Arquivo da tag: gastaram

Dez prefeituras da PB gastaram R$ 24 mi com combustíveis em 2017

Credito: Beto Magalhaes/EM/D.A Press. Brasil.

Um levantamento disponibilizado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) mostrou que as dez cidades que mais gastaram com combustível em 2017, somaram R$ 24,19 milhões em despesas com o produto. Os valores pagos por todas as 223 prefeituras podem ser conferidos no link https://sagres.tce.pb.gov.br/sagres-paineis/apps/sagres-combustiveis/

De acordo com o ranking, João Pessoa aparece liderando a lista das cidades com R$ 6,80 milhões, seguida de Campina Grande (R$ 3,97 milhões), São Bento (R$ 2,26 milhões), Cruz do Espírito Santo (R$ 1,75 milhão) e Sousa (R$ 1,70 milhão). Ainda aparecem Patos (R$ 1,65 milhão), Ingá (R$ 1,61 milhão), São João do Rio do Peixe (R$ 1,52 milhão), Pedras de Fogo (R$ 1,48 milhão) e Princesa Isabel (R$ 1,45 milhão).

O valor pago pelas prefeituras daria para abastecer, por exemplo, 120,9 mil tanques com capacidade de 50 litros, levando em consideração o litro da gasolina sendo vendido a R$ 4.

Já as dez cidades que apareceram com os menores gastos de combustíveis em 2017, foram: Igaracy (R$ 196,71 mil), Lagoa (R$ 229,5 mil), Carrapateira (R$ 236,95 mil), Serraria (R$ 257,39 mil), São Sebastião de Lagoa de Roça (R$ 270,32 mil), Santana de Mangueira (R$ 270,72 mil), Cajazeirinhas (R$ 274,73 mil), Pirpirituba (R$ 278,78 mil), Mato Grosso (R$ 290,96 mil) e Diamante (R$ 291,05 mil).

Portal Correio

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

Deputados paraibanos já gastaram mais de R$ 4,7 mi da cota parlamentar

bancadaOs deputados federais da Paraíba já gastaram R$ 4.784.142,15 da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap) este ano. O levantamento foi feito no último dia 23, com base nos dados disponibilizados pelo Portal da Transparência da Câmara dos Deputados. Rômulo Gouveia (PSD), Aguinaldo Ribeiro (PP) e Benjamin Maranhão (SD) são os parlamentares mais gastadores da bancada.

A Cota Parlamentar é uma cota única mensal destinada a custear os gastos dos deputados vinculados ao exercício da atividade parlamentar. Entre as despesas que podem ser indenizadas com a Ceap estão passagens aéreas; telefonia; despesas com locomoção, contemplando locação ou fretamento de aeronaves, veículos automotores e embarcações, contratação de consultorias e trabalhos técnicos e divulgação da atividade parlamentar.

Os valores destinados a cada deputado variam de acordo com o estado. No caso da Paraíba, os deputados podem gastar até R$ 42.032,56 mensais. Por ano, o valor chega a R$ 504.390,72. Somando os 12 deputados, o limite de gastos anual da cota parlamentar é de R$ 6.052.688,64.

De acordo com o levantamento feito na última sexta-feira (PSD), o presidente do PSD da Paraíba, Rômulo Gouveia, já gastou R$ 517.266,78, seguido pelo líder do PP na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (R$ 489.093,06) e o líder da bancada paraibana em Brasília Benjamin Maranhão (R$ 489.093,06).

Entre os titulares de mandato, o deputado mais econômico até agora é Pedro Cunha Lima (PSDB), com gastos de R$ 211.880,09. Entretanto, o tucano se licenciou do mandato de dezembro de 2015 a março deste ano. Seu suplente, Marcondes Gadelha (PSC), gastou nos três primeiros meses do ano o total de R$ 98.781,21. Somando o mandato dos dois, foram R$ 310.661,30. Já o petista Luiz Couto, efetivo no mandato durante todo o ano, gastou R$ 288.945,00 da cota parlamentar.

O deputado Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) também se licenciou e foi substituído por quatro meses – de agosto a dezembro – pelo suplente André Amaral (PMDB). Juntos, os dois deputados gastaram R$ 489.835,96, superando o segundo lugar no ranking, Aguinaldo Ribeiro.

Confira quanto cada deputado paraibano já gastou em 2016

  1. RÔMULO GOUVEIA – R$ 517.266,78
  2. AGUINALDO RIBEIRO – R$ 489.093,06
  3. BENJAMIN MARANHÃO – R$ 457.485,40
  4. WELLINGTON ROBERTO – R$ 448.300,81
  5. MANOEL JUNIOR – R$ 444.325,88
  6. EFRAIM FILHO – R$ 436.569,08
  7. HUGO MOTTA – R$ 398.234,48
  8. WILSON FILHO – R$ 391.603,26
  9. DAMIÃO FELICIANO – R$ 363.107,29
  10. VENEZIANO VITAL DO RÊGO – R$ 337.331,02
  11. LUIZ COUTO – R$ 288.945,00
  12. PEDRO CUNHA LIMA – R$ 211.880,09
  13. ANDRÉ AMARAL (SUPLENTE) – R$ 152.504,94
  14. MARCONDES GADELHA (SUPLENTE) – R$ 98.781,21

blogdogordinho

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

 

 

Conta telefônica gigante: deputados da PB já gastaram R$ 35,8 mil em dois meses de trabalho

telefoneUma conta telefônica gigante. É assim que se pode definir os gastos dos deputados federais paraibanos com telefonia ao analisar o resultado final desses custos. Em dois meses de trabalho – fevereiro e março – os doze parlamentares que representam a Paraíba na Câmara Federal já consumiram R$ 35.880 mil em ligações, de acordo com dados da transparência da própria Casa Legislativa.

A média mensal de gastos, por deputado, é de R$ 1.495 mil, quase o dobro do salário mínimo de um trabalhador brasileiro “comum”. A conta, claro, quem paga é o contribuinte já que os valores utilizados pelos legisladores são reembolsados por meio da verba indenizatória, o famoso cotão.

E quem lidera a lista dos que mais utilizaram o telefone nesses dois meses dessa nova legislatura é o peemedebista Manoel Júnior. As contas do parlamentar somente com o item telefonia já somam R$ 6.235,42. Ele aparece seguido por Luiz Couto (PT), que já pagou, com o dinheiro do cotão, R$ 4.279,69.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Daí por diante a lista dos gastos com telefonia segue assim: Wellington Roberto (R$ 3.868,82), Wilson Filho (R$ 3.722,9) e Damião Feliciano (R$ 3.257,84). Em seguida aparecem: Efraim Filho (R$ 2.995,91), Hugo Motta (R$ 2.527,37), Benjamim Maranhão (R$ 2.324,77), Rômulo Gouveia (R$ 2.263,03), Aguinaldo Ribeiro (R$ 2.113,06), Pedro Cunha Lima (R$ 1.303,31) e Veneziano Vital do Rêgo (R$ 988,66).

 

Por: Nice Almeida

blogdogordinho

Sete deputados que disputam reeleição já gastaram mais de R$ 3 milhões

dinheiroA quantidade de gastos já declarados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por sete deputados federais que disputarão reeleição aos cargos proporcionais na Paraíba já superam R$ 3 milhões de despesas segundo revela oo ultimo balancete entregue à justiça eleitoral.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Dos candidatos à Câmara Federal o levantamento mostra Wellington Roberto liderando o ranking de arrecadação dos com mandato, (R$ 914 mil), seguido de Manoel Júnior (R$ 576 mi) e Aguinaldo Ribeiro (R$ 450 mil). O 4º lugar é de Efraim Filho (R$ 378 mil), seguido de Benjamin Maranhão (R$ 268 mil), Hugo Motta (R$ 264 mil) e Damião Feliciano (R$ 244 mil). Só esses sete parlamentares conseguiram R$ 3,094 milhões para suas campanhas.

pbagora

Candidatos ao governo da PB já gastaram quase R$ 6 milhões a mais que arrecadaram

tseConforme dados do site do TSE (Tribunal Superior eleitoral), os candidatos ao governo da Paraíba já gastaram R$ 9.607.798,87 no primeiro mês de campanha.

Liderando os gastos está o senador, Cássio Cunha Lima (PSDB), com despesas de R$ 4.788.926,95, seguido pelo candidato a reeleição, Ricardo Coutinho (PSB), que declarou R$ 3.742.672,80.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Em terceiro lugar nas despesas está o senador, Vital do Rêgo (PMDB), com R$ 1.070.332,32, seguido por Tárcio Teixeira (PSOL), R$ 5.608,40 e Antônio Radical (PSTU), com apenas R$ 258,40.

O candidato, Major Fábio (PROS), não teve sua primeira prestação de contas divulgada.

Doações

Quando o assunto são as receitas geradas por doações recebidas pelos candidatos, o líder nas pesquisas, Cássio Cunha Lima, também segue na dianteira, com R$ 2.832.000,00 de recursos, onda a maioria veio do próprio PSDB.

Em segundo lugar está Ricardo, com R$ 846.000,00, seguido por Vitalzinho, com  R$ 30.000,00.

O candidato do PSOL arrecadou R$ 6.300,00, enquanto que Radical recebeu um único depósito em cheque de R$ 1.500,00.

Ao todo, o saldo negativo é de R$ 5.891.998,87.

 

clickpb

Candidatos a prefeito de Arara, Bananeiras, Casserengue e Solânea já gastaram R$ 170,8 mil na campanha

 

Seis candidatos a prefeito e uma conta de R$ 170.867,65 mil. Essa é a soma do que já foi gasto pelos concorrentes dos municípios de Arara, Bananeiras, Casserengue e Solânea nas eleições deste ano. Até agora, de acordo com a segunda parcial de prestação de contas divulgada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a campanha mais cara está em Solânea onde as despesas já somam R$ 85.443 mil.

No município solanense há dois candidatos a prefeito: Edvanildo de Medeiros Santos Júnior (PMDB) e Sebastião Alberto Cândido da Cruz (Beto do Brasil – PPS). Edvanildo Júnior registrou uma despesa de R$ 49.928 mil. O peemedebista arrecadou, com doações de campanha, R$ 15.916 mil. Beto do Brasil gastou R$ 35.515 mil e arrecadou R$ 23.380 mil.

O segundo município onde foram registrados os maiores gastos é Bananeiras que também tem dois candidatos a prefeito com gastos de R$ 49.342,90 mil. Lá as despesas dos concorrentes estão quase empatadas. Douglas Lucena já gastou R$ 25.402,90 mil e arrecadou R$ 34.430 mil. Edgard Santa Cruz gastou R$ 23.940 mil e arrecadou R$ 20.714 mil.

Em Casserengue já foram gastos R$ 18.340 mil. A cidade tem como candidatos a prefeito os irmãos Luís Carlos Francisco dos Santos e Orlando Francisco dos Santos. Este último teve, até o momento, gastos no valor de R$ 12.150 mil e uma arrecadação de R$ 6,5 mil. Carlinhos gastou R$ 6.190 mil e arrecadou R$ 6.990 mil.

Entre os quatro municípios o que menos teve gastos de campanha foi Arara onde os dois postulantes já desembolsaram R$ 17.741,75 mil. Eraldo Fernandes de Azevedo gastou R$ 10.080 mil e arrecadou R$ 10.100 mil. Já José Ailton Pereira da Silva teve gastos de R$ 7.661,75 mil e arrecadou R$ 9.591,75 mil.

Redação/Focando a Notícia