Arquivo da tag: ingresso

Emerson Machado se filia ao Avante e visa Câmara Federal em 2018; Tião também confirma ingresso

O radialista Emerson Machado, o popular ‘Mofi’, aderiu, na tarde desta segunda-feira (2), ao partido Avante (ex-PT do B). A assinatura de filiação aconteceu em João Pessoa e contou com o deputado federal Luiz Tibé, presidente nacional da legenda. Machado visa disputar uma das vagas à Câmara Federal em 2018.

Também foi confirmado o ingresso do deputado estadual Tião Gomes, ex-PSL.

Tião afirmou na semana passada que havia recebido convite de várias legendas, entre elas, o PPS, presidido pelo chefe de Gabinete do governador Ricardo Coutinho (PSB), Nonato Bandeira. Entretanto, Tião optou pelo Avante por afinidade em coligações anteriores e seu bom relacionamento com o presidente da legenda no estado, o também deputado estadual Genival Matias.

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

UEPB pode reduzir de 5,7 mil para 2,8 mil o número de vagas para ingresso em 2015

UEPBA Universidade Estadual da Paraíba divulgou nesta quinta-feira (2) que pode reduzir pela metade o número das vagas para ingresso na instituição para 2015. A justificativa para a decisão seria a redução no orçamento recebido pela universidade, que teria sofrido corte de R$ 70 milhões. A UEPB tem atualmente 22.100 alunos matriculados e oferece 5.720 vagas a cada ano. Com o anúncio da redução, a oferta pode cair para 2.860 vagas anuais.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A decisão ocorreu durante reunião do Conselho Universitário (Consuni) da UEPB. Conforme apresentado pelo Consuni, a proposta orçamentária encaminhada pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa da Paraíba, no último dia do prazo legal (30 de setembro), para o exercício de 2015, é menor que o orçamento em execução neste ano, havendo um corte de mais de R$ 70 milhões até mesmo em relação a proposta inicial do próprio governo, que tinha limitado a peça orçamentária da UEPB para o próximo ano em R$ 358,6 milhões.

Segundo foi divulgado pela UEPB, na mensagem enviada à ALPB, o Governo do Estado reservou apenas R$ 288,5 milhões para a UEPB no ano que vem, o que significa dizer que para todo o ano de 2015 a UEPB terá, da fonte do Tesouro Estadual, R$ 2 milhões a menos do que a execução orçamentária deste ano, envolvendo despesas com pessoal, despesas correntes e de capital, que deve chegar próximo dos R$ 300 milhões caso o Governo do Estado assegure o funcionamento das atividades até o próximo mês de dezembro. Na comparação do orçamento de 2014 da UEPB com a proposta encaminhada pelo Governo à ALPB para 2015, o maior corte é na despesa prevista para pessoal, reduzindo dos R$ 310 milhões deste ano para R$ 243,1 milhões no ano que vem.

Portal Correio entrou tentou contato com o secretário de Planejamento do Estado, Thompson Mariz, para comentar o assunto, mas ele não foi encontrado.

Segundo a assessoria de comunicação da Secretaria, ele está viajando e só retorna à Capital depois das eleições. A assessoria disse ainda que ele deve dar uma posição oficial sobre a situação na segunda-feira (6).

 

 

portalcorreio

Executivo suspeito de liderar máfia do ingresso se entrega no Rio

whelanO CEO da empresa Match, Raymond Whelan,se entregou à Justiça do Rio na tarde desta segunda-feira (14). Ele estava foragido desde quinta-feira passada (10), quando teve a prisão preventiva decretada por ser acusado de integrar uma máfia internacional de venda ilegal de ingressos da Copa do Mundo.

De acordo com a assessoria de imprensa do advogado Fernando Fernades, que representa o executivo, Whelan se apresentou à desembargadora Rosita Maria de Oliveira Netto, da 6ª Câmara Criminal da capital, relatora do processo contra os 12 denunciados pelo Ministério Público do Rio.

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) informou, às 15h15, que Whelan estava na carceragem do TJ-RJ à espera da polícia para ser levado para a Polinter, na Cidade da Polícia, no Subúrbio.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo a nota da defesa, ao se entregar Raymond Whelan estava acompanhado de seu advogado, Fernando Fernandes, para quem teria dito: “Enfim, poderei iniciar minha defesa criminal”.

O executivo teve a prisão preventiva decretada na quinta-feira pela Justiça, mas deixou o Copacabana Palace momentos antes de a polícia chegar. Imagens de câmeras de segurança do hotel mostram o momento que ele sai do local, pela área de funcionários. O inglês estava hospedado lá junto com a delegação da Fifa, que cedeu à Match os direitos sobre a venda de ingressos da Fifa.

O britânico era o único que não estava preso entre os 11 que tiveram a prisão preventiva decretada por integrar a quadrilha internacional que, segundo a Polícia Civil, era liderada pelo franco-argelino Mohamed Lamine Fofana. Fofana e mais nove estão no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste. Outro denunciado, o advogado José Massih ficou 10 dias presos e responderá em liberdade, por ter colaborado com as investigações.

Desvio de ingressos Fifa esquema arte cronograma (Foto: Editoria de Arte / G1)

O esquema
Deflagrada no dia 1º de julho, a operação da 18ª DP prendeu 12 pessoas. No dia 1º, 11 suspeitos foram detidos no Rio e em São Paulo. Na segunda (7), Whelan também foi preso por suspeita de ser o facilitador da obtenção dos ingressos. Devido a um habeas corpus, no entanto, ele foi solto no dia seguinte e se tornou foragido quando teve a prisão preventiva decretada.

Com a listagem de celulares da Fifa em mãos, um dos agentes policiais digitou no aparelho celular apreendido do argelino Lamíne Fofana o prefixo 96201, que precede os telefones da entidade. Apareceu, então, o nome “Ray Brazil”, para o qual havia 900 registros entre telefonemas e mensagens. Ao todo, a operação está lendo e escutando 50 mil registros telefônicos, dos quais mais de 50% já foram apurados.

Segundo as investigações, três empresas de turismo localizadas em Copacabana, interditadas pela polícia, faziam contato com agências de turismo que traziam turistas ao país e vendiam ingressos acima do preço.

Eram ingressos VIPs, fornecidos como cortesia a patrocinadores, a Organizações Não Governamentais (ONGs) e também destinados à comissão técnica da Seleção Brasileira – desde bilhetes de camarotes até entradas de assentos superiores. Uma entrada para a final da Copa no Maracanã chegava a custar R$ 35 mil e a quadrilha faturava mais de R$ 1 milhão por jogo.

Segundo a polícia, Fofana também conseguia entradas vendidas pelos agentes oficiais da categoria “hospitalidade”, pacotes de luxo, controlados pela Match Hospitality. Até carro forte foi usado para abastecer a quadrilha que vendia entradas para todos os jogos da abertura à final do torneio.

Segundo o delegado Fábio Barucke, responsável pelo caso, os presos já atuaram em pelo menos quatro mundiais e estimativas apontam que a quadrilha poderia movimentar cerca de R$ 200 milhões por Copa do Mundo.

Presos
Além de Fofana e Whelan, estão presos o policial militar reformado Oséas do Nascimento; Alexandre Marino Vieira; Antônio Henrique de Paula Jorge, um dos contatos de Fofana no Brasil (antes de ser preso, Henrique tentou retirar de um banco R$ 177 mil em dinheiro vivo); Marcelo Pavão da Costa Carvalho; Sérgio Antônio de Lima, que teria tentado subornar um dos agentes; Ernane Alves da Rocha Júnior; Júlio Soares da Costa filho; Fernanda Carrione Paulucci e  Alexandre da Silva Borges. O advogado José Massih, indiciado inicialmente pela Polícia Civil, responderá em liberdade por ter colaborado com as investigações.

G1

PSDB oficializa ingresso no governo de Campos e afirma intenção de fortalecer parceria em outros estados

eduardo-campos-e-aecioO PSDB começou a dar provas de que estará unido com o PSB, do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, nas eleições do próximo ano.
Ontem, o partido oficializou seu ingresso no governo do socialista em Pernambuco. Em nota, a legenda afirma que tem o objetivo de fortalecer a parceria também em outros Estados. “Além de parceiros na gestão de Pernambuco, PSDB e PSB trabalham coligações para as eleições de 2014″, diz o texto.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
Os dois partidos devem lançar candidato próprio à Presidência, mas têm articulado alianças estaduais para a disputa do ano que vem. No início do mês, Campos e Aécio Neves (PSDB) se encontraram no Rio para discutir o assunto. Além de Pernambuco, os presidenciáveis avaliaram a possibilidade de dividir palanques em São Paulo, Minas, Paraíba e Rio Grande do Sul.

Luís Tôrres

Titulo de ‘Doutor’ passa a ser obrigatório para ingresso no magistério federal

diplomaA titulação de doutor passa a ser obrigatório, a partir de agora, para ingresso na carreira do magistério superior. É o que determina medida provisória editada pelo governo federal, alterando a Lei nº 12.772, de 28 de dezembro de 2012, que dispõe sobre a estruturação do Plano de Carreiras e Cargos de Magistério Federal. Os concursos públicos terão como requisito de ingresso o título de doutor na área pretendida.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O texto da MP determina que as universidades federais poderão dispensar a exigência do título de doutor, quando se tratar de áreas de conhecimento ou localidade com grave carência de detentores de titulação acadêmica de doutor. Neste caso, poderão ser aceitos mestres, profissionais com especialização ou diploma de graduação. A decisão será fundamentada pelos conselhos superiores das universidades.

A justificativa da MP, segundo a presidenta Dilma Rousseff, é para resgatar a qualidade do ensino superior nas universidades federais.

As alterações nos requisitos de acesso a cargos públicos realizadas pela MP não produzem efeito para os concursos cujo edital tenha sido publicado até 15 de maio deste ano.

O texto da MP foi publicado na edição do Diário Oficial da União da quarta-feira, 15.  Veja a íntegra do documento abaixo:

MEDIDA PROVISÓRIA No 614, DE 14 DE MAIO DE 2013

Altera a Lei no 12.772, de 28 de dezembro
de 2012, que dispõe sobre a estruturação do
Plano de Carreiras e Cargos de Magistério
Federal; altera a Lei no 11.526, de 4 de
outubro de 2007; e dá outras providências.

A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 62 da Constituição, adota a seguinte Medida Provisória, com força de lei: Art. 1o A Lei no 12.772, de 28 de dezembro de 2012, passa a vigorar com as seguintes alterações:

“Art. 1o ………………………………………………………………………….
……………………………………………………………………………………………..
§ 1o A Carreira de Magistério Superior é estruturada em
classes A, B, C, D e E, e respectivos níveis de vencimento, na
forma do Anexo I.
§ 2o As classes da Carreira de Magistério Superior receberão
as seguintes denominações de acordo com a titulação do ocupante
do cargo:
I – Classe A, com as denominações de:
a) Professor Adjunto A, se portador do título de doutor;
b) Professor Assistente A, se portador do título de mestre ou;
c) Professor Auxiliar, se graduado ou portador de título de
especialista.
II – Classe B, com a denominação de Professor Assistente;
III – Classe C, com a denominação de Professor Adjunto;
IV – Classe D, com a denominação de Professor Associado; e
V – Classe E, com a denominação de Professor Titular.
§ 3o A Carreira de Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico
é composta das seguintes classes, observado o Anexo I:
I – D I;
II – D II;
III – D III;
IV- D IV; e
V – Titular.
§ 4o Os Cargos Isolados do Plano de Carreiras e Cargos de
Magistério Federal são estruturados em uma única classe e nível
de vencimento.
§ 5o O regime jurídico dos cargos do Plano de Carreiras e
Cargos de Magistério Federal é o instituído pela Lei no 8.112, de
11 de dezembro de 1990, observadas as disposições desta Lei.
§ 6o Os cargos efetivos das Carreiras e Cargos Isolados de
que trata o caput integram os Quadros de Pessoal das Instituições
Federais de Ensino subordinadas ou vinculadas ao Ministério da
Educação e ao Ministério da Defesa que tenham por atividadefim
o desenvolvimento e aperfeiçoamento do ensino, pesquisa e
extensão, ressalvados os cargos de que trata o § 11 do art. 108-A
da Lei no 11.784, de 2008, que integram o Quadro de Pessoal do
Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.” (NR)
“Art. 4o …………………………………………………………………………
Parágrafo único. Os cargos vagos da carreira de que trata o
caput passam a integrar o Plano de Carreiras e Cargos de Magistério
Federal e o ingresso nos cargos deverá ocorrer na forma
e condições disposta nesta Lei.” (NR)
“Art. 8o O ingresso na Carreira de Magistério Superior ocorrerá
sempre no primeiro nível de vencimento da Classe A, mediante
aprovação em concurso público de provas e títulos.
§ 1o O concurso público de que trata o caput tem como requisito
de ingresso o título de doutor na área exigida no concurso.
…………………………………………………………………………………………….
§ 3o A IFE poderá dispensar, no edital do concurso, a exigência
de título de doutor, substituindo-a pelo título de mestre, de
especialista ou por diploma de graduação, quando se tratar de
provimento para área de conhecimento ou em localidade com grave
carência de detentores da titulação acadêmica de doutor, conforme
decisão fundamentada de seu Conselho Superior.” (NR)
“Art. 9o …………………………………………………………………………
…………………………………………………………………………………………….
II – dez anos de experiência ou de obtenção do título de
doutor, ambos na área de conhecimento exigida no concurso,
conforme disciplinado pelo Conselho Superior de cada IFE;
……………………………………………………………………………………………
§ 3o O concurso para o cargo isolado de Titular-Livre será
realizado por comissão especial composta, no mínimo, por setenta
e cinco por cento de profissionais externos à IFE, nos
termos de ato do Ministro de Estado da Educação.” (NR)
“Art. 11. ………………………………………………………………………..
…………………………………………………………………………………………….
II – dez anos de experiência ou de obtenção do título de
doutor, ambos na área de conhecimento exigida no concurso,
conforme disciplinado pelo Conselho Superior de cada IFE;
……………………………………………………………………………………………
§ 3o O concurso para o cargo isolado de Titular-Livre será
realizado por comissão especial composta, no mínimo, por setenta
e cinco por cento de profissionais externos à IFE, nos
termos de ato do Ministro de Estado da Educação.” (NR)
“Art. 12. ………………………………………………………………………..
…………………………………………………………………………………………….
§ 3o ………………………………………………………………………………
I – para a Classe B, com denominação de Professor Assistente:
ser aprovado em processo de avaliação de desempenho;
II – para a Classe C, com denominação de Professor Adjunto:
ser aprovado em processo de avaliação de desempenho;
III – para a Classe D, com denominação de Professor Associado:
…………………………………………………………………………………………….
IV – para a Classe E, com denominação de Professor Titular:
……………………………………………………………………………………………
§ 5o O processo de avaliação para acesso à Classe E, com
denominação de Titular, será realizado por comissão especial
composta por, no mínimo, setenta e cinco por cento de profissionais
externos à IFE, nos termos de ato do Ministro de
Estado da Educação.
………………………………………………………………………………….” (NR)
“Art. 13. Os docentes aprovados no estágio probatório do
respectivo cargo que atenderem os seguintes requisitos de titulação
farão jus a processo de aceleração da promoção:
I – para o nível inicial da Classe B, com denominação de
Professor Assistente, pela apresentação de titulação de Mestre; e
II – para o nível inicial da Classe C, com denominação de
Professor Adjunto, pela apresentação de titulação de Doutor.
………………………………………………………………………………….” (NR)
“Art. 15. Os docentes aprovados no estágio probatório do
respectivo cargo que atenderem os seguintes requisitos de titulação
farão jus a processo de aceleração da promoção:
Atos do Poder Executivo

 

 

Assessoria

 

Lideranças prestigiam ingresso de Couto no agrupamento do PT ‘Mensagem ao Partido’

 

Evento - Mensagem ao PartidoLideranças políticas e de movimentos sociais de diversos municípios paraibanos prestigiaram, no sábado (19), no auditório da OAB/João Pessoa, o ato que marcou o ingresso do deputado federal Luiz Couto no agrupamento interno do PT – ‘Mensagem ao Partido’. Ele deixou à corrente partidária ‘Construindo um Novo Brasil’, antiga Articulação Unidade na Luta.

 

A prefeita de Pombal, Pollyanna Dutra, vereadores, dirigentes e militantes petistas; representantes de associações e de entidades sindicais, do Núcleo de Cidadania e Direitos Humanos da UFPB; secretários municipais e de estado, a exemplo de Carlos Alberto Dantas (adjunto de Infraestrutura) e Marenilson Batista (Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca), expressaram apoio ao lançamento do manifesto de adesão à ‘Mensagem’ intitulado “Renovar o PT, renovar a Política para o Brasil e a Paraíba avançar muito mais”. Os prefeitos de Belém do Brejo do Cruz, Germano (PSC), e Parari, Josa (PSB), também estiveram presentes. O parlamentar federal Alessandro Molon (RJ) foi representado pelo seu chefe de gabinete.

 

Evento - Mensagem ao Partido 001Os convidados, deputados federais Paulo Teixeira (PT-SP) e João Paulo Lima (PT-PE), ex-prefeito de Recife, saudaram Luiz Couto, como novo integrante da ‘Mensagem ao Partido’, destacando as suas qualidades.

 

João Paulo disse que Couto é ético, comprometido com as causas populares e no parlamento tem se destacado com um dos mais atuantes do país. “A conquista do Prêmio Congresso em Foco e do Prêmio Direitos Humanos 2012 comprovam o seu brilhante trabalho”, destacou.

 

Paulo Teixeira ressaltou que as características do deputado paraibano, “formidável figura humana, conselheiro e orientador”, vão contribuir para fortalecer as discussões sobre as reformas que o Brasil necessita – democratização da comunicação e do estado; separar o dinheiro da política (público do privado) e mudanças no Judiciário (repensar critérios de nomeação dos ministros e formas de aproximar esse poder da população).

 

No final do evento, Luiz Couto fez a litura do manifesto que simbolizou a sua entrada na ‘Mensagem’. Defendeu um PT renovado com mais debates, transparência e participação dos filiados. Salientou que sempre advogou os princípios socialistas, democráticos e éticos, dentro e fora do partido. Lembrou que o PT foi seu único partido “e será até o fim”.

 

Confira manifesto de adesão na íntegra:

 

 

Mensagem ao PT e à Paraíba

Renovar o PT, renovar a Política para o Brasil e a Paraíba avançar muito mais

 

  1. O Partido dos Trabalhadores é a mais bem sucedida experiência política partidária do Brasil. Por sua abertura à diversidade já no seu nascedouro, pela refutação a qualquer dogmatismo e inevitabilidade histórica, por sua convicção no fazer político como atividade coletiva permanente, por sua defesa do pluralismo cultural, por sua convicção democrática, por seu compromisso com a liberdade, por sua luta em prol dos Direito Humanos, o PT constituiu-se na maior referência política da luta por justiça social no Brasil.

 

  1. Construído por uma militância e por lideranças reconhecidamente identificadas com a transformação da sociedade e das instituições, o PT trouxe boas novas para a política brasileira já no exercício interno da democracia em suas instâncias partidárias e no diálogo permanente com o movimento social, eclesial e sindical e com a universidade.

 

  1. No exercício de mandatos parlamentares e no comando de prefeituras e governos estaduais ainda nos idos da década de 1980, o PT destacou a marca da inversão de prioridades, em favor dos segmentos sociais e das políticas públicas até então abandonadas a um esquecimento secular.

 

  1. Mas o PT, ao atuar na história para transformá-la, foi também atuado e transformado por ela. O PT foi marcado e deixou-se marcar, sem nenhuma ingenuidade e com certo pragmatismo, por uma outra tradição a que o PT se opunha e contra a qual o PT se insurgiu. Ao adotar práticas comuns a agremiações políticas de outros matizes ideológicos, o PT comete erros que são habituais e crônicos em muitas outras legendas das quais nunca se esperou nem se exigiu tanta lisura e correção como se demanda ao PT. Por outro lado, faltou ao PT, por exemplo, ousadia para sensibilizar o povo brasileiro para uma ampla reforma política. O PT acomodou-se.

 

  1. Ao PT urge RENOVAR-SE E AO MESMO TEMPO RENOVAR A POLÍTICA BRASILEIRA. Para liderar e levar mais longe esse novo Brasil, mais próspero, mais complexo – mas ainda injusto e violento, com grandes desigualdades sociais e regionais – urge um PT renovado na sua vida partidária, com mais debates, transparência e participação dos filiados e filiadas. O PT renovado e mais ousado também no seu programa para aprofundar a democracia brasileira, para democratizar os meios de comunicação, para suscitar as reformas do Estado, a reforma política, da Segurança Pública, do Sistema Penitenciário, do Judiciário, fiscal, tributária. Renovado e revitalizado para criativa e obstinadamente pensar e transformar as cidades em espaços de todos e todas as brasileiras, com sustentabilidade e respeito com as futuras gerações. O PT que tenha nos Direitos Humanos o horizonte imediato e a grande fronteira das próximas décadas.

 

  1. Essa renovação do Partido dos Trabalhadores e da política não virá de cima, das suas instâncias centrais. Tão pouco virá do Governo e do Parlamento. Essa renovação começará na atuação pessoal de cada um de nós, a partir da célula social básica nos diretórios municipais, nos núcleos primordiais, nos pequenos espaços e do lugar das minorias inquietas e insatisfeitas com as insuficiências e os limites da política da atual maioria partidária no Brasil e aqui na Paraíba. E, como bem disse o poeta paraibano Geral Vandré, “quem sabe faz agora, não espera acontecer”.

 

  1. Ingressei no PT em 1985, já com uma forte militância no campo social e na luta pelos Direitos Humanos, só mais tarde, em 1994 é que comecei a disputar cargos no legislativo. Foram 02 mandatos de deputado estadual e estou no 3º mandato federal. São quase 20 anos dedicados à vida parlamentar honrando e dignificando a confiança e o voto dos paraibanos e paraibanas.

 

  1. No próximo dia 10 de fevereiro o PT completa 33 anos, enquanto filiado quero agradecer a militância petista tudo o que ela me proporcionou em termos de representação partidária. Dei os melhores anos de minha vida ao PT e disso não me arrependo. O PT foi meu único partido e será até o fim. Fui sempre um defensor dos princípios socialistas, democráticos e éticos, dentro e fora do PT.

 

  1. Sou um homem de partido e de convicções partidárias. Por essa razão, tomo a firme decisão de ingressar no Movimento Mensagem ao Partido que se constitui numa convergência de forças internas do PT que buscam construir um protagonismo na luta pela superação das desigualdades do país, assim como uma maior atenção à formulação de políticas transformadoras, para dentro do próprio partido, assim como o comportamento ético de seus filiados e dirigentes. Disso eu não abro mão!

 

  1. Deixo o Campo Majoritário (CNB) sem mágoas ou ressentimentos e abraço a Mensagem ao Partido com grande entusiasmo enquanto espaço político de homens e mulheres que se respeitam e são solidários e que, assim como eu, mantêm a utopia da sociedade socialista.

 

  1. Completamos 10 anos no comando do governo da República, com Lula e Dilma, fazendo e propondo mudanças estruturantes para o Brasil. Todavia, precisamos reconhecer que é preciso avançar cada vez mais em favor da maioria do povo brasileiro. Estamos no parlamento fazendo o debate e a defesa das conquistas alcançadas pelo governo do PT, mas é preciso enfrentar com determinação as reformas que o Brasil precisa.

 

  1. Tenho defendido na Paraíba e no Brasil bandeiras que são muito caras e que, por vezes, são mal compreendidas na sociedade ou manipuladas por setores da mídia. A luta pelos Direitos Humanos nos obriga a combater toda forma de violência e a denunciar a impunidade e a corrupção que impedem os direitos da cidadania.

 

  1. Entro na Mensagem com esta disposição e com as convicções de um militante de esquerda, convidando os demais companheiros e companheiras para que possamos chegar e fazer a diferença no modo de pensar e propor a política dentro do PT e para a sociedade. Vida longa ao PT e à Mensagem. A luta continua.

 

 

Luiz Couto

Deputado Federal

 

 

 

Ascom Dep. Luiz Couto

PT/PB: evento marcará ingresso de Luiz Couto no agrupamento ‘Mensagem ao Partido’

 

Um ato político na manhã desse sábado (19), no auditório da OAB/João Pessoa, marcará a entrada do deputado federal Luiz Couto no agrupamento interno do PT – ‘Mensagem ao Partido’ e o seu desligamento da corrente majoritária ‘Construindo um Novo Brasil’, antiga Articulação Unidade na Luta.

O evento inicia às 9h e terá a presença dos parlamentares federais Paulo Teixeira (PT-SP) e João Paulo Lima (PT-PE), ex-prefeito de Recife, do vereador de Natal (RN), Hugo Manso, além de lideranças políticas, simpatizantes, dirigentes e militantes petistas de diversos municípios paraibanos.

Luiz Couto informa que, na oportunidade, será lançado um manifesto de adesão à ‘Mensagem ao Partido’ intitulado “Por um PT firme e ativo na Paraíba”, gesto que, segundo ele, vai simbolizar o seu ingresso e o de várias pessoas nesse agrupamento.

“Essa atividade deverá sinalizar para um seminário a ser realizado com a presença do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, com a finalidade de fortalecer o PT para o enfrentamento aos novos desafios”, indica Couto, acrescentando que, a exemplo do governador do Rio Grande do Sul – Tarso Genro, Cardozo é um dos líderes da Mensagem.

Confira programação:

MENSAGEM AO PARTIDO

 

POR UM PT FIRME E COM VOZ ATIVA NA PARAÍBA

 

19 de janeiro de 2013 (sábado)

Local: Auditório da OAB/PB – João Pessoa – PB

 

P R O G R A M A Ç Ã O

 

Cerimonial: Wallene Cavalcante

 

09 h – Mesa de Abertura:

 

Representantes da Mensagem Convidados:

Paulo Teixeira (PT/SP)

João Paulo Lima (PT/PE)

Hugo Manso (DS/RN – vereador de Natal)

Luiz Couto (Deputado Federal)

Polyanna Dutra (Prefeita reeleita de Pombal)

Marenilson Batista (Secretário de Agricultura do Estado)

Maria de Jesus (Vereadora reeleita de Alagoinha)

Ednaildo Saraiva (Presidente do PT de Serra Branca)

Carlos Alberto (Fundador do PT)

 

10 h – Painel sobre Conjuntura Política e os Desafios do PT

             Expositor: Deputado Paulo Teixeira

             Debatedores: Luiz Couto e João Paulo Lima

 

11 h – Plenária de Debate (10 inscrições)

           Coordenação da Mesa: Zizo e Cida

 

12 h – Encaminhamentos organizativos da MENSAGEM na Paraíba

            Leitura do Manifesto de Adesão à Mensagem por Luiz Couto

          

            Bolo dos 33 anos do PT e 67 de Luiz Couto (Parabéns para vocês!)

 

13 h – Encerramento e Coffe-Break

 

 

Organização do Evento: Luiz Couto e Assessoria

 

Confirmar presença com um dos assessores: Zizo, Rafael, Moreira e Wallene.

Ascom Dep. Luiz Couto