Arquivo da tag: grupo

Grupo explode agência bancária no município de Manaíra, no Sertão da Paraíba

Um grupo explodiu caixas eletrônicos de uma agência bancária na cidade de Manaíra, no Sertão paraibano, na madrugada desta quarta-feira (30). De acordo com a Polícia Militar, o impacto da explosão acabou danificando a estrutura do prédio.

O ataque ao banco aconteceu por volta das 1h30. Segundo a PM Militar, os bandidos chegaram na cidade e antes de chegar na agência, efetuaram vários disparos contra um posto da Polícia Militar, mas no momento da ação não havia ninguém no local.

De acordo com a polícia, os criminosos fugiram deixando grampos nas ruas e rodovias para dificultar a perseguição da PM.

Ainda conforme a PM, ainda não é possível informar a quantia em dinheiro levada pelo grupo. Até as 7h30 desta quarta-feira, nenhum suspeito de participar da ação criminosa havia sido identificado.

G1

 

Mulher sofre golpe em grupo da OLX e acredita que golpista é de Belém, na PB

Uma senhora moradora da cidade de Dona Inês, na Paraíba, caiu no golpe de vendas de produtos em um grupo do OLX e perdeu R$ 150,00 reais. O golpe aconteceu na última quarta-feira (16) porém, a mulher só denunciou o crime na manhã desta quarta-feira (23) durante participação na Rádio Talismã FM 99,3 com Fábio Dutra (apresentador) e Pedro Júnior (repórter).

A vítima contou que estava olhando as publicações no aplicativo e teria se interessado em um conversor de antena da marca Oi. Ao gostar do produto, a senhora fechou negócio com o vendedor que se passava por morador da cidade de Mari, na Paraíba. Ela contou que pediu para o mesmo entregar o produto em Dona Inês, onde residi.

“Ele disse que não podia vir, mas mandava o produto por outra pessoa para entregar em mãos na cidade de Belém”, relatou.

O vendedor chegou a repassar características e o contato do whatsapp da pessoa que iria fazer a entrega. A vítima relatou que o vendedor ligava informando o trajeto. Ela veio à cidade de Belém e não encontrou ninguém no local combinado.

“Quando cheguei não encontrei ninguém. Depois de alguns minutos apareceu um rapaz na garupa de uma moto Pop e perguntava se eu era a mulher que queria comprar o conversor. Eu disse que sim. Ele chegou a oferecer 30 reais a mais pelo produto dizendo que comprava de novo. Eu não quis, peguei os 150 reais, paguei e ele foi embora”, relatou a vítima

A mulher disse que quando chegou em casa e foi verificar o material, a caixa tinha apenas a carcaça do produto. Ela disse que quando foi conversar com o vendedor no whatsapp, o golpista já tinha bloqueado o contato.

“Eles fizeram facebook e whatsapp falsos. Colocaram a foto de um conversor novo e no momento da entrega foi outra coisa. Fui lesada. Fui vítima de pessoas com mau caráter que não tem Deus no coração e nem na vida e ficam enganando as pessoas. Ele pensou que tinha se lucrado com 150 reais, mas eu acho que não. A lei do retorno é pesada e eu entrego nas mãos de Deus. Esse valor não dá pra pessoa ter uma vida digna. A vida digna tem que procura fazer o bem”, finalizou.

A senhora afirmou que o golpista nunca foi morador da cidade de Mari e acredita que ele é da cidade de Belém, na Paraíba. Ela orientou as pessoas a terem cuidado com esse tipo de ação criminosa.

Blog do Pedro Júnior

 

 

Grupo suspeito de assaltar engenho e fazer mulher refém em Areia é preso, em Campina Grande

Um grupo com três homens foi preso suspeito de assaltar um engenho e fazer uma mulher refém. O crime aconteceu na última quarta-feira (18) em Areia, no Brejo a Paraíba. Já a prisão aconteceu nesta segunda-feira (23), no bairro José Pinheiro, em Campina Grande.

Segundo o delegado Victor Melo, com eles foi encontrada uma motocicleta roubada e adulterada. Ainda de acordo com o delegado, o trio confessou o assalto ao engenho. Um dos suspeitos ainda tentou enganar a polícia apresentando uma identidade falsa.

Já o delegado Gilson Teles, disse ao G1 que durante o assalto os suspeitos renderam o dono do local quando ele levava café para funcionários. A vítima foi levada para o interior do engenho, onde a esposa do proprietário estava e a fizeram refém.

A mulher foi levada ainda para uma casa vizinha, onde mora o cunhado dela. De lá, foram roubados relógios, armas, joias e R$ 800 em dinheiro. O delegado informou também que os funcionários do local não foram vítimas diretas da ação porque estavam em uma área afastada.

Após o assalto, o trio fugiu do local até ser localizado nesta segunda-feira. Todos os suspeitos foram encaminhados para a Central de Polícia de Campina Grande.

G1

 

Grupo assalta engenho e faz mulher refém, em Areia, PB

Um grupo de três homens armados assaltou um engenho, na zona rural de Areia, no Brejo paraibano, na noite da quarta-feira (18). Segundo o delegado Gilson Teles, três pessoas foram rendidas e uma delas foi feita refém pelos suspeitos.

Ainda de acordo com o delegado, por volta das 19h os suspeitos renderam o dono do local quando ele levava café para funcionários. A vítima foi levada para o interior do engenho, onde a esposa do proprietário estava e a fizeram refém.

A mulher foi levada ainda para uma casa vizinha, onde mora o cunhado dela. De lá, foram levados relógios, armas, joias e R$ 800 em dinheiro. O delegado informou também que os funcionários do local não foram vítimas diretas da ação porque estavam em uma área afastada.

Após o assalto, o grupo fugiu do local. De acordo com a polícia, até a tarde desta quinta-feira (19), nenhum dos suspeitos foi localizado.

G1

 

Grupo armado explode agência bancária em Mogeiro, no Agreste da Paraíba

Uma agência bancária foi alvo de criminosos na madrugada deste sábado (31), em Mogeiro, no Agreste da Paraíba. De acordo com o delegado Seccional de Itabaiana, Felipe Castelar, seis homens armados explodiram a agência localizada no Centro da cidade e fugiram levando uma quantia em dinheiro.

Segundo o delegado, o caso aconteceu por volta da 1h30. Testemunhas relataram à polícia que os criminosos chegaram ao local em dois carros, explodiram a agência e, em seguida, fugiram do local atirando contra um vigilante que estava na prefeitura do município, localizada em frente à agência.

Até as 9h deste sábado, as informações da polícia eram de que ninguém ficou ferido e nenhum suspeito do crime havia sido identificado.

Foto: Polícia Civil/Divulgação

G1

 

Tião Gomes e grupo de oposição definem nome de Ronaldinho para disputar Prefeitura de Pirpirituba

O deputado estadual Tião Gomes (Avante) participou recentemente de uma importante reunião com o grupo de oposição da cidade de Pirpirituba, Brejo paraibano. O encontro debateu o cenário político atual e serviu para buscar a unidade das lideranças oposicionista em torno do nome que disputará o cargo de prefeito da cidade.

Todos os presentes na reunião atuaram na campanha vitoriosa do governador João Azevêdo e aproveitaram a ocasião para ouvir lideranças e militantes partidários sobre a definição de ações pontuais para o pleito do próximo ano.

Para o deputado Tião Gomes que milita há vários anos no município, o momento foi importante, pois a oposição unida reúne forças para realizar uma eleição vitoriosa em 2020.

“Tratamos sobre o cenário político atual, possíveis postulantes aos cargos de prefeito, vice-prefeito, vereadores e buscamos a unidade para o bem do município”, destacou o deputado.

Após muito diálogo, debates e discussões, foram acertadas várias deliberações e por unanimidade, ficou definido o nome do ex-vereador Ronaldinho para concorrer ao cargo de prefeito, devido ao seu perfil, sua história e seu trabalho pelo povo pirpiritubense.

Ronaldinho que também presidiu a Câmara Municipal de Pirpirituba,  agradeceu a confiança das lideranças, militantes, amigos e do Deputado Tião Gomes em seu nome, afirmando que vai dialogar de forma democrática com todos os partidos de oposição, como também com os vereadores do MDB, a exemplo da vereadora Rúbia Silvestre, atual presidente da Câmara, além do ex-prefeito Rinaldo Guedes e outros integrantes da oposição que queiram somar forças, para construir uma grande aliança, ouvindo o povo para chegar forte nas eleições de 2020.

 

portaldolitoralpb

 

 

Carro com grupo de pessoas de Guarabira capota na BR 230 quando seguia para Aeroporto

Um carro com quatro ocupantes capotou, na manhã desta segunda-feira (12), na altura do km 39 da BR-230 sentido Campina Grande-João Pessoa. Segundo informações, um estudante conduzia o veículo quando acabou perdendo o controle do carro ao tentar mudar de faixa.

A pista molhada teria ocasionado o acidente. O grupo havia saído do município de Guarabira, com destino ao Aeroporto Castro Pinto, na região metropolitana de João Pessoa. O estudante ia deixar a irmã no aeroporto. O carro não tem seguro e pertence ao pai do condutor. Apesar do susto, ninguém ficou ferido. A PRF também esteve no local para dar suporte à ocorrência.

pbagora

 

 

Grupo armado invade festa e dispara contra convidados, em João Pessoa

Um grupo armado invadiu uma casa em que estava havendo uma festa e disparou contra os convidados, na madrugada deste sábado (3), em João Pessoa. O caso aconteceu por volta das 2h45, no bairro de Mangabeira VII. Três pessoas foram baleadas. Duas delas morreram e a outra ficou ferida.

De acordo com a Polícia Militar, os suspeitos chegaram na casa atirando. Na festa, as pessoas estavam utilizando drogas ilícitas e bebidas alcoólicas. Houve tumulto, pois a casa estava cheia e três pessoas foram atingidas com os disparos.

Das três pessoas que foram baleadas, duas morreram no local e a outra vítima foi encaminhada para o Hospital de Trauma de João Pessoa. Uma das vítimas, um homem, de 35 anos, foi baleado na cabeça e perna. Ele foi encontrado morto no quintal da residência.

A segunda vítima, um homem, de 27 anos, foi encontrado morto com tiros nas costas, na frente da casa. Já a vítima que ficou ferida, um jovem de 21 anos, encontra-se no hospital após ter passado por cirurgia. O seu estado de saúde é regular.

Ainda de acordo com a PM, as duas pessoas que morreram respondiam pelo crime de tráfico de drogas. O homem de 35 anos já havia sido vítima de um atentado há dois meses. O caso continua sendo investigado pela polícia.

G1

 

Disfarçado de policiais federais, grupo rouba cerca de 720 quilos de ouro

Um grupo de criminosos disfarçados de policiais federais, inclusive com uso de viaturas clonadas, roubou cerca 720 quilos de ouro -algo superior a R$ 120 milhões– de uma empresa de transporte valores no interior no aeroporto do Guarulhos, na tarde desta quinta (25).

Segundo informações preliminares da Polícia Civil e Militar, os criminosos fizeram refém a família de um funcionário da empresa o que, em tese, facilitou a ações dos criminosos. Mesmo armados de fuzil e pistolas, não precisaram realizar um único disparo.

Viaturas clonadas da Polícia Federal usadas em roubo de carro forte no aeroporto de Cumbica, em Guarulhos (Grande São Paulo), nesta quinta-feira (25).

As duas caminhonetes utilizadas no roubo foram localizadas no final da tarde em um terreno na zona leste da capital. O refém, segundo a polícia, foi libertado.

A polícia tenta localizar os veículos que os bandidos estão ainda em fuga.

 

Foto: Fepesil/Futura Press/Folhapress

FOLHAPRESS

 

 

Grupo suspeito de explodir bancos é preso com fuzis em Campina Grande

Seis pessoas foram presas nesta quarta-feira (24), em Campina Grande, suspeitas de integrar um grupo envolvido com assaltos e explosões a bancos. Segundo a Polícia Civil, foram encontradas armas, munição, drogas e carros roubados.

As prisões aconteceram no bairro do Cinza, já no final tarde. Foram detidos três homens e três mulheres. A polícia não informou se os suspeitos resistiram à prisão.

Com o grupo, os policiais apreenderam dois fuzis, uma escopeta calibre 12, carregadores, munição, um colete à prova de balas, aproximadamente 400 gramas de Maconha, um veículo Fiat Toro, com placa clonada e roubado no Rio Grande do Norte, e um Volkswagen Golf.

Os suspeitos foram levados para a carceragem da Central de Polícia, no bairro do Catolé, e na quinta-feira (25), a partir das 9h30, a Polícia Civil vai fazer uma entrevista coletiva para repassar mais informações sobre a atuação do grupo. Neste mesmo dia o grupo deve passar por audiência de custódia.

G1