Arquivo da tag: homem

Polícia Militar prende homem suspeito de tráfico de drogas em Areia

Um homem, de 20 anos, foi preso na noite do domingo (17) suspeito de tráfico de drogas, no bairro da Jussara, na cidade de Areia, no Brejo Paraibano. A prisão foi efetuada por volta das 22h, por uma Guarnição da Polícia Militar da 3ª Cia.

Segundo informações, Willian dos Santos ainda tentou correr para dentro de uma casa quando avistou a presença dos policiais da VTR-7578, composta pelo CB Neto, CB Alcides, SD Elvys e SD Henrique, que estava em rondas de rotina.

Em tempo, os policiais apreenderam uma embalagem com material semelhante à maconha, uma embalagem semelhante à crack, dois aparelhos celulares, dois carregadores, duas facas peixeiras, uma balança de precisão e a quantia de R$ 178,00 em dinheiro.

O homem juntamente com o material apreendido foram encaminhados a delegacia de flagrantes em Esperança, na Paraíba.

Redação: Blog do Pedro Júnior

 

 

Homem é encontrado morto em cacimbão no município de Cajazeiras

Um homem, chamado de jovem Francisco de Sousa Lins, de 29 anos, foi encontrado morto ontem (16) em um cacimbão no Distrito de Azevém, no município de Cajazeiras, Sertão da Paraíba.

Segundo informações de familiares, Francisco estava desaparecido desde a sexta-feira (15). Várias pessoas estavam ajudando na busca, quando um vizinho encontrou as sandálias dele próximo ao cacimbão.

O Corpo de Bombeiros de Cajazeiras foi acionado e esteve no local e encontrou o corpo da vítima que foi retirado da água e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Cajazeiras, para realização do exame cadavérico. O caso está sendo investigado pela polícia civil.

 

pbagora

 

 

Homem surta e tenta matar o avô com faca peixeira em Cacimba de Dentro, PB

Um homem, de 26 anos, surtou e tentou matar o próprio avô, de 72 anos, na tarde desta sexta-feira (15) no Sítio Lagoa Salgada, Zona Rural de Cacimba de Dentro, na Paraíba.

De acordo com a Polícia Militar, o caso aconteceu às 13h20. Uma senhora acionou a polícia relatando o ocorrido. O homem estava de posse de uma faca peixeira ameaçando o aposentado.

Uma guarnição esteve no local. Os policiais após constatarem o fato e conter o acusado, chamaram uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). O homem foi medicado e encaminhado a cidade de João Pessoa (PB) para tratamentos médicos.

Blog do Pedro Júnior

 

 

Homem é executado a tiros dentro de estabelecimento comercial na PB; suspeitos são detidos

Joalisson de Lima, foi executado a tiros na noite desta sexta-feira (15) no município de Santa Rita. Região metropolitana da Capital.

De acordo com a polícia, ele estava em um bar na Avenida Conde no bairro de Tibiri, quando dois homens se aproximaram  e efetuaram vários disparos na vítima que morreu no local.

A polícia Militar foi informada do fato e iniciou as investigações e buscas e poucos minutos depois uma dupla suspeita pelo crime foi detida. Com eles, os PMs apreenderam um revólver calibre 38.

Os suspeitos foram levados para a Delegacia de Santa Rita para prestarem depoimento.

Paulo Cosme\Washington Luiz

 

 

‘Ele planejou me matar’, diz mulher espancada a chutes e pontapés por homem, na PB

A mulher espancada a chutes e pontapés por um homem, na noite da quarta-feira (13), em Lagoa Seca, no Agreste paraibano, descobriu que o suspeito do crime, o companheiro da amiga dela, planejou as agressões. Em depoimento à TV Paraíba na manhã desta quinta-feira (14), a vítima, de 44 anos, relatou que o suspeito chegou a dizer ao irmão dela que a mataria de uma “pisa”.

“Ele planejou tudo pra me matar. De manhã ele chegou a dizer ao meu irmão que me mataria de uma ‘pisa’. Depois de me agredir no meio da rua, ele ainda foi atrás de mim em um carro”, disse a vítima.

A vítima contou ainda que, desde a manhã da quarta-feira, o suspeito estava rondando o comércio onde ela trabalha. “Ele já tinha planejado. Desde manhã que ele estava lá na frente do meu comércio, tomando café lá na frente e esperando o momento em que eu saísse”.

A mulher lembra do momento em que foi abordada pelo suspeito. “Eu estava indo pra casa com um mototaxista. Ele parou a gente e já começou a me agredir com socos e chutes nas minhas costelas. Depois ele puxou meu cabelo, me chamou de cachorra e mandou eu ir pra delegacia”, relatou.

A mulher conseguiu fugir quando subiu novamente na moto e o mototaxista acelerou o veículo. “Mesmo depois que eu consegui sair do local, ele entrou em um carro e me perseguiu, ele armou tudo, tava disposto a me matar”, afirmou.

Suspeito teria agredida mulher após ter  visto conversa da vítima com a companheira dele — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Suspeito teria agredida mulher após ter visto conversa da vítima com a companheira dele — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Suspeito viu conversa entre companheira e vítima

Conforme a vítima, ela acredita que o homem a agrediu após ver uma conversa em um aplicativo de mensagens entre ela e a companheira dele. “Uma semana antes, eu conversei com a mulher dele, que é minha amiga, na conversa no WhatsApp ela dizia que queria se libertar, conquistar a liberdade dela, aí eu disse que lutasse assim como eu lutei e conquistei”.

A mulher informou que, após ser agredida, ainda na noite da quarta-feira, a mulher do suspeito ligou para ela e confirmou que o homem tinha visto a conversa entre elas. “Eu acho que ele interpretou que eu estava induzindo ela a deixar ele, mas na conversas eu não falo isso, em nenhum momento”, salientou.

Ainda segundo a vítima, a mulher do suspeito já tinha alertado o homem para não se importar com a vida da amiga. “Eu pedi pra ela falar pra ele pra me deixar em paz. Ele se importa demais com a minha vida”, comentou.

Vítima de 44 anos foi abordada por suspeito e espancada com socos, chutes e pontapés, na PB — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Vítima de 44 anos foi abordada por suspeito e espancada com socos, chutes e pontapés, na PB — Foto: Reprodução/TV Paraíba

Medo de voltar à rotina

Após ser agredida, a mulher foi socorrida e levada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. Conforme a unidade de saúde, a vítima sofreu um corte na cabeça. Ela recebeu atendimento médico e foi liberada ainda na noite da quarta-feira para ir até a Central de Polícia Civil denunciar o caso.

“Eu estou me sentindo perdida, com medo de sair pra trabalhar, lá é meu meio de vida, onde tenho amigos. Mas eu não me sinto segura pra sair, estou com medo de que ele possa tentar me matar de novo”, afirmou a vítima.

Até as 12h30 desta quinta-feira (14), as informações da Polícia Militar eram de que o suspeito do crime não havia sido localizado. O G1 também tentou contato com o delegado de Lagoa Seca, responsável pelo caso, mas as ligações não foram atendidas.

Mulher agredida na noite da quarta-feira

A mulher foi espancada a chutes e pontapés na noite da quarta-feira (13). De acordo com um Boletim de Ocorrência registrado pela vítima na Central de Polícia Civil de Campina Grande, o suspeito, que é o companheiro de uma amiga da vítima, a abordou no meio da rua e começou a agredi-la.

O caso aconteceu no bairro São José. Segundo relato da vítima à polícia, ela trabalha como comerciante na cidade e havia acabado de fechar o local de trabalho. Ao pegar um mototaxista para ir para casa onde mora, a mulher e o mototaxista foram abordados em uma esquina pelo suspeito. O homem pediu para que o mototaxista parasse o veículo e, em seguida, começou a agredir a mulher.

G1

 

Homem é preso suspeito de estuprar enteadas gêmeas em João Pessoa

Um homem, de 49 anos, suspeito de abusar sexualmente de duas enteadas foi preso, nesta quarta-feira (13), em Mangabeira, João Pessoa.

A delegada Wladia Holanda, responsável pelo caso, explicou que o homem é suspeito de ter estuprado duas irmãs gêmeas. As vítimas contaram que os crimes aconteceram em 2014, quando tinham 14 anos.

A avó materna das adolescentes denunciou o caso e levou as vítimas à delegacia. Elas contaram que o estupro era recorrente e que aconteceram por um ano, dentro de casa, sempre que a mãe saia para o trabalho. A delegada contou que as vítimas disseram ter sido ameaçadas caso revelassem o que acontecia para alguém.

O suspeito foi encaminhado para a carceragem da Central de Polícia Civil e deve aguardar audiência de custódia nesta quinta-feira (14).

 

http://paraiba.com.br/

 

 

Mulher é espancada a chutes e pontapés por homem, em Lagoa Seca, Agreste da PB

Uma mulher de 44 anos foi espancada a chutes e pontapés na noite da quarta-feira (13), em Lagoa Seca, no Agreste paraibano. De acordo com um Boletim de Ocorrência registrado pela vítima na Central de Polícia Civil de Campina Grande, o suspeito é o companheiro de uma amiga da vítima, que a abordou no meio da rua e começou a agredi-la.

O caso aconteceu no bairro São José. Segundo relato da vítima à polícia, ela trabalha como comerciante na cidade e havia acabado de fechar o local de trabalho. Ao pegar um mototaxista para ir para casa onde mora, a mulher e o mototaxista foram abordados em uma esquina pelo suspeito. O homem pediu para que o mototaxista parasse o veículo e, em seguida, começou a agredir a mulher.

Após as agressões, o suspeito fugiu do local. A mulher precisou ser socorrida e levada para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande. Conforme a unidade de saúde, a vítima sofreu um corte na cabeça. Ela recebeu atendimento médico e foi liberada ainda na noite da quarta-feira.

Ainda de acordo com o depoimento da vítima à polícia, ela contou que, dias antes de ser agredida pelo homem, ela teria conversado com a amiga, mulher do suspeito, por um aplicativo de mensagens.

Segundo ela, nessa conversa, a mulher do suspeito dizia estar insatisfeita com o relacionamento e que pensava em se separar. A vítima das agressões teria incentivado a amiga a deixar o homem. Ela acredita que ele teria visto a conversa e, por isso, teria cometido as agressões.

Até as 8h40 desta quinta-feira (14), as informações da polícia eram de que o suspeito do crime não havia sido localizado.

G1

 

Homem é condenado por apalpar partes íntimas de criança de oito anos

A juíza Juliana Dantas de Almeida, da Comarca de Remígio, julgou procedente a denúncia do Ministério Público estadual e condenou a oito anos e seis meses de reclusão, a ser cumprida em regime inicialmente fechado, o réu Marcelino Barbosa Fernandes pela prática de estupro de vulnerável. Ele foi acusado após apalpar as partes íntimas de uma criança de apenas oito anos, em 2017.

De acordo com a denúncia, os fatos vieram à tona durante uma palestra sobre educação sexual na escola da vítima. Em contato com a professora responsável pela palestra, a criança contou que quando ia brincar com a prima, o pai desta, de nome Marcelino, ficava tentando passar a mão em suas partes íntimas. Ao saber do ocorrido, a professora repassou a informação para a diretora da escola, que, por sua vez, acionou a avó da menina, tendo ambas se encaminhado ao CRAS e, em seguida, para a delegacia.

A vítima foi ouvida pela equipe de escuta da Coordenadoria da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça da Paraíba e, na ocasião, corroborou todos os depoimentos que havia prestado, anteriormente, à professora, à diretora da escola, à avó e à delegada.

Na ocasião, a criança deixou claro que sabia o que era mentir e o que era dizer a verdade, e explicou que não estava mentindo ou relatando o ocorrido a pedido de alguém, ao contar que Marcelino havia acariciado suas partes íntimas. Ela explicou que os fatos ocorriam quando estava assistindo televisão com a filha de Marcelino, na casa dele, e disse que, sentada na cama, o acusado lhe acariciava.

Homem negou o crime

O réu negou o crime, no entanto, a juíza Juliana Dantas explicou que os atos libidinosos, na maioria das vezes, não deixam vestígios. “Os crimes sexuais são daqueles que, em regra, consumam-se às escondidas, distante dos olhos de terceiros, presentes, apenas, agressor e agredida. Não por outro motivo, pacificou-se o entendimento nos pretórios nacionais de que a palavra dessa deve preponderar sobre a daquele”, afirmou.

A magistrada destacou que, no caso dos autos, as declarações das testemunhas e o relatório psicossocial corroboram as palavras da vítima. “Nesses termos, tenho que o réu realmente praticou o crime tipificado no artigo 217-A do Código Penal (estupro de vulnerável) em relação à vítima”, ressaltou.

Ela concedeu ao réu o direito de recorrer em liberdade, visto que respondeu a todo processo nessa condição, comparecendo a todos os atos processuais.

 

portalcorreio

 

 

Briga termina com homem de 22 anos morto à facada em Sertãozinho, na Paraíba

Um homem foi assassinado com um golpe de faca peixeira na região do tórax, na noite deste domingo (4) na cidade de Sertãozinho, na Paraíba. O crime aconteceu às 23h30, na Rua do Sol.

Segundo informações da Polícia Civil, a vítima Erivaldo Joaquim de Macena, de 22 anos, teria se envolvido em uma briga com o acusado João Paulo Nunes de Muniz, de 18 anos. O socorro foi chamado, mas o rapaz já estava morto.

João Paulo se encontra recolhido no Presídio Velho, em Guarabira. – Foto: Reprodução

 

Após diligências, a Polícia Militar conseguiu localizar e prender em flagrante o autor do homicídio. Ele confessou o crime porém, a arma branca usada para matar o rapaz não foi encontrada.

O delegado Fábio Facciolo autuou João Paulo pelo crime de homicídio na Delegacia de Polícia Civil em Guarabira (PB). Na manhã desta terça-feira (5), ele foi encaminhado ao Presídio Regional Vicente Claudino (Presídio Velho), onde aguardará pela audiência de custódia

O corpo de Erivaldo Joaquim foi encaminhado ao Núcleo de Medicina Odonto-legal (Numol) em Guarabira.

Redação e Fonte: Blog do Pedro Júnior

 

 

Homem é preso suspeito de tentar arremessar 26 celulares para o presídio de Cajazeiras, na PB

Um homem foi preso em flagrante na manhã deste sábado (2), suspeito de tentar arremessar 26 celulares para o presídio de Cajazeiras, no Sertão da Paraíba. Segundo informações da Polícia Civil, ele negou que jogaria o material para dentro da unidade penitenciária.

Ainda de acordo com a polícia, agentes penitenciários que trabalham na guarita da penitenciária haviam notado a intenção do suspeito. Como ele estava sendo monitorado, foi perseguido e conseguiu fugir em uma motocicleta sem placa.

Por volta das 5h o suspeito foi localizado. Na mochila que ele carregava estavam 26 celulares, dez carregadores de celular e três facas. À polícia, ele contou que recebeu uma ligação para transportar o material, mas que não seria ele que arremessaria para dentro do presídio.

O delegado Francisco Filho informou que a moto utilizada na fuga do homem havia sido roubada no Ceará. Ele também negou que tivesse cometido o roubo. Por isso, foi autuado pelos crimes de receptação e tentativa de entrar com celulares no presídio.

O homem está detido na Delegacia de Polícia Civil de Cajazeiras. Ele deve ser encaminhado ainda na tarde deste sábado para o presídio da cidade.

Foto: Direção do presídio de Cajazeiras/Divulgação

G1