Arquivo da tag: indignado

Indignado, prefeito emite nota contra MPF por denúncia de desvio de R$ 243 mil

jairo-harleyO prefeito do município de Serra Grande, Jairo Halley de Moura Cruz, emitiu, neste sábado (19), nota contra ação de improbidade ajuizada pelo Ministério Público Federal (MPF) em Sousa (PB), acusando-o de integrar umsoposto braço operacional de uma organização criminosa investigada naOperação Andaime.

Além de Jairo, o MFP ajuizou açãocontra mais quatro pessoas e uma empresa, por supostas irregularidades na construção de uma praça em Serra Grande com R$ 243.750,00 provenientes do Ministério do Turismo.

Segundo a denúncia, o município obteve a verba ao firmar com o Ministério do Turismo, por intermédio da Caixa Econômica Federal, o Contrato de Repasse nº 47.800/2013. Para executar a obra, a prefeitura teria deflagrado licitação na modalidade Tomada de preços, homologada em 8 de dezembro de 2014 e vencida “formalmente” pela empresa “fantasma” TEC Nova – Construção Civil Ltda – ME (registrada em nome de Elaine da Silva Alexandre “Laninha” e administrada por Francisco Justino, delator do esquema).

No entanto, na nota o prefeito negou ter efetuado qualquer movimentação bancária em benefício da empresa contratada, citada pelo Ministério Público Federal, bem como, também não possui envolvimento com os vencedores da obra mencionada.

Leia a nota na íntegra:

Na qualidade de homem público em função do exercício do cargo de Prefeito de Serra Grande-PB, venho externar a minha completa indignação com a menção atribuída na Ação Civil Pública intentada pelo MPF na chamada “operação andaime”.

Jamais participei ou sequer soube de ilícito referente à construção da Praça Frei Damião, no Bairro Bela Vista, cuja empresa vencedora da licitação foi a do Sr. Justino.

A verdade prevalecerá no final.

A verdade é que os recursos federais que chegaram à conta bancária municipal do convênio lá se encontram até hoje, inclusive, sob os cuidados da Justiça de Itaporanga-PB através de minha determinação de ajuizamento de Ação de Consignação em Pagamento com o fim de rescindir o contrato com a empresa e poder contratar uma outra para finalização das obras, ou seja, nenhum centavo foi gasto até hoje com as obras, nenhum centavo foi repassado ao Sr. Justino ou a sua empresa ou a quem quer que seja. Enfim, se 100% do dinheiro da praça está no banco em conta remunerada como se poderia afirmar algo sobre desvio de dinheiro atribuível ao Prefeito, atribuível a mim Jairo?

Quero nesse momento tranquilizar a todos, meus familiares, amigos e conterrâneos serra-grandenses ao passo que reafirmo meu apego e fé em Deus, a minha história e meu compromisso com o povo de servir com honestidade e transparência em prol do bem comum.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Igreja de JP é pichada com acusação de pedofilia e ofensas; indignado, padre quer investigação

igrejaA igreja de Menino Jesus de Praga, no bairro dos Bancários, na Zona Sul de João Pessoa, amanheceu neste domingo (16) com pichações com acusações de pedofilia e ofensas diversas contra o padre Marcondes, que atua na paróquia. Em contato com a redação do Portal Correio, o religioso se disse indignado com o fato e disse que vai pedir investigações rigorosas.

“Não sei quem pode ter feito isso. Não desconfio de ninguém e essas acusações são infundadas”, disse Marcondes. O padre revelou que nunca sofreu qualquer tipo de ameaça e vai prestar queixa à polícia.

O pároco informou que já relatou o ocorrido para o setor jurídico da Arquidiocese da Paraíba e afirmou que vai entrar em contato com a empresa responsável pela segurança da igreja para saber se alguma imagem dos vândalos responsáveis pela ação foi capturada.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Indignado, Coronel Telhada fala em separar SP do País

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Deputado estadual eleito em São Paulo, Coronel Telhada (PSDB) usou as redes sociais para manifestar sua indignação com a reeleição de Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República, que venceu o tucano Aécio Neves no segundo turno da eleição.

“Mais quatro anos de corrupção e de desgoverno para o Brasil”, escreveu Telhada no Facebook. “Parabéns aos que votaram em Branco e Nulos, vocês condenaram o Brasil com a sua omissão e covardia.”

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

O deputado estadual eleito disse estar “triste, estou muito triste” e que acha “que chegou a hora de São Paulo se separar do resto desse país”. “Que o Brasil engula esse sapo atravessado”, afirmou.

Terra

Em nota, Lula afirma estar “indignado” com mentiras na revistaVeja

 

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nega ter pressionado o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, a adiar o julgamento do mensalão para 2013, segundo publicou a revista Veja no último final de semana. “Meu sentimento é de indignação”, afirmou o líder petista, por meio de nota divulgada pelo Instituto Lula no início da noite da segunda-feira (28).


Confira a íntegra da nota divulgada pelo Instituto Lula:

Sobre a reportagem da revista Veja publicada nesse final de semana, que apresenta uma versão atribuída ao ministro do STF, Gilmar Mendes, sobre um encontro com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 26 de abril, no escritório e na presença do ex-ministro Nelson Jobim, informamos o seguinte:

1. No dia 26 de abril, o ex-presidente Lula visitou o ex-ministro Nelson Jobim em seu escritório, onde também se encontrava o ministro Gilmar Mendes. A reunião existiu, mas a versão da Veja sobre o teor da conversa é inverídica. “Meu sentimento é de indignação”, disse o ex-presidente, sobre a reportagem.

2. Luiz Inácio Lula da Silva jamais interferiu ou tentou interferir nas decisões do Supremo ou da Procuradoria Geral da República em relação à ação penal do chamado Mensalão, ou a qualquer outro assunto da alçada do Judiciário ou do Ministério Público, nos oito anos em que foi presidente da República.

3. “O procurador Antonio Fernando de Souza apresentou a denúncia do chamado Mensalão ao STF e depois disso foi reconduzido ao cargo. Eu indiquei oito ministros do Supremo e nenhum deles pode registrar qualquer pressão ou injunção minha em favor de quem quer que seja”, afirmou Lula.

4. A autonomia e independência do Judiciário e do Ministério Público sempre foram rigorosamente respeitadas nos seus dois mandatos. O comportamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o mesmo, agora que não ocupa nenhum cargo público.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Instituto Lula
Focando a Notícia