Arquivo da tag: gente

Secretário minimiza ‘ameaças’ de morte que capitão da PB teria recebido: ‘tem muita gente querendo aparecer’

walber virgolinoO secretário de Administração Penitenciária da Paraíba, Wallber Virgolino, comentou em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação que ‘quem fica preocupado em querer aparecer, dizendo na TV que está sendo ameaçado, está querendo aparecer’.

Para Virgolino, quem recebe ameaças fica preocupado em saber como vai contra-atacar e pede para quando se escutar essa frase as pessoas pensem e ‘deem um desconto’.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Sobre o caso específicio do Capitão Kelton, o secretário afirmou que a declaração do policial foi, de certa forma, ‘distorcida’. “Liguei para ele que disse que pegaram só um trecho da conversa e não foi daquele jeito que não tinha dito tudo. Disse um negocinho de nada e fizeram o bicho. Ele é um cara que sabe medir as palavras, tenho certeza que não foi do jeito que saiu na imprensa”, diz.

Marília Domingues

Petista espera ‘que gente do Judiciário não intefira‘ em aliança PT/PSB

anisioO deputado Anísio Maia (PT) insinuou que interesses políticos de membros do Judiciário paraibano podem interferir ou influenciar na decisão do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) quanto aos processos que envolvem a coligação do PT com o PSB para as eleições estaduais deste ano.

A informação foi publicada na coluna do jornalista Heron Cid, na edição desta quinta-feira (10) do jornal Correio da Paraíba.

“Espero que interesses políticos de gente do Judiciário não tentem interferir na decisão do TRE”, cutucou o deputado.

A aliança do PT com o PSB está sendo questionada na Justiça eleitoral pelo próprio PT nacional, que determina que a coligação do partido na Paraíba seja com o PMDB.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na petição de número 19.952/2014, a Executiva nacional pede a anulação da convenção da legenda na Paraíba, alegando que o partido descumpriu diretriz fixada pela instância superior, que estabeleceu, para o Estado da Paraíba, formar coligação com o PMDB, e não com o PSB.

Apesar da determinação nacional, o partido registrou chapa com o PSB, indicando Lucélio Cartaxo como candidato a senador na majoritária do governador Ricardo Coutinho. Assim, o TRE-PB irá analisar o pedido de registro da coligação PT/PSB e a petição nacional.

Reação

Ainda segundo a coluna de Heron Cid, setores do PT paraibano já têm no “colete e prontinho um plano de vingança, em caso do PMDB fazer conseguir, na Justiça, a obrigatoriedade de uma coligação majoritária e proporcional”.

A idéia é dificultar ao máximo a vida dos deputados estaduais do PMDB e concentrar forças para eleger o deputado Luiz Couto (PT) o terceiro da coligação, o que ‘mataria’ um federal do PMDB.

Cristiano Teixeira – MaisPB

‘Gente que nunca fez nada’ critica obra do São Francisco, diz Dilma

A presidente Dilma Rousseff rebateu nesta terça-feira (13) críticas sobre atrasos nas obras de transposição do rio São Francisco e disse que “quem nunca fez nada, desanda a cobrar”. A presidente realiza visita a estados do Nordeste para  vistoriar as obras do rio e deu a declaração em conversa com jornalistas em São José de Piranhas (PB).

Dilma posa para foto com operários no túnel Túnel Cuncas II, nas obras do Rio São Francisco  (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)Dilma posa para foto com operários no túnel Túnel Cuncas II, nas obras do Rio São Francisco (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

A construção começou em 2007. O projeto de integração do São Francisco tem extensão total de 469 quilômetros e a estimativa é que 11,6 milhões de pessoas sejam atendidas com fornecimento de água em cidades do Ceará, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

A previsão do governo federal, segundo o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, é que as obras fiquem prontas até dezembro do ano que vem.

“Acontece uma coisa engraçada no Brasil, não sei se vocês já notaram. Quem nunca fez, desanda a cobrar de quem fez. Então é isso que nós estamos assistindo. Gente que nunca fez quando pôde, cobrar de quem está fazendo quando pode”, criticou.

 fez uma comparação com o sistema Cantareira, que abastece a cidade de São Paulo. Para Dilma, a capital paulista passa por uma situação “difícil”. O nível da represa chegou a 8,6% nesta terça.

“O rio São Francisco é o rio que beneficia mais a população nordestina e que vai garantir uma diferença de qualidade, principalmente quando nós estamos vendo, hoje, uma situação muito, muito difícil sendo passada no estado mais rico da federação, que é São Paulo. É a falta de água na barragem da Cantareira, lá do reservatório da Cantareira”, disse.

Em seguida, Dilma elogiou o planejamento dos estados no Nordeste no que diz respeito a abastecimento de água. “Você veja que o Nordeste teve esse mérito. Ele teve essa consciência e esse planejamento. Não é de hoje que você faz isso”, pontuou.

Momentos mais tarde, já em Jati (CE), Dilma voltou a mencionar a situação do estado de São Paulo, ao dizer que, no Nordeste houve “previsão” e que lá nenhum líder foi “surpreendido pela seca”.

“Vejam vocês que o Brasil está passando por um período de estiagem e hoje, no Sudeste, nos estados mais ricos da federação, especialmente em São Paulo, estamos enfrentando uma seca de todas proporções. Mas lá não tem obra dessa proporção para garantir segurança hídrica”, disse.

Ela completou que os trabalhadores que participaram da obra deveriam estar de “queixo erguido” porque, segundo ela, a transposição vai mudar as “condições” para o Nordeste se desenvolver.

Agenda
A presidente Dilma Rousseff vai fazer nesta terça vistoria em trechos da obra de transposição do Rio São Francisco em cidades de Pernambuco, Paraíba e Ceará.

Primeiro ela vai passar pelas obras do Túnel Cuncas II, próximo a São José de Piranhas (PB) – segundo o Ministério da Integração, o túnel possui quatro quilômetros de extensão e foi concluído em março deste ano. Em seguida, a presidente vai visitar a barragem construída em Jati (CE), responsável por levar a água do rio São Francisco ao estado do Ceará.

A última vistoria de Dilma nesta viagem será em Cabrobó (PE), onde visitará a Estação de Bombeamento 1, responsável por levar a água do rio a localidades com altitude elevada. De acordo com o ministério, a etapa está 83,8% concluída.

De acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU), o custo total previsto da obra de transposição é de R$ 8,2 bilhões e, até março deste ano, R$ 4,6 bilhões já haviam sido executados (valor sem correção monetária).

Cobranças
Na segunda-feira (12), em cerimônia na ciadade de Ipatinga (MG), Dilma também reclamou das críticas de cobranças feitas por conta de atrasos na execução do Anel Rodoviário de Belo Horizonte. “Por que na hora de a gente fazer o acordo e passar os recursos todo mundo quer, e na hora de cobrar só nós somos cobrados? Que história é essa? Eu respondo pelos meus atos, mas não respondo pelos dos outros”, disparou.

O governo mineiro rebateu a crítica e disse em nota que a responsabilidade pela obra é do governo federal. Disse ainda que a obra não foi iniciada porque o DNIT – estatal ligada ao Ministério dos Transportes – ainda não liberou o projeto para o estado fazer a licitação.

 

Juliana Braga

“Cumpri meu objetivo. Cantei a nossa música e cantei a nossa gente”, diz Lucy ao agradecer apoio dos paraibanos

Lucy Alves no The Voice Brasil (Foto: Isabella Pinheiro/TV Globo)
Lucy Alves no The Voice Brasil (Foto: Isabella Pinheiro/TV Globo)

A cantora paraibana Lucy Alves, uma das finalistas do programa The Voice Brasil, postou vídeo em sua conta no Facebook agradecendo o apoio que recebeu durante toda sua trajetória no programa.

Ainda muito emocionada com a final do programa, onde ela se apresentou com os pais juntamente com o conjunto musical Clã Brasil, da qual ela faz parte, Lucy disse que ainda está emocionada com o apoio e, principalmente, em ver o Busto de Tamandaré  lotado para lhe dar força.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“A gente ganho. Somos todos vencedores. A música brasileira é vencedora”, declarou a pessoense avisando que ainda tem muito chão pela frente.

“O mais importante de tudo é: cumpri meu objetivo no programa. Cantei a nossa música e cantei a nossa gente”, declarou.

MaisPB

 

Três “Paraíbas”, orgulho da gente!

 

artigoramalho

Não vejo preconceito quando se  chama de “paraíba”, o nordestino que aporta em São Paulo para ajudar o seu desenvolvimento. Quem prefere o Rio e quase sempre sobe o morro, é chamado de “baiano”. E nem por isso a Bahia se revolta. Mais constrangedor foi a deturpação da musica de Gonzagão que, para homenagear a terrinha, terminou carimbando a mulher paraibana de “mulher macho, sim senhor”. E o velho Lua nunca deixou de receber as mais escolhidas homenagens dos paraibanos.Prefiro lembrar os “paraíbas” de sucesso , orgulho de todos nós.

No próximo ano, três grandes paraibanos estariam completando cem anos, se vivos estivessem. Pela ordem de nascimento Abelardo de Araujo Jurema, João Agripino Filho e Pedro Moreno Gondim nascidos nos idos de 1914, o primeiro em 15 de fevereiro,o segundo em 1º. de março e o ultimo em 1º. de maio.

Abelardo Jurema nasceu em Itabaiana e começou por lá a sua vida pública, nomeado prefeito com o advento do Estado Novo. Jornalista, enquanto cursava a Faculdade de Direito do Recife, escrevia para o Diário de Pernambuco, Jornal do Comercio e Diário da Tarde. Tinha que vir parar em A  União, a escola de todos.  Sob a direção de Orris Soares (Bisavô  de Jô Soares) conciliava seus escritos para as linotipos com a gerência de uma fábrica de cigarros de seu avô.Não foi em vão que, no exílio pós 64, sobreviveu no Perú vendendo charutos. Ao ser cassado pelos militares, já fora secretário de estado, senador-suplente e deputado federal chegando a Líder de JK e Ministro de Jango. Foi um “paraíba” de sucesso e que honrou  a delegação dos paraibanos.

João Agripino Mariz Maia que ganhou nome e fama como João Agripino Filho nasceu em Catolé do Rocha. Foi professor primário, promotor de justiça e na restauração da democracia, em 1946, ajudou a fundar a UDN e por este partido candidatou-se a deputado federal cumprindo vários mandatos. Em 1962 foi eleito deputado e senador, preferindo o Senado.Dalí saiu para ser Governador da Paraíba mas antes serviu como  Ministro ao Governo Janio Quadros. Deixando o governo, incursionou pela iniciativa privada para depois chegar ao Tribunal de Contas da União, do qual foi presidente. Fez um governo diferente e povoou o Distrito Industrial criado por Pedro Gondim, que o antecedeu.

Pedro Gondim nasceu em Alagoa Nova mas teve em Serraria, seu berço político. Dedicava-se a atividades agrícolas e à advocacia quando foi convocado a disputar a eleição de deputado estadual. Esteve na Assembléia até ser escolhido, em 1955, para o cargo de vice-governador em chapa conciliada por José Américo (que deixava o Governo) e que elegeu Flavio Ribeiro Governador. Com a enfermidade do titular, assumiu o governo da Paraíba e renunciou em 1960 para ser candidato ao cargo. A vitoriosa campanha O Homem é Pedro, dividiu o fortíssimo pessedismo e abalou a cidadela de Rui Carneiro. Foi cassado quando exercia o mandato de deputado federal.

Essas rápidas pinceladas pelas  biografias desses três paraibanos têm o propósito de lembrar ao Instituto Histórico, Academia de Letras, Tribunal de Contas (criado por J.A), Assembléia Legislativa, Prefeituras de Alagoa Nova, Serraria, Catolé, Itabaiana e, finalmente, A União, testemunha da historia da Paraíba nos últimos 120 anos, a necessidade imperiosa de registrar para esta e às futuras gerações, em festividades bem produzidas, a centenária história desses três paraíbas da gema, que, por onde passaram, honraram o nome deste Estado. E tenho dito.

 

RAMALHO LEITE

 

 

O texto é de inteira responsabilidade do assinante