Arquivo da tag: Gaúcho

Com gol de Douglas, Tricolor gaúcho encosta no Corinthians no número de pontos

douglasO Grêmio venceu o São Paulo por 1 a 0 neste domingo, pela 16ª rodada do Brasileirão, na Arena Grêmio, e conquistou um importante resultado na perseguição ao líder Palmeiras. Se o melhor do campeonato perdeu e o Corinthians empatou, o Grêmio sim aproveitou essa rodada e fez três pontos, chegando aos mesmos 30 do Corinthians e a dois do Palmeiras. Já o São Paulo perdeu a chance de não se desgrudar no G-4. O gol da partida foi marcado pelo meia veterano Douglas. Bolaños acionou Maicon, que chutou rasteiro. Denis defendeu, e a bola apareceu para Douglas completar, lembrando um pouco o gol que o jogador fez na vitória no Grenal.

Se o arqueiro Denis não conseguiu segurar esse chute, o goleiro foi o grande responsável pelo placar magro. Ele fez pelo menos 3 defesas muito difíceis, e aos 30 minutos do segundo tempo, o placar era de 9 x 0 nas chances reais de gol para o Grêmio. A situação do São Paulo ficou ainda pior aos 33 minutos, quando Mena foi expulso, depois de ter tomado o amarelo dois minutos antes. Com esse gol, Douglas chegou a quatro anotados no Brasileirão e se tornou o vice-artilheiro da equipe gaúcho, com um a menos que Luan. A partida teve ótimo público na Arena Grêmio, com 37.069 pagantes.


guiadoboleiro

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Ronaldinho Gaúcho é oferecido ao Santos, que agenda reunião com estafe

ronaldinhoApós fechar a contratação do atacante Robinho por empréstimo de uma temporada, a diretoria do Santos pode trazer mais um ídolo do futebol brasileiro e mundial. O UOL Esporte apurou que o meia-atacante Ronaldinho Gaúcho, que deixou o Atlético-MG recentemente, manifestou o desejo de defender o clube paulista.

Os representantes de Ronaldinho iniciaram as conversas por telefone com a cúpula alvinegra e passaram o interesse do atleta em jogar no Santos. Por conta disso, a diretoria santista agendou uma reunião na Vila Belmiro no início desta semana, mas o estafe do craque ainda não apareceu.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Ronaldinho receberia no Santos um salário um pouco abaixo de Robinho, mas teria um contrato semelhante. Além de um ordenado fixo, o jogador receberia bonificações por participação em jogos, colocação da equipe santista no Campeonato Brasileiro e títulos conquistados.

A diretoria do Santos ficou satisfeita com a repercussão da contratação de Robinho e, por isso, ficou mais empolgada com a possibilidade de contratar Ronaldinho Gaúcho.

Um dia após apresentar Robinho como novo reforço, o Santos fechou um patrocínio e viu os ingressos na bilheteria para o clássico do último domingo se esgotarem, além de bater recordes de acessos nas redes sociais.

A diretoria acredita que a chegada de Robinho e mais a contratação de Ronaldinho facilitaria o clube a fechar o patrocínio máster da camisa.

O último patrocinador máster do Santos foi o Banco BMG, que ocupou o espaço no uniforme entre 2011 e 2012. Atualmente, o Santos tem como parceiros a escola de idiomas CNA e a empresa de tubos e conexões Corr Plastik.

Segundo a assessoria de imprensa do Santos, o caso Ronaldinho Gaúcho não procede.

Uol

Fluminense descarta Ronaldinho Gaúcho e dá ultimato a Wellington Nem

Fluminense vai esgotando todas as tentativas por Wellington Nem Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo
Fluminense vai esgotando todas as tentativas por Wellington Nem Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo

Bastou vir à tona o divórcio entre Ronaldinho Gaúcho e o Atlético-MG para começarem as especulações sobre uma eventual transferência para as Laranjeiras. Porém, a diretoria do Fluminense antecipou-se em descartar a possibilidade de contratar o ídolo do clube mineiro. Seu sonho de consumo continua sendo Wellington Nem, embora a negociação esteja estacionada.

– Essa história de Ronaldinho Gaúcho no Fluminense não tem nada a ver – descartou o diretor de futebol do clube, Paulo Angioni. – E a negociação com o Wellington Nem está um pouco complicada. Há alguma perspectiva. O Fluminense fez uma proposta, há um entendimento com o jogador, mas não é uma coisa tão fácil com o Shakhtar Donetsk – destacou o dirigente.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Disposto a voltar para o Tricolor, Wellington Nem já fez de tudo para convencer o clube da Ucrânia a liberá-lo. Porém, não obteve sucesso. O vice de futebol do Fluminense, Mário Bittencourt, teve um encontro na última segunda-feira com o empresário do jogador, Eduardo Uram, a fim de montar uma estratégia decisiva, como um ultimato.

Se Wellington Nem não for liberdo, o Fluminense terá dinheiro em caixa para buscar outro reforço, mas nenhum plano B foi ainda traçado.

– É prematuro falar sobre isso agora. Temos que fechar antes a outra situação – disse Angioni, preferindo esgotar todas as tentativas de repatriar Wellington Nem, antes de começar a pensar em outro nome para a posição.

Marluci Martins

 

Termômetro marca 60ºC no gramado antes de estreia do Grêmio no Gaúcho

Um calor fora do comum aguarda Grêmio e São José, para a estreia dos clubes no Gauchão 2014, a partir das 17h deste domingo. Um termômetro colocado no gramado do estádio Passo D’Areia, por volta das 14h30, apontou uma temperatura de 50ºC.

Outros medidores digitais usados posteriormente mostraram ainda mais, de 60ºC até 67ºC. Já a temperatura em Porto Alegre estava em torno de 35ºC.

Para piorar o cenário, a grama é sintética e esquenta muito mais que o piso natural. O lateral-direito do Grêmio Tinga revela a receita contra o calor no campo:

– O jeito é molhar a chuteira em balde gelado.

termômetro passo dareia grêmio são josé gauchão (Foto: Julio Cesar Santos/RBS TV)Novo termômetro mostra ainda mais calor no campo (Foto: Julio Cesar Santos/RBS TV)

 

O expediente já fora utilizado em outras partidas no estádio.Consultado sobre o assunto, o árbitro Luís Teixeira Rocha minimizou o calou, mas admitiu que pode fazer mais do que uma parada técnica em cada período da partida.

O Grêmio começa o Estadual com time B, repleto de garotos do sub-20, enquanto o grupo principal treina na serra gaúcha de olho na Libertadores, na qual tem estreia marcada para 13 de fevereiro.

globoesporte.com

 

Ronaldinho Gaúcho aparece em piscina com ‘popozudas’ aos pés

Um momento de lazer de Ronaldinho Gaúcho está sendo compartilhado em redes sociais. Na imagem, o craque do Atlético-MG aparece de boné, óculos escuros, sunga branca e muito bem acompanhado. Aos seus pés, cinco mulheres de biquíni fio-dental posam empinadas. Um amigo de R10 contou que a foto não foi tirada na casa do jogador, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. O atleta não se manifestou sobre a imagem.

Ronaldinho e as popozudas na piscina

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

radioglobo

Gaúcho é demitido do Vasco. Autuori, Cristóvão e Ney Franco são opções

Gaúcho faz cara feia durante a derrota para o NovaIguaçu: demitido do cargo (Foto: Ag. Estado)
Gaúcho faz cara feia durante a derrota para o Nova
Iguaçu: demitido do cargo (Foto: Ag. Estado)

Gaúcho não é mais treinador do Vasco. O anúncio da demissão foi feito pelo diretor executivo René Simões, logo após a derrota para o Nova Iguaçu, por 2 a 0, na noite desta quarta-feira, em Volta Redonda. Foi o terceiro revés seguido do time no Campeonato Carioca, o segundo para times de menor investimento. A decisão pela troca, entretanto, já estava mais que madura.

– Durante a semana, conversei sobre a possibilidade com o Ricardo (Gomes, diretor técnico) e até com o presidente (Roberto Dinamite), mas jamais achei que o time ia perder novamente. Vi falta de reação no vestiário, um time apático no campo e nos treinamentos. Gaúcho entendeu a demissão – declarou René.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Gaúcho, que estava no Vasco desde 2009, já foi treinador da base, técnico interino e auxiliar, além de treinador principal, não será realocado para outro setor do clube. Logo após o apito final, antes de saber da decisão, ele chegou a dizer que nunca sairia do Vasco. O técnico havia assinado um contrato até 2014. Desta forma, terá direito a receber uma multa rescisória.

A bola nem havia rolado em Volta Redonda, mas o destino de Gaúcho estava selado. A diretoria já tinha a certeza de que ele não deveria permanecer como treinador do Vasco. A derrota por 2 a 0 para o Nova Iguaçu serviu apenas para oficializar a decisão do comando do futebol, que ao longo da semana havia iniciado os contatos para contratar um técnico. E isso aconteceria até mesmo se houvesse uma vitória cruz-maltina no Estádio Raulino de Oliveira.

Autuori, Cristóvão e até Ney Franco

Nos últimos dias, o Vasco trabalhou com alguns nomes disponíveis no mercado. Os dirigentes se informaram sobre Paulo Autuori, que é o principal sonho, Cristóvão Borges, que é a possibilidade mais viável, e Dorival Júnior. No entanto, o técnico que recentemente deixou o Flamengo não deve retornar a São Januário, já que provavelmente trabalhará no exterior.

Ex-técnico da seleção do Catar, Paulo Autuori é o principal nome a ser buscado pelo diretor executivo René Simões, que é quem está à frente do processo. Mesmo assim, sabe-se que é uma possibilidade complicada, já que o treinador é considerado caro. No entanto, o clube promete investir, já que se trata do número um da lista. Além disso, a forte amizade entre Autuori e o diretor técnico Ricardo Gomes pode ser um ponto a favor.

Em se tratando de amizade com Ricardo Gomes, Cristóvão Borges aparece como a opção mais viável, também do ponto de vista econômico. O treinador que conduziu a equipe ao segundo lugar no Brasileiro e à semifinal da Copa Sul-Americana de 2011, além das quartas de final da Libertadores, está desempregado desde que deixou São Januário, em setembro do ano passado.

O Vasco julga interessante também o nome de Ney Franco. O treinador do São Paulo vive momento de instabilidade no clube paulista. Ele não foi contactado, mas é visto com bons olhos pela cúpula do futebol cruz-maltino.

René promete ‘respostas’ para quinta

Presente à derrota para o Nova Iguaçu em Volta Redonda, René Simões é quem está na linha de frente na busca pelo novo treinador do Vasco, embora Ricardo Gomes tenha voz ativa. Ao menos no discurso, René garante que ainda não havia contactado nenhum substituto.

– Tenho um restaurante, e já me disseram que eu não podia demitir o cozinheiro sem saber quem contratar para a cozinha. Mas, apesar disso, não sondei ninguém. Todas as respostas vamos ter amanhã (quinta-feira) – finalizou René Simões.

 

 

Globoesporte.com

No fim, Ronaldinho Gaúcho impede derrota do Galo para o Atlético-GO

Com cinco bolas na trave e lances polêmicos em faltas dentro da área, o Atlético-MG não conseguiu superar neste domingo o lanterna do Campeonato Brasileiro e apenas empatou com o Atlético-GO, por 2 a 2, no Estádio Independência, cxom direito a gol no último minuto do jogo. A zebra que apareceu em Belo Horizonte na partida da 36ª rodada quase fez com que o Galo perdesse a invencibilidade como mandante na competição após 15 partidas e 15 meses sem ser derrotado em casa. O Dragão chegou a fazer 2 a 0 com Rayllan e Patrick, mas permitiu a igualdade através de Réver e Ronaldinho Gaúcho.

Além disso, o time alvinegro fica na espera de manter o sonho de terminar a competição com o vice-campeonato, que dará a vaga na fase de grupos da Taça Libertadores do ano que vem. O Galo chegou aos 66 pontos, na terceira colocação, e pode ver essa diferença chegar a três pontos, se o Grêmio derrotar a Portuguesa, ainda neste domingo.

O Dragão, já rebaixado, chegou aos 27 pontos e conseguiu complicar a vida do Atlético-MG, assim como fez com o Santos de Neymar na rodada anterior, quando venceu por 2 a 1. Sem pretensão alguma, o time vai conseguindo terminar de forma honrosa a participação na Série A.

Na próxima rodada, o Galo vai ao Rio de Janeiro, onde enfrentará o Botafogo, no Engenhão, domingo, às 17h (de Brasília). O Atlético-GO vai pegar o Palmeiras, no mesmo dia, no mesmo horário, no Pacaembu.

Antes da partida, Ronaldinho Gaúcho foi premiado com o troféu em homenagem ao título de ‘Melhor Jogador da Década”, vencido pelo craque em 2009, honraria dada pela revista britânica “World Soccer”.

Dragão surpreendente

O lanterna da competição entrou em campo disposto a acabar com a euforia atleticana. Logo nos primeiros minutos, após cruzamento da direita, Victor espalmou para dentro da área, e Rayllan chutou forte para abrir o placar.

Até então, a torcida do Galo apoiava, mas o time parecia pensar que ganharia a partida quando quisesse. E a situação piorou quando o Dragão ampliou. Aos 16 minutos, Ernandes ganhou de Guilherme na corrida e cruzou para Patrick apenas empurrar para o gol. A torcida alvinegra não poupou Guilherme.

Ronaldinho gaucho atlético-mg eatlético-go (Foto: Paulo Fonseca / Agência Estado)Ronaldinho Gaúcho mais uma vez é decisivo para o Atlético-MG (Foto: Paulo Fonseca / Agência Estado)

Mas bastaram três minutos para o Galo diminuir com o capitão Réver. O zagueiro dominou dentro da pequena área chute de Bernard e só teve o trabalho de escolher o canto e tocar para o gol. Comemoração discreta em campo e ânimo renovado nas arquibancadas.

Mesmo com o gol que recolocou os donos da casa de volta ao jogo, o time se perdia nos próprios erros. Guilherme, tal como em boa parte de sua trajetória no Atlético-MG desde que chegou, estava apagado. O atacante Jô, na sua principal jogada, cabeceou no travessão, sem goleiro, uma chance cristalina, para desespero da torcida presente em ótimo número. Apesar da pressão territorial, das inúmeras finalizações e da supremacia na posse de bola, o Galo saiu em desvantagem no placar diante de um Dragão já rebaixado, porém sem responsabilidade.

Trave rouba pontos do Galo

O técnico Cuca, assim como toda a torcida no estádio, perdeu a paciência com Guilherme e colocou Neto Berola em seu lugar. No anúncio da substituição pelo alto-falante, os atleticanos comemoraram como um gol.

Com a bola rolando, Bernard chegou a mandar um chute na trave logo de cara. Em seguida, Réver cabeceou escanteio para fora. Assim, os visitantes se seguravam e até assustavam, com Reis, que havia entrado no lugar de Diogo Campos. Ele chutou à queima-roupa em cima de Victor.

Conforme passavam os minutos, o desespero dos mineiros aumentava. A cada passe errado, a torcida ia à loucura. E o time sentia bastante. A desorganização em campo era visível. Pelo futebol, parecia que o Galo era o último colocado.

Em falta, Ronaldinho mandou a primeira de suas três bolas na trave. Essa, depois de parar caprichosamente no travessão, ainda quicou em cima da linha. Logo depois, o camisa 49 mandou outra, só que no pé da trave, para levar os torcedores do Galo à loucura. Parecia de propósito, mas em outra oportunidade ele voltou a carimbar o travessão, desta vez com a ajuda de Márcio, que chegou a tocar na bola.

Mas o craque alvinegro retribuiu o pedido de “fica Ronaldinho” gritado pelos torcedores no início da partida. Aos 45 minutos, o meia pegou rebote na área e chutou no canto de Márcio para explodir o Independência e evitar a perda da invencibilidade do time como mandante na competição. Se não foi bom, o empate pelo menos serviu de consolo para o Alvinegro, que ainda briga pelo vice-campeonato.

Globoesporte.com

Náutico para Ronaldinho Gaúcho e Galo nos Aflitos e vence por 1 a 0

O Náutico conseguiu anular os principais pontos do candidato ao título Atlético-MG e arrancou uma importante vitória por 1 a 0, na tarde deste domingo, no estádio dos Aflitos, no Recife. O time da casa superou o Galo, que jogava para retornar à liderança do Brasileirão, graças à derrota do Fluminense para o Atlético-GO por 2 a 1, na noite de sábado, em Volta Redonda. E o gol foi em uma jogada feita no estilo do principal jogador atleticano, Ronaldinho Gaúcho: em cobrança de falta, Souza bateu quase rasteiro, no meio da barreira alvinegra, que pulou. O goleiro Victor ainda defendeu um pênalti cobrado por Araújo na etapa final, evitando um resultado mais elástico.

Com o resultado, a equipe pernambucana voltou a vencer após dois jogos e ficou ainda mais longe do Z-4, com 31 pontos, enquanto o time mineiro – que vinha de duas boas vitórias – fincou o pé na segunda colocação, com 51 e um jogo a menos – contra o Flamengo, marcado para o próximo dia 26, no Engenhão.

As duas equipes voltam a jogar no fim de semana que vem. No sábado, o Náutico encara o líder Fluminense no Rio, e o Atlético-MG recebe o Grêmio no domingo.

Náutico x Atlético-MG (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)Jogadores do Náutico comemoram com Souza o gol da vitória sobre o Atlético-MG
(Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

O jogo começou com susto provocado pelos donos da casa logo aos 15 segundos: Rogério fez o cruzamento, a bola passou por Araújo e encostou em Rhayner, que chegou assustado, mas a mandou próxima ao travessão de Victor. Delírio dos alvirrubros nos Aflitos. O Atlético-MG tentou dar o troco em seguida com uma jogada rápida pela esquerda, em tabelinha de Bernard e Ronaldinho Gaúcho, que até pouco antes da partida eram dúvidas por conta de problemas musculares.

Douglas teve mais duas boas chances na sequência, ambas pelo lado esquerdo. Primeiro, após belo drible na entrada da área. No rebote, chutou cruzado, e a bola passou ente à trave esquerda do goleiro atleticano. Mais empolgação dos torcedores do Timbu.

O Náutico, que chegava com mais facilidade à área atleticana, teve outra oportunidade perigosa aos 16 minutos, com Souza, que apareceu livre na esquerda e, na entrada da área, chutou em cima de Victor. O Galo ficava sempre do seu lado do campo, esperando o Timbu perder a posse da bola para, então, partir para o contra-ataque.

Praticamente restrito à defesa, o Galo pouco criava e, quando tentava, errava no último toque. O Timbu sempre que chegava ao campo atleticano rendia o balanço de desaprovação da cabeça do técnico Cuca.

Aos 41 minutos, um lance curioso. Josa, que em uma jogada havia recebido uma cabeçada, ficou caído na grande área. O Galo partiu para o contra-ataque, alheio ao adversário. Quando recuperou a posse, o Náutico também preferiu tentar partir para cima e abrir o marcador com Souza, ao invés de mandar a bola para fora. Apenas quando ela saiu pela intermediária de Victor é que o jogador do Timbu foi atendido. E assim terminou a etapa inicial nos Aflitos, sem a bola ter encontrado o fundo de nenhuma das redes.

Cobrança à la Ronaldinho Gaúcho

A exemplo da etapa inicial, o Náutico partiu para cima no segundo tempo. Antes de o relógio completar o terceiro minuto de jogo, Elicarlos driblou os marcadores e, assim que entrava na área de Victor, Junior Cesar o interrompeu. Por pouco não foi pênalti. O lateral-esquerdo foi amarelado.

Na cobrança de falta, Souza na bola. A barreira estava posta, assim como Victor. Cobrança autorizada, e o jogador do Náutico, com categoria, chutou quase rasteiro, ao melhor estilo de R49, e achou um espaço entre os atleticanos, mandando a bola para o fundo das redes. Alegria e delírio alvirrubro nos Aflitos.

O gol foi a senha para Cuca mandar imediatamente os reservas atleticanos para o aquecimento. Poucos minutos depois, Escudero entrou no lugar de Danilinho. Ainda sem conseguir chegar ao gol de Gideão, o atleticano fez outra mexida, em uma tentativa de dar mais velocidade ao ataque. Saiu Leonardo, que pouco fez, para a entrada de Neto Berola.

Mas a noite, definitivamente, não era do Galo. Em uma boa jogada de contra-ataque, Rogério deu ótimo lançamento para Araújo que, sozinho, fez a finta em Victor. O atleticano deixou o braço, e o atacante caiu na área. O árbitro apitou pênalti. O camisa 83 poderia ter sido expulso, mas foi apenas advertido com o amarelo. Aos 23, o próprio Araújo foi para a cobrança e bateu no lado esquerdo, mas Victor defendeu. Pela primeira vez na partida, a animada torcida atleticana nos Aflitos vibrou.

O Náutico não se deu por satisfeito com o resultado. Continuou chegando com força, ciente de que, se ficasse só na retranca, a pressão atleticana poderia ser maior. Já aos 40 minutos, Rogério perdeu uma chance para matar o jogo. Após excelente enfiada, ele correu, teve a chance de driblar Victor, mas chutou em cima do goleiro. Vitória merecida em casa para o Timbu, e melhor ainda para os 15.013 torcedores nos Aflitos. Aos 47, o Náutico perdeu Josa, que levou um vermelho direto depois de chutar o rosto de Marcos Rocha, mas já não dava mais tempo para o Atlético-MG se aproveitar de estar com um a mais.

Náutico x Atlético-MG (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)Ronaldinho para na marcação do Timbu nos Aflitos (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)
Globoesporte.com

Com dois meses de Galo, Gaúcho avalia: ‘Me sinto melhor a cada jogo’

Ele já fez 13 jogos pelo Galo e marcou três gols. Entrou em um time vice-líder do Brasileirão, na quarta rodada, no jogo contra o Palmeiras, chegou a ficar em terceiro lugar, voltou ao segundo e, desde então, está no topo. Literalmente.

Ronaldinho Gaúcho, junto com os demais companheiros de Atlético-MG, ocupa o primeiro lugar do Brasileiro desde a sétima rodada. Após pouco mais de dois meses com a camisa preta e branca, admite que a cada partida se sente mais à vontade.

– Venho me sentindo melhor a cada jogo, mais à vontade, conhecendo os companheiros. Em dois meses tive uma melhora muito grande, as vitórias vieram.

E, de fato, a performance de Ronaldinho Gaúcho deu um salto de qualidade nas últimas rodadas. Exceção feita à ultima rodada, quando o time como um todo não jogou bem diante o então lanterna, Atlético-GO, no empate em 1 a 1.

Antes, porém, nas vitórias sobre Coritiba e Vasco, teve as melhores atuações com pelo time.

Futurologia

Experiente, Ronaldinho prevê que será difícil manter a mesma batida no segundo turno do Brasileirão. Agora, faltam duas partidas para o fim da primeira metade do torneio, com jogos contra Botafogo e Cruzeiro. O meia afirma que o time precisa somar os seis pontos nesses compromissos e tentar manter o ritmo para, quem sabe, não sofrer tanto em possíveis “derrapadas”.

– Continuamos com o mesmo pensamento, na importância de acumular o máximo possível (de pontos). É tentar os seis pontos (nos próximos dois jogos), batalhar, e brigar. A gente espera conquistar e acabar o primeiro turno com o máximo de pontos possíveis. Aí podemos chegar no segundo turno e poder dar uma escorregada.

Globoesporte.com