Arquivo da tag: hospitais

Chió reivindica implantação de maternidade e reformas nos hospitais de Serraria e Solânea

Em audiência com o secretário de Saúde do Estado, Dr. Geraldo Medeiros, na tarde da terça-feira, 01 de Outubro, o deputado estadual Chió (REDE) reivindicou atenção do Governo do Estado para melhorias em saúde de alta complexidade, nas regiões do Brejo, Curimataú e Borborema.  

O parlamentar relatou a difícil situação de famílias, em uma região com mais de 400 mil pessoas, que não possuem cobertura de uma maternidade.

“Na Paraíba há uma região descoberta de serviços públicos obstétricos de alta complexidade. Falta uma maternidade para atender as mães de toda uma região compreendida entre as cidades de Esperança, Areial, Remígio, Areia, Algodão de Jandaíra, Arara, São Sebastião de Lagoa de Roça e muitas outras. São mães que precisam não só de atendimento, mas, de todo um acolhimento e humanização na hora mais importante de suas vidas”, defendeu Chió.

O parlamentar informou que segundo o secretário de Saúde do Estado, Dr. Geraldo Medeiros, já existem estudos técnicos para implantação da maternidade e para que as reformas dos hospitais Solânea e Serraria, de fato aconteçam. “O nosso trabalho é para que esses dois hospitais sejam contempladas o mais rápido possível, com essas necessárias reformas”, enfatizou Chió.

Fonte: Ascom Deputado Estadual Chió (REDE)

 

 

Justiça Federal da PB leiloa hotel, hospitais, postos e prédio de rádio

Diversos bens serão leiloados pela Justiça Federal na Paraíba (JFPB) na próxima quinta-feira (16). O evento, que será realizado presencialmente no auditório do edifício-sede do órgão, em João Pessoa, está agendado para às 9h. Os itens listados no edital são relativos a processos que tramitam nas seguintes Varas: 5ª (João Pessoa), 8ª (Sousa), 11ª (Monteiro), 12ª (Guarabira) e 14ª (Patos). Os interessados também poderão participar por meio das modalidades telepresencial (videoconferência nas Subseções Judiciárias de Guarabira, Monteiro, Patos e Sousa) e virtual, diretamente nos sites dos leiloeiros cadastrados (ver edital).

Na lista de bens constam: o prédio onde funciona atualmente o Hospital de Traumatologia e Ortopedia da Paraíba (antigo Prontocor), o prédio do antigo Hotel Ouro Branco (atual Aram Beach e Convention), o prédio do Instituto de Psiquiatria da Paraíba, o prédio do Instituto de Pneumologia da Paraíba, o prédio onde funciona a Rádio Santa Rita, propriedades da Companhia Usina São João, além de posto de combustíveis, apartamentos, casas, lotes, ônibus, caminhão, automóveis, motocicletas, máquinas industriais, entre outros.

A maioria dos itens poderá ser arrematada, salvo os casos previstos no edital,  por um preço mínimo de 50% do valor da avaliação, conforme determina o Novo Código de Processo Civil. Qualquer cidadão, acima de 18 anos, poderá se apresentar na sede da Justiça Federal e oferecer os lances. Já o interessado em participar do leilão via internet deverá se cadastrar, previamente, com antecedência mínima de 72 horas da data do evento e de modo absolutamente gratuito, ficando o interessado responsável civil e criminalmente pelas informações lançadas no preenchimento do cadastro, oportunidade que preencherá os dados pessoais e aceitará as condições de participação previstas no Edital e no Termo de Compromisso, constantes no site http://web.jfpb.jus.br/leilaoJFPB.

Dentro do projeto “Leilão Eficaz” da JFPB, o evento se repetirá, em 2ª data, no dia 28 de maio também em João Pessoa, com transmissões nas modalidades telepresencial e virtual.

PB Agora

 

Queda e acidentes com moto lideram ocorrências nos hospitais da PB

Os hospitais de Trauma de Campina Grande e João Pessoa realizaram mais de 1 mil atendimentos, só neste final de semana. Casos envolvendo quedas e acidentes de moto lideraram as ocorrências.

CONFIRA

EM CAMPINA GRANDE

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, em Campina Grande, atendeu 492 pacientes, durante o último fim de semana (6 e 7/4). O balanço tem como base as entradas realizadas a partir da zero hora do sábado (6) até as primeiras horas desta segunda-feira (8). Os casos envolvendo motos lideraram as entradas nos plantões durante o período.

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, dos 492 atendimentos, 89 foram vítimas de acidentes de moto. Ainda foram registradas vítimas de acidente de automóvel (cinco), agressão física (15), e de arma branca (cinco). Os demais atendimentos foram na clinica médica e na pediatria.

Desse total de 89 dos casos envolvendo acidentes com motocicletas e motonetas, 31 foram da cidade de Campina Grande (27,5%).

A unidade de saúde disponibiliza 292 leitos, 340 médicos, sendo 64 em regime de plantão presencial 24 horas.  O hospital dispõe de seis salas no bloco cirúrgico.

O Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes de Campina Grande é referência em trauma para 203 municípios da Paraíba, além de alguns municípios do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Ceará.

EM JOÃO PESSOA

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, realizou, durante o fim de semana, 636 atendimentos. Nesse período, a unidade de saúde fez 36 procedimentos cirúrgicos de alta e média complexidades. O balanço tem como base as entradas realizadas a partir da zero hora da sexta-feira (5) até as primeiras horas desta segunda- feira (8).

Neste fim de semana, as ocorrências envolvendo quedas lideraram as entradas da emergência, com 116 casos, superando motocicletas (89). Outros casos de emergência foram de trauma (26), atropelamento (15), queimadura (13), pancada (12), agressão física (11), acidente de bicicleta (10), arma de fogo (oito), automóvel (oito), arma branca (quatro), e choque (quatro). As demais ocorrências foram clínicas com destaques para corpo estranho (59) e acidente vascular cerebral (39).

Perfil – O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena atende casos de urgência e emergência, contudo, muitos procuram a instituição para atendimentos clínicos, não levando em consideração o tipo de assistência prestada pela unidade de saúde, voltado para situações de média e alta complexidades, a exemplo de vítimas de trauma (acidentes e desastres), violência, queimadura, Acidente Vascular Cerebral (AVC) e hemorragias digestivas.

Motivo do atendimento Quantitativo

05/04 à 08/04

QUEDA 116
ACIDENTE DE MOTO 89
CORPO ESTRANHO 59
ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL 39
TRAUMA 26
AGRESSÃO FÍSICA 11
ACIDENTE DE AUTOMOVEL 08
QUEIMADURA 13
ARMA DE FOGO 08
ATROPELAMENTO 15
ACIDENTE DE BICICLETA 10
ARMA BRANCA 04
ACIDENTE VASCULAR 06
TRAUMA FACIAL 0
CHOQUE 01
CASOS CLÍNICOS 213
TOTAL GERAL 636
CIRURGIAS 36

 

pbagora

 

 

Quedas e acidentes com motos lideram entradas em hospitais na PB

O Hospital Estadual de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga, em Campina Grande, realizou 495 atendimentos neste final de semana (16 e 17). O balanço tem como base as entradas realizadas a partir da zero hora do sábado (16.03.19) até as primeiras horas desta segunda-feira (18). Os casos envolvendo motos lideraram as entradas nos plantões durante o período.

De acordo com a assessoria de imprensa do Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, dos 495 atendimentos, (73) foram vítimas de acidentes de moto, acidente de automóvel (08), agressão física (05), vítimas de projéteis de arma de fogo (03) e arma branca (05). Os demais atendimentos médicos foram na clinica médica e na pediatria.

A unidade de saúde disponibiliza 292 leitos, 340 médicos, sendo 64 em regime de plantão presencial 24 horas. O hospital dispõe de seis salas no bloco cirúrgico.

O Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes de Campina Grande é referência em trauma para 203 municípios da Paraíba, além de alguns municípios do Rio Grande do Norte, Pernambuco e Ceará.

EM JOÃO PESSOA

Já na Capital da Paraíba, o Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, realizou durante o final de semana 630 atendimentos, destes, 118 foram referente a quedas. Neste período, a unidade de saúde realizou 45 procedimentos cirúrgicos de alta e média complexidade. O balanço tem como base as entradas realizadas a partir da zero hora da sexta-feira (15) até as primeiras horas desta segunda- feira (18).

Neste final de semana, as ocorrências envolvendo quedas lideraram as entradas da emergência, com 118 casos, superando motocicletas (78). Outros casos de emergência foram de trauma (25),agressão física (14),acidente de automóvel (13), queimaduras (12), arma de fogo (12), atropelamento (08), bicicleta (07) e arma branca (05). As demais ocorrências foram clínicas com destaques para corpo estranho (62) e acidente vascular cerebral (26).

Motivo do atendimento   Quantitativo

15/03 à 18/03

Quantitativo

08/03 à 11/03

QUEDA   118 113
ACIDENTE DE MOTO   78 84
CORPO ESTRANHO   62 48
ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL   26 24
TRAUMA   25 39
AGRESSÃO FÍSICA   14 10
ACIDENTE DE AUTOMOVEL   13 06
QUEIMADURA   12 14
ARMA DE FOGO   12 01
ATROPELAMENTO   08 04
ACIDENTE DE BICICLETA   07 09
ARMA BRANCA   05 04
ACIDENTE VASCULAR   03 07
TRAUMA FACIAL   02 01
CHOQUE   01 01
CASOS CLÍNICOS   244 250
TOTAL GERAL   630 615
CIRURGIAS   45

pbagora

 

 

Embriaguez infantil deve ser informada por hospitais da Paraíba

jatuyNa Paraíba, as unidades de saúde como hospitais, clínicas e postos de saúde que integram a rede pública e particular são obrigadas a comunicar ao Conselho Tutelar e aos pais ou responsáveis todo tipo de ocorrência envolvendo embriaguez ou consumo de drogas por criança ou adolescente, confirme a lei 10.237 de autoria do deputado estadual Jutay Meneses (PRB).

De acordo com o deputado, ao Conselho Tutelar caberá tomar a providência cabível a cada caso, nos termos previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente. “É preciso se ter um controle dos casos que acontecem na paraíba até mesmo para que o Governo do Estado tome medidas que possam reduzir o uso de drogas por parte de crianças e adolescentes. E essa lei vai ajudar a termos uma visão geral da atual realidade enfrentada pelo Estado”, disse.

Jutay explicou ainda que em caso de descumprimento, sem justificativa, o estabelecimento de saúde responsável pelo atendimento à criança ou adolescente incorrerá em penalidades como advertência e até o pagamento de multa no valor de 100 UFEPB (Cem Unidades Fiscais do Estado da Paraíba) e, em caso de reincidência, o valor será cobrado em dobro, sendo sempre destinado às clínicas de recuperação de dependentes químicos do Estado.

Assessoria

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Hospitais dão alta a 62 das vítimas de acidente com ônibus no Sertão da PB

FeridosPassadas 24 horas do acidente envolvendo dois ônibus de estudantes e uma moto no Sertão paraibano, 62 das 67 pessoas que ficaram feridas e deram entrada em hospitais já receberam alta médica, até o fim da tarde desta terça-feira (23). As outras cinco vítimas, que tiveram fraturas graves, seguem internadas no Hospital Regional da cidade de Sousa, na mesma região. Uma delas está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com estado de saúde regular.

Segundo o diretor clínico do Hospital Regional de Sousa, Kézzyo Medeiros Lacerda, a vítima que está na UTI teve duas fraturas nos membros inferiores, sendo uma delas exposta, e perdeu muito sangue.

“Por conta disso, o paciente teve complicações e está na UTI para ter um acompanhamento melhor. Mas o caso está evoluindo bem”, disse o diretor. O hospital recebeu, ao todo, 10 vítimas e cinco já tiveram alta médica.

Ainda segundo o diretor do Hospital de Sousa, entre os outros quatro pacientes internados, um deles também teve uma fratura exposta e os outros três sofreram fraturas fechadas. Todos já passaram por cirurgia e estão em observação, enquanto se recuperam. “Acreditamos que estes três pacientes que tiveram fraturas fechadas devem receber alta em breve”, explicou Kézzio Lacerda.

Também no fim da tarde desta terça-feira, a diretora do Hospital Regional de Piancó, Inês Cristina, confirmou que os 27 pacientes que estavam internados no local receberam alta médica neste dia. Na noite da segunda-feira (22), o hospital havia recebido 37 vítimas, mas 10 delas foram transferidas de imediato para o Hospital Regional de Sousa, devido à gravidade dos ferimentos.

Já de acordo com a diretora do Hospital Distrital de Itaporanga, Iara Maysa, a unidade de saúde atendeu 30 pessoas feridas no acidente. Ela explicou que todos tiveram apenas ferimentos leves e a maioria fez exame de raio-x, mas nenhuma lesão grave foi detectada. Todas as vítimas também já foram liberadas entre a noite da segunda-feira e a manhã desta terça-feira.

O acidente
Um motociclista caído na estrada teria causado o acidente que envolveu dois ônibus e matou um homem e feriu 67 pessoas no fim da tarde da segunda-feira (22) entre as cidades de Itaporanga e Piancó, na rodovia federal BR-361, no Sertão paraibano. O motociclista tinha acabado de sofrer uma queda. Essa é a primeira linha de investigação da Polícia Civil, de acordo com a delegada que acompanha o caso, Sílvia Alencar.

A batida entre os veículos aconteceu por volta das 17h. Segundo as informações da polícia, os ônibus transportavam estudantes de cursos de nível técnico e superior para a cidade de Patos. Onze ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e duas do Corpo de Bombeiros participaram do socorro às vítimas.

G1 PB

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Governador remaneja mais de R$ 54 milhões de hospitais para pagamento de encargos com pessoal

Diário-OficialApós conseguir autorização da Assembleia Legislativa para remanejar R$ 950 milhões do orçamento do estado, o governador Ricardo Coutinho (PSB) já deu início à redistribuição dos recursos.

O Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (26) publicou remanejamento de R$ 54,3 milhões de hospitais estaduais para pagamento de encargos com pessoal.

Do Hospital de Trauma de Campina Grande, foram retirados R$ 24,3 milhões. Os hospitais de Patos, Cajazeiras e Sousa perderam R$ 26,4 milhões, R$ 2 milhões e R$ 1 milhão, respectivamente.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O chefe do executivo estadual também retirou recursos para a distribuição de pão e farinha de milho, na ordem de R$ 2,5 milhões, para a construção de casas populares na zona urbana.

 

blogdogordinho

Projeto quer expor nomes de médicos de plantão em hospitais da PB

medicoUm projeto de lei de autoria da deputada estadual Camila Toscano (PSDB), o 99/2015, tramita na Assembleia Legislativa e prevê a obrigatoriedade de hospitais públicos e privados da Paraíba manterem painéis com os nomes dos médicos plantonistas, o quantitativo por área de atuação e os horários de entrada de saída destes profissionais.
Caso o projeto seja aprovado em plenário, os hospitais terão 180 dias para providenciar a exposição destas informações em locais de fácil acesso. Em sua justificativa, a deputada Camila Toscano cita que o objetivo é aumentar a transparência no setor público de saúde e manter informados os pacientes e suas famílias a respeito do horário de atendimento dos médicos.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

 “Esse princípio da transparência se encontra positivado em nosso ordenamento jurídico no artigo 6º, III, da Lei 8.708, de 1990, pelo qual se assegura ao consumidor a plena ciência da exata extensão das obrigações assumidas perante o fornecedor de serviços. E, sendo assim, deve o fornecedor transmitir efetivamente ao consumidor todas as informações indispensáveis à decisão de consumir ou não o produto ou serviço, de maneira clara, correta e precisa”, diz a parlamentar em sua proposta.

 

 

Assembleia

MEC destina R$ 31,4 milhões a 26 hospitais universitários federais

mecO Ministério da Educação liberou R$ 31,4 milhões para 26 hospitais universitários federais, de acordo com portaria publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (12). A medida faz parte do Programa de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais.

Pela norma, a verba servirá para atender às demandas de “aquisição de medicamentos, materiais médico hospitalares, produtos para a saúde, insumos para exames, equipamentos mobiliários e material permanente”. Do montante, serão destinados R$ 19.950.000 para custeio e R$ 11.491.490 para investimentos.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

 

Veja aqui a portaria com a lista dos 26 hospitais universitários federais beneficiados.

Grande parte das unidades pertence a instituições de ensino no Norte e Nordeste. Do estado do Rio, o único representante é o Hospital Universitário Dr. Washington A. de Barros (Unirio), que recebeu R$ 300 mil, segundo menor valor. A unidade com maior destinação de recursos é o Hospital Universitário de Brasília (UnB), com R$ 3 mil.

O repasse será feito em parcela única. A portaria determina que a execução das verbas será monitorada pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), estatal criada em 2011 para gerir as unidades que motivou uma série de protestos de sindicatos de servidores federais.

O Globo

Dois médicos são presos por exercício ilegal da profissão em hospitais da Paraíba

Identidades foram divulgadas por MPPB e Polícia Civil
Identidades foram divulgadas por MPPB e Polícia Civil

Dois homens foram presos apontados pela Polícia Civil e pelo Ministério Público da Paraíba por exercício ilegal da medicina em João Pessoa e em Pilar, a 55 km da Capital, na Zona da Mata paraibana.

De acordo com informações do MPPB e da Polícia Civil, Adailton Alves de Medeiros e Aderilton Alves de Medeiros, pai e filho, são os acusados. Segundo as investigações do MPPB e da Civil, o médico Adailton Alves mantinha dois contratos com a prefeitura de Pilar, um para prestar serviço em unidade de saúde da família e outro como plantonista no Hospital Maria do Carmo Carneiro Borges, porém é o filho dele, Aderilton Alves, quem efetivamente prestava os serviços contratados.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Conforme as investigações, Aderilton Alves se formou em medicina na Universidad Tecnica Privada Cosmos, na Bolívia, mas não conseguiu revalidar o diploma no Brasil, tendo tirado nota zero no exame de revalidação. Como não teve o diploma revalidado por universidade brasileira, Aderilton não possui registro no Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) e utiliza a identidade do pai, com a anuência dele, assinando prescrições de medicamentos, requisições de exames e prontuários. Em Pilar, Aderilton se identificava como Adailton, utilizando inclusive o carimbo do pai, que contém o número do registro no CRM-PB.

Após serem ouvidos, os dois homens presos serão encaminhados ao 5º Batalhão da Polícia Militar, em João Pessoa.

Segundo o promotor de Justiça substituto de Pilar, Romualdo Tadeu Araújo, Aderilton Alves e Adailton Alves são acusados dos crimes de exercício ilegal da medicina, falsidade ideológica e falsa identidade. Os mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos apartamentos dos dois presos e no hospital de Pilar. O objetivo da operação é coletar provas e aprofundar a investigação para apurar possível participação de terceiros.

A investigação durou quatro meses e a operação batizada de ‘Operação Falsários’ contou com o apoio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba.

Assista a um vídeo divulgado pelo MPPB e pela Polícia Civil.

 

 

Portal Correio