Arquivo da tag: Hospital

Bandido que trocou tiros com a polícia morre no hospital de Belém-PB

Um dos assaltantes que participou de assalto a uma farmácia na cidade de Belém-PB, na manhã desta terça-feira (22), identificado por Emanuel da Silva França, de 23 anos, que morava em Guarabira, foi baleado em troca de tiros com a polícia, não resistiu aos ferimentos e morreu ao dar entrado numa unidade hospitalar.

De acordo com o delegado Fábio Facciolo, após o assalto o indivíduo foi surpreendido por uma guarnição da Polícia Civil, que ao ser avistada, foi recebida a tiros. Ainda de acordo com o delegado, durante a troca de tiros o assaltante foi atingido e durante a fuga disparou várias vezes pelas ruas da cidade.

O assaltante foi alcançado, preso e socorrido pela polícia, mas ao dar entrada no Hospital Distrital de Belém não resistiu e veio a óbito. O outro criminoso que participou da ação criminosa conseguiu fugir.

 

portal25horas

 

 

Médico que atuava no hospital de Bananeiras e Serraria, morre com Covid-19 em João Pessoa

Faleceu nesta terça-feira (15) vítima da  covid-19, o médico pediatra e clínico geral, dr Fernando. Ele estava internado há vários dias no hospital da Unimed, em João Pessoa.

O médico Fernando, dava plantão nos hospitais de Bananeiras e Serraria. A população da região recebeu com muita tristeza a notícia do falecimento do Dr. Fernando, que atendia seus pacientes com amor e dedicação.

O diretor do hospital Distrital de Serraria, Petrus Rocha, lamentou a morte do médico Fernando, que vai fazer falta e deixar saudade a todos.

 

Balbino Silva/MIDIA PARAIBA

 

 

José Maranhão permanece na UTI de hospital em SP e ventilação mecânica pode ser retirada nas próximas 48h, aponta novo boletim

Novo boletim médico divulgado nesta segunda-feira (19) aponta que o senador José Maranhão (MDB) permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, em tratamento de insuficiência respiratória em decorrência de uma infecção causada pela Covid-19.

Ainda segundo o informe, a ventilação mecânica pode ser retirada do senador nas próximas 48h. O estado de saúde é estável e ele segue em desmame gradual de sedação.

Confira na íntegra o novo boletim:

São Paulo, 14 de dezembro de 2020.
O Senador José Targino Maranhão, permanece internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Vila Nova Star em São Paulo em tratamento de insuficiência respiratória devido a Covid-19. O mesmo encontra-se com quadro clínico estável, em ventilação mecânica invasiva. O paciente está em desmame gradual de sedação e com perspectiva de desmame de ventilação mecânica nas próximas 48h.

Dra. Ludhmila Hajjar
Cardiologista-Intensivista
Coordenadora da equipe clínica 

Dr. Esper Kallas
Infectologista

Dr. Marcelo Amato
Pneumologista

Dr. Antonio Antonieto
Diretor técnico 

Dr. Paulo Hoff
Diretor clínico

 

WSCOM

 

Candidato a prefeito de Santa Teresinha espancado por grupo apresenta piora e é transferido para Hospital de João Pessoa

O candidato a prefeito de Santa Teresinha, Arimateia Camboim, apresentou piora no estado de saúde e foi transferido nesta quarta-feira (11), para um hospital particular na cidade de João Pessoa. De acordo com informações apuradas pelo Portal ClickPB, Arimateia estava internado em uma unidade de saúde no interior da Paraíba e o estado se agravou devido ao espancamento sofrido no último domingo (08).

Arimateia Camboim estava na Fazennda Nova Cachoeira quando um grupo de 10 homens fortemente armados invadiram o local e e fizeram toda a família de refém.

O ex-prefeito e candidato nas eleições 2020 foi brutalmente espancado pelos criminosos para que o dinheiro e bens de valor fossem entregues. Devido as agressões, Arimatéia Camboim ficou com o rosto desfigurado.

clickpb

 

Idoso que foi atacado por abelhas morre após receber alta de hospital em João Pessoa

O idoso que foi vítima de um ataque de abelhas no Centro de João Pessoa morreu no mesmo dia que recebeu alta do Hospital de Trauma, em João Pessoa. Ele teve uma parada cardíaca.

O incidente aconteceu no dia 20 deste mês. O idoso foi socorrido e ficou em uma  UTI do Hospital. Ele teve alta ontem, mas morreu no mesmo dia, em casa.

A vítima recebeu mais de 100 picadas de abelha. Ele tinha 78 anos.

Portal WSCOM

 

Live com Beto Barbosa arrecada recursos para hospital da Paraíba

A 4ª edição da Corrida do Bem foi cancelada por conta da pandemia de coronavírus, mas a organização do evento decidiu promover uma live musical para ajudar o Hospital da FAP, em Campina Grande, a adquirir o software que atualiza o aparelho de radioterapia e o acelerador, trazendo benefícios e maior atendimento aos pacientes de câncer. A ‘Live do Bem’ acontece nesta sexta-feira (28) e tem como atração principal o cantor Beto Barbosa.

Assista ao vivo:

Além de Beto Barbosa, irão participar da live os artistas Gitana Pimentel, Fabiano Guimarães, Cezinha, Os 3 do Nordeste, Débora Nunes, Jeito Nordestino, João Lacerda, Cláudio Coruja e Aline Suise. O evento virtual terá apresentação de Kleber Oliveira, Samia Maia e Walber Vidal. A transmissão será feita diretamente do Sítio São João.

O evento fará uma homenagem ao centenário da dramaturga Lourdes Ramalho, carinhosamente como ela era chamada pela família, Lourdinha, nasceu em 23 de agosto de 1920, em Jardim do Seridó, no Rio Grande do Norte (RN). Residiu em Campina Grande desde 1958. É autora de mais de 100 textos teatrais em prosa e em verso (cordel), voltados para o público adulto e infantil.

Hospital da FAP

A Fundação Assistencial da Paraíba é uma entidade filantrópica, fundada em março de 1965, na cidade de Campina Grande. O atendimento foi ampliado em 1999, com o atendimento a um paciente acometido de câncer com a inauguração do “Centro de Cancerologia Dr. Ulisses Pinto”.

Como ajudar

  • Banco do Brasil (001)
  • Agência: 0063-9
  • Conta: 13.315-9

 

portalcorreio

 

 

Neurocirurgiões deixam o Hospital de Trauma de João Pessoa por término de contrato

Pelo menos 50 médicos neurocirurgiões deixaram nesta quarta-feira (26) o Hospital de Emergência de Trauma após o término do contrato com a Cooperativa dos Neurocirurgiões, Neurologistas e Cirurgiões Vasculares do Estado da Paraíba (Neurovasc) com o Governo da Paraíba. Com a saída, os pacientes que precisam de cirurgias neurológicas estão sendo transferidos para o Hospital Metropolitano de Santa Rita.

De acordo com Valdir Delmero, presidente da Neurovasc, o contrato foi encerrado e não houve entendimento para que houvesse uma prorrogação. O Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB) tinha recomendado que a direção do hospital e a cooperativa estendesse o vínculo até 10 de setembro, mas a recomendação não foi acatada.

“Os médicos não estavam satisfeitos com o contrato proposto pelo governo. Nossos cooperados entenderam que não seria legal continuar como foram lançados os contratos. Isso nos foi colocado para defender o cooperado, não existe forma de pressionar nada”, explicou o presidente da cooperativa.

O médico Laércio Bragante, diretor do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, explicou que a decisão de deixar os postos foi unilateral dos médicos, mas que o hospital está aberto a negociação. O Governo da Paraíba abriu uma novo edital para contratação de novos profissionais para ocupar as vaga.

“O processo continua aberto, inclusive dos profissionais da Neurovasc podem concorrer novamente. É um processo isento, sem qualquer interferência pessoal. Esse aditivo que foi proposto, não foi aceito, mas continuamos abertos à negociação”, comentou o diretor do Trauma.

O presidente do Conselho Regional de Medicina (CRM), Roberto Magliano, explicou que o conselho defende um concurso público para preenchimento das vagas, colocando fim aos contratos feitos via CPF ou CPNJ, por meio das cooperativas.

O MPT-PB informou que vai investigar a contratação por suspeita de interferência do processo seletivo por parte da cooperativa. A direção do Hospital de Trauma de João Pessoa informou que 22 médicos contratados na última seleção entram na escala a partir desta quarta-feira, mas assumiu que ainda não há especialistas em neurocirurgia. Os pacientes que precisarem do procedimento vão ser encaminhados para o Hospital Metropolitano.

G1

 

Hospital está sem funcionar há três anos no município de Araçagi

A Unidade Mista de Saúde Vanildo Maroja, no município de Araçagi, na região de Guarabira,  no Brejo da Paraíba, foi interditada pela Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa), no dia 17 de agosto de 2017, e está sem funcionar até hoje.

Em fiscalização do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) realizada nessa segunda-feira (24), ficou constatado que o hospital continua fechado e que a assistência à saúde da população é feita nas unidades básicas de saúde, que só funcionam de terça a sábado (domingo e segunda-feira estão fechadas), no período diurno.

De acordo com o CRM-PB, a Unidade Mista de Saúde deveria funcionar como o hospital da cidade. São nomenclaturas diferentes, mas a assistência é praticamente a mesma: funciona 24 horas, oferece atendimento de urgência e emergência, realiza exames laboratoriais, de imagem e consultas ambulatoriais em especialidades básicas.

Unidade não está equipada

Ainda conforme o CRM-PB, na visita foi constatado que não há equipamentos na unidade, nem instalação de gases, o que é imprescindível para o funcionamento adequado no local.

Pandemia

A equipe do CRM-PB constatou também que a Vigilância Epidemiológica do município criou um novo espaço, por trás do hospital fechado, para atender os pacientes com suspeita e confirmados com Covid-19, onde são feitos os exames de triagem. De acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde, Araçagi já registrou 495 casos de Covid-19 e quatro óbitos pela doença.

CRM-PB cobra reabertura

O CRM-PB informou que entrou em contato com o gestor municipal de Araçagi e requereu um prazo para a abertura da unidade mista de saúde. Além de sugerir que haja médicos todos os dias nas unidades básicas de saúde, pelo menos enquanto o hospital não seja reaberto. O relatório sobre a visita será encaminhado ao Ministério Público Estadual.

Defesa

A reportagem não conseguiu entrar em contato com a Prefeitura Municipal de Araçagi, para que fossem esclarecidos os pontos abordados nesta matéria. O Portal Correio disponibiliza o e-mail: redacao@portalcorreio.com.br para que sejam enviados qualquer tipo de defesa e/ou esclarecimentos.

 

Portal Correio

 

 

Cauan é transferido de hospital pela 2ª vez durante tratamento contra a infecção do coronavírus, em Goiânia

O cantor sertanejo Cauan, de 38 anos, parceiro de Cleber, foi transferido da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Instituto Ortopédico de Goiânia (IOG), na madrugada de terça-feira (18), para um leito especial no hospital Anis Rassi, ambos em Goiânia. A mudança de unidade de saúde foi confirmada por um familiar, que preferiu não se identificar.

A decisão sobre a transferência foi tomada em consenso entre os parentes do artista. O familiar informou ao G1 que o motivo da mudança não está relacionado ao tratamento dispensado pelo hospital anterior, que apresentava resultados satisfatórios, mas que o tratamento continuará no Anis Rassi.

Nesta madrugada, segundo o parente, a irmã do cantor estava no novo hospital assinando papéis referentes à transferência.

Cauan começou a sentir sintomas do coronavírus em 7 de agosto, quando teve febre e dores no corpo. No último dia 10, o cantor fez o exame e, no dia seguinte, teve a confirmação da doença. Em 12 de agosto, ele precisou ser internado em um hospital particular de Goiânia.

Três dias depois, no último sábado (15), o sertanejo teve de ser transferido para outra unidade de saúde por precisar de um leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento de pacientes com coronavírus.

Cleber e Cauan Goiânia Goiás — Foto: Reprodução/Instagram

Cleber e Cauan Goiânia Goiás — Foto: Reprodução/Instagram

De acordo com o último boletim divulgado pelo médico que cuidava de Cauan no IOG, Wandervan Azevedo, até às 18h de segunda-feira (17), o artista estava em estado grave, porém estável. Ele também fazia uso de máscara de ventilação não invasiva para auxiliar a respiração, já que ele respirava de maneira espontânea. Uma tomografia revelou que os pulmões chegaram a 70% da capacidade de funcionamento comprometidos pela infecção.

Até segunda-feira, Goiás tinha mais de 103 mil pessoas contaminadas com o novo vírus e somava 2.336 mortes provocadas por algum tipo de complicação da doença, conforme o mapa do coronavírus, administrado pela Secretaria Estadual de Saúde.

Cauan, da dupla com Cleber, está internado com coronavírus, em Goiânia — Foto: Divulgação/Instagram

Cauan, da dupla com Cleber, está internado com coronavírus, em Goiânia — Foto: Divulgação/Instagram

Familiares contaminados

João Luiz Máximo, pai de Cauan, também se contaminou com o coronavírus, segundo o empresário do artista, Cleiton Souza, e está assintomático. O irmão do sertanejo, Fernando Máximo, conseguiu se curar da doença no mês passado, após ficar 10 dias internado numa Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O irmão do cantor é médico e secretário estadual de Saúde de Rondônia. Ele está em Goiânia para acompanhar de perto o tratamento de Cauan.

A namorada do cantor, Mariana Guimarães Moraes, também está infectada. Ela ficou alguns dias com o artista no hospital, sendo observada pela equipe médica junto com ele, mas foi liberada para se tratar em casa assim que Cauan precisou ser transferido para a UTI.

Pai de Cauan, da dupla com Cleber, João Luiz Máximo está com Covid-19, em Goiânia, Goiás — Foto: Reprodução/Instagram

Pai de Cauan, da dupla com Cleber, João Luiz Máximo está com Covid-19, em Goiânia, Goiás — Foto: Reprodução/Instagram

Mensagens de apoio

Parceiro de Cauan, Cleber gravou um vídeo falando que o amigo é forte e que torce para que ele volte ileso aos palcos o quanto antes. Outros artistas também enviaram mensagens com desejos de melhoras para o cantor, como Simone e Simaria, Gusttavo Lima, Zé Ricardo e Max e Luan.

Em nota, a equipe da dupla agradece as orações e pede que todos que puderem continuem torcendo pela melhora dele.

Mensagem postada por Cauan em rede social, Goiás — Foto: Reprodução/Instagram

Mensagem postada por Cauan em rede social, Goiás — Foto: Reprodução/Instagram

G1

 

Avó de Michelle Bolsonaro morre de Covid-19 em hospital público do DF

A avó da primeira-dama Michelle Bolsonaro morreu vítima da Covid-19, na madrugada desta quarta-feira (12), no Hospital Regional de Ceilândia, no Distrito Federal. Maria Aparecida Firmo Ferreira, de 80 anos, estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) desde o dia 3 de julho.

Questionado pelo G1, o Palácio do Planalto não havia comentado o falecimento da idosa até a última atualização desta reportagem. Há mais de um mês o governo federal mantém o posicionamento de não se pronunciar sobre o estado de saúde dela.

De acordo com o prontuário médico, Maria Aparecida foi encontrada “por populares, na rua, caída” na região onde mora, em Ceilândia, no dia 1º de julho. A região é a que concentra o maior número de casos de coronavírus no DF, com 15.203 registros até esta terça-feira (11).

Inicialmente, a idosa foi levada ao hospital da região, com falta de ar. No mesmo dia, ela foi encaminhada para o Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) – a 32 quilômetros de distância – unidade onde havia vaga em UTI naquele dia.

Rua 7 do Sol Nascente, no Distrito Federal  — Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

Rua 7 do Sol Nascente, no Distrito Federal — Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília

A avó da primeira-dama permaneceu em tratamento intensivo durante toda a internação. Ela apresentou instabilidade no quadro clínico nas últimas semanas, chegando a registrar melhora por duas vezes. No dia 3 de agosto, a paciente deixou a entubação e respirava com ajuda de máscara de oxigênio.

Nesta quarta (12), o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), que administra o Hospital de Santa Maria informou que Maria Aparecida havia sido transferida para o Hospital Regional de Ceilândia. O G1 questionou a motivação, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Michelle Bolsonaro recuperada

A primeira-dama Michelle Bolsonaro durante o lançamento de uma campanha do governo federal por igualdade de direitos para as mulheres que trabalham no campo, no Palácio do Planalto, em Brasília — Foto: Alan Santos/PR

A primeira-dama Michelle Bolsonaro durante o lançamento de uma campanha do governo federal por igualdade de direitos para as mulheres que trabalham no campo, no Palácio do Planalto, em Brasília — Foto: Alan Santos/PR

A morte de Maria Aparecida ocorre um dia após Michelle Bolsonaro informar, por meio das redes sociais, que está recuperada da Covid-19. Ela foi diagnosticada com a doença em 30 de julho.

A primeira-dama foi infectada após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) também ser contaminado. Ele informou no dia 7 de julho que seu exame tinha dado positivo.

A primeira-dama mora, o presidente Bolsonaro e as filhas Letícia e Laura moram na residência oficial, no Palácio da Alvorada, em Brasília. No comunicado em que Michele anuncia que está recuperada, também mostra imagem de exames negativos das filhas.

Coronavírus no DF

Desde o início da pandemia, o DF registrou 1.815 mortes por Covid-19. Somente nesta terça (11), a Secretaria de Saúde confirmou 53 novos óbitos pela doença. Trata-se de um recorde em 24 horas, já que o maior registro anterior era de 52 casos em um dia.

Ao todo, são 127.484 infectados. Desse total, 112.379 (88,2%) pessoas estão recuperadas do vírus na capital.

G1