Arquivo da tag: Hospital

Governo Estadual anuncia equipamentos para o abatedouro, investimentos no Hospital e melhorias no abastecimento de água de Solânea

Prefeito Kayser Rocha comemorou as conquistas e afirmou a continuação do trabalho para lutar pela qualidade de vida e benefícios para os solanenses.

Durante o Orçamento Participativo que ocorreu em Solânea, no último sábado (13) o Governador João Azevedo anunciou que o Governo vai adquirir equipamentos para posterior funcionamento do Abatedouro Público de Solânea, além de investimentos de R$ 250 mil em infraestrutura do Hospital Público e ampliação da Adutora Nova Camará, que vai melhorar o abastecimento no município. A população de Solânea e dos municípios vizinhos estiveram presentes e foram representados pelos “Conselheiros do Orçamento” que se dirigiram ao Governador e Secretários sobre as ações mais urgentes de cada cidade.

O Prefeito Kayser Rocha, destacou a importância das parcerias de trabalho com o Governo, que vem rendendo frutos para a população e agradeceu os pleitos recebidos. “A abertura do abatedouro é um pleito de mais de 20 anos e estamos nesse esforço contínuo para essa conquista, que agora alcançamos com muita alegria” disse no discurso de abertura.

Prioridades e ações

Algumas das prioridades ditas pela população através da fala do Prefeito Kayser Rocha, dos conselheiros e representantes da sociedade civil foram a reforma e ampliação do Hospital Público de Solânea, a extensão da Adutora de Arara com interligação da água e consequente melhoramento do abastecimento na cidade, abertura do Abatedouro Público de Solânea e mais segurança na Zona Rural da região no entorno da Borborema, além da implementação da Delegacia da Mulher e reforma física do Presídio de Solânea.

Azevedo falou que o Governo vai estruturar os equipamentos para a abertura do abatedouro. Durante o evento, também foi assinado um termo de compromisso entre os prefeitos das cidades de Solânea, Bananeiras, Arara, Borborema, Casserengue e Damião que se comprometeram em gerenciar os serviços e trabalhos do local. Sobre o hospital, foi anunciado que já está previsto um investimento de R$ 250 mil para melhorias na infraestrutura, e se comprometeu analisar o processo de reforma para inclusão no orçamento 2020.

Ele confirmou também que já está em andamento a licitação para a ampliação da Adutora Nova Camará que irá beneficiar o abastecimento em Solânea, Bananeiras e Casserengue. E a construção de dois Ginásios de Esportes em Solânea: na Escola Estadual Alfredo Pessoa de Lima e Escola Estadual Padre Geraldo da Silva Pinto.

Assessoria de Comunicação

Pinto do Acordeon canta em corredor de hospital e anima pacientes e funcionários

O cantor, músico e compositor Pinto do Acordeon cantou no corredor do Hospital Memorial São Francisco, em João Pessoa, onde está internado há alguns dias para tratamento nos rins e avaliação de necessidade de cateterismo. O momento foi registrado em vídeo, nessa quinta-feira (14).

O filho de Pinto do Acordeon, Mô Lima, disse ao ClickPB que o médico Ítalo Kumamoto convidou seu pai para se apresentar na inauguração de uma ala hospitalar.

O cantor e compositor Pinto do Acordeon deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na manhã do dia 6 de março. Contudo, ele segue internado. Pinto passou por sessão de hemodiálise no dia 3 deste mês.

O filho dele, o também músico Mô Lima, conversou com o ClickPB na segunda-feira (4) e confirmou que o pai tem se tratado de problemas renais para ser submetido a um cateterismo.

Em 2015, Pinto do Acordeon amputou parte de uma das pernas por complicações do diabetes.

Ainda segundo revelou Mô Lima ao ClickPB, Pinto tem conversado e está ansioso e preocupado em se recuperar para poder se apresentar nas festas de São João.

Veja o vídeo.

clickpb

 

Mais de 800 mil Reais garantirão renovação de equipamentos para o Hospital Municipal de Bananeiras

Emendas destinadas a Bananeiras pelo Senador Veneziano Vital e o Deputado Federal Efraim Filho, no valor que ultrapassa R$ 800 mil reais  servirão para aquisição de equipamento e manutenção do Hospital Municipal Clóvis Bezerra Cavalcanti. O valor já se encontra depositado em conta e deverá ser usado ainda nesse primeiro semestre.

O recurso vem para complementar e melhorar a estrutura do hospital que, em 2018 realizou 22 mil atendimentos médicos. Já a Policlínica,  os atendimentos ultrapassam os 14 mil para os 16 especialistas disponibilizados pelo município.

A gestão tem se empenhado e buscado sempre parcerias com o poder legislativo para que os equipamentos e serviços oferecidos a população sejam realizados de maneira satisfatória garantindo a qualidade de vida das pessoas.

Ascom-PMB

 

Comerciante baleado durante desfile cívico, na PB, morre em hospital

Morreu no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, nesta quarta-feira (26), o comerciante que foi baleado por um cliente durante um desfile cívico que acontecia, no dia 16 de setembro, no município de Bayeux, Região Metropolitana João Pessoa. O crime aconteceu após os dois discutirem por causa do preço de um produto.

O corpo do comerciante, de 44 anos, foi retirado do hospital no fim da tarde da quarta-feira. Um vídeo gravado por pessoas que assistiam o desfile cívico mostra o momento em que um comerciante foi baleado.

O crime aconteceu por volta das 11h. A vítima, de 44 anos, vendia brinquedos quando foi abordado por um homem que perguntou o valor do produto. A vítima então respondeu o preço e o cliente discordou do valor. Houve uma discussão verbal e o suspeito foi embora. Minutos depois, ele voltou ao local e atirou na vítima.

No vídeo, é possível ver os integrantes de uma banda marcial no começo da avenida, quando as pessoas que assistem o desfile começam a gritar. Em seguida, há um barulho de um tiro e as pessoas correm.

A vítima foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi levada para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, onde deu entrada com uma perfuração na região do abdômen, por volta das 11h45 do mesmo dia, e levado para o bloco cirúrgico. O caso segue sendo investigado pela Polícia Civil.

G1

Paciente é atingida por bala perdida dentro de hospital em Niterói

Uma mulher foi atingida por uma bala perdida dentro de um dos maiores hospitais de Niterói, na Região Metropolitana do Rio, na madrugada deste sábado (11). De acordo com informações da Polícia Civil, a mulher de 61 anos, que estava internada no terceiro andar do Hospital Santa Martha, no bairro Santa Rosa, foi atingida no rosto.

A paciente estava internada da unidade particular há 18 dias para ser submetida a uma cirurgia de vesícula. De acordo com o filho da vítima, a mãe estava internada para fazer diversos exames pré-operatórios.

“Ontem teve muito tiro, barulho de baile, fogos, tudo misturado. De repente, um estouro bem forte, cada vez mais perto e eu fui para o corredor do hospital. A nossa janela do quarto é virada para o morro. Quando eu chego no corredor do hospital, tinha uma moça sentada no chão chorando. Eu perguntei para ela o que aconteceu, abaixei, abracei ela e ela só falava: ‘minha mãe, minha mãe, minha mãe!’. Chamei a enfermeira para ver o que tinha acontecido e a mãe dela estava com um tiro no olho”, disse uma paciente que estava no quarto ao lado da mulher que foi baleada.

A Polícia Militar informou que homens do 12º BPM (Niterói) realizaram uma operação na comunidade Souza Soares, que fica próxima do hospital, na madrugada.

Segundo parentes, a paciente baleada passou por uma cirurgia, está em estado grave, mas estável. Porém, corre o risco de perder a visão de pelo menos um dos olhos. A bala entrou por baixo do olho direito, ficou alojada na parte de trás da cabeça e ainda não foi retirada, pois os médicos estão fazendo exames específicos, já que há muitos coágulos na região.

Segundo o filho da vítima, apesar de estar lúcida, a mãe ainda não tem noção do que aconteceu. “Minha irmã, que estava com ela no quarto, ao ouvir o tiroteio levantou e foi para a janela. Aí, minha mãe pediu pra que ela saísse da janela e se abaixasse. Quando minha irmã se virou, minha mãe estava ferida. Ela foi socorrida prontamente e agora estamos aguardando para ver o que vai acontecer”, disse o filho que ao chegar ao hospital às 6h, encontrou policiais periciando o quarto.

A mãe é auxiliar de serviços gerais numa queijaria em Maricá, onde mora. O filho, que mora no Fonseca, em Niterói, disse que está recebendo todo o apoio dos médicos e que não vai entrar com processo contra o hospital.

“Se fizer alguma coisa vai ser contra o estado. A gente não tem segurança mais em lugar nenhum. Como vou votar em alguém se não tenho certeza de que vou acabar vivo? O estado tinha de garantir a nossa segurança. É revoltante”, disse o filho que não pretende transferir a mãe de hospital.

O caso foi registrado na 77ª DP (Icaraí), que vai apurar de onde partiu o tiro que atingiu a paciente dentro do hospital.

Paciente estava em uma cama do hospital (Foto: Arquivo pessoal)

Paciente estava em uma cama do hospital (Foto: Arquivo pessoal)

O empresário Lucas Almeida, de 21 anos, contou que estava num quarto no segundo andar com a mulher e a filha, que acabou de nascer, quando escutou o tiroteio.

“Primeiro foram os fogos. Muitos fogos por volta de 1h da madrugada. Depois começaram os tiros, muito tiro até uma 3 horas mais ou menos. Foi uma correria para socorrer a mulher baleada. Muita gente saiu dos quartos e ficou abaixada nos corredores. Fiquei no quarto com minha mulher e minha filha, mas foi assustador”, contou o empresário.

Morro Souza Soares fica em frente ao hospital (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)

Morro Souza Soares fica em frente ao hospital (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)

Marcas na esquadria da janela do terceiro andar por onde a bala entrou no hospital Santa Martha em Niterói. (Foto: Arquivo pessoal)

Marcas na esquadria da janela do terceiro andar por onde a bala entrou no hospital Santa Martha em Niterói. (Foto: Arquivo pessoal)

Fachada do hospital em que paciente internada foi atingida por um tiro (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)

Fachada do hospital em que paciente internada foi atingida por um tiro (Foto: Alba Valéria Mendonça / G1)

G1

 

Vizinho baleado por PM não resiste e morre no hospital

O homem de 41 anos baleado por um Policial Militar morreu nesta terça-feira (3), no Hospital de Trauma de João Pessoa. A informação foi confirmada pela assessoria de comunicação da unidade.

Valdemir Francisco da Silva Júnior foi baleado por um capitão da PM na noite de sábado (31). O policial invadiu uma festa no bairro de Intermares, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, para cometer o crime.

Testemunhas afirmaram que o policial chegou fazendo ameaças e dizendo que iria matar todo mundo, o que provocou correria.

A Corregedoria da PM informou à TV Correio que já havia recebido denúncia contra o policial, mas que não teria constatado o problema. Agora, um procedimento vai averiguar a conduta do capitão.

portalcorreio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Síndrome ‘mão-pé-boca’ tem mais de 350 registros em uma semana em hospital de Campina Grande

Hospital da Criança de Campina Grande registrou mais de 350 casos da síndrome mão-pé-boca em uma semana. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (21) pela TV Paraíba. As crianças com menos de 5 anos são mais suscetíveis ao vírus, que é na maioria das vezes benigno.

As características principais podem ser confundidas com catapora, mas além da de febre, a criança apresenta lesões avermelhadas no pé, mão e boca. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informou que não tem dados sobre essa doença.

Como ocorre com outras infecções, ela regride espontaneamente depois de alguns dias. De acordo com a pediatra Alana Agra, os cuidados com as crianças contaminadas devem ser com a hidratação por meio do soro e as medicações para diminuir os desconfortos.

Não existe vacina para a doença. Com o aumento dos casos as escolas estão redobrando os cuidados como forma de prevenção: lavar as mãos antes e depois de lidar com a criança doente, ou levá-la ao banheiro pode prevenir a proliferação da doença, além de higienizando os brinquedos com álcool.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Hospital é interditado após inspeção do CRM-PB

O Pronto Atendimento do município de Dona Inês, no Agreste do Estado, foi interditado a partir das 00h desta terça-feira (27) após inspeção do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB).

A interdição ética da unidade de saúde foi necessária segundo o CRM-PB após avaliações feitas no Hospital Municipal nesta segunda-feira (26).

De acordo com o Conselho, o hospital apresentou diversas inconformidades que levaram à interdição. Foi constatada a falta de equipamentos para urgência, falta de medicamentos e déficit na equipe médica. O hospital infringiu os princípios fundamentais do Código de Ética de Medicina e as resoluções do Conselho Federal.

Clickpb

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Dom Aldo é internado em hospital de Fortaleza; causa não foi revelada

(Jornal Correio da Paraíba)

O arcebispo emérito da Paraíba, Dom Aldo Pagotto, está internado em um hospital particular da cidade de Fortaleza, no Ceará. A data que o religioso deu entrada na unidade não foi revelada e nem o que teria motivado sua internação.

Pagotto tem 68 anos e deixou a Arquidiocese do Estado alegando motivos de ordem pessoal em julho do ano passado. Depois que deixou a Paraíba, o religioso mudou-se para o Ceará. Recentemente, o Ministério Público o inocentou das acusações de suposto envolvimento em um escândalo sexual.

Apesar de o hospital não ter fornecido informações sobre o estado de saúde dele, a reportagem do Portal Correio confirmou que Dom Aldo segue internado e passa bem, sem previsão de alta.

Portal Correio 

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Ciclista é atacado por abelhas ao ir para hospital após ser atropelado na BR-230 em João Pessoa

(Foto: Walter Paparazzo/G1)

Um ciclista de 50 anos ficou ferido após ser atropelado por um carro e ser atacado por um enxame de abelhas, ao sair andando para um hospital. O caso ocorreu na manhã desta quinta-feira (5), na BR-230, em João Pessoa. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o carro bateu no ciclista depois de ser trancado por um caminhão-caçamba.

O acidente aconteceu no sentido Cabedelo – João Pessoa, no trecho próximo ao viaduto da Avenida Epitácio Pessoa. Segundo a PRF, a condutora do carro disse que seguia na faixa da direita quando foi trancada pelo caminhão. Ao tentar desviar, ela perdeu o controle do carro e atingiu o ciclista.

A filha do homem, que se identificou apenas como Aline, contou que o pai dela teve ferimentos leves e resolveu ir andando até o Hospital de Trauma, mas logo após sair do local do acidente, foi atacado por um enxame de abelhas.

O Corpo de Bombeiros foi chamado para retirar o enxame do local. Segundo a PRF, o motorista do caminhão fugiu do local do acidente, mas se apresentou no posto do órgão em Bayeux, para prestar depoimentos.

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br