Arquivo da tag: hídricos

Seminário reunirá 160 gestores municipais para debate sobre gestão de recursos hídricos

Seminário de Gestão Estratégica das Águas será realizado nos dias 15 e 16 de fevereiro e  vai apresentar modelos internacionais de gestão de águas, além do processo de Gestão da Integração de Bacias no Estado

SebraeGestores públicos de 160 municípios paraibanos discutem, em Campina Grande, nos dias 15 e 16 de fevereiro, as estratégias para a gestão eficiente dos recursos hídricos do Estado durante o Seminário de Gestão Estratégica das Águas que será realizado no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep). O evento vai apresentar modelos internacionais de gestão de águas que podem ser adotados para impulsionar o desenvolvimento sustentável na região, além de discutir o processo de gestão da integração de bacias no Estado.

O Seminário contará com a participação de prefeitos, secretários de Estado e municipais, representantes do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Fiep, Sebrae, Faepa, Banco do Nordeste, universidades, além de dirigente de projetos dos Estados Unidos, que apresentarão casos de sucesso de manejo eficiente das águas em áreas com histórico de estiagem.

“Verificamos a necessidade da gestão de águas do rio São Francisco, que estão prestes a chegar. Entendemos que é importante conhecer sobre gestão e precificação da água. Por isso, convidamos os técnicos e gestores do Colorado, que tem uma realidade com algumas semelhanças com a Paraíba, sobretudo em relação à pluviometria. Lá chove semelhante ao Cariri paraibano e eles administram muito bem a água, aproveitando a água da chuva e das geleiras, permitindo que se tenha um Estado praticamente todo irrigado”, explicou o presidente da Fiep e do Conselho Deliberativo do Sebrae Paraíba, Francisco Buega Gadelha.

O seminário irá apresentar o modelo de gestão de águas da Agência Nacional de Águas (ANA) e discutir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), que é uma agenda universal com um plano de ação para melhorar o planeta e que tem a gestão sustentável da água como parte desses objetivos.

Para o superintendente do Sebrae Paraíba, Walter Aguiar, as discussões sobre a gestão das águas e a troca de experiências de soluções para áreas que sofrem de estiagem são fundamentais para o atual momento da Paraíba. “Precisamos pensar em estratégias para a gestão dos recursos hídricos existentes, aproveitamento de outras fontes, hoje, não utilizadas, e preparação para novos cenários, a exemplo da transposição de bacias. O encontro também será uma oportunidade para conhecermos de perto casos exitosos do manejo da água em regiões secas do continente norte americano e que podem ser aplicados em áreas do nosso Estado que já sofrem e podem vir a sofrer com a estiagem”, disse o superintendente.

Debates -Dois temas principais serão apresentados no evento, divididos em dois painéis. No primeiro dia será a gestão estratégica das águas como fator de desenvolvimento sustentável, soluções e boas práticas. No dia seguinte, serão debatidas novas perspectivas de desenvolvimento sustentável da Paraíba com a transposição do rio São Francisco. Durante o evento também será construída uma agenda estratégica com os objetivos para a gestão das águas e a adesão à Agenda Global para o Desenvolvimento Sustentável.

“Durante o seminário, iremos discutir uma agenda estratégica na qual a gestão de recursos hídricos é o tema principal para o desenvolvimento sustentável. Os participantes do evento poderão vivenciar e opinar sobre essa experiência bem sucedida do Colorado e as referências em nossa região”, destacou o diretor técnico do Sebrae Paraíba, Luiz Alberto Amorim.

O evento será realizado pela Fiep e Sebrae Paraíba, com apoio do Governo do Estado, Banco do Brasil, Banco do Nordeste, PNUD e Faepa. Poderão participar gestores públicos e representantes e técnicos de instituições, universidades e empresários convidados. Os interessados no tema poderão acompanhar o seminário, em tempo real, pela internet.

Projeto Colorado-Big Thompson – Os norte-americanos irão mostrar aos representantes de instituições brasileiras o projeto Colorado-Big Thompson, uma das obras mais conhecidas de integração de bacias hidrográficas, com eficiente uso da água para a agricultura, a indústria, o município e doméstico. O presidente da Fiep, Buega Gadelha, o diretor técnico do Sebrae Paraíba, Luiz Alberto Amorim, o presidente da Federação da Agricultura e da Pecuária da Paraíba (Faepa), Mário Borba, e o superintendente do Banco do Nordeste na Paraíba, Wesley Gonçalves Maciel conheceram de perto este projeto, em setembro do ano passado, e convidaram os gestores do projeto para mostrarem suas experiências na Paraíba.

Entre os benefícios trazidos pela obra, destaca-se o desenvolvimento da agricultura no estado da Califórnia. A transposição possibilitou a produção de leite, carne bovina, tomate, morango, melões, pêssegos e melancias, influenciando diretamente em sua economia.  Após a obra, a Califórnia se tornou um grande produtor americano, o que possibilitou o desenvolvimento do oeste e centro sul dos Estados Unidos. Hoje, é considerada o pomar da América e possui o maior PIB do país.Assim, a transposição do Rio Colorado transformou toda a região da Califórnia, repercutindo na economia de todo e país e mudando a vida de todos os seus moradores.


SEBRAE PARAÍBA

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

Paraíba conquista vaga no Conselho Nacional de Recursos Hídricos

aguaA Paraíba conquistou nesta terça-feira (26) uma vaga no Conselho Nacional de Recursos Hídricos. A cadeira de titular foi obtida depois que o Governo do Estado se candidatou ao posto que antes era ocupado por Sergipe. A votação unânime ocorreu durante reunião dos membros na Secretaria Nacional de Recursos Hídricos, em Brasília.

O Conselho Nacional de Recursos Hídricos tem 20 vagas para representantes de Conselhos Estaduais com 10 titulares e 10 suplentes, sendo comum o revezamento da titularidade após um mandato de três anos. Na eleição desta terça-feira (26), o estado de Sergipe, que foi suplente da Bahia no pleito anterior, não enviou representantes.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

“Mostramos o esforço empreendido pelo Governo do Estado para a melhoria da gestão dos recursos hídricos e nos candidatamos para a vaga. Não demorou muito para sermos surpreendidos com a aprovação unânime e até mesmo com o fato da Bahia aceitar a suplência”, comentou o presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba, João Fernandes da Silva, que representou o Conselho Estadual de Recursos Hídricos da Paraíba na eleição.

Competência – O Conselho Nacional de Recursos Hídricos desenvolve atividades desde junho de 1998, ocupando a instância mais alta na hierarquia do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, instituído pela Lei nº 9.433, de 8 de janeiro de 1997. É um colegiado que desenvolve regras de mediação entre os diversos usuários da água, sendo, assim, um dos grandes responsáveis pela implementação da gestão dos recursos hídricos no país.

 

Secom-PB

 

Inscrições abertas para cursos gratuitos em gestão de recursos hídricos e irrigação

O curso sobre recursos hídricos é oferecido à um público diversificado com versão em espanhol, já sobre irrigação, o curso atenderá 18 cidades brasileiras, tidas como pólos de irrigação no País

O Projeto Água: conhecimento para gestão está com inscrições abertas em oito cursos na área de gestão de recursos hídricos. Os cursos são

Divulgação / Portal Brasil Os cursos oferecidos também promovem a conservação e o uso racional dos recursos hídricos para a participação efetiva e eficiente na implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos.

  • Os cursos oferecidos também promovem a conservação e o uso racional dos recursos hídricos para a participação efetiva e eficiente na implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos.

oferecidos à 1.000 técnicos da America Latina e Caribe que poderão optar entre três modalidades no idioma espanhol:  Qualidade de água em reservatórios, Hidrologia Básica e Gestão Territorial para Recursos Hídricos com Software Livre de Código Aberto. Os cursos são gratuitos e desenvolvidos on line com carga horária de 40h.

Além de estreitar as relações de cooperação entre os países da América Latina e Caribe, o projeto pretende desenvolver ações de comunicação, difusão, mobilização social, capacitação e educação para a gestão de recursos hídricos no Brasil e demais países da América Latina. São 24 cursos de capacitação complementar, além de ferramentas de educomunicação que atingirão 300 mil pessoas até julho de 2014.

Entre as capacitações previstas há cinco temas principais a serem abordados: Hidrologia, Qualidade da Água, Planejamento e Gestão de Recursos Hídricos, Educação e Participação Social e Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto.

Mesmo se tratando de cursos à distância, também são oferecidas capacitações no formato semipresencial. As atividades acontecerão nos meses de novembro e dezembro. Para realizar a inscrição, clique aqui.

Projeto

O projeto Água – Conhecimento para Gestão é um convênio entre a Agência Nacional de Águas (ANA), a Fundação Parque Tecnológico Itaipu – Brasile a Itaipu Binacional.

Ao longo do projeto serão desenvolvidos e aplicados 24 cursos de capacitação complementar, além de ferramentas de educomunicação em diferentes linguagens midiáticas e interativas, de modo a incentivar a sociedade brasileira para a conservação e o uso racional dos recursos hídricos e também para sua participação efetiva e eficiente na implementação da Política Nacional de Recursos Hídricos.

O projeto atingirá cerca de 300 mil beneficiários localizados na América Latina, prioritariamente nas entidades integrantes do Sistema Nacional e Estaduais de Recursos Hídricos do Brasil. Desse público total, 290 mil estarão envolvidos nas ações de comunicação, difusão e mobilização social e cerca de 10.000 participarão das ações de capacitação, nas quais aproximadamente 1.000 vagas serão disponibilizadas em cursos na versão espanhol.

As ações do projeto se destinam aos seguintes públicos-alvo: Instituições de Ensino, que formarão futuros profissionais para atuação na Gestão de Recursos Hídricos; profissionais que já atuam na gestão de recursos hídricos na América Latina; membros e lideranças participantes em colegiados de decisão participativa em gestão das águas; usuários de recursos hídricos, sobretudo empresas na área de energia; sociedade em geral, com ênfase no público jovem.

Curso sobre irrigação

A ANA também oferece oportunidade de capacitação para mais de 1000 pessoas em 18 cidades brasileiras, tidas como pólos de irrigação no País. Os cursos “Manejo da irrigação: onde, quando e quando irrigar” e “Avaliação e manutenção de equipamentos de irrigação” são gratuitos e estão com inscrições abertas pelo Portal da Capacitação da ANA.

A intenção da Agência é oferecer aos irrigantes a difusão de técnicas que promovam a conservação e o uso racional dos recursos hídricos na agricultura irrigada. Redução de perdas e de custos de produção, otimização do consumo de recursos hídricos e eficiência nos processos de irrigação são resultados esperados com a adoção de novas tecnologias.

Distribuídos por pólos de irrigação no País, o cursos serão compostos por turmas de acordo com o principal sistema de irrigação utilizado na região de sua ministração, com foco para agricultores irrigantes, gerentes agrícolas e operadores de equipamentos de irrigação, podendo também ser realizado por extensionistas rurais, técnicos e profissionais de instituições do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (Singreh) com interesse em se aperfeiçoar no tema. Cada curso será composto de 16 horas, divididos em aulas teóricas e práticas, com turmas de no máximo 30 alunos.

Clique aqui e conheça a programação completa.

 

 

Portal Brasil