Arquivo da tag: humanas

Partes humanas encontradas na Ponte do Baralho, entre João Pessoa e Bayeux, são de pelo menos quatro pessoas, diz delegado

As partes humanas encontradas na manhã desta quarta-feira (29), em sacos plásticos jogados na Ponte do Baralho, que fica entre João Pessoa e Bayeux, são de pelo menos quatro pessoas, segundo revelou ao ClickPB, o delegado de Crimes contra a Pessoa, Diego Garcia. Nos sacos havia cinco pernas e algumas delas envolvidas por gases e etiquetas.

Os sacos foram encontrados por ribeirinhos da localidade que ligaram para as polícias para apuração da ocorrência. “Como não se trata de um homicídio, o caso será investigado por uma delegacia competente”, frisou. Uma das linhas de investigação é que se trata de um descarte irregular de uma unidade hospitalar, mas isso só poderá ser constatado após investigações da Polícia Civil.

Segundo o delegado Diego Garcia, nos sacos havia pelo menos cinco pernas humanas amputadas. “Ainda não sabemos muitas informações, mas a princípio é de que as partes são de pelo menos quatro pessoas”, revelou.

Em algumas das partes havia etiquetas com nomes, o que pode indicar ser de membros amputados em unidade hospitalar. No entanto, tudo ainda vai ser apurado. O material foi levado para o Instituto de Polícia Científica (IPC), da Capital. É importante destacar que o descarte irregular é proibido conforme a Política Nacional de Resíduos Sólidos e o Código Penal.

 

clickpb

 

 

Polícia Militar encontra ossadas humanas enterradas na zona rural de Alagoinha

sireneA Polícia Militar encontrou, na noite da segunda-feira (13), duas ossadas humanas enterradas uma mata próximo ao conjunto Nova Alagoinha, no município de Alagoinha, no Agreste paraibano.

Conforme o Centro Integrado de Operações Policiais, uma equipe da PM foi ao matagal após receber uma denúncia anônima que relatou o crime e apontou o local em que os corpos estavam enterrados.

O Instituto de Polícia Científica fez exames preliminares e encaminhou as ossadas para a Unidade de Medicina Legal de Guarabira.

Até o momento as vítimas não foram identificadas e o crime é investigado pela Polícia Civil.

MaisPB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Meninas de 7 e 8 anos são usadas como ‘bombas humanas’ na Nigéria, diz polícia

AFP
AFP

O atentado deixou pelo menos um morto e 18 feridos.

A polícia da cidade de Maiduguri, no Estado de Borno, diz que o ataque aconteceu quando o mercado estava lotado.

Segundo testemunhas, as meninas detonaram os explosivos que carregavam amarrados ao corpo quase simultaneamente. Ambas morreram.

Nenhum grupo reivindicou a autoria do atentado, mas militantes da organização extremista muçulmana Boko Haram já realizaram ataques similares.

Nos últimos meses, o Exército da Nigéria registrou ganhos significativos contra o Boko Haram, mas o grupo ainda promove atentados regularmente.

Um integrante de uma milícia em Maiduguri, Abdulkarim Jabo, afirmou à imprensa local que as meninas haviam chegado ao mercado de riquixá.

“Elas saíram do riquixá e passaram por mim sem demonstrar o menor sinal de emoção”, disse ele.

“Tentei falar com uma delas, em hausa (idioma local) e em inglês, mas elas não responderam. Pensei que estavam procurando por sua mãe”.

Ele disse que a primeira menina avançou em direção a uma tenda e então detonou seu cinto de explosivos.

Militantes realizaram uma série de atentados sangrentos no nordeste da Nigéria nas últimas semanas.

Na sexta-feira, um ataque suicida duplo realizado por mulheres-bomba matou pelo menos 45 pessoas e feriu outras 33 em um mercado na cidade de Madagali.

Em outubro, mulheres-bomba também mataram 17 pessoas em um campo de desabrigados em Maiduguri.

Boko Haram

Fundado em 2002, inicialmente com a premissa de combater a educação no estilo ocidental, o Boko Haram significa “Educação ocidental é proibida” em hausa.

Sete anos depois, o grupo lançou suas primeiras operações militares.

Desde então, já sequestrou e matou milhares de pessoas, principalmente no nordeste da Nigéria.

No ano passado, o Boko Haram formou uma aliança com o grupo autodenominado Estado Islâmico, descrevendo-se como a filial da organização extremista na “província do Oeste da África”.

O grupo controla uma área significativa no nordeste do país, a qual chama de “califado”.

O Exército nigeriano, contudo, já retomou grande parte do território.

bbc

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br