Arquivo da tag: Gabigol

Com recital de Arrascaeta e Gabigol, Flamengo atropela Goiás no Maraca

Massacre, atuação de gala, recital… faltam (e sobram), adjetivos para atuação do Flamengo na manhã deste domingo. Diante de 65 mil torcedores no Maracanã, com um show de Gabigol e Arrascaeta, o Rubro-negro não tomou conhecimento do Goiás e venceu por 6 a 1, em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o Flamengo alcança os 20 pontos, consolida-se no G4 e não pode ser mais alcançado na terceira colocação até o fim da rodada. O Rubro-negro volta a campo contra o Corinthians no próximo domingo, às 21h, na Arena Corinthians. O Esmeraldino, por sua vez, fica no meio da tabela, com 15 pontos, e na próxima rodada, enfrenta o Avaí fora de casa. As equipes se enfrentam às 19h, também no domingo.

RAFINHA CHEGOU!
Estreando pelo Flamengo, Rafinha mostrou logo suas credenciais. Na primeira vez em que pegou na bola, o lateral deu dois lençóis seguidos em jogadores do Goiás, seguiu o lance controlando a bola com a cabeça, no melhor estilo “foquinha”, e levantou a multidão no Maracanã.

FESTA RUBRO-NEGRA
Atuando com Arão entre os zagueiros, e exercendo uma pressão alucinante no campo do Goiás, o Fla não demorou a marcar. Aos cinco minutos, Everton Ribeiro buscou a tabela com Gabigol, passou para receber, mas Arrascaeta se adiantou ao camisa 7 e, da entrada da área, estufou as redes esmeraldinas.

AH, RODRIGO CAIO…
Time jogando bem, placar aberto, estádio em festa…tudo parecia bem para o Rubro-Negro, até o erro de Rodrigo Caio. O zagueiro tentou recuar para Diego Alves da intermediária, mas pegou mal na bola, que ficou à feição para Kayke. O atacante, cria do Ninho, invadiu a área e deixou tudo igual. Sentido o mal momento do Flamengo após o empate, o Goiás subiu a marcação e ainda chegou a colocar uma bola na trave carioca.

SHOW DO URUGUAIO! 
Quando o cenário perfeito para o Fla parecia desmoronar, Arrascaeta entrou em ação. Primeiro, com um passe entre as pernas do adversário, deixou Trauco livre para achar Bruno Henrique, que mesmo caído na pequena área, conseguiu marcar. Depois, o camisa 14 recebeu passe da Gabriel e, de frente para o gol, fuzilou de bico e fez o terceiro. Já aos 49 da etapa inicial, o camisa 14 encerrou seu recital ao receber na esquerda, tentar o cruzamento de canhota, e por acaso, acertar o ângulo de Tadeu. Foi o quarto gol do avassalador rubro-negro no Maracanã.

É ARTILHEIRO!
A dupla Arrascaeta-Gabigol estava determinada a fazer a melhor partida com a camisa do Flamengo. Aos 10 da etapa final, o meia cruzou para o atacante, que de cabeça, marcou o quinto Fla. Aos 35, recebendo de Everton Ribeiro na grande área, o uruguaio só rolou para o lado para Gabriel, que fez o sexto e deu números finais ao espetáculo rubro-negro no Rio de Janeiro. O jogador é o artilheiro do Brasileirão, com sete gols.

Abatido com a goleada, o Goiás desmoronou em campo, e graças ao goleiro Tadeu, livrou-se de sofrer um placar histórico no maior palco do futebol brasileiro.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 6 X 1 GOIÁS

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 14 de julho de 2019, às 11h
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN) – Nota L!: 6,5 – Não complicou um jogo fácil
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (Fifa/MG) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)
Árbitro de vídeo: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
Público e renda: 65.154 presentes; R$ 2.218.843,50
Gramado: 
Cartões Amarelos: Arão (FLA); Leandro Barcia, Geovane (GOI)

GOLS: Arrascaeta 05’/1ºT (1-0), Kayke 11’/1ºT (1-1), Bruno Henrique 43’/1ºT (2-1), Arrascaeta 45’/1ºT (3-1), Arrascaeta 49’/1ºT (4-1), Gabriel B. 10’/2ºT (5-1), Gabriel B. 35’/2ºT (6-1)

FLAMENGO
Diego Alves; Rafinha (Rodnei, 13’/2ºT), Léo Duarte, Rodrigo Caio e Trauco; Willian Arão (Cuéllar, 13’/2ºT); Diego, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique (Vitinho, 26’/2ºT) e Gabriel Barbosa. Técnico: Jorge Jesus

GOIÁS
Tadeu; Daniel Guedes, Yago (Paulo Ricardo, 42’/2ºT), Rafael Vaz e Jefferson; Geovane (Léo Sena, 16’/2ºT) Yago Felipe e Giovanni Augusto (Marlone, 16’/2ºT); Michael, Kayke e Leandro Barcia. Técnico:Claudinei Oliveira

 

 

Lance

 

 

Gabigol brilha no Fla-Flu e classifica Flamengo para a final

O Fla-Flu decisivo da noite deste sábado no Maracanã terminou com o placar de 1 a 1, e garantiu o Flamengo na final do Campeonato Carioca de 2019. Com a vantagem do empate, o time rubro-negro foi superior ao Fluminense durante toda a partida, mas saiu atrás no placar com um gol de Gilberto, no primeiro tempo. Gabigol, que entrou na segunda etapa, empatou a partida e deu a classificação ao Flamengo.

O Flamengo conhecerá o adversário da decisão do título neste domingo, quando Vasco e Bangu se enfrentam na outra semifinal do Estadual. As partidas finais serão nos próximos dois domingos, dias 14 e 21 de abril.

O Fluminense, eliminado no Carioca, volta suas atenções para a partida da próxima terça-feira, diante do Luverdense, pela partida de volta da terceira fase da Copa do Brasil. No confronto de ida, empate em 0 a 0 em Mato Grosso.

O Jogo

O Flamengo, mesmo com a vantagem do empate, entrou com uma postura ofensiva e marcando o Flu sob pressão na saída de bola. Ao contrário dos últimos embates entre as duas partidas, foi o Rubro-Negro quem controlou a posse de bola. Os primeiros 45 minutos foram de amplo domínio do Flamengo, mas os comandados de Abel finalizaram pouco.

O Fluminense, por sua vez, não conseguia se encontrar em campo, e não explorava o contra-ataque, apesar do espaço dado pelo Flamengo.

Aos sete minutos de bola rolando, a bola foi ao fundo da rede do Flu, mas o gol foi anulado. Everton Ribeiro cobrou falta da intermediária pela esquerda e acionou Pará do outro lado. O lateral cruzou, Rodolfo afastou de soco e William Arão, da altura da marca do pênalti, cabeceou para o gol. A arbitragem, entretanto, viu falta do zagueiro Léo Duarte sobre o goleiro do Flu.

O Flu finalizou pela primeira vez aos 13, em chute fraco de Everaldo após boa jogada individual.

Com raros momentos de perigo, o jogo só esquentou no final da primeira etapa. Aos 35 minutos, Diego colocou Uribe na cara do goleiro do Flu, mas o árbitro assinalou impedimento mesmo sem o assistente levantar a bandeira.

Aos 43, Diego enfiou para Bruno Henrique, que se livrou do marcador e chutou cruzado. Rodolfo e um zagueiro tentarm cortar mas a bola seguiu viva na pequena área. Uribe se jogou para empurrar para dentro, mas Gilberto cortou quase em cima da linha.

A resposta do Flu foi fatal. Everaldo avançou pela esquerda e enfiou na ponta para Caio Henrique. O lateral improvisado levantou na área e achou Gilberto livre para cabecear no canto de Diego Alves e abrir o placar.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com Gabigol no lugar de Uribe, que deixou o campo mancando para o intervalo. Mais ligado após o papo no vestiário, o Rubro-Negro foi para cima em busca do empate.

Com um minuto de jogo, Diego avançou em velocidade e tocou para Bruno Henrique, que penetrava pelo meio da zaga. O atacante entrou na área pela esquerda e chutou cruzado. Rodolfo defendeu e impediu Gabigol de chegar na bola.

Dois minutos depois, Renê tocou para Everton Ribeiro. O meia fez grande jogada pelo meio, avançou e tocou por cobertura para William Arão. Dentro da área, o volante matou no peito, ajeitou e soltou a bomba, mas isolou a bola e perdeu grande chance.

O Fluminense respondeu aos 5. Bola cruzada da esquerda, a zaga cortou de cabeça mas mandou a bola do outro lado da área. Everaldo acertou chute de primeira e obrigou Diego Alves a grande defesa. No rebote, Yony chuta mal e manda longe do gol.

Pressão do Fla aos 8. Bola cruzada da direita, bate rebate na área, e a bola sobra para Diego. O camisa 10 mira o ângulo mas a bola é desviada para escanteio.

Aos 24, Renê enfia bola longa para a escapada de Gabigol pela esquerda. O atacante entrou na área e, quase sem ângulo, mandou uma pedrada entre o goleiro e a trave e Rodolfo deixou passar: 1 a 1.

O Fluminense tentou ir para frente e Fernando Diniz fez duas alterações, colocando os atacantes Marcos Calazans e João Pedro nos lugares do volante Dodi e do zagueiro Nino. Mas o Flamengo não recuou e continuou em cima em busca da virada.

O clima do jogo esquentou mas não foi crítico como nos últimos dois clássicos entre as duas equipes. O Flamengo controlou bem a partida nos minutos finais, e esteve mais perto do segundo gol do que o Tricolor, que tentava o ataque sempre desorganizado.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1 X 1 FLUMINENSE

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 6 de abril de 2019 (Sábado)

Horário: 19h(de Brasília)

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)

Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Daniel do Espírito Santo Parro (RJ)

Renda: R$ 1.491.472,00

Público: 46.128 (43.035 pagantes)

Cartões amarelos: Gilberto, Nino, Bruno Silva (Flu); Bruno Henrique, William Arão, Gabigol, Vitinho, Everton Ribeiro (Fla)

Gols:

FLAMENGO: Gabigol, aos 24 min do 2º tempo

FLUMINENSE: Gilberto, aos 44 min do 1º tempo

FLAMENGO: Diego Alves, Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Gustavo Cuéllar, William Arão e Diego (Arrascaeta); Éverton Ribeiro, Uribe (Gabigol) e Bruno Henrique (Vitinho)

Técnico: Abel Braga

FLUMINENSE: Rodolfo, Gilberto, Matheus Ferraz, Nino (João Pedro) e Caio Henrique; Bruno Silva, Dodi (Marcos Calazans) e Daniel (Allan); Everaldo, Luciano e Yony González

Técnico: Fernando Diniz

Gazeta Esportiva

 

Em rede social, agente de Gabigol dá o “furo” do acerto com Inter de Milão

gabigolNem Inter de Milão, muito menos Santos. Quem anunciou a venda de Gabigol para o clube italiano foi o empresário dele, Wagner Ribeiro.

No Facebook, o agente publicou fotos do atacante passando por exames e já vestindo a camisa de seu novo time, na noite desta sexta-feira.

Uma das fotos mostra Wagner, Gabigol e dirigentes do clube italiano jantando em Milão. A legenda é “Estamos jantando e vamos definir se ele vai em setembro ou janeiro”.

Dos 27 milhões de euros (R$ 98,81 milhões) que serão pagos pela transferência, o Peixe receberá 18 milhões de euros (cerca de R$ 65 milhões), referentes à cláusula de saída prevista no contrato de Gabriel. O atacante ficará, portanto, com 9 milhões de euros (R$ 32,93 milhões). O fundo de investimentos Doyen Sports tem direito a 20% da parte do Alvinegro, que contesta a venda da porcentagem na Justiça.

Como o próprio Wagner Ribeiro deixou claro em seu Facebook, o que falta ser definido para que Gabriel seja anunciado como jogador do Inter de Milão é a data da transferência dele. O camisa 10 do Santos quer deixar o Brasil apenas no começo do ano que vem, para disputar o Campeonato Brasileiro até o fim. Os italianos batem o pé e querem contar com ele agora.

O Santos receberá o valor da transferência agora e à vista, independentemente de quando Gabriel for para o Inter de Milão. O presidente Modesto Roma Júnior não aceitou receber em parcelas.

globoesporte

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Para encher os olhos: Gabigol tira peso e Brasil goleia em noite perfeita

imagem: Fernando Donasci/Reuters
imagem: Fernando Donasci/Reuters

Demorou 26 minutos, mas a seleção masculina de futebol finalmente acordou na Olimpíada nesta quarta-feira (10), contra a Dinamarca. O gol marcado por Gabriel Barbosa aos 25 minutos tirou uma tonelada das costas do time, da torcida na Fonte Nova e de Rogério Micale, e abriu caminho para uma partida perfeita. O resultado foi uma goleada por 4 a 0 e a classificação para as quartas de final.

Apesar da derrota, a Dinamarca também passou de fase, na segunda posição, com quatro pontos. Já Iraque e África do Sul, que empataram por 1 a 1 na Arena Corinthians, foram eliminados.

Torcida baiana abraça a seleção e empurra Brasil para a vitória

É verdade que houve momentos de silêncio durante o primeiro tempo, quando o Brasil empatava sem gols. Mas, ao contrário de Brasília, o torcedor baiano foi bem mais caloroso. Empurrado pelo serviço de som que pediu apoio ao time desde a entrada na Fonte Nova, o público celebrou muito e até entoou um “o campeão voltou” após os gols brasileiros.

O melhor: Gabigol tira peso da seleção e abre caminho da vitória

Seja nas disputas corpo a corpo, como no primeiro gol, em lances de inteligência, como no segundo gol brasileiro, feito por Gabriel Jesus, ou em oportunismo no quarto, feito por ele próprio, o atacante do Santos mostrou de novo ter poder de decisão. Goleador da era Micale, apareceu em momento chave para tirar o peso das costas da seleção e deixar o caminho aberto para a vitória, concluída por ele mesmo.

O pior: Brock-Madsen, da Dinamarca

Peça nula no ataque dinamarquês, o centroavante do Birmingham-ING deixa a Olimpíada sem nenhum gol marcado. Com mais força física que qualidade, perdeu quase todas as bolas para Marquinhos e Rodrigo Caio. Assim, acabou substituído no intervalo da partida por Skov, herói da vitória sobre a África do Sul.

Mudanças de Micale surtem efeito e trazem alívio ao treinador

O treinador fez mudanças que deram resultado. Gabriel Jesus foi para a ponta esquerda, trocando de posição com Neymar, que passou ao centro da área. O desenho tático também foi modificado, do 4-3-3 para o 4-2-3-1. Fiel às suas convicções, Micale foi premiado com a vitória e a classificação que dão alívio para ele e toda a seleção. O técnico, aliás, comemorou os gols brasileiros de forma efusiva.

Treinador dinamarquês aposta em “caçula” da Olimpíada

Reserva na partida anterior, o garoto Jacob Bruun Larsen – mais jovem atleta do futebol olímpico masculino, com 17 anos – ganhou a oportunidade de ser titular no ataque, na principal surpresa de Niels Frederiksen na escalação dinamarquesa. Acostumado a jogar pelo contra-ataque, estratégia das duas primeiras rodadas, ele foi forçado a mudar o estilo da equipe quando o Brasil abriu vantagem. Aí, faltou qualidade para a Dinamarca propor o jogo.

Dupla gremista justifica aposta e contribui na vitória brasileira

O volante Walace foi eleito substituto do suspenso Thiago Maia e realizou grande partida em casa, já que é baiano. Com bom controle de bola, melhorou a saída do Brasil e prevaleceu no jogo físico contra os dinamarqueses, uma das razões para a escolha por ele. Já Luan aproximou mais o meio-campo do ataque e foi responsável pela jogada do gol de Gabriel Jesus com um cruzamento forte e preciso, além de anotar o terceiro da seleção com oportunismo.

Neymar não faz gol, mas tem ótima atuação e ajuda o Brasil

Em nova posição, com liberdade para se movimentar e jogar mais pelo centro, Neymar foi eficiente e ajudou a seleção na distribuição de bolas. O passe mais bonito da noite, por sinal, foi dele para Douglas Santos e permitiu o terceiro gol, feito por Luan. No segundo tempo, ele deu um susto grande na torcida em lance duro no tornozelo, mas depois seguiu normalmente. Agora há oito jogos sem marcar na seleção, reencontra a Colômbia nas quartas, dois anos após a lesão na Copa do Mundo.

Defesa do Brasil volta a segurar rivais e é a mais eficiente da Olimpíada

Aspecto positivo dos dois primeiros jogos, a defesa do Brasil voltou a ser segura apesar da ausência de Thiago Maia. Ao fim da fase de grupos, a seleção de Rogério Micale é a única entre as 16 que não sofreu gols, o que pode ser uma arma para o mata-mata da Olimpíada.

FICHA TÉCNICA

Dinamarca 0 x 4 Brasil

Local: Arena Fonte Nova, Salvador (BA)
Data: 10/08/2016
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Alireza Faghani (Irã)

Gols: Gabigol, aos 25, e Gabriel Jesus, aos 40 minutos do 1º tempo; Luan, aos 5, e Gabigol, aos 36 minutos do 2º tempo
Cartões amarelos: Maxso (Dinamarca) e Gabriel Jesus (Brasil)

Dinamarca: Hojbjerg; Puggaard (Kasper Larsen), Gregor, Gomes e Blabjerg; Borsting (Rasmussen), Maxso, Jonsson e Vibe; Bruun Larsen e Brock-Madsen (Skov). Técnico:Niels Frederiksen

Brasil: Weverton; Zeca (William), Marquinhos (Luan Garcia), Rodrigo Caio e Douglas Santos; Renato Augusto (Rodrigo Dourado) e Walace; Gabigol, Luan e Gabriel Jesus; Neymar. Técnico: Rogério Micale

Uol

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br

 

Santos aceita proposta de R$ 65mi e libera Gabigol para negociar com a Juventus

 (Fred Casagrande/FramePhoto)
(Fred Casagrande/FramePhoto)

O Santos aceitou no fim da manhã desta segunda-feira uma proposta da Juventus por Gabigol. O clube italiano ofereceu R$ 65 milhões, limpos de impostos, para o Peixe, que autorizou o atacante a negociar com o atual campeão do Calcio.

Apesar de ter revelado Gabigol, o Santos só tem 40% dos direitos econômicos,  o que torna a proposta da Juventus ainda mais significativa.  O pai do jogador, que tem outros 40%, e a Doyen, dona dos outros 20%, negociarão seus valores com a Juve de maneira individual.

Gabigol está na mira do futebol estrangeiro há tempos. Em janeiro, ele recebeu oferta salarial de R$ 5 milhões por mês de um clube chinês, mas recusou. Em junho, foi a vez do Borussia Dortmund procurá-lo.

yahoo

Acompanhe mais notícias do FN nas redes sociais: FacebookTwitterYoutube e Instagram

Entre em contato com a redação do FN:  WhatsApp (83) 99907-8550. 

E-mail: jornalismo@focandoanoticia.com.br