Arquivo da tag: garrafa

Homem tenta matar outro com golpes de garrafa de vidro e é preso por policiais do 4º BPM

Policiais do 4º BPM (Batalhão de Polícia Militar) prenderam, na noite dessa quinta-feira (15), um homem suspeito de tentar matar outro com golpes de uma garrafa de vidro no pátio da feira livre da cidade de Pilões. Os policiais faziam rondas nas proximidades quando se depararam com a vítima, de 26 anos de idade, caída e ferida com cortes nos braços, costas e rosto. Segundo ele, as lesões teriam sido provocadas por um homem após um desentendimento entre os dois, causada por um motivo fútil: a discussão sobre a quantidade de marchas de uma moto.

Ainda de acordo com a vítima, após uma luta corporal os dois, o outro se armou com um gargalo de garrafa de vidro e correu atrás dela, que caiu e foi golpeada várias vezes. Os policiais acionaram a ambulância e ele foi socorrido para o Hospital Regional de Guarabira, mas sem risco de morte. Após diligências feitas pelos policiais, o suspeito foi preso e encaminhado para a delegacia para autuação em flagrante pela tentativa de homicídio.

 

Assessoria 4º BPM

 

 

Preso homem acusado de atinge encanador com golpes de gargalo de garrafa em Solânea

plantão policialA polícia militar prendeu o acusado de esfaquear o encanador Hoziel Ferreira dos Santos, de 26 anos no dia 24 de março, na comunidade da Bela Vista, em Solânea, no Brejo paraibano. Helio Paulino da Silva, 39 anos, foi encontrado na tarde dessa quarta-feira (25), em sua residencia na rua Josefa Crispim, centro da cidade, e foi encaminhado a delegacia de Policia Civil.

Conforme o acusado, ele foi agredido primeiro com um tamborete, por Hoziel Ferreira dos Santos. Ao ser atingindo, Helio Paulino da Silva, reagiu e acabou atingindo a vítima com um gargalo de garrafa pelo corpo. O encanador então correu para o hospital foi socorrido e passa bem. O motivo que teria levado vítima e acusado a iniciar a briga foi revelado pelo acusado e teria sido por causa de bebida.

O caso foi entregue por policiais da 2ª Cia da cidade de Solânea, ao delegado de policia Civil para providencias cabíveis.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

Diário do Brejo

Filho agride pai com golpes de garrafa e cadeira em Serra da Raiz

Serra-da-RaizUm homem agrediu o próprio pai na noite do último domingo (15) na cidade de Serra da Raiz, no Brejo paraibano, após um desentendimento entre eles.

Segundo informações da Polícia Militar, o fato aconteceu em um bar de propriedade da vítima que é recém chegado ao município, na Travessa Lourival Freire.

O filho da vítima após discussão pegou uma garrafa e desferiu vários golpes no mesmo e em seguida o atacou com uma cadeira. Após o ato delituoso, o acusado fugiu para zona rural do município onde foi pego pela Polícia.

A vítima teve cortes no pescoço e foi levado ao hospital.

ACOMPANHE O FOCANDO A NOTÍCIA NAS REDES SOCIAIS:

FACEBOOK                TWITTER                    INSTAGRAM

O acusado foi encaminhado à DP de Guarabira para os procedimentos de praxe.

 

 

nordeste1

Beber água de garrafa PET que esquentou o dia todo é perigoso para a saúde

aguaEstá morrendo de sede, e só sobrou aquela água morna da garrafinha que ficou debaixo do sol por horas?

Nem pense em beber.

Garrafas de água são feitas de plástico. Mais especificamente, um tipo de plástico chamado politereftalato de etileno, o PET.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Quando aquecido, esse material solta dois compostos químicos: o antimônio e o bisfenol A.

O primeiro é reconhecido como cancerígeno pela Organização Mundial da Saúde. O segundo está relacionado à desregulação hormonal e a sérios problemas de desenvolvimento infantil.

Pesquisadores da University of Florida testaram dezesseis marcas de água engarrafada mantidas a 70ºC por quatro semanas.

Eles verificaram aumentos significativos nos níveis de antimônio e BPA que se transferiram do plástico para a água.

“É preciso também prestar atenção em outras bebidas embaladas com PET, como o leite e o suco”, disse a pesquisadora-chefe Lena Ma, professora de ciências da água da universidade, em comunicado escrito.

Pelo mesmo motivo, também não é recomendável aquecer alimentos no microondas em potes de plástico.

 

brasilpost

Coca-Cola é condenada em R$ 15 mil por corpo estranho em garrafa

cocaDe acordo com o consumidor, em 25 de março de 2009, ele foi almoçar em um restaurante e, após ter ingerido cerca de 200 ml do produto, percebeu um objeto misturado ao líquido dentro da garrafa. A situação teria causado grande constrangimento por causa da reação das pessoas. Além disso, o homem alegou que a ingestão do objeto poderia ter causado prejuízos à sua saúde.

Em defesa, a empresa alegou que é impossível a contaminação de produtos dentro da linha de produção, já que o processo de engarrafamento é totalmente automatizado, obedecendo a padrões de segurança e de qualidade.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

Na sentença, o juiz da 20ª Vara Cível de Belo Horizonte, Renato Luiz Faraco, afirmou que o Código de Defesa do Consumidor determina que os produtos e os serviços colocados no mercado de consumo não podem oferecer riscos à saúde ou à segurança dos consumidores e que são os fornecedores do produto os responsáveis por possíveis problemas. Para o magistrado, o corpo estranho encontrado na garrafa de refrigerante expôs o consumidor a risco eminente e concreto de lesão à saúde. Cabe recurso da decisão.

Em nota, a Coca-Cola Femsa informou que “a Spal decidiu recorrer para, dentre outras questões, buscar a possibilidade de realização de prova técnica em suas linhas de produção, com o intuito de comprovar a impossibilidade de que o corpo estranho tenha sido inserido na embalagem durante seu processo produtivo, prova esta que lhe foi negada. Além disso, a empresa não teve acesso ao produto, que já estava aberto no momento da reclamação, impossibilitando, assim, uma análise técnica da embalagem”.

“A unidade de Belo Horizonte (MG), local onde foi fabricado o produto em questão, possui equipamentos de inspeção de alta precisão, assim como todas as fábricas da Indústria Brasileira de Bebidas S/A. Esse sistema de controle de qualidade passa por vários testes de eficiência ao dia, o que impossibilita que uma embalagem saia da fábrica com qualquer corpo estranho, como o apresentado pelo cliente de Minas Gerais”, completou a empresa.

 

Fonte: Terra

 

Casal é estuprado e homem tem garrafa de soro introduzida no ânus em CG

Policial .Um casal foi estuprado no final da noite dessa quinta-feira (23) no bairro Alto Branco, área nobre da cidade de Campina Grande, no Agreste paraibano. O homem de 57 anos teve uma garrafa de soro fisiológico introduzida no ânus.

A diarista relatou à equipe da TV Correio/Record HD que estava deixando o trabalho, na companhia do esposo, quando o casal foi surpreendido por três homens. Os suspeitos, que estavam com os rostos encapuzados e um deles armado, levaram o casal para um terreno baldio e praticaram o crime. De acordo com uma das vítimas, o trio apresentava estar sob o efeito de drogas.

A mulher comentou que o estupro durou cerca de uma hora e meia. Durante a execução do crime, os homens introduziram uma garrafa de soro fisiológico no ânus do marido. Após ser liberado, o casal foi para casa no bairro José Pinheiro, onde ela ainda tentou retirar o objeto, mas sem sucesso.

O homem foi levado – pela esposa – para o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande onde foi submetido a um procedimento cirúrgico para a retirada do plástico. Ele passa bem. Os bandidos ainda não foram identificados.

Portal Correio 

Árbitro relata garrafa na súmula, e Corinthians pode perder até dez mandos

torcida-corinthiansParece que alguns torcedores do Corinthians ainda não se cansaram de prejudicar o time nesta temporada. Após os incidentes em Oruro, na Bolívia, em Brasília e em Lucas do Rio Verde (MT), a equipe deverá perder mais mandos de campo por conta do jogo contra a Portuguesa, em Campo Grande.

 

Aos oito minutos do segundo tempo, um torcedor jogou uma garrafa d’água na cabeça do bandeirinha Bruno Salgado Rizo, fato que foi relatado na súmula da partida pelo árbitro Raphael Claus. O objeto veio do setor alvinegro do estádio Morenão, palco da goleada da Lusa, por 4 a 0, neste domingo.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Foi atirada uma garrafa plástica de água contendo líquido em seu interior, atingindo a cabeça do árbitro assistente nº 2. A mesma foi atirada do local onde se encontrava a torcida do S.C. Corinthians Paulista. Informo que o Assistente não necessitou de atendimento médico”, escreveu Claus.

De acordo com o artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), a pena por “deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo” varia de R$ 100 a R$ 100 mil, além da perda de um a dez jogos de mando.

 

Com isto, é provável que o Timão continue se aventurando pelo interior paulista nesta reta final de Campeonato Brasileiro. O time do Parque São Jorge mandará os seus dois próximos compromissos no Estádio Romildão, em Mogi Mirim (SP) – contra Bahia e Atlético-PR.

A equipe também foi punida na Copa do Brasil, por conta dos torcedores que usaram sinalizadores no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde, no jogo de ida contra o Luverdense. A perda de dois mandos poderá fazer com que o Corinthians jogue uma eventual final longe de São Paulo.

Veja fotos da campanha do Corinthians no Brasileirão: 

Corinthians levou uma goleada da Portuguesa de 4 a 0 na 24ª rodada do Brasileirão. Foto: Moisés Palácios/Futura Press

Uol.com

De olho em iniciativas sustentáveis, jovens da Rocinha montam fábrica de vassouras de garrafa PET

 
garrafaRio de Janeiro –  Criar empregos na própria comunidade reaproveitando o que moradores ainda chamam de lixo é o que quer um grupo de jovens da Rocinha que resolveu montar o Estação Rociclagem. Em maio, eles pretendem abrir a primeira fábrica de vassouras de garrafas PET da capital fluminense e acabar com o descarte desse tipo de produto na natureza, pelo menos dentro da comunidade.

Para impulsionar a ideia e aprender a estimular a participação de moradores e comerciantes, o grupo participou no sábado (23) do 3º Encontro Troca de Saberes. Pela primeira vez na Rocinha, a atividade envolveu organizadores de projetos de desenvolvimento sustentável de 12 favelas cariocas, como ecomuseus, hortas comunitárias e reflorestamento.

CURTA o FOCANDO A NOTÍCIA no Facebook

“Queremos encurtar os caminhos para esses projetos, articulando as secretarias e aproveitando os saberes locais, além de ofertar apoio de instituições  parceiras”, explicou a coordenadora do evento Simone Pitta, da Secretaria Estadual de Assistência Social e Direitos Humanos.

“A gente vê quem pode ofertar capacitação, maquinários para reciclagem, muda para parques ecológicos, contatos das secretarias, enfim, tentamos facilitar”, completou.

O objetivo, segundo Simone, é também atacar problemas graves nas favelas, como o acúmulo de lixo, que se reflete em outras dificuldades, como a proliferação de doenças e o entupimento de valas.

“A pior coisa do lixo aqui são as garrafas PET. Entopem os rios e as valas. A gente quer tirar essas garrafas e reutilizá-las”, explica a jovem Michele Estevão, 27 anos, do Estação Rociclagem que ainda está atrás de ajuda para comprar o que falta do maquinário.

Depois, a meta é gerar empregos e transformar o que iria para o lixo em objetos úteis na própria Rocinha. “Queremos chegar aos catadores de material reciclável daqui e oferecer um emprego, uma condição de trabalho melhor”, acrescentou.

O Estação Rociclagem, de Michele e mais quatro amigos, também recebeu financiamento e cursos de capacitação por meio do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-RJ) e da Agência de Redes para a Juventude, organização não governamental que deu aos jovens R$ 10 mil, como incentivo inicial.

O Encontro Troca de Saberes é um desdobramento de ações promovidas pela Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, para implementação de iniciativas comunitárias de sustentabilidade.

 

 

Isabela Vieira, da Agência Brasil