Arquivo da tag: Hospital

Atendimentos em vítimas de acidentes de trânsito reduzem 12% em março, no Hospital de Trauma de João Pessoa

O número de atendimentos de vítimas de trânsito reduziu cerca de 12% no Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. Conforme o setor de estatística do hospital, foram registrados 776 atendimentos entre os dias 1º e 31 de março deste ano, número 12,6% menor que o registrado no ano anterior, com 888 entradas.

De acordo com a unidade de saúde, a queda na quantidade de atendimentos aconteceu após a efetivação do isolamento social adotado durante a pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Segundo o diretor geral da instituição, Laercio Bragança, o perfil das vítimas também mudou. A maioria dos pacientes sofreu acidentes em BRs e não em centros urbanos, como geralmente acontecia.

G1

 

Duas mulheres morrem com suspeita de coronavírus em hospital de Pombal, PB

Duas mulheres morreram na segunda-feira (30) no Hospital Regional de Pombal, cidade localizada a 371 km de João Pessoa, com suspeita de infecção pelo coronavírus. De acordo com secretário de Saúde da Paraíba, Geraldo Medeiros, informou que até a manhã desta terça-feira (31), pelo menos 12 mortes na Paraíba seguiam sob investigação da Secretaria de Estado da Saúde (SES) para confirmação de Covid-19.

Segundo informações repassadas pela SES, as duas mulheres, que eram idosas, foram submetidas a coleta das amostras para análise do novo coronavírus. As duas vítimas estavam internadas em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Pombal.

De acordo com secretário Geraldo Medeiros, o alto número de casos descartados na Paraíba, 367 até o boletim divulgado pela SES na segunda-feira (30) tem relação com o período do ano, que naturalmente registra aumento de outras doenças.

“Temos muitos casos de outras doenças respiratórias no período, também temos muitos casos de arboviroses, como dengue, zika e chikungunya, tudo isso contribui para o aumento do número de casos suspeitos e consequentemente de casos descartados”, comentou.

Uma das mortes que estão sob investigação é a do publicitário Mateus Zerbone Carlos, filho do empresário Eduardo Carlos, presidente da Rede Paraíba de Comunicação. A SES informou que o resultado do exame que pode confirmar a causa da morte do publicitário e dos outros 11 casos investigados deve sair nesta terça-feira (31).

Mortes suspeitas de coronavírus na Paraíba

Seis mortes já foram investigadas e descartadas por suspeita de coronavírus na Paraíba. Duas mortes que tinham sido classificadas por suspeita de coronavírus foram descartadas pela SES no sábado (28), o resultado foi divulgado no domingo (29). Estão descartadas a morte da mulher de 40 anos na cidade Patos e da criança de 10 anos na cidade de Conceição, ambas localizadas no Sertão paraibano.

Ainda de acordo com a SES, a morte da mulher de 40 anos no Hospital Regional de Patos não foi causada por nenhum vírus respiratório, com base nos exames realizados na paciente. Por sua vez, o caso do menino de 10 anos que morreu no Hospital e Maternidade Caçula Leite (HMCL) de Conceição foi descartado para Covid-19, seguindo as investigações para outros tipos de vírus respiratórios.

As duas mortes descartadas eram as que faltavam ser investigadas entre os casos que tinham sido notificados como mortes suspeitas por Covid-19. Antes, outras quatro mortes foram descartadas para coronavírus. Na última terça-feira (24) exames descartaram que as mortes de três pacientes da Paraíba tenham sido causadas pelo novo coronavírus. Na quinta-feira (26), mais uma morte que estava sendo investigada como suspeita do coronavírus também foi descartada.

Mortes descartadas para Covid-19

  • Mulher, de 29 anos, que morava em João Pessoa
  • Homem, de 67 anos, que morava em Zabelê
  • Mulher, de 34 anos, que morava em João Pessoa
  • Mulher, de 39 anos, que morava em João Pessoa
  • Mulher, de 40 anos, que morava em Patos
  • Criança, de 10 anos, que morava em Conceição

Caso descartado segue investigado

A morte de Quézia Leite Batista, de 34 anos, servidora pública que trabalhava na maternidade Frei Damião, em João Pessoa, descartada para Covid-19 segue sob investigação. De acordo com a SES, apesar da coleta e do resultado obtido no Laboratório Central de Saúde Pública da Paraíba (Lacen-PB), uma amostra foi enviada para o Instituto Evandro Chagas.

Ainda de acordo com a SES, a amostra foi enviada ao mesmo tempo em que era analisada no Lacen-PB. Como não houve um diagnóstico preciso da causa da morte dela, a amostra foi enviada para o Pará.

G1

 

Hospital Municipal de Areia recebe respiradores emprestados da UFPB

O Hospital Veterinário do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) emprestou três respiradores para o Hospital Municipal de Areia, administrado pela prefeitura da cidade, a fim de contribuir para o tratamento de eventuais pacientes acometidos pelo coronavírus.

A iniciativa, segundo o diretor do Hospital Veterinário, Felipe Nael Seixas, partiu da direção do CCA, diante da situação de emergência em saúde decorrente da pandemia do novo coronavírus. “A gente está cumprindo o que determinou a Reitoria da UFPB, em relação à suspensão de aulas. E como tivemos que parar o Hospital Veterinário, para quarentena de técnicos, estagiários e residentes, a gente ficou com aparelhos disponíveis. Então o CCA disponibilizou”, explica o diretor.

Segundo ele, o uso desses equipamentos no Hospital Municipal de Areia seria mais para casos de emergência, uma vez que os pacientes mais graves devem ser removidos para Campina Grande, no agreste paraibano. “O município referenciado pelo Estado, na região, para atender a casos de Covid-19. O uso desses aparelhos, aqui, seria mais em uma emergência, para dar um suporte inicial, até que o paciente possa ser encaminhado para lá”, conta Felipe Nael Seixas.

Para o diretor, é importante retribuir à sociedade os recursos investidos na UFPB. “É uma obrigação de todo brasileiro, nesse momento, contribuir”. O gestor diz que está buscando ajudar a Prefeitura de Areia na localização de fornecedores para as peças plásticas dos respiradores, chamadas traqueias, que são conectadas aos pacientes. As peças são substituíveis, pois são descartáveis, mas está havendo dificuldade de encontrar o produto no mercado devido à grande procura.

Além dos respiradores, o Hospital Veterinário informou que, se o município necessitar, outros equipamentos podem ser emprestados, como monitor de frequência cardíaca, máscaras e luvas. “A Prefeitura não solicitou ainda, mas se precisar, a gente tem”, afirma Felipe Seixas.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado da Paraíba, os hospitais de referência para Covid-19 estão distribuídos por macrorregião de saúde, sendo o Hospital Clementino Fraga, Santa Isabel e Hospital Municipal de Valentina na primeira macro, em João Pessoa, que concentrarão as internações. Na segunda macrorregião, o Hospital Pedro I, em Campina Grande; e no Sertão e Alto Sertão, as referências são os Hospitais Regionais de Cajazeiras, Pombal, Regional de Patos e o Infantil Noaldo Leite, também em Patos.

 

portalcorreio

 

 

Saúde faz desinfecção de hospital após morte suspeita de coronavírus

Após a morte de uma funcionária, a Maternidade Frei Damião, localizada em João Pessoa, passará por um processo de desinfecção. A informação foi repassada pela assessoria de comunicação da Secretaria de Estado da Saúde (SES) na tarde desta terça-feira (24). A desinfecção será realizada na parte interna do prédio e também nas áreas de apoio.

Confira a nota:

“A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que já está em curso um processo de desinfecção da Maternidade Frei Damião, na parte interna do prédio e nas áreas de cuidado e de apoio da unidade. Além disso, está organizando uma equipe de resposta rápida de psicólogos e psiquiatras para cuidado e manejo ao estresse pós traumático que funciona como suporte a todos os profissionais que trabalhavam com a vítima do trágico evento.

Nas próximas 24h, durante todo o processo de desinfecção, a Frei Damião receberá o apoio de outras maternidades da Rede, que irão trabalhar como retaguarda da unidade para que os atendimentos de emergência encaminhados pelo SAMU e algumas demandas espontâneas possam ser encaminhadas prioritariamente para esses hospitais”, diz a nota.

 

(Foto: Divulgação/Secom-PB)

portalcorreio

 

 

Vítima de tiro em assalto, jovem guarabirense permanece no Hospital de Trauma

Continua no Hospital de Trauma de João Pessoa o jovem Arthur Xavier, que foi vítima de disparo de arma de fogo durante assalto ao posto de combustíveis do senhor Erivan, em Guarabira, onde trabalha como frentista. O caso aconteceu nas primeiras horas da manhã da última segunda-feira (24).

De acordo com informações do pai da vítima, o comerciante Zico Xavier, o rapaz passou por procedimento chamado de tração, já está fora de risco de infecção e aguarda na fila de espera para ser cirurgiado, visto que a bala atingiu o fêmur, e precisará ser submetido à cirurgia.

Logo que o posto foi aberto, depois de algum tempo, dois marginais chegaram numa moto, usando capacete, anunciaram o assalto. Houve reação por parte do proprietário do estabelecimento. Os marginais atiram e um dos disparos atingiu a perna esquerda de Arthur. Os assaltantes fugiram correndo e deixaram a motocicleta. O assalto rendeu apenas R$ 150,00.

O procedimento

A tração consiste na aplicação de uma força de empuxo a uma parte do corpo. É usada para minimizar espasmos musculares, para reduzir, alinhar e imobilizar fraturas, reduzir deformidade e para aumentar o espaço entre superfícies opostas. A tração cutânea é usada para controlar os espasmos musculares e imobilizar uma área antes da cirurgia. A tração cutânea é realizada usando-se um peso para puxar uma fita adesiva de tração ou sobre uma bota de espuma presa à pele.

 

portal25horas

 

 

Mulher com suspeita do novo coronavírus desembarca no Aeroporto do Recife; paciente foi encaminhada para Hospital

Uma mulher com suspeita do Covid-19, o novo coronavírus, desembarcou em Pernambuco, nesta terça-feira (25), no Aeroporto Internacional dos Guararapes, na Zona Sul do Recife. A informação foi confirmada pela Secretaria Estadual de Saúde do Estado. A paciente tem 51 anos de idade e esteve na Itália, país que íntegra a “lista negra” da doença divulgada pelo Itamaraty.

Também nesta terça, o país europeu confirmou mais quatro mortes devido à doença, totalizando 11 vítimas fatais, o que amplia o alerta de risco das autoridades. Um homem, morador de São Paulo, que também veio da mesma região, testou para positivo após fazer exames e agora aguarda a contra-prova para confirmação do primeiro registro da doença no Brasil. O foi encaminhado para o Instituto Adolfo Lutz, também na Capital paulista para contraprova.

“Chegou um caso que se enquadra na definição de suspeito. Se ampliou recentemente a definição de caso suspeito. Antes, falávamos da Ásia, agora falamos também da Europa. Essa paciente estava em deslocamento na Europa, na região de Milão, e veio para o Brasil via São Paulo, onde fez uma escala. Ela chegou ao Recife com alguns sintomas que se enquadram na nova definição de caso suspeito para a doença”, afirmou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

O avião em que veio a paciente partiu do estado de São Paulo e pousou na capital pernambucana às 15h50.

A mulher, segundo a filha – que pediu para não ser identificada -, viajou para a Europa no dia 13 de fevereiro para fazer um curso e, além da Itália, passou pela Espanha, país que também confirmou um caso nesta terça-feira (25).

No dia 18, começou a sentir os primeiros sintomas do que pode vir a ser o Covid-19, relatou a parente. “Ela vem tendo febre e dores no corpo e cansaço. Quando ela chegou no Recife, foi direto pro hospital. Não consegui nem ver ela e nem falar com ela. O primeiro sintoma foi febre”, declarou a filha da mulher.

Ela foi encaminhada ao Hospital Universitário Oswaldo Cruz, no bairro de Santo Amaro, no Centro do Recife. A unidade é referência na área de infectologia, segundo o protocolo implantado no estado.

“A gente precisa passar a mensagem de tranquilidade para a população. O número de casos suspeitos vai tender a aumentar com a expansão do diagnóstico, das situações de possível diagnóstico. O número de brasileiros que circulam na Europa é bem maior que os que circulam na China. E a gente precisa estar preparado para dar as respostas adequadas, como estamos dando”, disse o secretário estadual.

 

Portal WSCOM

 

 

Médico é afastado do Hospital Regional de Cajazeiras após suposto relacionamento com paciente

O médico acusado de se relacionar com uma paciente do Hospital Regional de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, foi afastado das funções e foi aberta sindicância para apurar o caso, segundo informou ao ClickPB a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Saúde. O HRC divulgou nota nesta quarta-feira (22) comentando sobre o caso que teria acontecido dentro da unidade.

De acordo com a nota divulgada pela direção do Hospital Regional de Cajazeiras, a paciente teve retorno à instituição após complicações do pós-operatório.

Veja a nota na íntegra

Diante da repercussão nas redes sociais sobre o suposto envolvimento de um profissional médico funcionário do Hospital Regional de Cajazeiras e uma paciente, a Direção Geral da Unidade Hospitalar vem por meio desta explicar que:

01 – Para a apuração legal da situação, a unidade hospitalar por meio de sua Direção Geral, informa que será aberta uma sindicância para apurar os supostos fatos noticiados nas mídias sociais e de comunicação, a partir desta sindicância todas as medidas cabíveis pertinentes ao caso serão tomadas;

02 – A segunda pessoa envolvida no suposto fato, citada em matérias e programas de rádio, segundo informações, é uma profissional da área de nutrição, mas, se faz necessário esclarecer que a mesma não faz parte do quadro funcional deste hospital. Trata-se de uma paciente em retorno, onde a mesma em poucos dias havia passado por procedimento cirúrgico nesta unidade, e notou a necessidade da procura pelos serviços médicos, ao notar complicações no pós-operatório;

03 – Reiteramos que o Hospital Regional de Cajazeiras, segue de forma incansável no que diz respeito a prestação do cuidado e, também, sempre primando pelos princípios da administração pública, e desenvolvendo seu trabalho com transparência pautada na ética e na verdade, levando em consideração que, nesta unidade, temos mães e pais de família que se dedicam 24 horas por dia, cuidando e tratando de outras famílias que nos procuram.

A Direção Geral do Hospital Regional de Cajazeiras, segue na busca de melhorias para gerar um atendimento de qualidade e humanizado para a população sertaneja. No mais, nos colocamos a disposição para outros esclarecimentos.

Cajazeiras, 22 de janeiro de 2020

 

clickpb

 

 

Criança de 7 anos ferida em acidente morre no Hospital de Trauma

Uma criança de 7 anos morreu na noite desta quarta-feira (8), no Hospital de Trauma de Campina Grande. Ela estava internada após sofrer um acidente de trânsito na noite desta terça-feira (7), na BR-412, em São João do Cariri, no interior da Paraíba.

No mesmo acidente, duas mulheres e outra criança da mesma família morreram.

De acordo com informações, o carro onde estava a família colidiu na traseira do caminhão. No acidente, uma mulher e a filha dela morreram ainda no local.

Um bebê de 1 ano chegou a ser socorrido para o Hospital de Serra Branca, porém morreu na unidade de saúde.

A criança de 7 anos foi transferida para o Hospital de Trauma de Campina Grande devido a gravidade do estado de saúde. O pai da menina também ficou ferido, porém teve apenas ferimentos leves.

As causas do acidente estão sendo investigadas.

 

clickpb

 

 

Criança sofre descarga elétrica no fio do ventilador e é socorrida para o Hospital de Trauma em JP

Uma criança de apenas nove anos sofreu uma descarga elétrica após manter contato com o fio do ventilador. O caso aconteceu na cidade de Alagoinha, no Brejo paraibano.

De acordo com informações, a suspeita é que o equipamento estivesse desencapado e provocado o choque elétrico na vítima.

A criança foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento de Guarabira e de lá levada para o Hospital de Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa.

Informações preliminares dão conta que a criança apresenta ferimentos na mão. O estado de saúde dela não foi divulgado.

paraiba.com.br

 

 

Pacientes denunciam retenção de macas e oito viaturas do Samu sem funcionar no Hospital do Trauma

Pacientes do Hospital de Trauma denunciam que oito ambulâncias do Samu permanecem inativas no local e que está faltando macas para ajudar no atendimento de quem chega ferido. Segundo eles, os veículos estão parados há dias e não há previsão para que retomem os serviços. As reclamações já se estendem durante dias.

O Portal ClickPB entrou em contato assessoria do Hospital para obter mais detalhes sobre o caso. Segundo a assessoria, as ambulâncias chegaram por volta de  meio dia e permaneceram no local, sendo direcionadas aos atendimentos ao longo do dia. Já as macas ficaram paradas durante o processo de atendimento e depois foram liberadas.

Ainda segundo o órgão, o ocorrido foi um caso isolado e que ao longo da madrugada já não se registrava nenhuma ambulância no local.

 

ClickPB