Arquivo da tag: Hospital

Homem morre com suspeita de H1N1 no Hospital Regional de Sousa, no Sertão da PB

O homem de 59 anos que estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Sousa, no Sertão da Paraíba, com suspeita de H1N1, morreu nesta terça-feira (11), de acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES). Ele foi transferido para a instituição no domingo (9), após ser atendido em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

A direção do hospital havia informado, na segunda-feira (10), que ele deu entrada na unidade com um quadro gripal, tosse, dificuldade intensa de respirar e fraqueza. Ainda na UPA, foi coletado material do paciente e enviado para o Laboratório Central do Estado (Lacen), para investigação do caso.

A SES declarou que a morte foi causada pela evolução do quadro do paciente e que a suspeita de H1N1 só poderá ser confirmada ou descartada com o resultado dos exames, que devem ser obtidos dentro de 15 dias.

A esposa dele, cujo caso também tem suspeita de H1N1, segue internada, em tratamento, com um estado de saúde considerado estável, segundo a SES.

G1

 

Polícia investiga denúncia de estupro em hospital psiquiátrico de João Pessoa

Está sendo investigada pela polícia a denúncia de um suposto caso de abuso sexual. Segundo a denúncia, o estupro contra um menor teria ocorrido no Complexo Psiquiátrico Juliano Moreira, no bairro da Torre, em João Pessoa. Informações repassadas pela mãe da paciente à polícia, o abuso teria ocorrido em novembro de 2018.

Segundo a denunciante, sua filha, uma adolescente de 15 anos, relatou que o crime teria sido praticado por um outro paciente, também adolescente. Ainda de acordo com relatos da vítima, em outra ocasião teria ocorrido um novo abuso por uma outra pessoa.

Exames realizados no Instituto de Polícia Científica (IPC) comprovaram a  conjunção carnal. Logo após os exames, a mulher procurou a delegacia do município do Conde, onde mora com a filha. A denúncia está sendo investigada pela delegacia da Infância e da Juventude. O caso corre em segredo de Justiça.

A direção do Hospital Psiquiátrico Juliano Moreira diz ter recebido com surpresa notícia do suposto estupro. Ainda segundo a unidade hospitalar, os alojamentos masculino e feminino são separados e há uma vigilância constante e que não foi procurada por nenhum órgão policial.

 

PB Agora

 

 

Bebê de 9 meses que morreu em hospital da PB foi estuprada, confirma laudo

A criança de 9 meses que morreu no hospital de Soledade, no Agreste da Paraíba, foi estuprada. A informação foi confirmada no início da tarde desta quinta-feira (30) pelo Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) de Campina Grande, após exame de corpo de delito.

Conforme o Numol, os resultados dos exames apontam que a criança foi estuprada recentemente. Mas a causa da morte ainda não foi confirmada. No corpo da criança foram encontrados vestígios do estupro e o material será encaminhado para análise laboratorial, para tentar identificar o suspeito.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Durval Barros, o crime chocou a todos. “Depois deste laudo, não tenha dúvidas de que a polícia vai investigar isso até o fim. Um caso desses, de tamanha crueldade, precisa ser investigado e concluído o mais rápido possível”, afirmou.

Criança morreu ao dar entrada em hospital

A criança de 9 meses morreu na noite da quarta-feira (29), após ser levada para o Hospital de Soledade. Conforme um Boletim de Ocorrência registrado por um Policial Militar na Delegacia de Polícia Civil de Esperança, o PM estava de serviço na cidade quando foi acionado pela Guarda Municipal ao hospital.

Ao chegar no local, o médico que atendeu a criança disse que precisava fazer uma denúncia. De acordo com o boletim, o médico relatou ao policial que a criança deu entrada na unidade de saúde com com 40 graus de febre e morreu após uma uma crise convulsiva. Após a morte, o médico analisou o corpo do bebê e percebeu lesões na criança que indicam estupro.

Segundo relato da mãe da criança ao médico, a filha tinha paralisia cerebral e ela havia levado a criança para realizar um exame em Campina Grande. Na volta para São José do Sabugi, onde mora, ela parou para jantar em um restaurante de Soledade, foi quando a criança teve convulsões e foi levada para o hospital da cidade pela mãe.

G1

 

Prefeito de Guarabira, PB, recebe alta médica de hospital após ter sofrido AVC

O prefeito de Guarabira, município situado no Brejo paraibano, Zenóbio Toscano (PSDB), recebeu alta médica nesta terça-feira (28), do hospital particular onde estava internado. Ele foi levado para a unidade de saúde no sábado (25), após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) isquêmico.

De acordo com a deputada estadual Camila Toscano, filha do político, ele não poderá receber visitas nos primeiros dias de tratamento em casa, por recomendações médicas. Nesta segunda-feira (27), ele já havia deixado a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), porque o quadro clínico havia evoluído.

O problema foi causado pela falta de sangue em uma área do cérebro, devido à obstrução de uma artéria, segundo Camila. Inicialmente, o prefeito foi levado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e depois encaminhado para o hospital particular, onde passou por um procedimento cirúrgico para retirada do trombo e irrigação da parte afetada do cérebro.

Camila agradeceu o apoio dos paraibanos, assim como o trabalho das equipes de saúde e afirmou que, assim que possível, Zenóbio receberá os amigos. “Temos muito a agradecer a todos os gestos de carinho para com o meu pai. As orações foram muito importantes para sua recuperação, mas peço que continuemos firmes na fé e nas orações”, disse.

G1

 

Prefeito de Guarabira, PB, está internado em hospital após sofrer AVC

O prefeito de Guarabira, cidade do Brejo paraibano, Zenóbio Toscano (PSDB) está internado em um hospital particular de João Pessoa após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) neste sábado (25). Segundo informações de familiares do prefeito, ele passou por uma cirurgia em um hospital particular de João Pessoa e segue internado neste domingo.

De acordo com a deputada estadual Camila Toscano (PSDB), filha de Zenóbio, o AVC foi do tipo isquêmico, quando é causado pela falta de sangue em uma área do cérebro por conta da obstrução de uma artéria. Zenóbio passou por uma cirurgia para desobstrução da artéria e segue em recuperação.

Após a operação, a área do cérebro já voltou a ser irrigada pela circulação sanguínea e o prefeito está em observação.

“Estamos aguardando a recuperação de Zenóbio e agradecemos o apoio de todos. Com fé em Deus, tudo ficará bem”, disse a deputada Camila Toscano.

G1

 

Recém-nascida abandonada pela mãe em hospital de Guarabira ainda está sob cuidados médicos

A criança recém-nascida, de forma prematuramente com 6 meses de gestação, que foi abandonada pela mãe depois do parto normal, no Hospital Regional de Guarabira, permanece sendo cuidado pela equipe de pediatria da unidade hospitalar.

Juliana Fernandes da Paz, de 23 anos, moradora da cidade de Araçagi, ganhou neném na última terça-feira (7), no Hospital Regional de Guarabira, e fugiu nesta quinta-feira (9), por volta das 13h30min.

De acordo com relatos de uma funcionária de higienização do hospital, a mulher no banheiro da enfermaria, utilizou um balde grande para subir sobre ele, alcançou a janela e conseguiu fugir pela porta dos fundos.

O Conselho Tutelar de Araçagi foi acionado pelo Serviço Social do HR e está acompanhando o caso. A mesma mulher já teve a guarda de uma filha de dois anos, perdida por causa de maus tratos.

De acordo com o Conselho Tutelar, os pais da criança alegam que não têm condições financeiras para sustentar a bebê.

O juízo da infância já manteve contato com a direção do Hospital Regional, alertando que a acriança só pode deixar a unidade hospitalar com ordem judicial, assim que tiver fisicamente restabelecida será encaminhada para adoção.

De acordo com o que foi apurado pela reportagem do Portal25horas, Juliana, mãe da criança, já foi vista na cidade de Araçagi, na Rua da Palha, onde reside.

Juliana fugiu do hospital pela janela do banheiro e abandonou a filha

 

portal25horas

 

 

Suspeito de estuprar menina de 9 anos é preso em hospital da PB após sofrer acidente, diz polícia

Um homem de 45 anos foi preso na quarta-feira (16) suspeito de estuprar uma menina de 9 anos, em Pombal, no Sertão da Paraíba. De acordo com o delegado plantonista, Ilamilto Simplício, o suspeito foi preso no Hospital Regional da cidade, após sofrer um acidente de moto e machucar os testículos.

A prisão aconteceu por volta das 11h30. Segundo o delegado, já havia um mandado de prisão expedido pela Justiça contra o homem. O suspeito foi localizado no hospital após uma denúncia anônima.

Conforme o delegado, o suspeito teria estuprado a criança no dia 29 de janeiro deste ano, no bairro Francisco Pereira. A mãe da menina, que é prima do homem, relatou à polícia que saiu para um velório e deixou as duas filhas em casa. Ao retornar, encontrou o suspeito abusando sexualmente de uma delas.

De acordo com Ilamilto Simplício, o suspeito sofreu um acidente de moto no último domingo (12) e por isso estava internado no Hospital Regional de Pombal. Ele recebeu alta médica e foi encaminhado para a Cadeia Pública da cidade, onde permanece à disposição da Justiça.

Ainda conforme o delegado, por recomendação médica, na cadeia, o suspeito terá que usar uma sonda por cerca de oito dias.

G1

 

Em Guarabira, jovem foge de hospital e abandona bebê

Um caso inusitado de abandono de recém-nascido na cidade de Guarabira está chamando a atenção da população. Uma jovem, identificada por Juliana Fernandes da Paz, de 23 anos, moradora da cidade de Araçagi, ganhou neném na última terça-feira (7), no Hospital Regional de Guarabira, e fugiu nesta quinta-feira (9), por volta das 13h30min, pela janela da enfermaria.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da unidade hospitalar. De acordo com a assistência social do HR a mulher dizia a todo momento que não queria cuidar da filha e, mesmo havendo o acompanhamento psicológico, a jovem resolveu fugir e abandonar a criança. Há informações que o pai também não quer a filha.

A criança permanece no hospital sob os cuidados da equipe de enfermagem e pediatria, sendo alimentada regularmente até que haja uma definição sobre o destino da recém-nascida.

A direção do Hospital Regional acionou o Conselho Tutelar para que sejam adotadas as medidas que ocaso requer. O Ministério Público deverá ser também acionado para acompanhar o caso.

Jota Alves

 

 

Paciente do quarto caso de malária na Paraíba recebe alta médica do Hospital Universitário

O paciente do quarto caso de malária confirmado na Paraíba, em 2019, recebeu alta médica no fim da tarde desta quarta-feira (8), de acordo com a assessoria de comunicação do Hospital Universitário (HU) de João Pessoa. O paciente foi diagnosticado no dia 2 de maio, no município do Conde, na Região Metropolitana de João Pessoa.

A malária foi identificada em um idoso, de 64 anos, que mora no bairro Village Jacumã, no Conde. Após o diagnóstico, o tratamento foi iniciado no município, mas devido a outras doenças, ele foi transferido para o Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), em João Pessoa.

De acordo com a assessoria do hospital, nenhum outro caso de malária está sendo tratado na unidade de saúde.

A Secretaria do Estado e a Secretaria Municipal do Conde informaram que investigam possíveis casos. Uma comissão especial foi formada com trabalhadores da Atenção Básica e Vigilância Epidemiológica da cidade para elaborar um relatório sobre o assunto, no prazo de 60 dias desde a data da descoberta da primeira paciente.

Outros três casos confirmados

O primeiro caso da doença no estado, este ano, foi constatado em uma mulher, de 35 anos, moradora do município do Conde, na Região Metropolitana da capital paraibana. Ela foi internada no mesmo hospital no dia 29 de março e, após passar por tratamento, recebeu alta no dia 9 de abril.

Já o segundo caso foi diagnosticado em um homem, de 53 anos, que deu entrada inicialmente no Hospital de Ortotrauma de Mangabeira e, depois, foi transferido para o HU no dia 5 de abril, quando exames confirmaram a suspeita. Ele mora no município de Tavares, mas trabalha no Conde, segundo a Secretaria de Estado da Saúde e a Secretaria de Saúde do Conte. Ele recebeu alta médica no dia 12 de abril.

O terceiro caso foi identificado em uma mulher, de 40 anos,moradora do bairro de Jacumã, no Conde. Ela deu entrada no HU no dia 11 de abril, quando a confirmação de malária foi feita por meio de um teste rápido, e recebeu alta no dia 22 do mesmo mês.

Malária

As secretarias chamam a atenção para os seguintes casos suspeitos:

  • toda pessoa residente ou que tenha se deslocado para área endêmica para malária, no período de 8 a 30 dias anterior à data dos primeiros sintomas, e que apresente febre alta e intermitente (periódica entre 42 a 72 horas) acompanhada ou não de cefaleia, calafrios, sudorese, cansaço ou mialgia;
  • diante da suspeita, avaliar a clínica e solicitar teste rápido para malária e/ou gota espessa (lâmina);
  • importante também investigar outras arboviroses como dengue, zika e chikungunya;

A malária não é uma doença comum no estado, mas é transmitida pela fêmea do mosquito Anopheles, que pode ser encontrado na Paraíba nas espécies An.aquasalis; An. albitarsis; An.bellator e An. Argyritarsis.

É necessário que o mosquito esteja infectado pelo protozoário Plasmodium nas espécies P. vivax, P. falciparum e P. malariae, que age na corrente sanguínea para causar a doença.

Além da transmissão por mosquito, a doença pode ser difundida por contato de uma corrente sanguínea com o sangue contaminado.

G1

 

Homem morre em hospital de JP após ser baleado na frente do filho durante tentativa de assalto

Um homem morreu no Complexo Ortotrauma, o Trauminha de Mangabeira, em João Pessoa, após ser baleado em uma tentativa de assalto em Conde, no Litoral Sul paraibano. O fato aconteceu na noite deste domingo (28).

O coronel Barros, comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM), explicou ao ClickPB que o homem estava com o filho quando foi surpreendido por um assaltante e baleado com três tiros.

A Polícia Militar e a Polícia Civil seguem acompanhado o caso.

 

clickpb