos atingidos pela estiagem

 


A Prefeitura Municipal de Parari (PB), através da Secretaria de Agricultura em parceria com a Emater local, deu início no último dia 17/01 da chamada pública, onde mais de 60 agricultores participaram de um dia de campo. Na oportunidade houve a construção de uma barragem subterrânea na propriedade do senhor Zezinho Avelino.
 
A boa notícia é que a Secretaria de Agricultura e Emater Local, vão continuar com essa parceria, construindo barragens subterrâneas que beneficiará muitos pararienses.
 
“Os agricultores estão prejudicados pela longa estiagem e o pedido do Prefeito Josa é que essas pessoas tenham o máximo de assistência possível da Secretaria de Agricultura, por isso, toda semana será construída uma barragem subterrânea para um agricultor parariense”, garantiu o Secretário José Flávio.
 
O prefeito José Josemar (Josa), disse que conhece de perto o dia-a-dia e as dificuldades que os  agricultores enfrentam principalmente nesta época de estiagem, por isso, a ordem é prestar o máximo de assistência possível aos agricultores de Parari.

Ascom – Júnior Queiroz – para o Focando a Notícia

TRE garante que resultado da eleição deve sair em até uma hora depois de iniciada a apuração

O desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, presidente do TRE, comentou nesta segunda (20) que o resultado das eleições deve ser conhecido em até uma hora após o início das operações e destacou o pedido de tropas federais para controlar a votação em Campina Grande.

Em entrevista ao radialista Antonio Malvino, do programa Hora da Verdade da Arapuan FM, o desembargador garantiu que o esquema montado pela Justiça Eleitoral vai permitir que o resultado das eleições seja conhecido em até uma hora depois de iniciada a apuração.

Cavalcanti prometeu realizar uma eleição tranquila e sem fraudes e explicou que o Tribunal Regional Eleitoral tem verificado apenas casos pontuais de acirramento da disputa eleitoral em municípios da Paraiba. Ele citou os casos das cidades de Taperoá, Livramento, São Bento e Pombal.

A respeito das campanhas, Cavalcanti afirmou que de modo geral ela está tranquila e ele espera que continue assim até o dia da eleição. Apenas a cidade de Campina Grande que fez um pedido de tropas federais, que, segundo ele, vai ser encaminhado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que por sua vez definirá a respeito do assunto.

Marília Domingues / Antonio Malvino