Arquivo da tag: histórica

Agosto termina com chuvas abaixo da média histórica na PB, aponta Aesa

Agosto terminou com chuvas abaixo do esperado em pelo menos 33 cidades da Paraíba, de acordo com dados da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa) divulgadas nesta quinta-feira (31). O órgão divulgou dados de 83 cidades, sendo que em quatro delas houve mais chuva do que a previsão e nas demais não há registro da média história.

Segundo Marle Bandeira, meteorologista da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), isso se deu por conta das condições oceânicas e atmosféricas.

“Na maioria dos dias do mês de agosto ocorreu um sistema de pressão, que fez com que não se formasse nuvens. O céu ficava limpo e contribuía para a ausência das chuvas. No Sertão é normal não chover neste período do ano, mas no Agreste, Brejo e Litoral realmente as chuvas ficaram abaixo da média”, disse.

Em Alhandra, cidade com maior registro de precipitações no mês, choveu apenas 82,1% da média histórica. Já em João Pessoa choveu apenas metade do previsto, quanto em Campina Grande a chuva foi 37% abaixo da média. Os maiores volumes ficaram concentrados em cidades do litoral (Alhandra, João Pessoa, Cabedelo e Pedras de Fogo) e do Brejo (Bananeiras, Areia, Solânea, Serraria, Pilões).

G1

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Prefeitura de Mari promove palestra histórica com Celso Antunes

Geógrafo e educador, autor de mais de 180 livros, Celso Antunes foi o palestrante principal do I Seminário de Educação, promovido pela Prefeitura de Mari, em parceria com a Editora IMEPH
“Como desenvolver em uma escola pública um ensino de qualidade”, foi o tema da palestra proferida pelo importante escritor. Num tom bastante descontraído Celso Antunes fez uma profunda avaliação da educação no país e apresentou sugestões para fortalecê-la.

“Quando assumimos a educação, como quase todas as áreas, estava em situação crítica. Somente acredito em progresso com educação. Por isso o professor Censo Antunes está aqui, nesse dia histórico”, disse o prefeito Antonio Gomes, ao abrir o evento.

Em Mari, o professor Celso Antunes lançou o Projeto “Nas ondas da Leitura”. Educadores de diversas cidades estiveram presentes. Havia delegações de Guarabira, Itabaiana, Araruna, Mulungu, Sapé, Caldas Brandão, Santa Rita, João Pessoa e Mogeiro.

A professora Rosemagna Cunha Gomes, Secretária de ducação, afirmou que a presença de Celso Antunes em Mari é um marco histórico. “Hoje temos um divisor de águas. A vinda desse ícone da educação representa o compromisso que o governo Antonio Gomes tem com a educação”, avaliou.

“Minha determinação é de fortalecer a educação. Com a parceria firmada com a Editora IMEPH, estamos oferecendo o melhor material didático existente. Não temos medido esforços. Vamos melhorar os índices, vamos crescer juntos”, afirmou o prefeito.

Rosemagna Gomes assinalou ainda que além dos materiais destinados aos professores e alunos, o programa de formação do magistério é permanente. “Não é suficiente distribuir os livros, eles são somente ferramentas. O importante é que os professores saibam utilizá-los”, destacou.

Celso Antunes mencionou a importância do apoio e a sensibilidades do prefeito Antonio Gomes, a quem parabenizou pela iniciativa. “Parabéns prefeito, seu gesto demonstra o compromisso que o seu governo tem com a educação de qualidade. O senhor e sua gestão estão fazendo história e fortalecendo a escola pública”, afirmou.
Estiveram presentes, dentre outras autoridades, a vice-prefeita Karina Melo, o presidente da Câmara, Alisson Gomes, os vereadores Marilene Rufino e Neta do Sindicato, 1ª Dama Rosineide Cunha, Secretários do Município (Severino Ramo, Roberto Pontes, Aline Gomes, Emanuelle Chaves) Além das Secretárias de educação de Cacimba de Dentro, Dalvaneide Confessor de Sousa, e de Itabaiana, Neide Silveira, assim como a professora Márcia Amaral, ex-diretora regional de Educação da Segunda Região, dentre outros.

“Sem educação de qualidade não iremos a nenhum lugar. Quero oferecer aos marienses, aos nossos filhos e netos a educação pública que não recebemos. A educação é prioridade absoluta do nosso governo”, finalizou Antonio Gomes, o qual enfatizou o quanto Mari ficou honrada com a presença do grande educador.

Assessoria de Comunicação

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Decisão sobre cassação de chapa Dilma-Temer será histórica, diz relator

hemanRelator do processo que pede cassação da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer (vitoriosa na eleição de 2014), o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Herman Benjamin diz que o caso “é o maior processo da história” da corte e que sua decisão será “histórica”. Segundo o ministro, o ponto de partida do caso será a presunção de inocência, e será garantido o pleno direito de defesa dos acusados.

“Isso aqui não é um processo de impeachment do Congresso Nacional. O TSE não é um tribunal político, é um tribunal que decide sobre fatos, com base na lei e constituição.”

O ministro prefere não antecipar seu voto nem se haverá uma cisão entre a situação de Dilma, cassada pelo Congresso definitivamente em agosto último, e de Temer, efetivado como presidente após o impeachment.

Tramitam no TSE quatro ações que pedem a cassação da chapa de Dilma e Temer –duas Aijes (Ações de Investigação Judicial Eleitoral), uma Aime (Ação de Impugnação de Mandato Eleitoral) e uma representação.

Em caso de uma condenação, como a petista já foi afastada do cargo, o atual presidente é quem poderia estar sujeito à perda de mandato. Em tese, Dilma também poderia se tornar inelegível –no julgamento do impeachment ela teve mantidos os direitos políticos.

Brasil 247

Depois de vencer eleição histórica em Araruna, Vital Costa anuncia equipe de transição

vitalO prefeito eleito de Araruna, Vital Costa, anunciou na tarde desta segunda (10), em coletiva de imprensa, os nomes que irão compor a equipe de transição e serão responsáveis pelo levantamento de todas as atividades, ações, obras, contratos, convênios, licitações e demais atos inerentes ao poder público municipal nas diversas secretarias e órgãos.

Vital Costa protocolou ofício na Prefeitura de Araruna, informando conforme o que preceitua a Lei, os nomes dos integrantes que irão compor a equipe de transição.

A Comissão será composta por Fábio Veriato da Câmara, o ex-vereador Rivaldo Alves Pereira da Costa e pelo ex-prefeito Availdo Luiz Alcântara de Azevedo.

De acordo com o prefeito eleito Vital Costa, os três nomes indicados vão levantar informações da atual situação financeira e administrativa do município. Estas e outras determinações estão contidas na Resolução Normativa nº 03/2016 aprovada em sessão plenária e já levada à publicação pelo Tribunal de Contas da Paraíba em seu Diário Eletrônico, edição de 11 de maio e Lei nº 12.572/2011 (Lei de Acesso a Informação).

Com Araruna Online

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Israel Stroh é prata em medalha histórica para tênis de mesa do Brasil

israelO brasileiro Israel Stroh conquistou a primeira medalha da história em competições individuais do tênis de mesa do Brasil, tanto nos Jogos Olímpicos para Paraolímpicos. Ele ficou com a prata na decisão desta segunda-feira.

Stroh foi derrotado pelo britânico John William Bayler, número um do ranking mundial, por 3 sets a 1. Assim, ele acabou com a prata na classe 7.

Até esta segunda-feira, o Brasil só havia conquistado medalhas em uma disputa por equipes nos Jogos Paraolímpicos de Pequim, em 2008, com Welder Knaf e Luiz Algacir.

O algoz da decisão havia sido adversário de estreia de Stroh. Naquela ocasião, o brasileiro venceu por 3 sets a 1.

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

População desocupada registra maior alta da série histórica, diz IBGE

desocupadoA população desocupada das seis principais regiões metropolitanas do país aumentou 22,5% de dezembro do ano passado para janeiro deste ano. Os dados constam da Pesquisa Mensal de Emprego e foram divulgados nessa quinta-feira (26) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No conceito do IBGE, população desocupada engloba pessoas que – sem trabalho – encontram-se procurando emprego.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A pesquisa foi feita em São Paulo, Rio de janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Porto Alegre e Recife.

Pelos dados, em janeiro, a população desocupada alcançava 1.288 pessoas, ou seja, 237 mil a mais do que em dezembro de 2014. Em comparação a janeiro de 2014, os dados do primeiro mês deste ano registram acréscimo de 125 mil pessoas. Os números significam que, em janeiro de 2015, houve o maior crescimento da população desocupada desde que a série histórica foi iniciada em 2002.

Fonte: Agência Brasil

Eleição histórica: Marcos Cavalcanti é eleito novo presidente do TJPB

marcosO desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque foi eleito, na tarde desta quarta-feira (12), para presidir o Tribunal de Justiça da Paraíba no biênio 2015/2017. A escolha ocorreu durante sessão do Pleno do TJPB e o magistrado obteve 10 votos contra oito do desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos. O desembargador Joás de Brito Pereira Filho também concorreu ao pleito, mas não obteve voto. Houve um voto nulo, já um magistrado votou nos nos três candidatos concorrentes.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Pela primeira vez na história do Judiciário paraibano, houve a disputa do cargo entre três candidatos.

A eleição no TJPB ocorreu em quatro escrutínios. Depois do presidente, houve a escolha do desembargador José Ricardo Porto para o cargo de vice-presidente da Corte de Justiça e do desembargador Arnóbio Alves Teodósio, para a Corregedoria-Geral de Justiça. Por fim, foi eleita por aclamação a desembargadora Maria da Graças Morais Guedes, para a Escola Superior da Magistratura (Esma). Todos serão empossados no dia 2 de fevereiro de 2015.

José Ricardo Porto foi eleito com 11 votos, Já o desembargador João Benedito, que também concorreu ao cargo, obteve sete voto. Também houve um voto nulo. Arnóbio Alves Teodósio foi eleito com 10 votos, contra oito do colega Joás de Brito Pereira. A desembargadora Maria das Neves do Egito Guedes, também concorreu ao cargo, mas não obteve voto. Presidente eleito

Professor da UEPB e membro da Academia Paraibana de Letras (APL) e do Instituto Histórico e Geográfico da Paraíba (IHGP), Marcos Cavalcanti substituirá Fátima Bezerra Cavalcanti no dia 2 de fevereiro de 2015, quando a desembargadora concluirá o seu mandato de dois anos.

O futuro gestor da Corte paraibana falou sobre as metas para sua administração. “A primeira delas é a priorização do 1º grau, para que a Justiça seja rápida, célere. A segunda, será concurso para juiz de Direito, pois temos 65 vagas, aproximadamente, e para servidores do poder Judiciário. Também vamos investir muito na implementação do Processo Judicial Eletrônico (PJE), que vem dar celeridade à Justiça, entre outras voltadas para aperfeiçoamento de servidores e juízes”, disse.

Marcos Cavalcanti também falou sobre a importância do diálogo, tanto com os demais Poderes, como com a classe de servidores. “Receberei todos os funcionários, sem distinção, para discutirmos avanços e direitos dos servidores”, destacou.

Satisfação em presidir o TJPB

Emocionado, o desembargador Marcos Cavalcanti agradeceu a confiança de seus pares e reconheceu que a transformação vivida pelo Judiciário brasileiro lhe impõe maior responsabilidade. “Foi uma sessão histórica, onde quebramos uma tradição de 123 anos, onde todos escolhiam o mais antigo. Hoje, houve discussão. Democracia não é o sistema da totalidade, mas da maioria”, defendeu o desembargador eleito.

Dever cumprido

A presidente do Tribunal de Justiça, Fátima Bezerra Cavalcanti, elogiou o clima de cordialidade entre os desembargadores, mesmo diante de uma disputa. “A Justiça paraibana, nesta tarde, quebrou paradigmas e evolui com o processo democrático”, afirmou. Apesar de ainda não ter concluído o seu mandato, a desembargadora considera que a atual gestão tem o sentimento de dever cumprido, diante da modernização do Judiciário, da redução do estoque de processos e da melhoria da prestação jurisdicional.

“Pela primeira vez na história do Tribunal já se julga mais processos do que se recebe, conforme o relatório Justiça em Números divulgado pelo CNJ, que aponta uma produtividade de 116% em 2013 em relação ao ano anterior. E agora em 2014, contabilizamos um avanço maior”, disse ela.

Apoio integral

O desembargador Márcio Murilo também agradeceu aos pares pelos votos obtidos e disse que o sentimento, agora, é de colaboração com a nova Mesa Diretora, a exemplo do trabalho que vem desenvolvendo à frente da Corregedoria-Geral de Justiça. “Daremos nosso apoio integral”, afirmou. Para ele, a demanda de processos judiciais é, hoje, o maior gargalo enfrentado pelo Poder Judiciário. Nesse sentido, segundo o desembargador, a Corregedoria tem adotado medidas consideradas simples, mas com grande efeito, a exemplo da adoção dos atos ordinatórios, com duas finalidades primordiais: regularizar a tramitação de processos e promover seu andamento. “Assim, estamos contribuindo para a melhoria dos serviços da Justiça paraibana”.

O processo eleitoral

A eleição para preenchimento dos cargos de presidente, vice-presidente e corregedor-geral de Justiça ocorreu com base nos artigos 22 e 23 (modificado pela Resolução 11/2010) do Regimento Interno do TJPB. A legislação sofreu mudanças aprovadas pelos desembargadores, que permitiram o processo eleitoral conforme os parágrafos 1º e 2º do artigo 22.

Assim, para compor a Mesa Diretora, os titulares são eleitos dentre os desembargadores mais antigos do Tribunal, por maioria de seus membros, que não tenham exercido a Presidência ou qualquer outro cargo de direção por quatro anos, sendo vedada a reeleição.

O Regimento dispõe, ainda, que a eleição deve acontecer na primeira sessão ordinária do mês de novembro, anterior ao término dos mandatos, por meio de eleição, em votação secreta, pelos 19 membros efetivos da Corte.

O eleito

Natural de Mamanguape, o desembargador Marcos Cavalcanti é formado pela Universidade Federal da Paraíba, iniciou a carreira como advogado, procurador da Arquidiocese da Paraíba. Antes de ingressar na Magistratura, foi promotor de Justiça, nomeado em 1981. Ingressou no Judiciário em 1983, como juiz de Direito na comarca de Belém.

O magistrado passou pelas comarcas de Mamanguape, Campina Grande e João Pessoa. Em todas elas foi, também, juiz eleitoral, tendo sido juiz-coordenador da propaganda eleitoral nos dois maiores colégios eleitorais do Estado.

Na Capital e em Campina Grande foi membro e presidente da Turma Recursal do Juizado Especial Cível. Juiz Substituto e Titular do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, por dois biênios, com início no ano de 2000.

O desembargador já exerceu o cargo de corregedor regional Eleitoral por três anos consecutivos e o de juiz-diretor do Fórum Cível da Capital. Como juiz titular da 2ª Vara da Fazenda Pública da Capital, foi convocado por diversas vezes para substituir desembargador no Tribunal de Justiça, integrando as Câmaras Cíveis, a Criminal e o Tribunal Pleno. Promovido, por merecimento, ao cargo de desembargador, tomou posse no dia 11 de abril de 2007.

Atualmente, é presidente da Primeira Câmara Cível do TJPB e da Comissão de Cultura e Memória do Poder Judiciário, Divulgação e Jurisprudência do Tribunal de Justiça e da Comissão de Avaliação de Documentos do Poder Judiciário.

Do site do TJPB

MaisPB

Kirchner quer mudar capital de Buenos Aires para cidade pacata e histórica

cristina-kirchnerCom apenas 230 mil habitantes, a pacata Santiago del Estero, no norte da Argentina, aparece pouco no noticiário do país. Mas, nas últimas semanas, Santiago del Estero virou o assunto principal na imprensa argentina.

A presidente Cristina Kirchner lançou a ideia de transferir a capital do país para a cidade, onde, devido à cultura local e às altas temperaturas normalmente registradas no verão, ainda se cultiva a tradicional “siesta” – o cochilo após o almoço herdado dos colonizadores espanhóis.

A principal justificativa para a mudança, segundo Kirchner, é a localização geográfica de Santiago del Estero.

“Com visão estratégica, deveríamos pensar em um desenho territorial diferente porque o mundo mudou”, afirmou a presidente argentina durante visita à cidade no final de agosto.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Segundo Kirchner, a transferência de Buenos Aires para Santiago del Estero aproximaria a Argentina de novos mercados de exportação, como a região asiática.

“Como dirigentes devemos nos adiantar [aos fatos]. Hoje, nosso comércio está cada vez mais orientado ao Oriente. Do mundo desenvolvido, só chegam crises e problemas. Enquanto do outro lado [países asiáticos] cada vez compram mais nossos produtos”, afirmou.

‘Saída para o Pacífico’
Conhecida como “mãe das cidades”, por ser a mais antiga do país, Santiago del Estero – ou apenas Santiago, como é chamada pelos argentinos – foi fundada em 1563 e se localiza a cerca de 1,2 mil km de Buenos Aires.

Historiadores lembram que a cidade de Santiago del Estero foi disputada pelos incas, pelos espanhóis e pelo Chile, nos séculos 15 e 16.

Também está a 400 km da fronteira com o Chile, país banhado pelo Oceano Pacífico e que, como o Peru, é visto como “porta de entrada” para a Ásia.

Já Buenos Aires se localiza às margens do Rio da Prata, próxima do Uruguai e do Brasil.

“Também temos de pensar como região, como Mercosul, Unasul, América do Sul”, completou Cristina.

Críticas
A proposta de Kirchner gerou polêmica e dividiu a opinião pública argentina. “Deve ser uma brincadeira”, disse o senador opositor e cineasta Fernando Pino Solanas. “Se o governo quer uma saída para o Pacífico, que realize uma política externa adequada”, afirmou a senadora Laura Alonso, também da oposição.

No entanto, nem mesmo Kirchner demonstra confiança na viabilidade de sua proposta.

Na terça-feira, em pronunciamento na TV, a presidente exaltou a capital Buenos Aires e anunciou que a cidade abrigará o prédio “mais alto da América Latina”, ainda a ser construído.

Santiago del Estero é a cidade mais importante da província de mesmo nome, governada por Claudia Ledesma Abdala, e considerada uma das mais pobres do país. As indústrias são raras e as principais fontes de receita da região são a agricultura, o comércio, o funcionalismo público e o turismo.

Abdala – os sobrenomes de origem árabe são comuns na região – sucedeu seu marido, o senador kirchnerista Gerardo Zamora, como governadora de Santiago del Estero após a Justiça ter impedido a candidatura dele.

Atualmente, Zamora é presidente do Senado argentino e terceiro na linha sucessória à Presidência, após Kirchner e o vice-presidente, Amado Boudou.

G1

 

Aesa prevê chuvas abaixo da média histórica e seca na PB nos próximos três meses

Divulgação
Divulgação

A meteorologista da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), Marle Bandeira, informou nessa quarta-feira (23) que as previsões apontam escassez de chuvas, com índices abaixo da média histórica na Paraíba, nos próximos meses.

Apesar da situação meteorológica pessimista, ela adiantou que há possibilidade de mudança. As colocações foram feitas pela especialista durante uma reunião com a diretoria da Associação dos Plantadores de Cana da Paraíba (Asplan), na sede da entidade, em João Pessoa.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook
“No período de agosto a outubro, não há indícios de maior quantidade de chuva, porque as águas do Atlântico continuam frias e por isso não há muita formação de nuvens e, consequentemente, há pouca expectativa de precipitações”, explicou a meteorologista, lembrando que mesmo em anos atípicos a maior concentração de chuva ocorre entre os meses de abril e julho. Embora em menor volume, ela frisa, no entanto, que nem sempre as chuvas escassas e abaixo da média significam secas.

Os dirigentes do setor canavieiro paraibano que, no momento, está em período de plantio, receberam com apreensão a notícia de que haverá poucas chuvas nos próximos 90 dias. “Já sofremos demais em 2012/13 e, justamente, quando estamos preparando nossos canaviais para a próxima safra vem uma notícia dessa que nos preocupa porque já temos produtores, em pleno mês de julho, precisando irrigar suas lavouras em função das poucas chuvas, numa situação extremamente adversa”, afirma o presidente da Asplan, Murilo Paraíso.

Segundo o coordenador do Departamento Técnico da Asplan (DETEC), Vamberto Rocha, o objetivo da palestra foi fazer uma projeção das condições climáticas nos próximos meses, para nortear as ações no campo neste período. “A escassez de chuvas já está prejudicando o plantio e essa previsão de que teremos poucas chuvas nos próximos meses nos deixa ainda mais apreensivos”, finalizou.

 

 

portalcorreio

Ricardo anuncia promoção de mais de 2.300 policiais e bombeiros e garante ascensão histórica nas corporações

rc-promove-pmO governador Ricardo Coutinho autorizou, nesta terça-feira (14), no Palácio da Redenção, a promoção de mais de 2.300 policiais e bombeiros militares às graduações subsequentes na carreira militar (cabos e sargentos, respectivamente). A solenidade contou com representantes de bombeiros e militares de toda a Paraíba, além de comandantes das polícias, representantes de associações e secretários de Estado. As promoções serão efetivadas gradativamente, até o final de fevereiro, através de publicação no Diário Oficial do Estado e nos boletins internos das duas corporações.

A medida, de acordo com o governador, vai impactar a folha de pessoal do Estado em mais de R$ 1 milhão. “Apesar do impacto financeiro, é um ato fundamental para garantir a dignidade e respeito à legislação e a esses homens e mulheres que tem feito uma história diferenciada na segurança pública da Paraíba.É um verdadeiro ato de Justiça do Governo do Estado com esses guerreiros que tanto esperavam por reconhecimento”, enfatizou Ricardo Coutinho, ao lembrar que os militares foram promovidos obedecendo ao critério de antiguidade.

De acordo com o comandante geral da PM, coronel Euller Chaves, só nos últimos três anos foram promovidos 1.800 militares paraibanos. “É um momento histórico na nossa corporação, com a presença de representações de toda a Paraíba, através de cabos e sargentos que vieram ser promovidos no Salão Nobre do Palácio; o mesmo espaço em que circulam as maiores autoridade do Estado, mostrando o respeito que o Governo tem com essas praças”, destacou.

O subcomandante geral do Corpo de Bombeiros, o coronel Denis Nery, também considerou o momento único e destacou os benefícios que as promoções trazem para toda a sociedade. “São militares que passaram por uma qualificação e que com certeza estão habilitados para prestar um melhor atendimento ao público. Afora o aumento salarial e valorização da carreira militar, trazendo mais motivação para a tropa”, afirmou Denis, ao citar que em apenas três anos foram 422 Bombeiros promovidos, quase 50% do total do efetivo que compõem a corporação.

Há 25 anos fazendo parte da Polícia Militar da Paraíba, o agora sargento Ronildo Calixto foi um dos beneficiados com as promoções. “Graças ao entendimento desse Governo atingimos um grau maior na hierarquia militar. Sinto-me muito feliz e agradecido”, revelou.

O sargento Aníbal Ramos Nunes, que veio de Cajazeiras receber a insígnia da graduação, e representar os militares do Sertão do Estado, também externou grande satisfação. “É um orgulho, pois é uma meta que tínhamos e que conseguimos atingir. É muito alegria”, resumiu.

Além de Aníbal, outros três policiais militares e quatro bombeiros representaram os demais promovidos e receberam a insígnia do governador Ricardo Coutinho durante a solenidade no Palácio da Redenção. Na ocasião, o governador também foi homenageado pelas categorias, através de uma placa entregue pela presidente da Associação dos Cabos e Soldados da PM, Eliane Santos.

Requisitos – Para estarem habilitados para a promoção, os militares precisaram atender os critérios estabelecidos em lei. No caso dos policiais militares que ocupavam a graduação de soldado e atingiram a de cabo, foi necessário fazer um curso de habilitação com carga horária de 120 horas aulas, ter dez anos de serviço e comportamento classificado, no mínimo, como ótimo.

Já os cabos que atingiram a graduação de sargento passaram por um curso com duração de 160 horas, possuíam 20 anos de serviço e comportamento ótimo.

Secom PB